Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 06/May/2014 às 15:15
115
Comentários

Boechat manda recado para Sheherazade

Ricardo Boechat alfineta Rachel Sheherazade: apresentadora também é responsável pelas morte de vítimas de 'justiceiros'

boechat sheherazade justiceiros
Boechat alfineta Rachel Sheherazade após linchamento de mulher por boato: ‘tem responsabilidade’ (Pragmatismo Político)

A morte de uma dona de casa inocente, espancada por ‘justiceiros’ no Guarujá, na Baixada Santista (SP), gerou revolta de internautas e jornalistas brasileiros.

Na edição do Jornal da Band de ontem (5), o âncora Ricardo Boechat criticou as “pessoas que mesmo em emissoras de TV estimulam a cultura da ‘justiça com as próprias mãos'”. Na avaliação do jornalista, esses formadores de opinião também são responsáveis pelo linchamento e morte de Fabiana Maria de Jesus (vídeo abaixo).

É uma referência à jornalista Rachel Sheherazade, que em fevereiro deste ano defendeu o “justiçamento” na região do Flamengo, no Rio de Janeiro, onde um menor foi torturado e preso a um poste pelo pescoço.

Na época, Sheherazade incentivou o “contra-ataque aos bandidos” e julgou compreensível “a atitude dos vingadores”.

Boechat concluiu o comentário, dizendo que “é hora de essas pessoas virem a público e dizer como se sentem diante da consumação de sua própria teoria na prática”.

Vídeo

com informações de Correio24Horas e BrasilPost

Recomendados para você

Comentários

  1. Bruno Postado em 06/May/2014 às 15:24

    Finalmente alguém com uma opinião de bom senso

    • pedro amarildo vieira Postado em 06/May/2014 às 23:07

      "(...) Acho que vivemos em um estado em que a pena de morte existe e foi decretada pelo bandido contra o cidadão. Nós somos sobreviventes de uma guerra não declarada, do cidadão de bem contra o bandido." (Delegado Pablo Rocha, Porto Alegre).

      • Pedra Postado em 07/May/2014 às 10:50

        que bosta.

      • marc Postado em 28/Dec/2014 às 14:19

        As execuções sumárias feitas as escuras pelo aparato policial, na maioria de pobres e pretos no país, vc não enxerga né senhor delegado.

  2. Luiz Carlos Zanoni Postado em 06/May/2014 às 15:26

    Perfeito... Esses "justiceiros da mídia" também são assassinos. Isso inclui o colega dele (Datena) e outros. Mas, como sempre, o Boechat é uma ilha de lucidez na tv aberta.

    • pedro amarildo vieira Postado em 06/May/2014 às 22:54

      A culpa disso tudo não é de uma jornalista.A culpa da violência no Brasil é do PT e seus governantes vagabundos.Mais de 60 mil pessoas, são assassinadas por ano no Brasil,mais da metade são mulheres.Só nos ultimos 12 anos de PT,já são mais de 700 mil vitimas. Militantes do PT,querem realmente falar de gente inocente?por que não começam a falar por essas vitimas,iniciando há 12 anos atrás?

      • Carolina Postado em 06/May/2014 às 23:04

        Pelo amor de Deus, tudo é desculpa pra falar mal do PT, né?! E ainda está defendendo uma jornalistazinha que incentiva o crime?? Por favor, tenha um pingo de respeito com a vítima dessa barbaridade e seus familiares!

      • Professora Postado em 06/May/2014 às 23:40

        A culpa e do PT, sabe de nada inocente. Ou idiota.

      • Tiago Postado em 07/May/2014 às 00:39

        hahauahuahuahauhauhauhauha vc leu o texto ou viu o vídeo?

      • Kikko Guimarães Postado em 07/May/2014 às 00:41

        o poder de polícia militar e civil é estadual.e e gurdaa municipal é de alçada municipal. nada compete esfer federal.. informe-se melhor para criticar, não aja como um linchador manipulado por formadores de opinião

      • Vitor carvalho Postado em 07/May/2014 às 00:52

        Agora tudo e culpa do PT. Não gosto do PT, mas daí a dizer que a violência é culpa deste ou daquele partido é negar os próprios números. Na era FHC os números da violência no Rio eram muito piores. O Brasil sempre foi violento, então a culpa é do Pedro Álvares Cabral? Os EUA são violentos, até mais que aqui em números. Também é culpa do PT?

      • Gibran Postado em 07/May/2014 às 01:26

        Claro, porque antes do governo do PT ninguém morria no Brasil, não é verdade? Digo mais, ninguém morria no mundo! Antes do PT todos eramos imortais! A policia militar, responsável pelo combate direto e investigação dos crimes é uma instância administrada pelos governadores. 10 segundos de google são suficientes para quebrar sua ideia absurda de culpar o um partido politico pela morte de Cristo. São décadas e mais décadas que resultaram na violência que vivemos hoje. Adeus.

      • Vagner Silva Postado em 07/May/2014 às 02:05

        Antes do PT... Não haviam mortes violentas no seu Brasil???

      • João Batista de Melo Neto Postado em 07/May/2014 às 10:23

        há, antes do PT não se matava. Os índices eram menores? Tudo era uma maravilha? não sou petista, não voto no PT, mas essa tua partidarizaçao, é inoportuna e burra!

      • Pedra Postado em 07/May/2014 às 10:51

        Antes do PT era a paz na terra... A PT... Vc me faz ter dores de cabeça.

      • Carlos G Postado em 07/May/2014 às 11:53

        O PSDB governa S. Paulo a trocentos anos, deixou o PCC se estabelecer e ainda acham que os outros é que são culpados. Não sou petista, mas também não podemos fechar os olhos à falta de objetividade e ação do PSDB a frente de nosso estado!

      • Rafael Adriano Postado em 07/May/2014 às 12:05

        Pedro, seu comentário é muito tendencioso, aliás, esse ano em quem vc votará? se não é o PT, será o PSDB. Pedro vc falou em governantes vagabundos(Só Aécio, roubou mais do que num sei quantos mensalões, é isso que vc deseja?), vamos fazer um acordo, eu, vc e todos os Brasileiros. Por que os responsáveis pelo o país ser assim somos nós, que escolhemos essas pessoas para nos governar, vamos votar em outras pessoas, aqui nesse país só quem governa é PT ou PSDB, vamos mudar, todo mundo quer ver a mudança, mas ninguém quer mudar, então comecemos por nós mesmos!

      • Gabriel Resende Postado em 07/May/2014 às 14:13

        Cara, como voce é burro.

      • tchekowski Postado em 07/May/2014 às 14:45

        A culpa é de gente igual ao Pedro Amarildo, gente raivosa que não respeita as leis, que não reconhece o valor da democracia, gente covarde que põe a culpa de mais de 500 anos de Brasil em um único partido. Se você estivesse lá Pedro, com esta sua ignorância, garanto que ia chutar o corpo desfalecido da mulher. Gente igual a você, com esse discurso furado, é capaz de juntar uma turma e agredir até a morte um militante petista.

