Redação Pragmatismo
Compartilhar
Ditadura Militar 01/Apr/2014 às 11:02
269
Comentários

Alunos impedem professor de homenagear golpe militar em sala de aula

Professor tenta homenagear o golpe militar de 1964 em sala de aula mas é surpreendido por alunos

Na Faculdade de Direito do Largo São Francisco (FDUSP), neste 31 de março, dia que representou o orquestramento do golpe de 1964 que culminou com a retirada de João Goulart do poder e a instauração de uma ditadura, o professor Eduardo Botelho Gualazzi tentou prestar uma homenagem aos golpistas com a leitura de uma carta chamada “Ode ao Golpe Militar de 64“.

O docente certamente não contava com o engajamento de alguns jovens estudantes que, felizmente, ainda são capazes de indignar-se com o capítulo da história brasileira que institucionalizou a tortura, a censura e a desigualdade.

“Podem me prender, podem me bater, podem até deixar-me sem comer… que eu não mudo de opinião”

Vídeo


(Vídeo de Junia Lemos)

Assista aqui a um vídeo mais completo do protesto, divulgado pela página Canto Geral.

Estudantes explicam o protesto

Em documento entregue aos alunos — escrito em papel timbrado e registrado em cartório –, o professor Gualazzi argumenta que “em 1964, o socialismo/comunismo esquerdista-totalitário almejava apoderar-se totalmente do Brasil, mediante luta armada e subversão de todas as instituições públicas e privadas daquela época. (…) Os líderes civis e militares da Revolução de 1964 sabiamente consolidaram, ao longo de vinte e um anos (1964-1985), infraestrutura e superestrutura que tornaram o Brasil atualmente.”

De acordo com a estudante do segundo ano de direito Isabella Ferreira, 21, o objetivo do ato era impedir que o professor utilizasse a sala de aula para comemorar a “revolução”.

A aluna acrescenta que Gualazzi já havia avisado aos alunos sobre a aula comemorativa no dia 31 de março. “Ao saber disso, os alunos quiseram se organizar por achar um absurdo um professor deixar de dar aula para comemorar o golpe”, afirmou.

A estudante Junia Coelho Lemos, 23, é aluna da disciplina e afirmou que a posição do professor em relação ao golpe de 64 nunca foi segredo. “Ele sempre teve uma opinião forte. Uma semana antes ele havia dito que iria dar um depoimento sobre a ditadura. Ontem, ele começou a aula dizendo que iria falar sua opinião e que quem não quisesse ouvir poderia sair da sala. Ele ficou uns 15 minutos falando isso até que começou a ler um documento que havia escrito”, explicou a jovem que não tinha ideia do que iria presenciar.

Para participar da intervenção na sala de aula, os estudantes convidaram Antonio Carlos Fon, ex-militante que foi torturado durante a ditadura. Segundo Isabella, eles queriam estimular o debate entre o professor e Fon sobre o assunto.

No meio do protesto, o professor contrariado resolveu deixar a sala de aula, explica Junia. “E ele não voltou mais. A turma ficou ali mais um tempo discutindo o que tinha acontecido e ele não voltou.”

Confira abaixo o depoimento de um estudante da FDUSP sobre o episódio.

Guilherme Rossini

Poderia ser mais um dia de aula, como outro qualquer, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Quando, de repente, um professor começa a ler uma carta de “Ode ao Golpe Militar de 64”.

Por sorte, os alunos não permitiram tamanha ofensa àqueles que foram mortos e torturados pela Ditadura. Episódios como esse me fazem sentir orgulho de estudar naquele local; ao lado de pessoas democráticas e politizadas, ainda que o mesmo não possa ser dito de alguns professores…

Nesse sentido, passados 50 anos do “Golpe da Mentira”, sinto-me na obrigação de bradar pelos seguintes dizeres:

“Pelo Direito à Memória! Pra que nunca ninguém se esqueça! Pra que nunca mais aconteça!”

Pragmatismo Político

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Eduardo Abreu Postado em 01/Apr/2014 às 11:12

    Deus abençoe estes garotos e que o que divide leve este professor do mal.

    • Kristoff Postado em 01/Apr/2014 às 12:11

      gostei de " o que divide"!

    • wando Postado em 01/Apr/2014 às 13:28

      MARAVILHOSO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Marcos Daniel Postado em 01/Apr/2014 às 23:36

      Fascistas de esquerda. Deveriam deixar o professor terminar de ler seu texto e depois entrar e apresentar seus argumentos. Mas não. Preferiram calar o professor. "Os fascistas do futuro chamarão a si mesmos de fascistas" (Winston Churchill). O futuro chegou.

      • Cyro Ferreira Postado em 02/Apr/2014 às 00:52

        voce não sabe o que é fascista? seu animal... Quem está fazendo este papel é justamente o professor...

      • Adriano Vito Postado em 02/Apr/2014 às 02:01

        Marcos D. não foi essa a intenção dos alunos, ninguém queria ouvir um texto de um imbecil defendendo o Golpe Militar. Essa interferência serviu para mostrar que fascistas, golpistas, seguidores de Bolsonaro, estão cada vez mais solitários mesmo que de vez em quando apareça um na internet citando Winston Churchil.

      • Claudio M. Silva Postado em 02/Apr/2014 às 10:25

        Na verdade, assim como o Bolsonaro, ninguém agrediu o professor, prendeu, denunciou ou algo semelhante. No entanto, quando vc fala o que quer, deve estar preparado para a possibilidade de que as pessoas não estejam interessadas em lhe ouvir. Ninguém pode forçar você a ouvir ou ler o que vc não quer. Na minha opinião, os alunos poderiam simplesmente deixar a sala vazia. E avisar a direção da instituição o motivo de terem deixado o "educador" falando sozinho.

      • Fábio Postado em 02/Apr/2014 às 10:55

        Q ridículo... "Apresentar argumentos" contra quem defende, precisamente, um regime q cala com violência. Já tentou argumentar com cassetete, cara? Não há argumentos contra pessoas q demolem aos poucos os valores democráticos. Exatamente pq vcs n sabem ou n refletem sobre o significado de uma democracia q pensam q ela deve permitir a erosão de si mesma por discursos fascistas apoiados na liberdade de expressão. Este direito fundamental existe como sustentáculo da nossa democracia, não como instrumento de desconstrução do poder do cidadão.

      • Beto Postado em 02/Apr/2014 às 15:04

        Isso mostra a geração de merda que se tem no Brasil. Em uma democracia real o direito de expressão deveria ser obedecido. Não sou a favor de tortura mas muito menos sou a favor da corrupção desenfreada que impera depois do governo militar que nos tortura diáriamente com a falta de educação, saúde, infra-estrutura e emprego dígno. Tenham senso crítico até para ouvir o que não se gosta. Talvez assim exista uma chance de se educar mais para poder fazer melhores escolhas no futuro. Só os ignorantes não querem ouvir o que o outro lado tem a dizer. Os sábios prestam atenção em tudo. Como vocês se sentiriam se alguém não deixasse vocês se expressarem?? Se o professor fizesse o mesmo, ele séría um ditador??

      • Fernando Postado em 02/Apr/2014 às 15:51

        Como você é babaca Marcos Daniel... é lógico que numa democracia se deve ouvir e falar, porém há casos que não merecem a mínima consideração e respeito por si só... é o caso deste babaca nazista deste professor, que obviamente deve ter interesses ou frustrações ESTRITAMENTE pessoais quanto a este posicionamento... aff

      • Elaine Postado em 02/Apr/2014 às 17:42

        O que viria a ser um "fascista de esquerda"?

      • Valmont Postado em 02/Apr/2014 às 18:03

        "Fascismo não se discute, se destrói." Leon Trotski

      • Valmont Postado em 02/Apr/2014 às 18:12

        Parabéns ao pessoal que organizou o protesto! Aplaudo de pé essa atitude que honra a memória de todos os brasileiros vítimas das atrocidades da Ditadura. São jovens como estes que nos enchem de esperanças na consolidação de uma verdadeira democracia no Brasil. Abraços a todos! ABAIXO A DITADURA! E VIVA O BRASIL!!!

      • BiLL Lord Postado em 02/Apr/2014 às 18:54

        Militares fazem, por natureza, muita merda, há vários q se corrompem, abusam de poder... Eu entendo, porém, eles SALVARAM ESSE PAÍS! João G. estava junto com um monte de esquerdistas, e com verba e apoio cubano para transformar o PAÍS EM COMUNISTA(o q tbm seria um ''golpe militar''! De Acordo com 2 avôs e 1 Tio avô(QUE VIVERAM NA ÉPOCA), a maioria das pessoas que morreram, foram torturadas, foram esquerdistas q ''resistiram''(armas de fogo, violência, ou acham q todos eram inocentes, tentando mudar o pais sem nenhuma força armada?) ao EXERCITO(algo inteligente! --')! Logicamente, eles fizeram muita merda depois disso(opressão, censura, ''regime militar''), porém, de acordo 1 de meus avôs(q faleceu em 2007 aos 71 anos) eles impediram os esquerdistas de ''darem'' um golpe no pais e transforma-lo em comunista, o q pra ele valeu apena... Q fique claro, n gosto de forma alguma de ''militares'', porém, o comunismo foi falho em vários países e trouxe guerras... Se eles ferraram um pouco a vida de várias pessoas, imagina o pais comunista!

      • Bruno Postado em 29/Apr/2014 às 20:30

        Concordo Marcos, aposto que a maioria dos estudantes só sabe o lado da esquerda e é manipulado por um modismo que é ser esquerdista, deve sim se ter um diálogo e estudar o que saímos gritando por aí, o que a maioria não faz. A permeabilidade do brasileiro e a consciência crítica é péssima, a maioria grita bobagens sem saber sobre o que estão falando. infelizmente a maioria das pessoas prefere acreditar no que eles olham na tv... ou no que um pseudo intelectual diz... por favor, façam as suas histórias, estudem, critiquem, mas tudo com bom senso, educação e respeito. Obrigado

      • Adriano Postado em 13/Jun/2014 às 13:11

        facista de esquerda? uhauahuah, cada idiota nesse brasilzao...

      • daniel Postado em 02/Apr/2016 às 15:56

        se esse infeliz professor (não sei como tem emprego com essas idéias tiranas) tivesse que sobreviver da venda de livros, passaria fome.

      • Gilberto Paulo Postado em 07/Apr/2016 às 15:35

        Alguem que defende um regime ditatorial nem merece sequer o tempo que levei a escrever isto...

    • Luiz Postado em 02/Apr/2014 às 09:00

      Que deixassem ler e depois debater... Como uma democracia realmente funciona... O que houve ai foi uma censura... muito incoerente...

    • Jonas Ferreira Postado em 02/Apr/2014 às 11:55

      Eles criticam a censura censurando. Rsrrs

      • Gustavo Postado em 02/Apr/2014 às 15:55

        Para se ganhar um debate basta que não deixe o adversário se expressar. Muito boa essa tática, parabéns! Pessoas que se regozijam de quebrar tantos tabus da sociedade, mas que no final das contas ficam com seus próprios tabus. Não se pode contar outros fatos sobre determinados temas. Não é que não te ouvirão, mas principalmente, não te deixarão falar.

      • Raíssa Postado em 02/Apr/2014 às 16:42

        Deveriam terminar de ler a reportagem antes de comentar asneiras. Aqui esta a parte que vc não chegaram a ler: "Para participar da intervenção na sala de aula, os estudantes convidaram Antonio Carlos Fon, ex-militante que foi torturado durante a ditadura. Segundo Isabella, eles queriam estimular o debate entre o professor e Fon sobre o assunto."

