Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 07/Apr/2014 às 17:44
27
Comentários

Jovem que aparece com 5 rapazes em foto no WhatsApp diz que não foi estuprada

Não foi estupro, diz jovem que aparece em fotos íntimas com alunos do Mackenzie. Imagens de sexo entre uma garota e cinco rapazes da faculdade foram divulgadas no Whatsapp. A polícia trabalhava com a possibilidade de violência sexual

Ao longo das últimas semanas, estavam circulando na internet fotos compartilhadas pelo Whatsapp (aplicativo de troca de mensagens instantânea) em que uma jovem e cinco rapazes aparecem em uma relação sexual. A garota e alguns dos jovens que aparecem nas imagens são estudantes da Universidade Mackenzie, em São Paulo.

Na última quinta-feira (3), o 4º Distrito Policial da Consolação iniciou uma investigação preliminar para apurar o caso. Inicialmente, os investigadores trabalhavam com a possibilidade de estupro. Em entrevista ao portal G1, no entanto, a jovem negou que tenha sido forçada e disse que a relação foi consensual.

A polícia trabalha agora para apurar a responsabilidade criminal pela divulgação sem autorização das imagens. O intuito é localizar as pessoas que compartilharam as fotos na rede para enquadrá-las no crime contra honra e dignidade.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, José Gonzaga Marques, a garota havia afirmado que mantinha um relacionamento com um dos rapazes das fotos e que tinha o desejo de participar de um relação grupal. A estudante permitiu as fotos mas não a sua divulgação. Marques afirmou ainda que o caso aconteceu em janeiro, mas as fotos só vazaram no último mês. A garota está, atualmente, em intercâmbio fora do Brasil.

A polícia esteve no Mackenzie e conversou informalmente com os 5 estudantes que aparecem nas fotos. Eles negaram a suspeita de estupro e devem ser chamados para prestar mais esclarecimentos.

Em nota, a assessoria de imprensa da universidade informou que repudia “toda e qualquer violência contra a figura humana”.

SpressoSP

Recomendados para você

Comentários

  1. Allan Santos Postado em 07/Apr/2014 às 18:03

    A jovem disse não ter sido estuprada, logo, ela não foi estuprada. Ponto. O problema maior foram as imagens terem vazado para a internet, e isso sim deve ser investigado. Se ela quis fazer sexo grupal com 3, 4, 5, 10, 20, é problema dela, se há consentimento não é estupro.

    • Monteiro Postado em 07/Apr/2014 às 23:30

      Vinte também não né?

      • Alberto Postado em 07/Apr/2014 às 23:50

        Quem é tu Monteiro pra julgar? É pastor agora?

      • Monteiro Postado em 08/Apr/2014 às 12:53

        Eu não sou pastor, mas é que, vinte? Vinte???

    • Bruna A. Postado em 08/Apr/2014 às 10:27

      Isso já não ficou bem esclarecido na matéria?

  2. Thiago Postado em 07/Apr/2014 às 18:36

    Não se pode nem mais fazer uma putaria em paz! Pq tem um zé-mané pra espalhar! Essa mania das pessoas compartilharem tudo que acontece ta demais! Se era uma fantasia sexual que muitas das mulheres tem e seu namorado ou parceiro aceitou realizar isso tinha de ficar entre 4 paredes! Certo!?

    • Leandro Postado em 08/Apr/2014 às 08:47

      Exatamente! Parece que o homem faz sacanagem para os outros, pra mostrar que pode e tal, não para si mesmo, não para curtir. Alias, não devem nem ser chamados de homem, pq isso é atitude de moleque!

    • Carlos Postado em 09/Apr/2014 às 11:00

      Ah, mas e se o cara que espalhou tinha a fantasia de fazer sexo grupal, fotografar e tornar público? Cada um com a sua tara! Querer criminalizar essa pessoa é, deliberadamente, afrontar seu direito de livre manifestação, gente!

      • Maria Postado em 09/Apr/2014 às 18:40

        Carlos, acho que não te explicaram que "o seu direito acaba quando começa o do outro". Ela tinha essa fantasia e fez com o consentimento de todo mundo envolvido. Quem quis compartilhar com certeza não perguntou a opinião dela.

      • Guilherme Postado em 14/Apr/2014 às 16:12

        Boa, Carlos! Não devemos respeitar todas as taras? Então respeita a tara do cara ué. Ele queria comer a piranhinha da faculdade e mostrar as fotos pra todo mundo, tá no direito dele kkkkkkk

  3. Thiago Postado em 07/Apr/2014 às 18:37

    Não se pode nem mais fazer uma [email protected] em paz! Pq tem um zé-mané pra espalhar! Essa mania das pessoas compartilharem tudo que acontece ta demais! Se era uma fantasia sexual que muitas das mulheres tem e seu namorado ou parceiro aceitou realizar isso tinha de ficar entre 4 paredes! Certo!?

  4. Bruno Postado em 07/Apr/2014 às 20:12

    Pra mim ela deu mole. Ter fantasias tudo bem, nada contra. Agora deixar/pedir para tirar foto, é idiotice; qualquer um que mau sabe oque é internet sabe dos riscos, e ela também sabia. Mania de querer aparecer, fazer as coisas só pra tirar uma fotinha.