      • Claudio Jodar Postado em 07/May/2014 às 20:26

        caro Pedro Amarildo Vieira você é um ignorante que merece ser repudiado nunca vi um cidadão falar tanta asneira como você , ganhou o troféu de maior ignorante ,troféu anta ,troféu de maior burro da internet ( lógico sem ofender as antas e os burros ).

      • Justo Postado em 08/May/2014 às 09:16

        Faz 500 anos q o Brasil é isso aí, EXATAMENTE isso aí! O PT prometeu mudar!!!!!

      • Ricardo Postado em 11/Nov/2014 às 14:07

        Cara, que merda vc escreveu!

      • Seu Zé Postado em 27/Dec/2014 às 22:33

        Você sabe o que é Constituinte? Lá diz quem é responsável pela segurança pública. Só uma dica

      • Eddie Postado em 28/Dec/2014 às 00:41

        Kkkkkkkkkkkk!!! Só rindo, Pedro! Só rindo!!

    • Márcio Postado em 12/May/2014 às 10:48

      Concordo completamente.

    • Francisco Postado em 12/Mar/2016 às 07:39

      Luiz Carlos, concordo plenamente com você.Pode ter certeza que a mídia hoje, é a grande responsável por essa cultura maldita, por esse comportamento dos jovens em querer aparentar uma coisa que não são e para isso procuram o mais fácil, o crime.

  3. Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 15:37

    Ainda ontem foi anunciado que quase a metade dos candidatos a estágio são reprovados na prova de Língua Portuguesa. Quando começarem a cobrar interpretação de texto, então... "Diferencie: compreensível de justificável" ou ainda "explique a frase: não são pessoas de minha confiança". Ao fim, caberia questionar: sequestrar mulheres, em virtude de estudarem, para serem vendidas como escravas, deve ser algo omitido, relevado, se praticado na Nigéria? Com a palavra (por favor, a palavra, mas não pais, pedras e linchamentos), os empiristas! P.S.: lamento, quanto à jornalista, sim, ela ter dito que as pixações de Bieber são meros atos de rebeldia juvenil, bem como sua defesa de Feliciano.

    • Milla Postado em 06/May/2014 às 16:31

      FLOOD detected ¬¬'

      • Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 18:39

        Que bonitinho. Ela escreve em inglês e gosta de memes! Mas, (também um meme) conte-me mais sobre seu conceito de "etiquetamento" e julgamento prévio, prezada Milla. Isso porque, se sua etiqueta "flood" for em função de eu comentar em mais de uma notícia, a crítica pode atingir a você, ao meu xará Rodrigo, que também costuma comentar, bem como a comentaristas também contumazes outros, todos com seu direito de opinião, como Denisbaldo, Thiago Teixeira e Deisi. Abraços.

      • Denisbaldo Postado em 07/May/2014 às 13:01

        Verdade Rodrigo, você pode encharcar seus comentários com termos em latim que somente profissionais do direito devem conhecer, mas ela não pode usar um termo em inglês pra criticar o seu comentário...elite pangaré

      • Rodrigo Postado em 07/May/2014 às 15:54

        Denis, Denis... Elite não seria quem mora 10 anos nos EUA?

    • Rafael Rangel Postado em 06/May/2014 às 22:10

      Rodrigo, sugiro a você rever a fala da Sheherazade. Ela diz compreensível, mas na verdade ela está justificando. Se você tirar a frase do contexto ela perde o sentido, mas a frase, nesse caso, não pode ser tirada do contexto. Esse é um erro grave de interpretação dos estudantes, corrija-o a tempo. Ela inventa até um termo próprio para justificar o ato, "legítima defesa coletiva", é mole? Seguindo a linha de racíocinio dela, a morte da moça no Guarujá foi mais um exemplo de "legítima defesa coletiva, de uma sociedade sem Estado, contra um estado de violência sem limite" (o trocadilho dela seria até engraçadinho, se não fosse trágico). Eu acho que ela deveria adotar os "justiceiros".

      • Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 22:44

        Revi e mantenho minha posição. Discordo das sua, pelas razões já expostas por mim - infelizmente, como ela disse, tais atos de linchamento serão a cada dia mais frequentes, face à situação de abandono da segurança pública ("justiceiros" agindo, populares reagindo a assaltos, linchamentos até de inocentes, como o caso da sra. assassinada - discordo de seu raciocínio e, novamente, não defendo linchamentos, mas vejo que podem se tornar mais frequentes). Ao final, com base no sentido denotativo das palavras, mas não em interpretação particular, também sugiro que repense sua posição.

      • pedro amarildo vieira Postado em 06/May/2014 às 22:56

        A culpa disso tudo não é de uma jornalista.A culpa da violência no Brasil é do PT e seus governantes vagabundos.Mais de 60 mil pessoas, são assassinadas por ano no Brasil,mais da metade são mulheres.Só nos ultimos 12 anos de PT,já são mais de 700 mil vitimas. Militantes do PT,querem realmente falar de gente inocente?por que não começam a falar por essas vitimas,iniciando há 12 anos atrás?

      • Cleiton S. da Silva Postado em 07/May/2014 às 10:10

        Boa, muito boa ideia. Adote um justiceiro!

      • Mario Postado em 07/May/2014 às 10:53

        Rodrigo escreve bem... Foi bem alfabetizado e até consegue decodificar a língua portuguesa de modo a entender o significado de sua construção e mensagem. Mas interpretar... Isso não, pois demanda senso crítico e isso você não tem.

  4. Denisbaldo Postado em 06/May/2014 às 15:45

    Vocês que defendem tanto as leis dos EUA deveriam ter reparado que o dono de um time de basquete FOI BANIDO DA NBA por suas declarações racistas. Ué, cadê a liberdade de expressão dos EUA??? Cadê a galerinha da "direita burra" pra explicar isso do seu país exemplo??? Isso é justiça de verdade, isso ninguém fala porque vai contra essa classe elite pangaré do Brasil. Concluindo, nos EUA a Sherazedo seria sumariamente banida do jornalismo pela sua declaração.

    • Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 16:24

      Generalização e etiquetamento. A gente vê por aqui! Uma coisa é o abjeto crime de racismo, que não se confunde com liberdade de expressão, revelando exagero, abuso - a assistente colisão de direitos é resolvida com o sopesamento dos bens jurídicos sob tutela. Ou seja, (abuso da) liberdade de expressão não é maior que a dignidade da pessoa humana, que os seus direitos da personalidade. Tal, em momento algum, confunde-se com a fala no sentido de afirmar compreensível (mas não defensável ou justificável), que pessoas se rebelem contra a livre e retirada prática de crimes por parte de outrem; discordo de linchamentos, tanto quanto de distorções de falas, em que pese serem mais abjetos os linchamentos. Políticas públicas efetivas, direitos humanos para todos, bem como a punição de linchadores e ladrões, são a resposta. P.S.: não entendi a correlação do racismo com a frase da jornalista.

      • Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 16:26

        *a aparente colisão... **contra a livre e reiterada

      • Denisbaldo Postado em 06/May/2014 às 16:43

        racismo é crime e queimar a constituição federal em rede nacional também é.