      • Gustavo Postado em 03/Apr/2014 às 12:45

        Raíssa, me diz quem é que promove debate fazendo mais barulho que o adversário para que ele não seja escutado?

      • Marília Postado em 04/Apr/2014 às 09:49

        Criticam a censura fazendo o professor provar daquilo que ele defende. Foram inteligentíssimos com essa ação e fizeram o professor levar um tapa na cara. Usaram do "se tu diz que é bom, então experimenta". Não sei que argumento eles poderiam usar pra fazer melhor efeito.

    • Jhon Postado em 02/Apr/2014 às 19:55

      O cara é doutor, fala várias línguas, viveu estudando, ouvir ele era opcional, cala-lo n faz dos alunos indiferentes dos ''ditadores''! O fato é que João Goulart era esquerdista, de acordo com wiki e 2 avôs meus(um morreu com 72 anos, viveu na época), ele estava tentando transformar o país em COMUNISTA, especialmente com ajuda/verba/armamento de cuba(o q n é tão diferente de um golpe militar), o golpe ocorreu pelo temor do expansionismo comunista(regime totalitário, olhe os países q foram comunista pra ver o tanto q deram certo!) e para o desenvolvimento nacional... De acordo com o wiki e meus avôs, foi no regime da ditadura q o pais se tornou uma das maiores economias(nos últimos anos,na democracia o país cresce 1,5% em média por ano, imagina quantos séculos demorariam pra ser a 7 economia se os militares tivessem afundado ela!)e de acordo apenas com meus avôs, a maioria das pessoas q morreram foram pessoas q reagiram com armas de fogo ao EXERCITO! ''Eles disseram q os militares fizeram muita merda, q oprimiram, censuraram, vários abusavam do poder(Eu __Pelo jeito n mudou nada! Q fique claro q n gosto da policia de uma forma geral) mas q a segurança era ótima(e as pessoas n colocavam fogo em dentistas nos assaltos), impediram o comunismo e a economia cresceu de forma relevante, q n foi uma perda total como dizem''! Agora voltando a atitude ''heroica'' dos alunos, a vida todo, incluindo atualmente cursando direito, ouço professores falando e n dando algumas aulas com vários assuntos q podem ''me agradar''/''ser do meu interesse'' ou n(até coisas absurdas, pregações de ideologias ou crenças, de religião é a mais comum), o professor foi ''educado'' dando a opção de saírem, quem quisesse ao menos ''ENTENDER PQ O PROFESSOR COMEMORARIA A DATA'' q ficasse!

    • Vitoria militarismo já! Postado em 03/Jun/2014 às 16:30

      A maioria dos que foram torturados na ditadura, tinham o rabo preso de alguma maneira, eram guerrilheiros, sequestradores e assaltavam bancos... Não vejo nenhuma pessoa que levava uma vida normal, que trabalhava e cuidava da própria vida reclamar que foi torturado pela ditadura militar... pelo menos podíamos sair com a certeza de que voltaríamos pra casa, pois existia polícia e militares na rua para a defesa do povo e essa corja de ladrões e assassinos que estão infestando nossas cidades hj estariam mortos ou torturados!!!

      • Dinah Caixeta Guimaraes Postado em 27/Dec/2014 às 14:15

        Bolsonaro de saia e uma vergonha apoiar esse professor ,ele pode fazer esse discurso na casa dele,nao em uma instuicao de ensino pago com o dinheiro publico .E liberdade de expressao e uma coisa ,apologia ao golpe de 64 e outra e foi o que ele fez! E o mesmo que apoiar os discursos de Hiltler como sendo liberdade de expressao.!

    • Valdir Fraga Junior Postado em 02/Apr/2016 às 20:34

      Maravilha, meus parabéns para esses garotos!

  2. Fernando Postado em 01/Apr/2014 às 11:26

    Sensacional... Sensacional!! Sem palavras.

  3. Lucas do Amaral Postado em 01/Apr/2014 às 11:34

    Só eu não entendi como aconteceu tudo isso? Durante a aula, sem avisar que ele leria esse texto, chegou esse pessoal encapuzado? Tipo... Oi? Sério, pessoal. Não consegui entender. Achei uma cena non-sense.

    • Tiago Postado em 01/Apr/2014 às 12:09

      Provavelmente o professor deu a mesma aula em outra sala. Provavelmente ele louvou a ditadura em outras ocasiões. Viúva de ditadura é sempre previsível.

    • Bell Postado em 01/Apr/2014 às 12:10

      Ele avisou anteriormente que ao inves de dar aula faria uma aula comemorativa dos 50 anos da "revolução de 64", xs alunxs se organizaram e fizeram o escracho que esta aí registrado. além disso, ele distriviui na sala um documento chamado 'continencia a 64' em que comemorava o golpe, que apoiou, etc, etc, registrado em cartorio com folha timbrada da universidade

    • Danilo Cruz Postado em 01/Apr/2014 às 12:38

      Já há três semanas este professor, conhecido por chamar 64 de "revolução", disse que dedicaria sua aula de 31 de março para falar de suas memórias, De fato, não sabíamos do documento até horas antes, mas ai tudo já estava organizado!

    • Edna Hornes Postado em 01/Apr/2014 às 12:41

      Oi, Lucas! Pode ser que o professor leu o texto sem avisar a turma que o faria. Nesse caso, como os alunos saberiam? É possível que esse professor fosse conhecido por sua posição política, assim todos já imaginavam que ele iria homenagear a ditadura. Então se prepararam para o impedir, caso o fizesse. Mas também pode ser que o professor já tivesse avisado que homenagearia a ditadura. Do mesmo jeito que o Bolsonaro fez na câmara, avisando que precisaria de 15 minutos para falar sobre a "revolução"... aí não tem jeito, as pessoas precisam se manifestar contra e não permitir essa ofensa. Os jovens foram bravos. Orgulho!

      • Edson Coelho Silva Postado em 02/Apr/2014 às 20:50

        Esse professorsinho deveria tera ter sido linxado.

      • Israel Machado Postado em 08/Apr/2014 às 20:40

        O que é democracia? Esta escola forma ou deforma o caráter dos alunos. Não sou adepto de ditadura, nem de esquerda nem direita, mas acho que quando se tolhe o direito das pessoas de se manifestarem, isto me cheira a fascismo à ditadura. O direito de manifestação deve ser garantido a todos. Ninguém é obrigado a concordar com o que se escuta, mas tolher qualquer pessoa de se manifestar é ditadura fascista.

      • Matheus Postado em 11/Apr/2014 às 07:57

        "Orgulho!" Aceito sua posição, mas ao passo que algumas pessoas expressam sentimento contrario, por que ninguem pode expressar-se a favor? É a "ditadura da opinião", que faz o que essa piazada fez: "nao vivi, mas papai achava errado então vou mostrar minha revolta!"

    • Kelvin Postado em 01/Apr/2014 às 12:43

      Acho que é costume desse professor fazer isso com todas as turmas, todos os anos nessa data. Eles já sabiam que ia acontecer e se programaram.

    • Márcio Postado em 01/Apr/2014 às 12:48

      provavelmente ele já tinha dado esta "aula" em outra turma...

    • Rômulo Postado em 01/Apr/2014 às 13:09

      Respondido Felipe POSTADO EM 01/APR/2014 ÀS 12:03 O professor tinha feito isso de dia, então presumimos que o fizesse no noturno também, nos mobilizamos durante a tarde e noite para tal evento

      • Dora Cristina Postado em 01/Apr/2014 às 15:09

        Rômulo, este professor deve mesmo ter feito por merecer, até imagino ... Mas, talvez o que você e muitos dos que não viveram esta história e não lutaram contra a ditadura e a censura daquela época, como eu e outros jovens da minha geração fizemos, é que os da guerrilha armada, os que cometiam crimes de assalto, sequestro e morte e que foram treinados aos moldes de Cuba, acabaram nos deixando na maior roubada. Muitos de nós, os que realmente e só queriam e lutavam pela verdadeira democracia, mesmo sendo inocentes, pagamos pelos crimes deles, dos mesmos que hoje vemos aí, cheios de vida, de dinheiro, de poder e que, contraditoriamente, estão agora censurando o direito de expressão dos jornalistas do SBT, por exemplo. Uma coisa é certa, não podemos fazer com o próximo, aquilo o que condenamos que façam conosco, isto é o cúmulo da incoerência e da injustiça, né! DITADURAs e CENSURA a Imprensa e a livre e pacífica manifestação popular, jamais! Precisamos é defender esta ainda frágil Democracia Brasileira, com unhas e dentes e deixar muito claro, para quem quer que seja, que jamais vamos permitir que nos tirem deste maior objetivo e que ninguém mais vai conseguir nos enganar.

      • mary Postado em 01/Apr/2014 às 15:53

        Tisrastes minhas dúvida!

      • Antonio Porto Ferraz Postado em 04/Apr/2014 às 02:37

        Dora Aristina,adorei teu comentario foste muito cerente,todos de ambos os lados perderao com esta revoluçao,os ditos revolucionarios ( golpistas de 64 )e os oportunistas de plantao,os Marias vai com as outras da epoca e que tem ate hoje,ficaram com a batata quente nas maos ate hoje,obedecerao as ordens dos EUA,que fazia do comunismo o bicho papao e com isso derrubavam governos democraticos ou supostamente democraticos e faziam os golpistas obedecerem a cartilha deles,nao esquecemos que ha pouco tempo,quando o Lula ganhou,no outro dia ou mesmo logo apos a divulgaçao da apuraçao,muitos destes restolhos filhotes ou netos da ditadura correrao para os quarteis e foram lamber as botas dos generais,pedindo intervençao porque nao aceitaram o resultado das urnas...e estes imbecis estao ai entre nos esperando uma nova oportunidade e aqueles outros idiotas la no congresso ficam se locupretando do erario publico que nos bancamos,estao dando chance ao azar e sabe-se la outra tragedia,outro golpe que eu rezo pra nunca mais acontecer no nosso querido Brasil. OK!

    • Mariana Postado em 01/Apr/2014 às 13:34

      ele avisou seus alunos que leria o texto neste dia, Lucas!

    • Isabella Postado em 01/Apr/2014 às 14:03

      Talvez ele ja tivesse lido o texto em outras turmas..

    • Aline Paz Postado em 01/Apr/2014 às 14:26

      Lucas, nesse outro vídeo explica melhor o processo. Na faculdade, existe uma programação de aulas e o professor já havia começado a ler o trabalho dele na outra aula. Assim, os estudantes se reuniram para fazer esse protesto que muito pelo contrário, não é uma cena non-sense, como você disse. https://www.youtube.com/watch?v=zpZ-CpjkZXM

      • [email protected] Postado em 02/Apr/2014 às 00:24

        parabéns a todos que participaram desse ato de cidadania !!!

    • Mari Postado em 01/Apr/2014 às 23:02

      Acho q vc precisa ler a matéria inteira. Sua resposta está ali.

    • Bruna Postado em 01/Apr/2014 às 23:29

      Nao entendeu pq não leu.

    • Caroline Postado em 02/Apr/2014 às 00:06

      Ele já havia avisado que iria ler o texto. Tá escrito no corpo da matéria."A aluna acrescenta que Gualazzi já havia avisado aos alunos sobre a aula comemorativa no dia 31 de março. “Ao saber disso, os alunos quiseram se organizar por achar um absurdo um professor deixar de dar aula para comemorar o golpe”, afirmou.(...)"