    • Lucas Postado em 07/Apr/2014 às 20:46

      Um belo registro. Pra ela guardar e mostrar pros filhos. Por isso ela quis tirar a foto.

      • Monteiro Postado em 07/Apr/2014 às 23:31

        Hahahahah

    • Bruna Postado em 08/Apr/2014 às 23:33

      Que julgamento hein! E se ela quisesse a foto como recordação...e se isso fosse do interesse erótico dela? Querer tirar foto ou não é uma decisão totalmente particular, e ninguém tem autoridade para julgar isso. O problema não foi tirar a foto, o problema foi divulgar a foto sem autorização dos envolvidos. O que é crime aqui? Tirar foto ou não respeitar a privacidade alheia? A culpa não é dela, ela não fez nada de errado. A culpa foi do crimonoso que divulgou a foto. Esse seu raciocínio é inversão de valores.

  5. Bruna Pagnan Postado em 07/Apr/2014 às 20:42

    Era desejo dela?! De boa, totalmente a favor! Mancada dos caras que divulgaram! A mulherada tinha que pagar na mesma moeda, começar a boicotar os X9, faz com uma, faz com 10! ;)

  6. Camila Postado em 08/Apr/2014 às 08:39

    A mulherada deveria tirar foto do pinto pequeno de todos que ela transa e espalhar por aí!

  7. Leandro Postado em 08/Apr/2014 às 08:49

    O engraçado que os "homens" (em grande maioria dos fatos) pode divulgar, denigri abertamente a imagem da mulher, divulgando fotos e vídeos. AI lançam um app onde as mulheres podem pagar na mesma moeda, e todos se doem. É aquele velho ditado :No dos outros é refresco. É muito pela saco pra pouca internet, na moral.

  8. Thiago Teixeira Postado em 08/Apr/2014 às 09:21

    São Paulo não tem caso de estupros para investigar. Por isso essa delegacia resolveu a dedicar-se a este caso, para resguardar a honra de uma donzela rica sendo "molestada" por homens maus.

    • Valquiria Postado em 11/Apr/2014 às 17:47

      O único que comentou o que pensei. Pq a polícia desconfiou de estupro??? Pq a menina é rica?? Sempre que vaza essas coisas, já pensam logo que foi putatia e nesse caso investiga estupro? As vezes foi os país dela que interviram... Sabe de nada inocente!

  9. Zeca Postado em 08/Apr/2014 às 15:28

    Se o cara quis dividir a namorada dele com os colegas, problema dele.... Se a moça quis fazer um sexo grupal (antigamente o nome disso era "suruba"), cada um com seus problemas.... O difícil é aceitar a Polícia - perdendo Tempo (deveria ter mais o que fazer) para investigar qual "honra alheia foi ofendida...???", numa Sociedade hipócrita em que vivemos, já que o "nú" e o "sexo" estão expostos todos os dias nas médias de informação, nas televisões da vida.... deixa esse negócio para lá.... A "moça" quis fazer um "bacanal", problema dela.... fui!

  10. Pereira Postado em 08/Apr/2014 às 15:48

    Se todos usaram camisinha "ta tudo bem" !!!!!(ironia) Depois eles não sabem como se propaga DST's , aí tomam uma medida errada com vacinas que não se sabem a eficácia e artefatos inúteis como camisinha.

  11. Karina Postado em 08/Apr/2014 às 18:01

    Ela diz que não foi estuprada, eu já não sei se acredito... Tantos casos por aí que vemos meninas serem abusadas, sim, e negarem quando outras pessoas descobrem por medo, por vergonha, por pressão do agressor e etc. Temos que ir com calma e analisar absolutamente todas as circunstâncias que envolvem esse caso.

  12. Vinícius Postado em 09/Apr/2014 às 00:01

    Até agora não entendi por que a mídia fez tanta questão de informar a escola onde os envolvidos estudavam, como se o fato tivesse ocorrido nas dependências acadêmicas. Lastimável! O caso, obviamente, precisa ser analisado com atenção, para que se confirme as versões. Além disso, cabe a polícia investigar e zelar pelos interesses dos cidadãos, logo é válido o fato de o delegado ter iniciado um processo inestigativo.

  13. André Lossio Postado em 09/Apr/2014 às 15:09

    A culpa mesmo é da Sabesp. Ela é a responsável por vazamentos. rs

    • Suely Postado em 10/Apr/2014 às 04:50

      kkkkkkkkk Sem dúvidas esse foi o melhor comentário!

  14. jack Postado em 09/Apr/2014 às 20:39

    a policia nao tem mas o que fazer !!? com tanta bandidagem a solta vai ficar se preocupando com inutilidades , ela deu o que é dela , nao estava nem um pouco preocupada se as fotos iam ser divulgadas, se nao ela nao teria se deixado fotografar , pois ela nao é burra a ponto de nao saber qual era a intençao da galera . essa ploicia é uma comedia tnatos problemas serios pra resolver vai ficar se preocupando com esses bando de burgueses que nao tem o que fazer.