      • Denisbaldo Postado em 06/May/2014 às 16:56

        Artigo 1o. inciso III - dignidade da pessoa humana. Esse inciso para o seu pífio conhecimento é a base de todo o DIREITO PENAL BRASILEIRO. Ao xingar um adolescente de "marginalzinho" em rede nacional, ela o destituiu de qualquer honra e dignidade, como se ele fosse um saco de lixo que devesse ser queimado e exterminado. Se você consultar o artigo 5o. observará vários direitos e garantias que este adolescente possui e que ela sumariamente em rede nacional retirou, como se ela fosse competente para isso. Inciso III - art. 5o. Ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante. Quem compreende essas atitudes praticadas por esses marginais é tão marginal quanto eles. ELA AFRONTOU A CONSTITUIÇÃO INTEIRA QUANDO AFRONTOU A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA. ELA SÓ AFRONTOU O PRINCÍPIO BÁSICO FUNDAMENTAL DA MAIOR CARTA DESTE PAÍS. Se isso não é crime para o senhor, sinto muito, não há mais o que discutir.

      • Carlos Postado em 06/May/2014 às 18:56

        Caro Rodrigo, até que enfim encontro por aqui um dos raros cérebros capazes de analisar os contextos e expressar uma opinião clara e isenta de "ismos".

      • Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 18:58

        Prezado Denisbaldo, Leia novamente meu comentário, pois sua interpretação está equivocada (agradeço a remessa ao respectivo artigo e inciso desse verdadeiro supraprincípio ou "norma normarum" (norma das normas) que é a dignidade da pessoa humana. Eu o citei justamente por conhecer sua topologia e irradiação, vez que sou Advogado - cabível ainda remessa à doutrina de Lênio Streck, jurista este que adverte, também, para a necessária atenção quanto ao princípio, a fim de que interpretações distorcidas não sirvam à violação frontal da lei (textos no Consultor Jurídico). Quanto ao menor ser marginal, estar à margem da sociedade (tal é a denotação), creio que não há conclusão outra senão reconhecer que ele encontra-se marginalizado. Tanto assim que, poucos dias depois, tornou à prática de crimes nomeados atos infracionais pelo ECA. E está à disposição para quem queira ajudar (não precisa adotar, nem levar pra casa, pois sei que teme por sua vida e pelo seu patrimônio, enquanto ele não estiver recuperado). A sra. que o desamarrou do poste o ajudou, mas nenhum outro alegado "defensor dos direitos humanos" (não os verdadeiros, mas aqueles que apenas discursam) o procurou, ele continuando à margem da sociedade. Assim, a jornalista, ao falar, mas não defender ou incitar (eis a importância da interpretação textual), que condutas assim são compreensíveis, que podem se tornar mais e mais frequentes, em vez de conclamar pessoas a linchamentos, apenas expôs o resultado esperado do abandono do Estado quanto a políticas públicas, da saúde e educação à segurança. Infelizmente, mais e mais cidadãos acabarão reiterando a conduta, tal foi a fala dela e os acontecimentos subsequentes nos mostram isso - muitos outros foram linchados, mesmo pessoas que crime algum cometeram. O abandono, a insegurança, pois, leva o crime/ato infracional a ser combatido com outro crime, com a infeliz concretização da Lei de Talião "olho por olho, dente por dente". Por isso, ao final, disse que não deve ser tolerado nem o crime de furto/roubo/homicídio, nem mesmo o linchamento. Ao revés, temos de ter a prestação dos serviços públicos efetivos. Disse, ainda, que discordo da jornalista quanto a posicionamentos outros. Mas, no caso específico, discordo da distorção de uma fala, do endeusamento seja de criminosos/menores infratores, seja de linchadores. Discordo de discursos vazios, que pregam direitos humanos para humanos "direitos", bem como direitos humanos para humanos "esquerdos". A responsabilidade individual tem de ser levada em conta. Temos de começar a instruir nossos filhos e demais semelhantes a assumir responsabilidades, louvar o estudo, o trabalho, a observância da lei. A fim de que não roube, nem linche. E, mais, cobrar dos eleitos o cumprimento de suas promessas, em vez de ficamos apenas a "sentar no rabo para apontar o alheio". P.S.: você relacionou racismo com a fala da jornalista, eu analisei e agora reiterei, mas você passa a falar em crimes outros. Atenha-se a uma linha de raciocínio e poderemos seguir em frente, em discussão lógica ou não teremos como discutir.

      • Carlos Postado em 06/May/2014 às 19:13

        Como se a culpa de toda essa selvageria fosse da Sheherazade. Ninguém diz aqui que a população está partindo para o olho por olho pq perdeu a confiança no Estado e não concorda mais com a fragilidade das leis. O caso do Guarujá reflete o lado negro (ou seria afrodescendente?) das redes sociais, aquele todo mundo diz o que quer sem pensar nas consequências. Jornalismo, ao contrário do que pensa o Supremo Tribunal Federal, é uma atividade séria e que não pode ser praticada por gente sem preparo (e, por favor, não digam que quero tolher a liberdade de expressão). Alguém aí teve a curiosidade de olhar a página "Guarujá Alerta", que teria detonado a ira popular contra a moça que morreu linchada? Tem lá o seu lado de prestação de serviço, mas nota-se sem maior esforço que é produzida por pessoas sem nenhuma qualificação. Ocorre que as quase 50 mil pessoas que seguem o citado site parecem não se importar com isso ou não têm discernimento para saber a diferença entre notícia e boato. Só podia dar no que deu. E voltando ao X da questão, a dona Sheherazade - e qualquer orador por mais eloquente que seja - não teria capacidade de gerar tanta polêmica se seus ouvintes fossem pessoas com boa educação e cultura. O que resto é balela.

      • Denisbaldo Postado em 06/May/2014 às 19:35

        Rodrigo, você conseguiria julgar se a atitude de Sheherazade é crime ou não? Pelo jeito é você quem não está se atendo ao cerne da lide. Escreveu 100 linhas e mesmo assim não bateu o martelo. Você, um advogado, deve ter uma posição firme e bem embasada, algo que até agora não colocou. Afinal, pra você, é ou não crime a atitude desta "nobre" jornalista? A partir daí posso seguir e explicar o óbvio que penso sobre a relação entre esse caso e o ocorrido nos EUA, mesmo já estando muito claro em meus posts.

      • Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 21:15

        Denisbaldo, para bom entendedor, meias palavras bastariam. Então tentei com cem linhas, mas nem assim bastou, de modo que eu lamento ter de me estender, novamente. De todo modo, você fechou seu discurso em um ponto uno, ao menos: não mais fala de racismo, agora falando de eventuais crimes outros praticados pela jornalista. Então vamos lá: 1- Quanto à fala sobre o linchamento (Código Penal) - "Art. 286 - Incitar, publicamente, a prática de crime" e "Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:" - não houve afirmação objetiva no sentido da prática de crime. Ela não mandou ninguém linchar, nem mesmo disse que o linchamento é defensável (novamente, compreensível não se confunde com defensável, necessário e justificável, nesse sentido o dicionário, com seus milhares de verbetes, ajudando muito). Mesmo por isso o Planet Hemp jamais foi condenado definitivamente por apologia ao uso de drogas. Ela sugeriu, sim, que pessoas se dispusessem a ajudar, a adotar, a levar para seus lares, o que não revela crime. 2- Quanto aos adjetivos dirigidos ao menor e notícia, no ECA e no Código Penal, respectivamente - "Art. 247. Divulgar, total ou parcialmente, sem autorização devida, por qualquer meio de comunicação, nome, ato ou documento de procedimento policial, administrativo ou judicial relativo a criança ou adolescente a que se atribua ato infracional: [...] § 1º Incorre na mesma pena quem exibe, total ou parcialmente, fotografia de criança ou adolescente envolvido em ato infracional, ou qualquer ilustração que lhe diga respeito ou se refira a atos que lhe sejam atribuídos, de forma a permitir sua identificação, direta ou indiretamente. [...] § 2º Se o fato for praticado por órgão de imprensa ou emissora de rádio ou televisão, além da pena prevista neste artigo, a autoridade judiciária poderá determinar a apreensão da publicação ou a suspensão da programação da emissora até por dois dias, bem como da publicação do periódico até por dois números. (Expressão declara inconstitucional pela ADIN 869-2)." - a) Inicialmente, não foi dado seu nome, endereço, mostrado seu rosto ou qualquer elemento outro que permitisse sua identificação objetivamente (há quem possa discordar, alegando que o menor deve receber proteção especial, atenção, mas tal foi o que justamente a jornalista sugeriu e ninguém fez...); b) não há calúnia, injúria ou difamação, por se tratar de matéria jornalística a retratar um fato verídico, enquadrando-se no "animus criticandi" - arts. 138 a 145 CP. Crime houve, pois, por quem linchou e agrediu, do lado do menor havendo a prática de ato infracional, de seu lado o menor tendo cometido um ato infracional ao praticar ato definido como crime. P.S.: seguindo sua linha de raciocínio, quem seria o culpado pela morte do cinegrafista Santiago, da Band? E do estudante Vitor Hugo Deppman?

      • Alex Postado em 06/May/2014 às 23:03

        Os nossos direitos garantidos pela constituição não são ilimitáveis. A liberdade de expressão não pode ferir os outros direitos. Nesse caso os direitos inerentes a dignidade humana devem prevalecer, pois nossos direitos terminam quando o direito de outrem começa.

      • Denisbaldo Postado em 07/May/2014 às 08:39

        Alex, eu sigo o seu raciocínio também, a dignidade da pessoa humana está acima de todos os outros direitos. Por favor Rodrigo, não desdenhe da minha capacidade de compreensão. Você que é um exibicionista escrevendo comentários mais longos do que a própria matéria, cheios de considerações desviadas, como se você fosse a peça mais importante da página. Aconselho você a escrever seu próprio blog Injúria não é crime? Ela não usou o termo "marginalzinho' em seu sentido técnico e sim no pejorativo. Da mesma maneira que chamar alguém de ignorante ou xingar alguém de ignorante. Aliás, já que não foi injúria, ela poderia ter chamado o Thor Batista de marginalzinho também, porque atropelar e matar uma pessoa dirigindo bêbado uma Mercedez a 150 Km/h está bem mais próximo do termo técnico "marginalzinho", às margens da lei para ser mais claro, do que aquele adolescente. Será que o papai Batista ia ouvir suas sábias explicações Foi sim ofensa a um adolescente que ela nem conhece. Mais um detalhe, um dos sinônimos de "compreensível" é "aceitável", "aprovável". Vá procurar no Aurélio por favor antes de destilar sua arrogância. Não há nem a necessidade de interpretação neste caso, até o dicionário explica. Outra coisa, nunca associei a atitude desta jornalista ao ato de racismo do americano, e sim fiz uma simples analogia ao fato de que muitos estão agora a questionar a falta de liberdade de expressão das leis brasileiras no caso Sherazedo, e usualmente estes críticos são aqueles que sempre defendem a liberdade americana sem ter a mínima ideia do que são os EUA. Morei em NYC 10 anos e conheço muito bem o que é um país mais justo e igual. Concluindo, para mim, Sheherazade não contribui em nada com seus atos e deveria sim ser exemplarmente punida, e com certeza seria se trabalhasse nos EUA.

      • Rodrigo Postado em 07/May/2014 às 11:30

        Conforme fiz remessa às amenidades dela para com a pichação de Justin Bieber, concordo contigo e os mesmos adjetivos devem ser reservados a quem cometer crimes - de assaltos a assassinatos, em trânsito ou não, seja mais ou menos favorecido. Não é justificável tratamento diferenciado. E reitero: não há princípio absoluto, em que pese seu entendimento - mesmo a vida, em caso de guerra declarada, é um direito relativizado, sendo possível a pena de morte. Caso contrário todas as nossas prisões seriam esvaziadas, em louvor à dignidade humana dos condenados; a legítima defesa e estado de necessidade não teriam lugar, dada a dignidade humana das vítimas (da reação em legítima e estado de necessidade); crimes efetivamente ocorridos não poderiam ser noticiados, em louvor à dignidade humana do criminoso - não falo em abuso de direito, mas em exercício de um direito de crítica (como disse, caso contrário, o Planet Hemp estaria preso há muito tempo...). No mais, dada a divergência, aguardemos denúncia e julgamento do caso, então, a fim de sabermos se realmente houve os crimes que você entende configurados. E fico feliz por sua experiência fora do país. Ainda não reuni condições para tanto, mas espero logo poder conhecer, "in loco", conhecer outras culturas e suas qualidades e defeitos, ambos face, também, às qualidades e defeitos de nossa pátria.

      • Rodrigo Postado em 07/May/2014 às 11:36

        E, lamentando suas ofensas a mim dirigidas, esperando dias melhores para você, seguem os verbetes: "compreensível com.pre.en.sí.vel adj m+f (lat comprehensibile) Que pode ser compreendido." "justificável jus.ti.fi.cá.vel adj (justificar+vel) Que se pode justificar."

      • Denisbaldo Postado em 07/May/2014 às 11:58

        O que mais impressiona é a sua falta de humildade em aceitar que entendeu a minha comparação do caso Sheherazade com o ocorrido nos EUA. Você deveria saber que o ato cometido por esse senhor americano nunca seria punido no Brasil com o mesmo rigor daquele país. Mesmo assim, os defensores da justiça americana, questionam o porquê do "rigor" do MP no caso Sheherazade. Questionam onde está a "liberdade de expressão". Como você mesmo acabou de dizer não há princípio absoluto na CF/88, mas alguns se sobrepõe a outros, e com certeza a dignidade de uma pessoa está acima da liberdade de expressão da outra. Você já entendeu, só não quer corroborar. É sim arrogante e exibicionista.