    • Thiago Postado em 02/Apr/2014 às 00:22

      vc sabe ler ? então leia que vc descobrirá oq houve !!!

    • Vai estuda Preguiça Postado em 02/Apr/2014 às 00:31

      Porque você não lê a notícia ? Pqp mas que preguiça em...

    • Daniel Postado em 02/Apr/2014 às 00:57

      Pqp Brasileiro clica em assistir vídeo sem ler a descrição, brasileiro nunca lê a maldita descrição. Por isso acontecem essas cenas ¬¬"

    • Kylvia Rahanúzia Postado em 02/Apr/2014 às 09:01

      Q parte de ; " aposição do professor em relação ao golpe de 64 nunca foi segredo. Ele sempre teve uma opinião forte. Uma semana antes ele havia dito que iria dar um depoimento sobre a ditadura."

    • Ricardo Postado em 02/Apr/2014 às 13:50

      Será possível que ninguém lê o que está escrito na matéria explicando??? Está lá!

    • Thays Postado em 02/Apr/2014 às 18:17

      Nao.. o professor tinha avisado que a aula teria esse tema, ta explicando na materia.

    • Josi Postado em 03/Apr/2014 às 21:34

      Vc leu a matéria? Vc só assistiu o vídeo né ?

  4. Andreza Postado em 01/Apr/2014 às 11:37

    Muito bom, parabéns a estes guerreiros.

  5. Gabriel Postado em 01/Apr/2014 às 11:39

    Eu não entendi muito bem. O professor costumava fazer apologia à ditadura, foi isso? Porque neste vídeo não fica bem claro como os alunos se organizaram para fazer esse ato ... Se fosse mais um dia de aula normal e ele do nada ter começado a fazer apologia como os alunos se organizaram de forma tão rápida? Mas, enfim, muito bem feito. Burgueses piram com o sistema que se sustenta muito bem sem eles hahaha

    • Bernardo Postado em 01/Apr/2014 às 11:57

      ele deve ter lido em outra turma, aí decidiram fazer isso da próxima vez que ele lesse.

    • Victor Postado em 01/Apr/2014 às 11:58

      Gabriel, esse ser humano que se entitula professor, avisou com antecedência que iria dar uma aula em "comemoração" ao que ele chama de "Revolução de 64", frente a isso, alguns alunos se organizaram para atrapalhar o que seria um imenso desrespeito a todos os mortos e torturados pelo Regime Civil-Militar.

    • Felipe Postado em 01/Apr/2014 às 12:03

      O professor tinha feito isso de dia, então presumimos que o fizesse no noturno também, nos mobilizamos durante a tarde e noite para tal evento

      • Edna Hornes Postado em 01/Apr/2014 às 12:43

        Você estava junto, Felipe? Parabéns pela tua atitude! Foi tocante! As vítimas se sentiram lembradas e honradas nesse momento. Parabéns por tua consciência. Abraço.

      • Guilherme Postado em 01/Apr/2014 às 14:52

        parabens a vcs pela atitude galera, mt show o protesto !!

      • Priscila Postado em 01/Apr/2014 às 19:26

        lindos, maravilhosos e que bela gravata borboleta a dele, fala pra ele ir pra periferia de SP pedir a volta dos militares e marcha da familia kkkkkkkkkkkkk

    • Jussimar Postado em 01/Apr/2014 às 14:25

      Para isso existe plano de aula,conteúdos! Cada Discente sabe e conhece o perfil do professor. A não

    • Aline Paz Postado em 01/Apr/2014 às 14:27

      Gabriel, esse vídeo aqui explica melhor: https://www.youtube.com/watch?v=zpZ-CpjkZXM

    • Keynny Postado em 04/Apr/2014 às 14:46

      Gabriel, depois do vídeo tem o restante do artigo e explica sua dúvida. Agora gostaria de dar minha opinião, eu não sou nem de longe a sapiência em política e história, mas tenho medo de extremistas, pelo que sei é que em 64 o Brasil vivia um momento de tensão com medo do avanço dos extremistas de esquerda, e acabou sofrendo um golpe de outros extremistas, os militares. E com razão se temia uma revolução comunista, não podemos nos esquecer das atrocidades cometidas contra o povo da União Soviética, da China, de Cuba por parte do governo comunista, não são nem de longe diferentes das atrocidades cometidas pelos militares aqui no Brasil. Qualquer ditadura é ruim para o povo, não importa suas diretrizes políticas. A democracia presa pela liberdade de opinião e o que está acontecendo é que no Brasil só pode ter opinião, hoje, quem concorda com um discurso pré-fabricado que ronda por aí há algum tempo e que quer nos tornar um conjunto de xícaras. Grande parte das pessoas hoje entendem que democracia é todos pensarem da mesma forma, ou que se alguém se expressar diferente da maioria (ou do mais forte) deve ser punido, como aconteceu com o jornalista do SBT que foi demitido, mas isso não é democracia, é ditadura velada. Para finalizar, acredito apesar da opinião desse professor ser diferente da minha, ele tem todo direito de expressá-la, sem ofender ou agredir, assim como eu faço agora. Acho que os jovens de 64, como disse Dora Cristina Postado em 01/Apr/2014 às 15:09, queriam acabar com a corrupção do nosso governo, acabar com o populismo, o paternalismo, o coronelismo e todos esses "-ismos" que devemos combater até hoje, para que o povo tivesse seus direitos garantidos.

    • Marianna Postado em 02/Jun/2014 às 21:54

      Sistema que se sustenta sem ele? Calma lá, você está dando tiro no pé. Quem é que paga a conta desse país? A tão ODIADA classe média da Marilena de Souza Chauí. Ser contra a violência e o direito de livre expressão impedindo a expressão do outro? Deixa o cara falar o que ele quiser, é a opinião dele... não é isso que vocês vivem afirmando? Por que agora não pode? Por que magoa os desocupados que vivem as custas dos burgueses, né? Povo ridículo sem noção. Vão lutar pelo país e não contra o país. Já viu o que é a tão amada Cuba de vocês? Já me perguntaram se eu quero aquilo pra minha vida? Não né? Pois a minha resposta é: não, eu não quero ter que me alegrar quando enxergar um sabonete na minha frente, coisa que para os cubanos é o cúmulo do luxo. Bando de gente imbecil que só se mexe pra manifestar por coisas inúteis.

  6. Mauricio Postado em 01/Apr/2014 às 11:44

    Se este comportamento ativo ocorresse na vida fora da academia, muita coisa seria diferente.

    • Anônimo Postado em 01/Apr/2014 às 13:32

      Quando nos manifestamos fora da academia nos chamam vândalos, baderneiros, subversivos e desatarefados... Nos manifestando dentro da academia, nos chamam acomodados.

  7. Ana Postado em 01/Apr/2014 às 11:48

    Se eu fosse esse professor enfiava minha cara num buraco e não tirava mais.

  8. sergio Postado em 01/Apr/2014 às 11:54

    É nessas horas que sinto um orgulho de saber que tem jovens assim no Brasil.

    • Napredak Postado em 01/Apr/2014 às 14:14

      É nessas horas que sinto nojo por existirem pessoas como você.

      • democracia Postado em 01/Apr/2014 às 16:25

        oi nazista

      • Michele Postado em 01/Apr/2014 às 17:41

        É nessas horas que sinto nojo por existirem pessoas como você, Napredak!

      • Luiza Postado em 02/Apr/2014 às 10:04

        É nessa hora que nos revolta saber que existem pessoas com a mentalidade tão pequena quanto a sua. É nessa hora que nos revolta saber que, enquanto algumas pessoas lutam pela memória de outras, existem outras insignificantes como você que só critica e não faz nada pela causa. Pessoas como VOCÊ, me enojam.

  9. joao Postado em 01/Apr/2014 às 11:56

    ah nao!! o cara usa gravata borboleta! ja perdeu o respeito aí

  10. Seth Postado em 01/Apr/2014 às 11:59

    O reaça fala em totalitarismo, mas o Golpe de 1964 não foi um regime totalitarista? Vai entender!

    • Cauê Postado em 01/Apr/2014 às 12:15

      Não. Totalitarismo é uma forma de Estado e a ditadura é um modo de governo. Duas coisas distintas.

      • Guilherme Postado em 01/Apr/2014 às 13:08

        Cara, não fala caquinha. É a mesma coisa sim.

      • Guilherme Postado em 01/Apr/2014 às 14:53

        foi um regime totalitário sim, todo regime em que nao haja liberdade de expressão é totalitário

      • Fabio Postado em 01/Apr/2014 às 21:40

        Errado. Só é totalitário o governo regido por um único partido. No brasil ainda existiam MDB e ARENA.

  11. Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 12:07

    Maravilha. Viva a democracia. Agora eu pergunto porque tanto medo da época militar? Era porque existia ORDEM? Hierarquia? Patriotismo? Não se tolerava vagabundo nas escolas como estes safados desocupados tumultuando uma aula? O que de tanta vantagem trouxe a democracia? Sei o que trouxe: Falta de respeito com os mais velhos, ridicularizarão da figura do professor (ver o vídeo), calúnia e difamação aos governantes, imprensa ameaça a estabilidade do país instigando violência (Sherezade) e derrubando presidente (Veja versus Collor baseado no disse que me disse de um irmão côrno), e aumento escandaloso da criminalidade. Hoje o cidadão honesto, que trabalha, vive ameaçado, com medo, intimidado, desrespeitado nas escolas, hospitais, ônibus incendiados, família desestrutura pela putaria que virou a televisão brasileira … mas não, a ditadura foi ruim, hoje estamos em mil maravilhas. Quero ver um governante do nível do Castelo Branco que demitiu o próprio irmão.

    • Cauê Postado em 01/Apr/2014 às 12:19

      Não existe forma perfeita de representação, modelo perfeito de Estado ou regime perfeito de governo. Porém, o fato de você poder publicitar este comentário, faz o hoje um pouco melhor.

      • fatima Postado em 01/Apr/2014 às 12:58

        adorei e aprendi com sua tolerância e esclarecimento para o com o elemento acima

      • Brasil Postado em 02/Apr/2014 às 00:46

        o nazismo agradece <3

    • Britto Postado em 01/Apr/2014 às 12:38

      entao amigo vc eh a favor da perseguicao sem causa, prisao sem julgamentos e tortura daqueles que sao contra seu sistema?.....assassinato e sumico dos corpos dos inimigos politicos da sua opiniao? Censura total dos meios de comunicacao? Vc eh a favor entao de campos de concentracao, camara de gas, choque eletrico e pau dde araras? Vc eh a favor do exterminio de indigenas? Alias vc sabe o que foi a ditadura militar? E com relacao ao bom funcionamento do governo militar, me explica a corrupcao ilimitada da policia militar...

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 15:16

        Em nome na ORDEM, apoio sim. Hoje é muita gente dando palpite, muito lenga lenga. Alguém tem que ditar as regras e os demais obedecer e não interessa quem está poder (esquerda, direita, PT, PSDB).

      • Felipe Postado em 01/Apr/2014 às 19:37

        Primeiro, a grande maioria desses desaparecidos e "injusticados" nao eram santos faziam tantas ou mais atrocidades que os militares. Depois e bastante compreensivel, veja bem compreensivel nao quer dizer que e certo, que isso ocorra em um governo em que quem esta no poder na esta por uma eleicao onde uma maioria o quer la, fazendo assim com que a demonstracao de poder seja algo necessario para manter a ordem. E so por ultimo a policia militar e um orgao acessorio do exercito e hj mas do que essa dependencia e meramente formal so praticamente coisas distintas.