      • Denisbaldo Postado em 07/May/2014 às 11:59

        Significado de Compreender v.t. Encerrar em si, abranger, incluir: o Rio de Janeiro compreende várias Regiões Administrativas. / Constar de, compor-se de. / Conceber, perceber pelo espírito: compreender o pensamento de qualquer pessoa. / Aceitar com indulgência as razões de uma pessoa; aprovar. - Dicionário Digital Aurélio 2014

      • Denisbaldo Postado em 07/May/2014 às 12:32

        E se pra você, assim como para a Sheherazade, chamar de "marginalzinho" não é ferir a honra e a dignidade de alguém, façam isso com o Thor Batista e verão o resultado. O que ocorre é que para vocês esse adolescente não tem honra e muito menos dignidade. Coisas da elite pangaré do Brasil.

      • Rodrigo Postado em 07/May/2014 às 12:33

        Não, apenas discordo de ti, demonstrado (mesmo exaustivamente), embasamento legal para a minha opinião - exercício regular de direito x alegado abuso de direito, a divulgação de um fato criminoso e ato infracional (linchamento e furto), no caso concreto, não tendo revelado nem incitação/apologia, nem ofensa - reitero, caso contrário, que sejam abertas as portas dos presídios, vez que o cárcere ofende a dignidade da pessoa humana, bem como que seja preso o Planet Hemp (prisão que não desejo, em que pese discordar de muitas letras). Ou, como disse, que aguardemos a decisão judicial, com trânsito em julgado. Após, agora você fala de comparar a celeridade da justiça americana com a brasileira? Mas não era sobre o racismo na NBA e a fala de Sherazade? Depois, não, era sobre incitação/apologia ao crime e ofensa ao menor? Aí fica difícil acompanhar... Ao fim, paz e bem. Guarde suas ofensas para si - poderia retorquí-las, mas prefiro não. Menos ofensas e mais serenidade e racionalidade, pois xingamentos não são argumentos para uma discussão. P.S.: fui xingado de arrogante e exibicionista, por alguém que discute a potencialidade de um vocábulo ofender a dignidade da pessoa humana... Curioso... P.S. do P.S.: você não me respondeu, segundo sua linha de raciocínio, quem seriam os responsáveis, então, pelos homicídios do cinegrafista Santiago, da Band, e do estudante Vitor Hugo Deppman.

      • Denisbaldo Postado em 07/May/2014 às 13:15

        Abrir as portas dos presídios? Baseado na dignidade da pessoa humana??? Que comparação absurda!!! As leis designam penas para os delitos. E as penas devem ser proporcionais à gravidade do delito. Se eles tiveram direito ao contraditório e ampla defesa, seus direito constitucionais, a dignidade da pessoa humana não foi ferida. Vem cá, você é advogado mesmo??? Eu sou engenheiro eletrônico e tenho uma visão do direito muito mais clara que a sua!!! Que droga de advogado que você é!!!A Raquel S. cometeu um delito (no mínimo crime de injúria) ao ofender o adolescente em cadeia nacional e por isso não pode ser usado o argumento absolutório da liberdade de expressão. Não queria confundir as coisas meu amigo para defender sua posição. O Planet Hemp está relacionado com uma causa própria, não envolveu um terceiro, não atacou ninguém. Defende a legalização da maconha, um caso muito diferente. Faz apologia às drogas e inclusive já foram presos por isso, mas ao que tudo indica, o mundo está legalizando a maconha, não só o Brasil. Valeu velho, sem mais, você é péssimo...

      • Rodrigo Postado em 07/May/2014 às 13:32

        Ofensas, ofensas e mais ofensas... Nenhum embasamento jurídico, que desconhece, ao que se arvora à condição de analista jurídico do conhecimento alheio, crendo que impropérios constituirão sua "razão"... Lamentável e reitero os votos de dias melhores. Ao se ver contestado, sugiro argumentação lógico-racional; judicialmente, uma contestação recheada de termos pejorativos tem os mesmos devidamente riscados e, ao não revelarem impugnação, resta unicamente a confissão, ok? P.S.: Creio que sistemas eletrônicos, até onde pouco conheço, não tenham seus problemas solucionados à base de impropérios.

      • Matheus B. Postado em 07/May/2014 às 15:13

        Parabéns pela paciência, Rodrigo. Eu já tinha respondido a este senhor basicamente com os mesmos argumentos, mas em bem menos linhas, é claro, já que não sou advogado, e só recebi ofensas de volta. Ele morou 10 anos nos Estados Unidos e não aprendeu nada, não será agora que vai aprender.

      • Rodrigo Postado em 08/May/2014 às 11:50

        Pois é, Matheus B. Por vezes é muito difícil manter uma discussão apaixonada (seja política, amorosa, esportiva) dentro de limites de, ao menos, mínimo equilíbrio. Ofensas nada comprovam, nada resolvem, a não ser para quem acha válido calar, censurar a fala de alguém, ao tapar a boca do interlocutor com uma mordaça conveniente, seja ao grupo político que "tomou" o poder, seja ao grupo que quer "retomá-lo". Não trago uma indireta, uma acusação, muito menos desprezo, mas apenas um chamado, a mim e a todos, no sentido nos distanciarmos das regras propostas por Schoppenhauer para "vencer qualquer discussão", regras estas que estarão bem presentes nas eleições: “Como em qualquer disputa, em uma discussão o que está em ação não é o desejo pela verdade, mas o desejo pelo poder. E o ser humano, que não é um ser especialmente nobre, revela seu lado mais sombrio: a vaidade e a hipocrisia triunfam. Desafiar uma convicção soa como desvalorizar a personalidade; uma refutação é considerada declaração de inferioridade intelectual. Portanto, cada um se agarra desesperadamente às suas afirmações; mesmo aqueles que duvidam da legitimidade de sua causa fazem todos os esforços para, pelo menos, parecer vitoriosos. Assim, atacam muitas vezes de maneira intencional, e outras de forma completamente passional, com todos os tipos de truques e subterfúgios dialéticos. E eles são numerosos, variados, e repetem-se por toda parte: nas conversas diárias e nas polêmicas dos jornais, em debates parlamentares e em processos judiciais; e até mesmo em discussões acadêmicas nos deparamos hoje com os mesmos truques e subterfúgios utilizados há séculos.”

      • Matheus B. Postado em 08/May/2014 às 14:20

        Sim, Rodrigo, a honestidade intelectual é artigo raríssimo no mercado. Acho que devemos isso à Foucault e Derridá, quando afirmaram que a verdade não existe, que tudo não passa de uma construção.

    • mazinho de souza Postado em 06/May/2014 às 16:48

      Com certeza.....

    • Luiz Postado em 06/May/2014 às 16:51

      Comentario desnecessario.

    • Denisbaldo Postado em 06/May/2014 às 19:34

      Rodrigo, você conseguiria julgar se a atitude de Sheherazade é crime ou não? Pelo jeito é você quem não está se atendo ao cerne da lide. Escreveu 100 linhas e mesmo assim não bateu o martelo. Você, um advogado, deve ter uma posição firme e bem embasada, algo que até agora não colocou. Afinal, pra você, é ou não crime a atitude desta "nobre" jornalista? A partir daí posso seguir e explicar o óbvio que penso sobre a relação entre esse caso e o ocorrido nos EUA, mesmo já estando muito claro em meus posts.

      • Rodrigo Postado em 06/May/2014 às 21:18

        Denisbaldo, para bom entendedor, meias palavras bastariam. Então tentei com cem linhas, mas nem assim bastou, de modo que eu lamento ter de me estender, novamente. De todo modo, você fechou seu discurso em um ponto uno, ao menos: não mais fala de racismo, agora falando de eventuais crimes outros praticados pela jornalista. Então vamos lá: 1- Quanto à fala sobre o linchamento (Código Penal) - "Art. 286 - Incitar, publicamente, a prática de crime" e "Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:" - não houve afirmação objetiva no sentido da prática de crime. Ela não mandou ninguém linchar, nem mesmo disse que o linchamento é defensável (novamente, compreensível não se confunde com defensável, necessário e justificável, nesse sentido o dicionário, com seus milhares de verbetes, ajudando muito). Mesmo por isso o Planet Hemp jamais foi condenado definitivamente por apologia ao uso de drogas. Ela sugeriu, sim, que pessoas se dispusessem a ajudar, a adotar, a levar para seus lares, o que não revela crime. 2- Quanto aos adjetivos dirigidos ao menor e notícia, no ECA e no Código Penal, respectivamente - "Art. 247. Divulgar, total ou parcialmente, sem autorização devida, por qualquer meio de comunicação, nome, ato ou documento de procedimento policial, administrativo ou judicial relativo a criança ou adolescente a que se atribua ato infracional: [...] § 1º Incorre na mesma pena quem exibe, total ou parcialmente, fotografia de criança ou adolescente envolvido em ato infracional, ou qualquer ilustração que lhe diga respeito ou se refira a atos que lhe sejam atribuídos, de forma a permitir sua identificação, direta ou indiretamente. [...] § 2º Se o fato for praticado por órgão de imprensa ou emissora de rádio ou televisão, além da pena prevista neste artigo, a autoridade judiciária poderá determinar a apreensão da publicação ou a suspensão da programação da emissora até por dois dias, bem como da publicação do periódico até por dois números. (Expressão declara inconstitucional pela ADIN 869-2)." - a) Inicialmente, não foi dado seu nome, endereço, mostrado seu rosto ou qualquer elemento outro que permitisse sua identificação objetivamente (há quem possa discordar, alegando que o menor deve receber proteção especial, atenção, mas tal foi o que justamente a jornalista sugeriu e ninguém fez...); b) não há calúnia, injúria ou difamação, por se tratar de matéria jornalística a retratar um fato verídico, enquadrando-se no "animus criticandi" - arts. 138 a 145 CP. Crime houve, pois, por quem linchou e agrediu, do lado do menor havendo a prática de ato infracional, de seu lado o menor tendo cometido um ato infracional ao praticar ato definido como crime. P.S.: seguindo sua linha de raciocínio, quem seria o culpado pela morte do cinegrafista Santiago, da Band? E do estudante Vitor Hugo Deppman?

    • Douglas Postado em 07/May/2014 às 09:55

      Nos EUA, ela seria contratada pela FOX News por acreditar em Deus.

  5. Alexandre Postado em 06/May/2014 às 15:53

    Justo o Boechat que, em mais de uma vez, declarou que quebra-quebra da população é uma manifestação legítima.

    • Leandro Postado em 06/May/2014 às 23:32

      nem vem, cara. A revolta popular com o poder em forma de manifestação é uma coisa, o linchamento de um cidadão do próprio povo baseado numa "notícia" na internet é outra completamente diferente. Nem cabe a comparação.

      • DINAH CAIXETA Postado em 31/Dec/2014 às 14:56

        eu nao dou moral pra essa imbecil,ela deveria responder por apologia ao crime de linchamento.#EU ODEIO ESSA IMBECIL.

  6. deisi Postado em 06/May/2014 às 16:03

    Com certeza Luiz Carlos ,Boechat faz que a esperança perdure por mais um tempo na TV aberta .Mas pode crer que o verme captou à mensagem . Inclusive ontem o Dapena nem explorou o ocorrido , chamou outra reportagem ; e comentou "é parece que a mulher era inocente". Com certeza vestiu a carapuça .Espero que os outros como Cezar Filho , Flavio Prado ,e muitos que compartilham da mesma opinião ,pense um pouco melhor e deixem de ser escrotos.

    • Denisbaldo Postado em 06/May/2014 às 16:10

      O Datena, toda vez que afirma que bandido e assassino no Brasil não vão presos pela inércia e brechas da justiça, está mandando a seguinte mensagem: "Bandidos, roubem e matem que não irão presos". Esse ai é outro que não vale o que come. Enche os bolsos com a barbárie do país.

  7. Carlos Cotrim Postado em 06/May/2014 às 16:08

    Boa a alfinetada de Boechat na imbecil da Sheherazade. Mas infelizmente a Ticiana cagou no final. Culpado ou inocente cabe a justiça fazer o julgamento obedecendo a legislação.

  8. Dinio Postado em 06/May/2014 às 16:11

    Boechat é outro facista, reacionário, agora pousando de mocinho. Só quem não vê o Jornal da Band. Ele está é com medo de perder a vaga pra Sherazade que a Band tenta tirar do SBT por pobres 350 mil reais por mes, não se iludam !

    • João Postado em 06/May/2014 às 18:23

      Fontes???

  9. Luciana Postado em 06/May/2014 às 16:14

    Falou tudo!

  10. Rochelle Postado em 06/May/2014 às 16:15

    Uma jornalista superficial, com raciocínio superficial, esbarra na sua própria superficialidade... a realidade é bem mais dura do que a que ela vê a partir da bancada televisiva que ocupa.

    • igor Postado em 06/May/2014 às 20:11

      concordo

  11. Anderson Postado em 06/May/2014 às 16:16

    Alguém poderia me dizer onde fica o botão RESET do Brasil?????

  12. Walter Postado em 06/May/2014 às 16:20

    Não se iludam a sheira merda vai pra BAND já já.

  13. Alexandre Lopes Postado em 06/May/2014 às 16:25

    Independentemente da baixa qualidade da Band como emissora e do caráter do Boechat, o comentário foi extremamente oportuno .

  14. rosa Postado em 06/May/2014 às 16:28

    Datena, Rachel Sheherazade e aquele Marcelo Rezende com um linguajar chulo, que tira sarro das vítimas e assassinos transformando a tragédia em comédia, boa parte dos que assistem estes programas ficam bem estimuldos

  15. fernanda Postado em 06/May/2014 às 16:36

    Os meios de comunicações brasileiros ,deveriam mesmo por a boca no trombone ,a Sherazade apenas expressou sua opinião ,pois coisas desse tipo acontece a anos ,olha a sua volta ,pensa ai quantos inocentes ou não já foram mortos ,em guerras de trafico de drogas por exemplo,um vingando a morte do outro e por ai vai ...