      • Fabio Postado em 01/Apr/2014 às 21:44

        Poxa Thiago, acho que você não sabe o que são direitos e deveres...

    • Vinícius Camargos Postado em 01/Apr/2014 às 12:41

      ORDEM? Onde isto? Qualquer notícia sobre a presepadas dos militares era censurada para que ninguém soubesse o que faziam. Os próprios militares já assumiram que havia corrupção naquela época mas ninguem podia divulgar. Hierarquia? Isto valhe de que para quem não é militar? O título de uma pessoa a faz melhor do que os outros? E a falta de respeito do professor com todas as pessoas mortas e torturadas na ditadura? Isto não é falta de respeito também?

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 15:17

        Se foi morto e torturado foi porque se opôs ao sistema.

      • Felipe Postado em 01/Apr/2014 às 19:40

        Muitos que foram mortos, tambem mataram. Cade o respeito com as familias dos militares que tambem morreram que foram esquecidos pela imprensa?

    • Bruno Postado em 01/Apr/2014 às 12:57

      Se fosse assim, todo país democrático seria um fracasso, o que definitivamente não é verdade. O Brasil é uma bosta por muitos motivos, mas a democracia não é um deles. Deixa de choro, o país tem que andar para frente, não para trás. Não existe mais espaço para o autoritarismo, nem para a obediência cega.

    • Daniel Postado em 01/Apr/2014 às 13:27

      Rapaz, meu pai viveu na época militar, as histórias que ele conta. Não podia ter um grupo com mais de 2 pessoas juntas na rua, que eles prendiam, em carros eles tacavam granadas, podiam invadir a casa que quisessem, não havia direito de expressão, não podiam existir reuniões em casas, nada. Era pobreza, fome e todo mundo calado! Ai de quem reclamasse do abuso. E o senhor ainda fala que havia ordem? Hierarquia e patriotismo? respeito? Só dentro da esfera de poder que isso existia!! De resto era tudo forçadamente! Além de que medo não é respeito.

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 15:19

        No meu tempo professor entrava em sala de aula, todo mundo tremia. Já vi gente até urinando nas calças. Hoje está desta forma. Quanto a reuniões e mobilização política o jovem de antigamente era mil vez mais ativo que hoje, pois para o jovem tudo que proibido é mais gostoso, esqueceu?

      • Felipe Postado em 01/Apr/2014 às 19:44

        Pergunta para seu pai se ele e a familia dele precisava pagar plano de saude, escola particular, colocar alarme camera etc. Nao quero duzer que a revolucao foi algo totalnente positivo,ou que, seja a melhor opcao apenas acho que toda historia tem dois lados e devem ser mostrados

      • Israel Machado Postado em 08/Apr/2014 às 21:17

        Esta ditadura não foi no Brasil, parece conta da carochinha, mas enfim, também vivi este tempo como estudante, participei das politicas estudantis em Minas Gerais, fui da União Estadual dos Estudantes, da União Nacional dos Estudantes, lutamos contra a ditadura sem armas, mas com manifestações nas ruas de Belo Horizonte, desde o começo de 1964 até 1970, mesmo sem autorização. Queriamos uma República Democrática onde todos tivessem o direito de manifestar suas idéias mesmo diferentes dos donos do poder. Te contaram a história com muta fantasia.

    • Breno Trocas Vale Postado em 01/Apr/2014 às 14:22

      Não.. cê é burro cara, que loucura. Eu não consigo gravar bem o que você falou porque você fala de maneira burra, entendeu? https://www.youtube.com/watch?v=3GFDfaxADRk

    • Ana Carolina Postado em 01/Apr/2014 às 14:30

      Ver tradução.

    • Guilherme Postado em 01/Apr/2014 às 14:55

      inflação em 70%, sucateamento do ensino de base, aumento da dívida externa, e não havia liberdade de expressão. Hoje no ensino público de base colhemos os frutos da sua amada ditadura. Coxinha fazendo coxinhazice

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 18:24

        Negativo meu caro. A democracia tirou as matérias de OSPB e Educação Moral e Cívica dos currículos. No meu tempo professor entrava na sala de aula, a gente tremia. Hoje é ao contrário, o professo respira fundo ao entrar numa classe graças a Liberdade de Expressão. Não seja desonesto e não coloque isso na conta dos militares, coloque o que o senhor quiser: Inflação, concentração de renda, endividamento, falta de transparência com o dinheiro público … mas EDUCAÇÃO? Não senhor.

      • Felipe Postado em 01/Apr/2014 às 19:48

        O sucateamento comecou apos o fim da ditadura na epoca da mesma, as escolas de ensino basico publicas eram referencia no brasil. Quanto a inflacao, foi muito pior na decada de 90 sem falar que essa inflacao de 70% ja era heranca do governo de jango. Divida sssa que perdura ate hj, se fosse tao melhor a democracia ja tinha pago essa divida

      • Fabio Oliveira Postado em 01/Apr/2014 às 20:21

        E que vantagem é essa de se ter um professor que faz a pessoa urinar nas calças? Que tipo de professor é esse? Que merda de valor pedagógico tem isso?

      • Thiago Teixeira Postado em 02/Apr/2014 às 10:18

        Medo, disciplina, silêncio e atenção. Coisa do passado. Hoje é Deboche, zorra total, bagunça e colação para passar de ano. Sabe o que acontecia se o professor pegasse alguém colando? Pra começar, o aluno começa a chorar de soluçar. Chamavam o pai, ou a mãe, e geralmente esse apanhava dos genitores na frente de todo mundo. Bate numa criança hoje para ver, É capaz de você ir preso e sair em rede nacional. Hoje? Preciso comentar? O professor finge que não está vendo com medo do aluno.

      • Syleni Postado em 03/Apr/2014 às 11:05

        Como se o respeito das crianças para com os professores fosse uma responsabilidade do estado. Educação é obrigação dos pais, de ninguém mais.

    • Eduardo A Postado em 01/Apr/2014 às 15:06

      Deve ser homem de bem. Como se o mundo em geral, principalmente o país em que a maioria quer se espelhar, não tivesse ficado dezenas de vezes pior em termos de violência... Ah, claro, deve ser daqueles que acham que não teríamos celular se não fosse a privatização...

    • Anonimo Postado em 01/Apr/2014 às 15:53

      Babaca!

    • marine Postado em 01/Apr/2014 às 20:57

      Parabéns, falou bonito, eu observo que as pessoas que tem opinião contraria as deles e colocada como ignorante A maioria deles são maria vai com as outras , que não sabem o que estão falando.

    • Brasil Postado em 02/Apr/2014 às 00:45

      BINGO! vou te dizer o que é ordem parceiro, ditadura é uma questão de fé, de fé nas pessoas que estão no poder. porque elas vão fazer o que quiserem. E sabe como são as pessoas não é? Acha que elas vão melhorar o país? Que vão aumentar o bolo e dividir com os convidados? então meu chapa te dou um cartaz de otário para pôr no meio do rabo. Elas vão fazer o que quiserem, vão te prender por você usar uma camisa vermelha, vão te bater por você falar algo que não queiram que falem, tipo das mortes que elas causam. Ou não, podem simplesmente entrar na tua casa, estuprar sua mulher e obrigar você a ver, simplesmente porque querem cara, porque elas estão no poder, porque elas podem. Porque ninguem vai impedir elas. Isso é uma ditadura, são pessoas que podem fazer o que quiser. Então larga de ser otário e bota como promessa de ano novo ir para a escola valeu? E de preferencia prestar o minimo de respeito com s que tão vendo capim crescer pela raiz, porque você parceiro, você não é brasileiro mas nem fodendo. Na verdade você deveria ter vergonha de usar essa pele e se chamar de gente. Beijos pro seu recalque

    • Brasil Postado em 02/Apr/2014 às 00:54

      Isso que os alunos fizeram se chama liberdade meu chapa, se chama não aceitar que te imponham uma opinião formada, mas remoe-la para perceber se esta realmente certa, professor não é um deus seu otario, eles tambem podem estar errados.

    • Paul Kersey Postado em 02/Apr/2014 às 01:09

      Parabéns Thiago, ainda bem que alguém reconheceu. Hoje, e não na ditadura, vivemos na baubúrdia que se encontra esse país...te digo mais, se fosse na minha aula, era pau e rua, cacete e cadeia pra essa turma.

    • Bruna Postado em 02/Apr/2014 às 21:24

      Mano, do que você ta falando?? Vale todo mundo ser morto e torturado? Mesmo que tudo isso que você tivesse falando de "bom" sobre a ditadura fosse verdade, nem assim valeria a pena! O governo do Hitler teve uma ótima educação, ele super valorizou isso, mas nem por isso foi bom! Além disso, você diz que aluno tremia de medo do professor! Primeiro, na ditadura o professor era vigiado de toda forma, tinha que mostrar a criança a abaixar a cabeça e aceitar, você acha que é assim que se educa? Você quer ensinar uma criança batendo nela, mas acha absurdo desrespeito aos mais velhos. Como você quer ensinar a criança a respeitar com um método onde a todo momento ela é humilhada e desrespeitada? Deixa eu te contar uma coisa, meu caro. Crie seus filhos assim, quando eles tiverem grandes e fortes e você for um velho, você vai estar nas mãos dos monstros que você mesmo criou. Acha que eles vão ter respeito? Só se toda deturpação que você criou for removida de alguma forma, e se esse for o caso, não irão olhar na sua cara. Te largarão no abrigo e você vai dizer "Quanto desreispeito aos mais velhos!" mas a verdade é que não da para pedir por algo que você mesmo não deu. Não se cria respeito com humilhação!

      • Fábio Postado em 26/Dec/2014 às 18:27

        Bravo Bravo!!

    • Frederico Postado em 04/Apr/2014 às 08:40

      E você Thiago Teixeira, por acaso você conviveu com a ditadura militar? E por outro lado, agora você questiona a democracia, . Porém se estivéssemos na ditadura, você não poderia questionar o regime, assim como você está fazendo agora. Hoje você tem liberdade de opinião para questionar o regime vigente, graças a democracia. Se fosse durante a ditadura e você fizesse esse tipo de comentário, seria torturado por horas, dias, e depois cruelmente morto, e seu corpo serviria de comida aos peixes, e tudo isso somente porque você exprimiu sua opinião. Não seja infantil, larga de ser reaça, extremista e sem noção!

  12. Marcos Postado em 01/Apr/2014 às 12:12

    Verdadeiro absurdo, essa gente critica a ditadura brasileira com camisa de genocidas que sozinhos mataram mais que todo regime militar brasileiro, criticam a morte de 500 mas os mais de 200000 fuzilados em Cuba não são lembrados bando de hipócritas.

    • Victor Hugo Postado em 01/Apr/2014 às 14:00

      É mesmo é? Qual sua fonte?

      • Keynny Postado em 04/Apr/2014 às 15:14

        Victor, esse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=SlFQwr4x6yU fala sobre o controle de armas e desarmamento em diversos países como forma de dominação política, sobretudo os países ditatoriais, como a União Soviética, a Alemanha Nazista e a China, nesse vídeo mostra um pouco do que aconteceu com as pessoas na época da implantação das ditaduras comunistas nesses países, Stalin matou milhares de pessoas de fome, para assegurar seu poder sobre elas. Nem os comunistas nem os militares são exemplos de bondade e democracia, que era o partido nazista se não o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães que com seu populismo e propaganda eficazes cometeram uns dos maiores genocídios da história. Você pode ler em qualquer livro de história e sobre o massacre e o totalitarismo da revolução soviética. Eu não apoio nem os militares nem os revolucionários de outubro vermelho.