    • mazinho de souza Postado em 06/May/2014 às 16:46

      Fernanda, jornalista informa, nao expressa opiniao, desole. A opiniao do jornalista e uma coisa privada, ele so pode fazer isso em casa com os amigos, no trabalho o jornalista e apartidario, nao da opiniao propia pra nada. So em um pais sem regras como no Brasil existe isso.

    • José Luis Postado em 06/May/2014 às 17:39

      Sua comparação, com as mortes de vingança do trafico, é bastante apropriada; afinal quem matou essa pessoa, e quem estimula essas atitudes está no mesmo patamar de CRIMINOSO. Não é assim que se faz justiça, se equiparando aos Criminosos. Salve Boechat, admiro muitas de suas ponderações. É preciso senso de responsabilidade quando se fala em rede.

    • Diego Postado em 07/May/2014 às 08:32

      Em um País onde a política não é levada á sério , onde nossos governantes tratam aqueles que o colocaram no poder como fonte de renda para eles mesmo , em um país que bandidos ( Falo de todas as formas de bandidos ) estão no poder , e policiais que deveriam nos defender , são obrigados á ficar do lado criminoso , acho muito correto da parte da Rachel Sheherazade expressar sim sua opinião . Se realmente alguém do meio televisivo incentivou a pratica de qualquer crime ou ato que venha a prejudicar o meio de convívio em que está , é de total responsabilidade dos telespectadores , e não de quem expressa , ou repassa noticias , se mandarem alguém pular de uma ponte , a pessoa é obrigada á pular ? Uma boa parte do povo Brasileiro esta cansada de ver inúmeros crimes que são impunes , por consequência disse , vão procurar fazer justiça com as próprias mãos ,sem ao menos saber se a causa é verdadeira, já que nosso poder judiciário não esta apto a fazer isso . Enquanto todos estiverem iludidos com COPA DO MUNDO NO BRASIL , MEGA ESTÁDIOS E POR AI VAI , o brasileiro que esta cansando de esperar melhores condições de vida e segurança , vai sim fazer justiça por conta própria !

  16. Mazinho de Souza Postado em 06/May/2014 às 16:43

    Mais que de acordo, onde esta a tal da Rachel Sherazade e suas teorias idiotas?, quantos inocentes irao morrer ainda depois dessa enchecao de cranio alienatoria via TV, Depois da epidemia evangelica (to falando dos salafrarios e dos inocentes...rsrsrs) veio a epidemia justiceira que esta se alastrando barbaricamente. Ô gente burra!!!, tudo e facil menos pensar, ne? ta foda, esse pais!!!!

  17. deisi Postado em 06/May/2014 às 16:47

    Isso mesmo Alexandre !um comentário sensato ,principalmente quando se trata da cristã Sherazedo surgem muitos fieis escudeiros estressados , pra distorcer os fatos , concordo o comentário foi muito oportuno .

  18. Eduardo Silva Postado em 06/May/2014 às 17:03

    Não entendo porque toda esta comoção todo por causa de uma repórter que fala besteira na tv, sempre que ligo o rádio ou a televisão, em algum programa com comunicadores ou repórteres, não passa meia hora sem que ouça as maiores besteiras e idiotices ditas em tom de profunda verdade sobre algum assunto sobre o qual o repórter ou o comunicador não tem a menor ideia do que se trata, isto nos poucos assuntos que domino e tenho algum conhecimento, o que dirá do total que é dito e comentado e me passa batido. O que me espanta é a falta de qualidade, educação e o mínimo de conhecimento geral destas pessoas, que se apresentam para milhões de pessoas com alguma pretensão de serem formadores de opinião, mas que são perpetuadores da ignorância e do desconhecimento. Não me impressiona também o linchamento, uma vez que no Brasil o Poder Judiciário é uma piada alicerçada em grandes salários, o que acarreta que as pessoas busquem justiça com as próprias mãos, o que por si só já demostra a falência total do Judiciário Brasileiro, o que me impressiona é o motivo pelo qual a pessoa foi linchada "Bruxaria" e que o mesmo foi divulgado pelo Facebook ou seja o século XI e o XXI de mãos dadas para expandir a ignorância e o fanatismo no Brasil.

  19. Hudson Postado em 06/May/2014 às 17:05

    É incrivel como ainda tem gente retardada tentando justificar a fala daquela imbecil. Quero ver ir tentar justificar olhando no olho do marido da mulher que foi morta pela massa justiceira dessa jumenta. me desculpem os jumentos.

  20. Ivan Postado em 06/May/2014 às 17:08

    Pior foi a Friboizete dizer que o pior no caso é que a vítima era inocente. Poi se fosse culpada merecia esse destino?

    • Eduardo Abreu Postado em 06/May/2014 às 21:25

      é isso aí, de certa forma ela concordou com o linchamento, apenas que não seja contra inocentes.... ou seja, concordou que a justiça seja feita por cidadãos comuns sem que haja direito de defesa para ninguém....daqui uns dias vamos ver armas penduradas como no velho oeste americano e tudo vai estar bem.....

  21. Duarles Moreira Fernandes Postado em 06/May/2014 às 17:31

    pessoas hipócritas, brigando por causas hipócritas, esse é o nosso brasil, esse é o brasil de todo.

    • Eduardo Abreu Postado em 06/May/2014 às 21:28

      Amigo pode até ser um dos Brasis, mas o meu Brasil que amo não é este e acredito que não seja de milhões de brasileiros que amam esta terra, santa deste a chegada dos navegadores aqui em 1500.

      • Caio Postado em 07/May/2014 às 00:30

        O que voce disse?

  22. adalvaro Postado em 06/May/2014 às 18:04

    Mais uma vez chego a conclusão que cada um ouve a narração de um fato de acordo com sua formação. (ou interesse). Lendo comentários sempre chego a conclusão que cada um tem sua verdade. Penso que não devemos tirar conclusões precipitadas, até condenados em ultima instância podem ser inocentes, dependendo do ponto de vista do observador.

  23. Diogo Postado em 06/May/2014 às 18:07

    Tá, mas e ele vai se desculpar por ter defendido os black blocs que mataram seu colega?

  24. da silva Postado em 06/May/2014 às 18:39

    Meu Deus é de dar nojo de pessoas desprovidas de qualquer sentimento humanidade , vir defender essa tal no dia do enterro de uma mãe de 33 anos , que deixou duas filhas , na semana do dias da mães . Esses nem olhando no olhos das filhas mudaria suas opiniões ,acho que só se fosse a mãe deles que estivesse no caixão .Fizesse eles pensar um pouco.

  25. Thiago Teixeira Postado em 06/May/2014 às 18:57

    Demagogo e extremamente falso diante das câmeras, baste desligar que verão a real personalidade desse sujeito. Numa rádio em SP ao vivo, ele instigou o ódio contra os policiais e formando opinião que agrada, certamente, 90% do pessoal deste site. Quem não acredita, esta ai: https://www.youtube.com/watch?v=TbFjPTDzNvw

  26. Elias Postado em 06/May/2014 às 20:52

    Esse jornalista é um completo idiota, não é 1% da Raquel que tem coragem e fala a verdade, esse é outro que vive no mundo da lua, a barbárie brasileira é culpa do governo e não da repórter, o governo transfere a culpa para se ausentar de sua responsabilidade, tudo nesse país é falido, Raquel é um exemplo de coragem e de mulher. Concordo com ela em tudo é mais do que compreensível a barbárie brasileira, em um país onde se é proibido combater o crime, onde cidadãos e policiais são mortos por bandidos e não o contrario, onde temos Ongs preocupadas com criminosos e não com a sociedade, esse país está fadado ao fracasso enquanto essa for a realidade. Duvidam? Aguardem o futuro.