    • Raphael Postado em 01/Apr/2014 às 14:33

      Eu critico sem apoiar bolchevista ou qualquer outra forma de socialismo genocida, não tem nada a ver o que você tah falando, generalizando... Seu comentário talvez só seria mais infundado se chamasse essa gente que critica a ditadura de petista hahaha

    • Monteiro Postado em 01/Apr/2014 às 14:40

      Ao que parece, agora, não se pode nem dar uma aula sem ser incomodado por estudantes de outra(!) turma!

    • Rodolfo Postado em 01/Apr/2014 às 15:50

      Bom, eu não sou louco de dizer que não houve totalitarismo nos regimes comunistas, mas somando a quantidade de gente morta por Che, Stalin e Mao, de acorodo com os comentários de Internet, pelas minhas contas já deu 2x a população mundial da atualidade ...

      • Rita Fonseca Postado em 01/Apr/2014 às 23:08

        Meu Deus!!!! Que "ser humano" é este que apóia a tortura, o assassinato a sangue frio, o direito de "calado vc já está errado"???? Senhor, falar que a ditadura teve alguma coisa de bom?! Tá de saca!!!!

      • Agcanhadas Postado em 02/Apr/2014 às 12:09

        Cara primeiramente nem chegou a existir essa população somos 7,5 Bilhões, e vc acha q isso matou mais do as guerras provocadas pelo "defensores da liberdade" como os EUA, ou antes a igreja, a mídia hoje em dia publica oq ela quer, procurando controlar a população!

  13. Marco Lopes Postado em 01/Apr/2014 às 12:15

    Sem comentários, Adorei.

  14. Walter Postado em 01/Apr/2014 às 12:21

    Meninos de ouro estão a par do seu tempo parabéns , o mestre de ser da idade da pedra lascada.

  15. Fabiana Postado em 01/Apr/2014 às 12:22

    Arrepiada! Fico chocada com o tipo de professor que ensina nas universidades!

    • Leonard Postado em 01/Apr/2014 às 13:39

      Eu tambem! 90% deles soh falam de Marx, Marx e mais Marx. Por isso o Brasil caminha cada vez mais pra um abismo inevitavel.

      • Bruno S. Postado em 01/Apr/2014 às 20:15

        Você ja leu Marx Leonard pra saber do que se trata?

    • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 15:20

      Fico chocado com o tipo de "ALUNO" que estão nas universidades.

      • Eu mesmo Postado em 01/Apr/2014 às 15:48

        Queria ver se um filho seu fosse morto na época da ditadura. Pagaria pra ver o seu senso de ordem sendo posto em prática e o seu deleite com a "ordem e disciplina" sendo aplicadas. Pimenta no dos outros refresco.

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 18:46

        Filho meu (ou filhas, tenho 3), pra começar tiveram educação em casa e principalmente o conceito de hierarquia. Nenhuma delas enfrenta o professor, e suas rotinas consistem em escola, casa, escola. Pelo menos na minha casa estamos na década de 60.

      • Marina Almeida Postado em 03/Apr/2014 às 20:58

        Eu fico emocionada de saber que existe ''ALUNOS'' assim na universidade..

  16. Lilian Postado em 01/Apr/2014 às 12:25

    Bela e emocionante manifestação! Faz jus à memória de tantos e tantas vítimas que este Estado dito democrático ainda tenta ocultar. Lembrar é resistir. Nunca esqueçamos dessa barbárie, portanto! Tortura e ditadura nunca mais!

  17. Paulo Toledo Postado em 01/Apr/2014 às 12:29

    Por gentileza, ninguém responda aos defensores da Ditadura. Eles não têm argumento. Vamos só rir deles.

    • Ellen Luise Postado em 01/Apr/2014 às 23:44

      Bem assim! To rindo muito com as bobagens que estou lendo! Tem um que se vangloria de na sua casa estar nos anos 60!!!!!!!!!! Ditadura, tortura, NUNCA MAIS!

  18. Kleber Lopes Postado em 01/Apr/2014 às 12:32

    Boto fé demaaaaaaaaaaaaaais! Parabéns estudantes!

    • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 15:22

      "Estudantes" eram aqueles que estavam sentados, com disciplina, assistindo a aula. Estes que entraram de capuz são um bando de maconheiro, desocupado com complexo de revolução. Nessa horas sinto saudade do honroso Médici.

      • Lara Postado em 01/Apr/2014 às 15:49

        Cara vc é um imbecil, ignorante... Se vc pode hj se dar ao luxo de postar essas asneiras é graças a liberdade de expressão q ñ havia no tempo vergonhoso de Médici.

      • Pablo Fernando Valdez Postado em 01/Apr/2014 às 16:53

        Thiago Teixeira. Chamar um "véio" Sanguinário, ladrão e corrupto desses de honroso é o fim da picada.

      • Zumbarus Postado em 01/Apr/2014 às 18:51

        Nem Mao, nem Stalin, nem Fidel, nem Pol Pot. Nem Médici, nem Geisel, nem Figueiredo, nem Pinochet. E sim respeito a dignidade humana, comunhão, identidade, cooperação, fraternidade, honestidade e justiça social. É tanta bobagem que leio por aí por aí que fica difícil entender esses preceitos tão caros a custo de tanto sangue que parece ter sido inútil. Tenho pena de Marx, que leva a culpa por todas as aberrações feitas em nome dele indevidamente. E invejo Tolstói, que encheu o saco da vida em "sociedade" e foi buscar a felicidade no meio do mato entre seus pares de outra espécie. Temos algo em comum, adoro mato, mas algo em contradição, não tenho tanta coragem pra fazer isso. Quem sabe um dia. Sem mais.

      • Carolina Postado em 01/Apr/2014 às 20:09

        Acho que além de gostar de falar besteiras, você tem preguiça de pensar e por isso acha certo alguém mandar e todo mundo abaixar a cabeça. Tenho pena de suas filhas.

      • anton Postado em 01/Apr/2014 às 23:38

        Thiago Teixeira, viúva da ditadura! Honroso médici uma pínóia! ASSASSINO médici ! Escrevo o nome desse general escroto em letras minúsculas, pois o mesmo só foi maiúsculo na repressão, boçalidade e ignorância social. Quis fazer do país uma caserna a nível nacional. Tomara que o diabo esteja fazendo com ele o que ele fez com o povo que era contra a ditadura, quando esse calhorda estava vivo. Isso porque, se o inferno existe é para gente como ele e todos da sua maldita espécie.

      • Adriano Postado em 03/Apr/2014 às 01:26

        Fim da picada Pablo é ver este bando, nitidamente manipulados pela mídia e demais meios questionáveis de informação que, sob as custas do povo, utilizam sem escrúpulo um espaço público para fins nitidamente pessoais. O meio acadêmico deveria ser um espaço para se discutir ideias, por mais absurdas que sejam, o respeito pelo direito de pensar e dizer é a base da democracia. Por favor, não destruam isso! Se são tão politizados, deveriam responder o professor com argumentações à altura da que ele faz. Afinal, o que vcs sabem sobre o regime militar não foi vivido por vcs e deveriam ter consciência de o que sabem não passa de uma história ou tese que, certa ou errada, chegou através da pesquisa de outro docente tão questionável quanto o que vcs acusam. A ciência precisa ser questionável para existir, sem não fosse, seria religião, doutrina, ou a ditadura que criticam. O que fizeram no vídeo é uma selvageria, arapuca, tocaia, mordaça covarde típica, nestes tempos, de movimentos esquerdistas, feministas, gayzistas, etc comparável ao que os militares fizeram. A ditadura adora atos abusivos como esse... Vergonha de ver alunos do nível superior gastando seu tempo de reflexão para fazer uma cretinice que expõe pessoas na condição de bullying e falta de defesa. O fizeram com este docente que defendia suas ideias, nem um bandico com ato criminoso comprovado merece... Inclusive, se observarem bem, acusam o professor de algo que não foi dito no vídeo!! A covardia é o berço do ditador!!

      • Núbia Postado em 03/Apr/2014 às 22:07

        De que buraco negro da história você surgiu?

  19. márcio Postado em 01/Apr/2014 às 12:45

    Sempre achei que a universidade fosse um espaço democrático, livre de preconceitos, e mais ainda, um local de debate. Como esquerdista sinto vergonha do espirito festivo e pouco centrado do povo brasileiro.

  20. luiz carlos ubaldo Postado em 01/Apr/2014 às 12:49

    Parabéns ao nossos jovens, 5 anos é muito pouco tempo para podermos digerir o que esses caras fizeram, são assassinos crueis, fizeram muitas mães chorarem pelos filhos presos, torturados, desaparecidos e mortos. Merecem ser lembrados sim, a cada 31 de março, para que jamais nos esqueçamos da barbarie praticada contra nossa gente, são uns vermes que fardados ou não, se julgavam donos dos varios Brasil, donos da gente, do nosso povo, feliz da nossa nação por ter nossos jovens vivos!

  21. PAOLA Postado em 01/Apr/2014 às 12:53

    BELO MANIFESTO..PELAS TANTAS VIDAS DE ESTUDANTES MORTOS...VIVA A DEMOCRACIA..

  22. Artur Mendonça Postado em 01/Apr/2014 às 12:53

    Não concordo com o que professor dizia no vídeo, mas invadir a sala de aula impedindo- o de falar também tá errado. O professor deve ter liberdade para falar o que ele pensa, mesmo sendo de direita, conservador ou liberal. Conheço vários professores são filiados ao PT, não concordo com o que eles dizem, mas aceito que falem o que acreditam. Democracia, é isso.

    • Kali Postado em 01/Apr/2014 às 23:13

      Professor, ainda mais em se tratando de uma cadeira como Ciências Jurídicas, deve entrar na sala de aula e ater-se a matéria que leciona..não tem que ficar lendo "Odes ao golpe de 64"..isso é opinião própria e não tem nada a ver com Direito.

    • Raul Henrique Corrêa Postado em 02/Apr/2014 às 01:31

      Finalmente alguém com consciência, qualquer apologia a época da ditadura é errada e sem fundamentos. Mas o respeito pelas opiniões é na minha visão algo de extrema importância, o debate com argumentos bem colocados deveria ser a forma de tratar com este professor, ler cartas de mães que sofreram os males da ditadura, entre outras coisas. E vejo também uma certa intolerância neste tipo de manifestação, uma vez que os professores que hoje são maioria nas universidades e no ensino de base, que fazem uma verdadeira doutrinação marxista, não tem suas opiniões rechaçadas dessa forma, e quando acontece de alguém ir contra aos pensamentos de esquerda de tal professoro exército, que as doutrinas passadas para a juventude formaram, desrespeita com xingamentos como coxinha, burro, alienado, fascista quem buscou expor sua opinião, levando à baixo muitas das bandeiras que levantam como a democracia e a liberdade de expressão.

  23. Regiane de Oliveira Postado em 01/Apr/2014 às 13:00

    Turma, quem é o professor?????

  24. Alexandre Postado em 01/Apr/2014 às 13:07

    Qual é o nome do professor?? Em nenhum lugar achei essa informação...

    • Aline Paz Postado em 01/Apr/2014 às 14:37

      Eduardo Lobo Botelho Gualazzi.

  25. Helena Postado em 01/Apr/2014 às 13:10

    Linda manifestação, mas não pude deixar de notar que muitos estavam quietos, sentados e ouvindo o texto bizarro.

    • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 15:23

      Disciplina, coisa do passado. daqui 5 anos observe como estarão os "quietinhos" e onde estarão os revolucionários.

      • Pablo Fernando Valdez Postado em 01/Apr/2014 às 16:59

        hahahahahahahahahahahahahaha só posso rir de ti .Disciplina ? Quem tu achas que passou a informação sobre a aula para os outros alunos seu babaca, é lógico que ninguém que estava na sala iria falar nada para não ser "perseguido "pelo professor depois. Tu deves ser um milico corno ou então filho ou neto de um....

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 18:42

        Até o momento estou expondo meu ponto de vista, sem ofensas pessoais. Na internet é fácil chamar as pessoas de babaca, corno, fdp ... que tal dizer isso pessoalmente na minha presença?

      • Bruno S Postado em 01/Apr/2014 às 20:01

        De fato o Thiago gosta que todos fiquem quietos, igual ao tempo da ditadura. Pelos que eu vi nos seus comentários a sua casa deve ser uma ditadura também (o que você deve vulgarmente chamar de ordem)

      • Anônimo Postado em 01/Apr/2014 às 20:04

        Acho engraçado como pessoas, como Pablo Fernando Valdez prezam a não discriminação, a ideia de respeito e tolerância para com os outros (como muitos marxistas) e na vida pessoal, na internet e nos pensamentos essas pessoas faltam com respeito com qualquer pessoa que não tenha o mesmo pensamento como o deles. Parabéns Pablo, realmente precisamos brasileiros como você pro Brasil progredir.

      • Juliana Pinheiro Postado em 02/Apr/2014 às 17:24

        Olha Thiago, vc é um produto da mentalidade de muitas pessoas no período da ditadura, onde fizeram a cabeça de muitos com coisas banais, o patriotismo, o respeito e outros valores foram plantados nessa época, mas não podemos negar que a ditadura massacrou e fez o povo sofrer, inventou mentiras e vc acreditou nelas, DITADURA NUNCA MAIS, não existe nenhum sentimento ou ações reais se existe opressão!

  26. Marlene Postado em 01/Apr/2014 às 13:27

    Parabéns a esses jovens, que apesar de não terem vivido esse período tem claro que nunca mais poderá haver um regime militar, um regime que nos envergonha. Por outro lado esse professor tem que ser demitido, não é mais possível que se tenha um professor com essa concepção formando profissionais.

  27. Ailton Pereira Rocha Postado em 01/Apr/2014 às 13:28

    Sou professor. Por essas e outras é que sempre gostei de alunos e eles gostam de mim. Podem me xingar pela quantidade de matéria; mas depois, me agradecem. Não tento fazer cabeças nem digo em quem votar, mas ensino a pensar. Eles aprendem. Parabéns, meninos e meninas. O Brasil é de vocês.

    • Aline Paz Postado em 01/Apr/2014 às 14:38

      Parabéns, Ailton! É justamente isso que os professores de hoje deveriam entender.

  28. José Ferreira Postado em 01/Apr/2014 às 13:45

    O alunos dizem que são defensores da democracia, mas não deixaram o professor falar. Isso é um paradoxo. Dos guerrilheiros que sequestravam, assaltavam, e cometiam atentados, ninguém falou.

    • luana Postado em 01/Apr/2014 às 14:28

      Na verdade não é um paradoxo. A liberdade de expressão existe e nos permite falar, mas tudo que falamos pode ter uma reação contrária. (Isso é a democracia, não?) Acho interessante seu pensamento, que é o mesmo dos religiosos que prezam por essa liberdade mas apenas do seu lado. E no mais, é um desrespeito às pessoas que morreram defendendo a liberdade, dizer isso justamente na semana do aniversário de 50 anos de um golpe que atrasou o país em todos os sentidos. Por último: "dos guerrilheiros que sequestravam, assaltavam, e cometiam atentados, ninguém falou." - é normal, em um regime autoritarista, faça levantar pessoas dispostas a tudo para recuperar sua individualidade, inclusive matar e morrer. Toda ação tem uma reação, sabemos disso desde o século XV. Se é certo ou errado eu não sei, na verdade nem acredito que esses dois polos existam. Mas é admirável alguém ter feito isso nesse país de canalhas e bundões.

      • Júlio César Postado em 01/Apr/2014 às 17:01

        Aplausos pra ti Luana... cap clap clap clap clap clap clap clap clap clap clap.....

    • Monteiro Postado em 01/Apr/2014 às 14:33

      E viva a democracia. Um professor não pode manifestar sua opinião particular. Eram esses os defensores da democracia? Quanto drama - 2:00min. Seria cômico, se não fosse trágico.

      • luana Postado em 01/Apr/2014 às 15:23

        Na verdade, creio que eles estavam defendendo o que acham certo, Monteiro. Podemos fazer isso na democracia, certo?

      • Bruno S. Postado em 01/Apr/2014 às 20:08

        Monteiro, não sei se sou surdo ou cego, mas o que eu vi foi alguém exaltando uma época onde ninguém podia falar de política ou discordar do governo, ou era morto. Se fosse um professor de verdade ele contaria fatos, ele não está la pra exaltar nenhum lado político e sim contar os fatos que ocorreram naquela época.

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 20:25

        Eu no lugar desse professor tinha quebrado a cadeira nas costas de um. Ai queria ver um revolucionário entrando numa sala de aula novamente causando baderna.

    • Aline Paz Postado em 01/Apr/2014 às 14:40

      José Ferreira, você está equivocado. Essa foi apenas uma parte do episódio que aconteceu no dia 31 de março de 2014 na São Francisco. Logo depois da intervenção, os alunos chamaram o professor para retornar a sala, ouvir o que eles tinham a dizer e conversar. Porém, o mesmo deu as costas e foi embora. Veja esse vídeo, você entenderá melhor: https://www.youtube.com/watch?v=zpZ-CpjkZXM

      • José Ferreira Postado em 01/Apr/2014 às 16:17

        Depois do que aconteceu, queriam o quê? E os guerrilheiros, que cometeram diversos crimes não estavam a lutar por democracia. Os militares e aliados queriam a ditatura capitalista, e os guerrilheiros queriam uma ditadura comunista. Jango não era comunista, como os militares diziam, e não sei se a implantação do Regime Militar foi boa ou não para o Brasil. Só sei que é algo a ser discutido com o crivo técnico, sem emoções, por parte dos dois lados.

      • Adriano Postado em 03/Apr/2014 às 01:30

        Depois de humilhar uma pessoa, desorientar psicologicamente, chamam para a conversa? Eles se prepararam na surdina... O professor deveria ter o mesmo direito!

    • Eduardo Winck Postado em 01/Apr/2014 às 14:49

      O professor fala todos os dias o que ele bem entende nas aulas.. aliás, 'privilégio' de quem vive em um sistema democrático de direitos. Os alunos fizeram uma intervenção durante apenas uma aula pra mostrar que nem todos concordam com as ideias do professor.. aliás, outro 'privilégio' de quem também vive em um estado democrático de direito.

      • José Ferreira Postado em 01/Apr/2014 às 16:41

        Intervenção? Isso aí é barderna mesmo.

      • Thiago Teixeira Postado em 01/Apr/2014 às 20:24

        Intervenção de maconheiro é lícito nesse pais ... Errado é o professor e os alunos que lá estavam tentando estudar.

      • Luís Fuji Postado em 01/Apr/2014 às 22:58

        Thiago: 1) vc pode provar que aqueles estudantes-manifestantes são maconheiros?. 2) não me parece que o tal professor estivesse dando uma aula. me parece que os alunos só estavam lá pra assinar a lista de presença (já que, como um bom ambiente hiperburocrático e paternalista, "nesse país" não se presume que os alunos estudem por si mesmos) 3) vc não acha que a autoridade do professor deve ser natural, ou seja, quando os seus alunos reconhecem-no como "mestre"? ao invés de ser dada de uma forma, bem, pseudo-meritocrática? e ser exercida sem nenhum tipo de debate? que alunos serão os mais bem preparados: aqueles que ouvem qualquer asneira de professor (pois, ainda que sejam minoria, há muito professor asno) sem questionar, ou aqueles que exigem algo melhor pra sua formação? tive um professor (fui aluno da FAU-USP) que, usando de sua não-questionada autoridade, decidiu reprovar automaticamente os alunos que não foram em determinado dia, não pensando na possibilidade de alguém sei lá, ter sido assaltado ou ido ao hospital. é pra isso que serve a autoridade?

  29. luis Postado em 01/Apr/2014 às 13:56

    o gravatinha ridículo

  30. Ana Flores Postado em 01/Apr/2014 às 14:03

    Nossa.. Que absurdo! Essa época da ditadura foi muito triste e violenta.. Como pode? E é muito triste saber que PROFESSORES estimulam sentimento de saudades aos alunos.. As vezes acho que só eu penso que o mundo está todo errado e as pessoas com valores invertidos! Parabéns, garotos! Foi o correto a ser feito! E digo mais: se virem mais alguém com as mesmas atitudes, ou pensamentos.. façam o mesmo!!

  31. Raynaa Postado em 01/Apr/2014 às 14:07

    Maravilhoso!! Uma atitude digna de aplausos! Arrepiada!

  32. marcelo Postado em 01/Apr/2014 às 14:08

    Vivemos em uma democracia, fazer protesto a favor ou contra o golpe é um direito de todos. O que não podemos fazer é tirar o direito de expressão de um professor mesmo que tenha defendido esta posição. Pois caso isso aconteça não seremos mais que autoritários e sem legitimidade para falar contra o Golpe de 1964. Não vejo maneira mais legitima do que se levantar e sair de uma aula que pregue somente a favor do Golpe. Vamos lembrar pessoal, o golpe não foi militar, e sim, civil-militar. Há todavia, inúmeras questões que passam despercebidas nessa história que nos é contada. Portanto, temos que ver os dois lados sempre, para então julgar. Não ouvi em momento algum o professor defendendo ou sendo a favor do Golpe. Enfim, ficam algumas questões para discussão.

  33. Claudio Postado em 01/Apr/2014 às 14:31

    Não entendi essa afronta a democracia por parte dos estudantes como vocês dizem. Uma aula em que o professor simplesmente lê o seu livro, impõe sua opinião, sem dar espaço pra debates, também não é nada democrático. Acho assustador vocês defenderem um regime tão violento, por achar que ele nos protegeu de uma ameaça vermelha.

    • Monteiro Postado em 01/Apr/2014 às 14:37

      Meu amigo, porque dar espaço para debates se o professor não estava realizando um debate! Quem impôs a própria opiniao foram esses atores da esquerda.

  34. Monteiro Postado em 01/Apr/2014 às 14:54

    A meus amigos, que aula de democracia nós tivemos aqui! Neste dia, quando um professor foi interrompido na própria sala de aula. Tudo em nome da única verdade do mundo, o socialismo, o regime que nunca torturou nem matou uma única pessoa em sua história! Somos outras pessoas depois dessa grande aula de liberdade de expressão que tivemos, quem dera fosse assim em todas as universidades do Brasil!

    • luana Postado em 01/Apr/2014 às 15:37

      Então, mais uma vez. Na demonocracia ninguém é obrigado a ouvir nada, nem concordar que o outro fala, nem é obrigado a ouvir. Por fim, ninguém estava com uma arma apontada pra cabeça dele. Apenas foram lá demonstrar que não concordavam com o que ele estava falando e se ele quisesse tinha o direito de chamar pra outro lugar quem quisesse ouvir. Esse é o estado de direitos. E não vou nem colocar juízo de valor na fala dele que, na minha opinião é completamente irresponsável.