  27. Marcos Postado em 06/May/2014 às 23:24

    Aproveitando-se do senso comum e em busca de audiência a qualquer custo com um jornalismo sem ética e sem observar os princípios contidos na Constituição Federal, a âncora do SBT respalda a prática de se amarrar a um poste menores de idade nus suspeitos de cometerem ato infracional, no Rio de Janeiro. Depois disto, mais menores foram amarrados a postes e, recentemente, espancaram uma moça até a morte. Pense bem antes de se falar impropérios em rede nacional. Se dependesse de alguns âncoras, voltaríamos aos tempos de dantes [Les Misérables] em que se quebrava o corpo dos condenados em praça pública.

  28. Marcelo Postado em 07/May/2014 às 05:06

    Não ópera italiana nem saga holliwoodiana. Não é luta do bem contra o mal ou de pobres contra ricos. É razão, ordem, humanidade e cumprimento da lei. Cadeia pros que linxaram bandidos ou mães de família. É crime; Cadeia pros que criaram e propagaram desinformação na rede de forma irresponsável; Cadeia pra comentaristas de TV que incitam atos criminosos.

  29. Roger Postado em 07/May/2014 às 08:34

    Uma pessoa inteligente (com mentalidade própria) pode compreender algo e mesmo assim não concordar

  30. Ravi Postado em 07/May/2014 às 11:39

    O que as pessoas não entendem é que não existe cidadão de bem. Essa visão de bondande e maldade. As pessoas acreditam que sais cidadãos de bem e por isso podem cometer fazer qualquer coisa, como se vingar do criminoso. Pois bem, se você mata um assassino, adivinha o que você é? exato.

  31. eu daqui Postado em 07/May/2014 às 12:30

    Velho ridículo esse Bichat. A mulher foi linchada por adultos que assim o decidiram fazer por livre arbítrio. O que Shearazade tem a ver com isso?

  32. Pompeu Teles Postado em 07/May/2014 às 13:38

    É muita burrice um advogado ou jornalista que com certeza sabe que o público que assiste Tv no Brasil na sua grande maioria não tem condições de compreenção e discernimento do que assiste e escuta. Logo, uma profissional como a Rachel sabe muito bem que o público pode interpretar o que ela disse em termos gerais (apesar que neste caso ficou clarissímo que ela incentivou a justiça com as próprias mãos com todas as letras) e nunca sob as normas gramáticas e normas cultas da linguagem do português, o público iletrado não pode ser julgado por ser exposto a informações que não lhe sejam desenhadas para que se faça entender, logo, Rachel mesmo que utilizasse de um posicionamento dúbio (o que não foi o caso) ainda assim se enquadraria no artigo como incentivadora da barbárie. Ela tem tudo haver com isto. É assim, você faz um milhão de coisas boas, comete um erro e é julgado por isto, Raquel bem vinda ao mundo real.

  33. João Postado em 07/May/2014 às 13:57

    O Boechat fez uma entrevista há um tempo atrás JUSTIFICANDO o vandalismo do black block. Pergunto quando o Pragmatismo Político publicará um artigo culpando o Boechat pela morte do cinegrafista da band Santiago Ilídio Andrade?

  34. Diego Postado em 07/May/2014 às 14:32

    Ótimo comentário, " que os justiceiros agora expliquem a sensação de justiça"

  35. Anderson Postado em 07/May/2014 às 17:38

    Denisbaldo e Rodrigo, duas pessoas que supostamente são de nível superior, um advogado o outro não mencionou sua profissão, mas morou em um país de primeiro mundo, produzem está baixaria aqui, palavras de desrespeito e julgamento de caráter, se vocês são capazes de tais baixarias o que podemos esperar dos mais humildes??? É lamentável , os dois demonstram o verdadeiro reflexo de nossa sociedade!!!!!

  36. Rafael Postado em 07/May/2014 às 23:23

    O que acho engraçado é que só se fala do povo que achou que poderia fazer justiça com as próprias mãos e errou feio... OK... Mas a verdadeira discussão deveria ser: PORQUÊ o povo está chegando nesse nível de ter de fazer justiça com as próprias mãos??

  37. Max Matos Postado em 08/May/2014 às 14:37

    Ela foi infeliz no comentário sobre o jovem que foi amarrado ao poste. Mas atribuir diretamente a ela o linchamento da mulher é a irresponsabilidade estupida e criminosa. E os linchamentos anteriores. Isso focou por conta das pessoas que não gostam dela pelas verdades que ela disse nos comentários anteriores. Ela incomoda por falar, enquanto outros se calam por covardia e comodidade de brasileiro.

  38. Everson Postado em 08/May/2014 às 14:44

    O assunto foi resumido em apenas 0:41 segundos, o jornalista foi específico e direto, agora os demagogos em seus comentários inóspitos falam muito e agem diferente...

  39. Guilherme Ferreira Postado em 11/May/2014 às 16:14

    Idiota... Tentando induzir a população a fazer um linchamento moral da jornalista destemida que fala o que a maioria dos brasileiros pensam mas que não tem coragem de dizer, graças ao patrulhamento esquerdista. Mas o governo corrupto do PT e seus aliados corruptos está para chegar ao fim. Daí vai acabar essa palhaçada e os honestos e justos voltarão ao poder. Num país onde os idiotas são maioria, espero que os cidadãos de bem façam a mudança política e moral que o Brasil tanto necessita.

  40. Nicolau Postado em 30/Jul/2014 às 13:27

    ESSE PANACA DEGENERADO-LIBERASTA BOECHAT, DEVERIA SER ESTUPRADO POR BANDIDOS PRA SENTIR NA PELE O LIXO QUE ELE DEFENDE!

  41. Gabis Postado em 11/Nov/2014 às 16:16

    Charizard desprovida de inteligência e intecto... opnioes baseadas em lixo e moralidade religiosa. Que faça suas declaraçoes para seus adoradores somente.. e que deixe o restante do país livre de suas falácias :)

  42. andre gialluisi Postado em 27/Dec/2014 às 20:47

    pois é boechat,voce tambem, deve reconhecer a sua "mea culpa" quando das manifestações de rua declarou que era justificavel e até certo as atitudes dos vandalos que depredaram lojas,automoveis e bens publicos

  43. andre gialluisi Postado em 27/Dec/2014 às 20:49

    cade o meu comentario?

  44. Lara Postado em 10/May/2015 às 16:20

    Há jornalistas e pseudojornalistas. Esses últimos não passam de facínoras, nazistas, a pior espécie de gente com espaço para espalhar seu ódio e preconceito.