      • Monteiro Postado em 01/Apr/2014 às 15:55

        Ninguém é obrigado a ouvir nada - exceto para este professor, que tem outras opiniões. Nesse caso, se justifica a invasão de uma sala de aula, os tambores, o microfones. Afinal, direitos iguais, somente para quem tem a mesma opinião.

      • Professor (ainda) João Postado em 01/Apr/2014 às 18:08

        Quando um professor em sua sala de aula é interrompido bruscamente por falar o que outros não concordam. Quando uma aula é interrompida pela bagunça de uma turma (dentro ou fora de sala). Quando as pessoas não caracterizam como violência invadir uma sala e atrapalhar até ser impossível a continuação de uma aula. Vou ter medo de ensinar o Teorema de Pitágopras, a Lei da Gravidade e o Ciclo do Carbono. Espero realmente que este dia não chegue. PS: Não concordo com uma só palavra de apoio ao golpe (sim, golpe) de 1964. Acho que a aula poderia ser opcional (quem quer, fica, quem não quer, não fica). Mas, me entristece a ideia de não ter a minha aula (ou de qualquer professor) respeitada. Me entristece quando a liberdade de expressão é ferida. A democracia criou o Ministério Público exatamente para garantir a responsabilidade na liberdade de expressão

    • Beatriz Postado em 01/Apr/2014 às 15:40

      Monteiro faço da sua ironia a minha. Entretanto acho sim pesada uma homenagem a um regime que levou a morte de tantas pessoas de forma cruel, ( assim como o fez o socialismo durante sua trajetória) assim como acharia pesada uma homenagem ao socialismo, pelo mesmo motivo. Pra mim aí estão errados todos. O professor de tentar passar sua própria ideologia para os alunos e os alunos que estão " impedindo uma injustiça" por meio de coibir a liberdade de expressão, o que é muito irônico. Eles estão coibindo a liberdade de expressão pra defender os que, em nome da liberdade de expressão morreram!! É como dizer a esses mortos: Olhe, estou defendendo vocês utilizando a arma contra a qual vocês lutaram a vida inteira!!! E te digo mais: CHEGA de ideologia em sala de aula, chega! Em sala de aula deve prevalecer ou o debate justo e claro das opiniões divergentes ( sejam relacionadas a política ou não) ou a neutralidade! Professor que é bom profissional consegue ensinar com fatos, pois sabe que seus alunos são capazes de formar as próprias opiniões e então se posicionarem. Este profissional é pago pra passar conhecimento, não pra passar achismos, frustrações, experiência de vida e ideologias particulares. Estudo em universidade federal e te digo: Meu ouvido, em muitas aulas vira penico, com professores radicais tentando enfiar garganta abaixo suas ideologias e achismos como verdades absolutas. Desculpe o desabafo Monteiro!

      • Monteiro Postado em 01/Apr/2014 às 17:55

        Finalmente alguém!! Chega de ideologia em sala de aula! A qualquer um que tenta ficar fora desse negocio é dito estar "em cima do muro". Até parece que eu vou acreditar na besteira de que quem não concorda com uma opinião da esquerda está sendo usado pelo "sistema".

  35. Guilherme Postado em 01/Apr/2014 às 14:57

    Desculpa se vou ofender alguem aqui mas nao posso deixar de expressar meu sentimento ao ver esse video de outra forma... CHUPA ESSA GIROMBA SEU CORNO FILHO DA PUTA !!!! VAI CELEBRAR A TORTURA NA PUTA QUE PARIU SEU LIXO hahajahahahahaha

  36. Beatriz Gross Postado em 01/Apr/2014 às 15:26

    Desta história toda acho apenas uma coisa: O Brasil precisa de mais professores que sejam realmente PROFISSIONAIS. Profissionais verdadeiros são aqueles que conseguem comunicar, ensinar com o máximo de veracidade e de informação e o mínimo de opinião própria e achismo possível. Pensar todos sabemos,( embora alguns seres pseudo-intelectualizados pensem que isso é privilégio de poucos) que cada um pense por si!! Precisamos de informação, não de aulas regadas de ideologia! Isso vale pra direita e pra esquerda! Já estou cansada de aguentar professor radical... MEU OUVIDO NÂO É PENICO! Opinião política cada um tem a sua e todas devem ser respeitadas e debatidas, mas nenhuma deve ser empurrada garganta abaixo! Estudo em uma universidade federal ( em uma particular também) e não aguento mais ser bombardeada com frases regadas de achismos, opiniões e ideologias dentro da sala de aula! Não é porque hoje há liberdade de expressão que as opiniões devem ser impostas. Imposição é o oposto de liberdade.

  37. Fatima Lacerda Postado em 01/Apr/2014 às 15:29

    Alunos arretados. Amei. Meu coração e meus mortos estão vingados.

    • Castelo Branco Postado em 01/Apr/2014 às 18:13

      Amei!! na boa, só pela gravatinha borboleta ja deveriam ter pendurado esse professor bizinho no pau de arara.

  38. Rafael Augusto Postado em 01/Apr/2014 às 16:14

    Não que eu concorde com os atos da ditadura, mas concordo com o direito que ele tem de expor a opinião dele. Não permitindo que ele fale sobre algo que vá em desacordo com a opinião da massa, será que não estão se igualando com os atos da ditadura? Não estão esses jovens impondo algo da mesma maneira como a ditadura impôs durante anos? A ditadura pelo visto continua, ela só mudou de lado. Repito enfaticamente: não concordo com os atos da ditadura, mas não posso negar ao outro o direito de dizer o que ele pensa. Se todos ficassem na sala de aula, ouvissem o professor e depois fizessem perguntas inteligentes a ele não seria mais interessante? Enfim, só acho também! Sei lá! Cada qual com seu cada qual! E viva a nossa ditadura dos dias de hoje: silenciosa, sorrateira e com falta de argumentos e cabeças pensantes.

  39. Giovanni D. Postado em 01/Apr/2014 às 16:55

    Todos tem direito a opinião e principalmente a ter uma filosofia politico partidária, os de Esquerda, os de Direita os de Centro e etc e ninguém poderia desrespeitar um professor em sala de aula ou fora dela, SIM AO PROTESTO! NÃO AO DESRESPEITO! SIM A LIBERDADE POLITICA!

    • Antonio Gonçalves Postado em 01/Apr/2014 às 19:34

      Giovanni D., não devemos (é crime) fazer apologia ao nazismo, filosofia politica partidária, é diferente de torturas e assassinatos cometidos pelos pseudos políticos. Abraços

  40. Adállyda Postado em 01/Apr/2014 às 17:07

    Ainda bem que tem gente que ainda vale a pena.

  41. Toninho Malvadinho. Postado em 01/Apr/2014 às 17:10

    Um Professor de Biologia de uma Universidade no Sul leu um manifesto a favor do aborto de anencéfalos, ressaltando a liberdade da mulher em poder escolher o que fazer de seu corpo. Na mesma Universidade, um professor de Direito leu outro manifesto contra o aborto, ressaltando a vida como direito fundamental. Qual dos dois deve receber o "escracho" por suas posições? Liberdade de expressão existe realmente?

  42. Terezinha Maria Scher Per Postado em 01/Apr/2014 às 17:50

    É por essas e por outras que eu amo meus jovens estudantes! "Que vivan los estudiantes"! Ganhei o dia ao ler isso.

    • Elias Postado em 01/Apr/2014 às 22:33

      Jovens estudantes expulsam esse tipo de estudante, isso ai não é estudante é militante politico.

      • Luís Fuji Postado em 01/Apr/2014 às 23:22

        ah claro. o professor, defendendo o golpe, está totalmente neutro.

    • Srta.Twain Postado em 09/Apr/2014 às 20:07

      A senhora é uma inepta. Sua afirmação enfatiza bem o tipo de gente que compactua com isso. Guerrilheiros, imaturos, desinformados e radicais. Estendo essa resposta aos demais contrários à ditadura. Me orgulho daqueles que tiveram algum interesse na história do Brasil e pesquisaram com suas próprias mãos. A verdade não é absoluta e a história é mais viva do que os apedeutas imaginam... não basta deixar-se levar pelo que todos dizem...

  43. Marcos Henrique Postado em 01/Apr/2014 às 18:01

    Na época da ditadura , as pessoas eram impedidas de serem livres e de se expressarem da forma que lhes convinham , suas opiniões , não eram aceitas se fossem contrária ao que o sistema ou alguém de maioria não compactuasse. E se por ventura a pessoa tentasse demonstrar que tinha o direito de pensar e agir conforme sua consciência e ideologia , esta era molestada , atacada e até morta , tirando a parte do " até morta " , este show me trouxe a um questionamento , o que é mesmo poder ser livre para expor suas ideias e suas opiniões ?

    • Ozias Postado em 01/Apr/2014 às 22:38

      Esse bando de gente não entende que o exército estava protegendo a liberdade ocidental, Coreia do Norte, Cuba, Venezuela, China, só um bando de lunáticos que não compreendem a diferença desses países para uma Austrália.

      • Luís Fuji Postado em 01/Apr/2014 às 23:20

        a liberdade ocidental era tão plena que em 1970, em um país "livre", os Estados Unidos, 4 estudantes foram mortos na Universidade de Kent pois participavam de um protesto contra a Guerra do Vietnã (e este é só um dos exemplos). fora o fato de vc estar desconsiderando a história e a geografia da Austrália e esquecendo que a formação da Austrália como nação veio através do massacre de centenas de milhares de aborígines pelos colonizadores britânicos. nem comento sobre Cuba, Coreia do N., Venezuela e China (país cujo PIB cresce a taxas altíssimas, por sinal) e a tentativa de ligar automaticamente o socialismo (pois é o máximo que esses países são) ao totalitarismo.

      • Thiago Teixeira Postado em 02/Apr/2014 às 10:08

        O exército estava protegendo as propriedades dos grandes barões latifundiários, estes que dominavam (e dominam) a casta da política nacional. Essa conversa de ameaça comunista foi pretexto para a tomada militar do poder. Não vamos entrar em devaneios de jornalistas de esquerda. Tanto é que os próprios latifundiários e empresários, insatisfeitos com os prejuízos no final da década de 70 e inicio de 80, apoiaram a saída deles.

      • Ditadura NUNCA Postado em 02/Apr/2014 às 20:04

        Thiago Teixeira, percebi que você é meio problemático, tenta ter razão e argumento aonde não existe, e se você pode estar aqui falando asneira e provocando alguns pela tal da internet, agradeça a democracia meu caro, pois você não estaria aqui hoje (:

  44. Firefox Postado em 01/Apr/2014 às 18:49

    Parabéns a todos os envolvidos! HAHAHAHA! Não devemos nunca permitir que uma mentira seja anunciada como verdade, quando a verdade está ao nosso redor.

  45. Antono Gonçalves Postado em 01/Apr/2014 às 19:27

    Querida companheira Dora Cristina que se manifesta no comentário, se assim me permitir trata-la, procure saber mais sobre os chamados subversivos e revolta armada, não estávamos nos bastidores, na platéia e sim no palco, portanto...Reveja os conceitos, antes da crítica, me desculpe

  46. Ricardo Augusto G. Reis R Postado em 01/Apr/2014 às 19:29

    Durante minha infância/adolescência, conçolidei em silensio minha opção íntima pelo sequinte perfíl de personalidade, em órdem alfa-bética: a) aristrocratismo; b) burguezismo; c) captalismo; d) direitizmo; d) eurobrasilidade; e) familha; f) individualizmo; g) liberalizidade; h) música erudita (gosto muito de estudar e ler); i) panamericanizmo; j) propriedade privada; k) tradição judaico-cristan. Nos tempos atuais mantenho em meu íntimo de modo pétrio as treze opções de minha infâncio-adolescênscia. Todos os meus pensamentos sentimentos decisões-atividades ao longo de meus virgens 28 anos consistiram com muito orgúlio em desdobramentos das referidas opções. Por isso comemoro os 50 anos da Revolução.

  47. Francisco Postado em 01/Apr/2014 às 19:31

    Parabéns alunos! que siga de exemplo esse ato. Não podem nos calar.

  48. wagner Postado em 01/Apr/2014 às 19:50

    Só tenho pena da galera quando ele for corrigir a prova deles....

  49. Cristóvão Postado em 01/Apr/2014 às 19:55

    Olho isso e, como professor, de biologia, evolucionista, fico imaginando um grupo de criacionistas invadindo minha aula aos gritos e com tambores. Bom, é bem irônico que defensores da democracia e, consequentemente, da liberdade de expressão impeçam outros de se manifestarem. Solidarizo-me com todos que perderam entes queridos em sessões de tortura, mas não sou tão inocente a ponto de acreditar que era uma luta pela democracia. Era uma luta entre regimes. Poderíamos, hoje, ter filhos de militares ainda sem notícias dos corpos dos pais, mortos pela ditadura comunista ( Cuba?). Vai saber ! De qualquer maneira essa turma, ao passar na prova da oab, esquecerá isso tudo ao ver a possibilidade de enriquecer mostrando um diploma da usp para justificar o valor ($$$$$$$$$$) dos honorários. Os combatentes da esquerda estavam tão errados que só chegaram ao poder ( Pt) depois que deixaram a luta armada. Isso é uma característica do povo brasileiro. Por isso digo que a esquerda da década de 60 não me representava. Sequestro e roubo é crime em qualquer regime e, como disse alguém num post anterior, meia dúzia de pessoas nos colocaram numa roubada. Pareço de direita ??? SQN.

  50. leticia lima Postado em 01/Apr/2014 às 20:24

    Parabéns a todos pela coragem de defender os ideais, foi d+.

  51. Ivanice Postado em 01/Apr/2014 às 20:29

    Só posso dizer uma coisa! BRAVO!

  52. Alcir Filho Postado em 01/Apr/2014 às 21:12

    Não entendo o motivo da alegria com este tipo de "manifestação" . Não seria o caso de chamar o professor para um debate de ideias, como marca da conquista de vivermos em um Estado Democrático de Direito? Argumentações, não com palavras de ordem que tão somente impedem a opinião contrária, e a censura. Note a profunda incoerência de criticar a censura e praticá-la simultaneamente. E , perdoem-me,mas o a palavra de ordem "eu não mudo de opinião" é de uma ignorância arraigada, pois já prova a incapacidade de uma análise desprovida de emocionalismos. É como a criança mimada e birrenta, ao ser confrontada com uma bronca dos pais, bate o pezinho, chora e e cantarola "la lala lala" para não ouvir a voz dos outros. Politica feita na base do grito... O gregos antigos choram no hades.

  53. Octavio Filho Postado em 01/Apr/2014 às 21:17

    "Thiago Teixeira POSTADO EM 01/APR/2014 ÀS 18:46 Filho meu (ou filhas, tenho 3), pra começar tiveram educação em casa e principalmente o conceito de hierarquia. Nenhuma delas enfrenta o professor, e suas rotinas consistem em escola, casa, escola. Pelo menos na minha casa estamos na década de 60." Então um de seus três brotos pula o muro da escola pra andar de lambreta, saco bixo ?!

  54. NEY LUIZ PINTO DUARTE Postado em 01/Apr/2014 às 21:56

    QUANDO MORAVA EM SAMPA NA DÉCADA DE SETENTA SEMPRE AO PASSAR PELA FACULDADE DE DIREITO DA USP ME SENTIA POR DEMAIS ORGULHOSO EM TODOS OS SENTIDOS POIS SABIA E, SENTIA QUE ALÍ NAQUELA ESCOLA EU PODERIA ENCONTRAR MUITOS ALUNOS DO TRADICIONALÍSSIMO DA 11 DE AGOSTO QUE REPRESENTA O ESPÍRITO DO ADVOGADO DE SANGUE NAS VEIAS ENTAO ESTOU MAIS UMA VEZ NESTA RÁDIO COMUNITÁRIA CARÍCIA FM DE SAO GERALDO LOCALIZADA NA ZONA DA MATA MINEIRA ORGULHOSO DE GOSTAR DE CONTINUAR ACREDITANDO NA GARRA ADVOCATÍCIA PAULISTANA SOBREMANEIRA E, UM DIA AINDA DESEJO VESTIR A CAMISA DE VCS PORQUE FARÁ DESTE RADIODIFUSOR DAS GERAIS UMA PESSOA MAIS SADIA,REALIZADA E, CONVICTA DE QUE JAMAIS ESTIVE ERRADO AO ADMIRAR O LARGO DE SAO FRANCISCO REPLETO DE UM GRANDE ORGULHO !!! AMO DE PAIXAO O DA 11 DE AGOSTO DESTE SEMPRE ...

  55. deise Postado em 01/Apr/2014 às 22:02

    Finalmente consegui entender qual é a do tal T.teixeira a mascara caiu e um verdadeiro reaça ;sempre achei seus comentarios confusos mas hoje ele se revelou .Deixe de ser masoquista não leia noticias do pragmatismo vai ler a veja;quanto aos alunos parabéns o mundo não está totalmente perdido .Eu vivi nessa epocca e não tenho saudades .

  56. Emerson Dardinelhes Postado em 01/Apr/2014 às 23:44

    Me emocionei ao ver o vídeo. A melhor coisa que aconteceu nos últimos tempos por parte da nova geração de alunos universitários. Estão todos de parabéns!!

  57. Bizuex Postado em 02/Apr/2014 às 00:08

    Ai que saudades do tempo em que eu estava na universidade, e também idealizava tudo o que era de esquerda. Que pena que depois de formado eu comecei a trabalhar e descobri como o mundo realmente é. Tenho respeito pela história passada do país, pois é sempre preciso compreender os erros passados para não repeti-los novamente. Agora, que discutir o passado não leva o país para o futuro, isso eu tenho certeza. Enquanto o Brasil perde tempo correndo atrás do próprio rabo, outros países vão à galope.

  58. Hiago Postado em 02/Apr/2014 às 00:09

    Gente, não é assim que se debate e se discute dentro de um ambiente acadêmico, e quando se diz que existe uma hegemonia cultural e a pré concepção de ideias ainda existe a dúvida. Bem, se o professor está errado ou certo, não cabe a mim julgar, mas o que estes alunos fizeram foi exatamente o oposto do que em tese penso que abominam: a censura da liberdade de expressão. Chega de repetir bordões de ditadura fascista, fora PM fascista, direita coxinha, classe média abominável, esquerda caviar, comunista, marxista pseudo gramsciano, guerrilheiro, petista... O que parece que está faltando-nos é a falta de senso crítico e abandono do lado emocional, que seria representado pela ideologia do indivíduo. Eu não acredito que nenhuma ditadura seja e deva ser aceita por uma sociedade democrática, tão significativa e cheia de pluralidades como a nossa. Mas o que vejo são duas classes de ativistas políticos: esquerdistas leitores de PP e CC, e coxinhas leitores da Veja. Os primeiros sempre levantam a bandeira do conservadorismo fascista atribuído a direita e ao período militar, porém esquecem que todas as ditaduras de esquerda mataram milhares de vezes mais que o período obscuro de nossa história. Já o coxinha, por defender a ordem e o progresso e consequentemente apoiar o golpe de Estado efetuado no ano de 1964, usam como justificativa a represália ao movimento de implantação comunista no Brasil. Resumindo: a "milênios" estes dois espectros políticos brigam numa luta que parece mais uma agressão mútua entre cães, onde os dois saem feridos. Quando haverá esse amadurecimento? Por que pensar diferente no Brasil está sendo tão julgado? Precisamos abandonar as ideologias, agora vão assassinar a reputação do professor simplesmente por não possuir uma opinião padronizada com as ideias concebidas atualmente? Mas não é na história que não existe a verdade absoluta? *Os militares torturam sim, mas muito menos que a "Revolução Cubana." *Por que mesmo depois de Che Guevara afirmar em alto e bom tom que fuzilou e continuaria fuzilando até que fosse necessário existem "revolucionários" de esquerda com camisas que ostentam seu rosto em camisas vermelhas? * Nenhuma ditadura deve ser justificada, não importa qual seu ideal, essa deve ser a questão!

  59. Edmée Sanches Mattos. Postado em 02/Apr/2014 às 00:29

    Ainda hoje sinto medo, entravam nas salas de aula e levavam os colegas e nunca mais soubemos de Claudio ou do Cesar, eles tinham uma banda só isto já os fazia suspeitos. Porque eramos alunos da UNB, já eramos suspeitos. Entravam no TCB, ônibus coletivos de Brasília e a gente escondia debaixo das cadeira e outras pessoas sentavam em cima para que não fossemos vistos. Matavam, torturavam primeiro e depois sumiam com os corpos. Que revolução....quem não viveu precisa saber como foi para que não se repita....igual ao holocausto.... não podemos esquecer jamais.

  60. BRASIL Postado em 02/Apr/2014 às 00:37

    Esse cara tinha que perder a porra do emprego! COMO DEIXAM UM RESPONSAVEL PELA FORMAÇÃO DE PESSOAS E OPINIOES FAZENDO APOLOGIA Á DITADURA NA SALA DE AULA? PUTAQUEPARIU!

  61. Felipe Cunha Postado em 02/Apr/2014 às 00:48

    Thiago Teixeira é um dos caras mais ignorantes que já vi... acha que é bom o aluno "tremer" pro professor, acha que é bom um infeliz viver de casa pra escola da escola pra casa, permanecendo numa vida de bolhas sem se deparar com a realidade em momento algum, e, pior, generaliza qualquer posição crítica como "maconheiros".. aposto que deve ser um daqueles velhos que se entopem de remédios e se orgulham por nunca terem colocado um baseado na boca... que exemplo hein. Grande idiota... viúva da ditadura, autoritário de merda.

  62. Nilton Postado em 02/Apr/2014 às 02:00

    podem criticar o golpe militar dizendo que não havia liberdade mas ninguém percebe que por falta dessa liberdade não existia sem terra, ladrões, traficantes, pichadores e muito menos políticos corruptos. e que grandes obras foram construídas, como a usina de Itaipu que hoje favorece a todos nós aí ninguém lembra né?!

  63. luiz carlos ubaldo Postado em 02/Apr/2014 às 07:38

    Quem quiser defender militar e o regime de excessão que o faça nos quintos dos infernos!

    • José Ferreira Postado em 02/Apr/2014 às 08:51

      Bem democrático isso. "Se você não concorda com o que eu digo, então desapareça".

  64. Fabio Postado em 02/Apr/2014 às 08:06

    Tenho um ponto de vista totalmente diferente. A democracia como nos é apresentada me parece não estar sendo bem empregada. Será que a voz de 1000 analfabetos tem mais valor que a de 100 estudados? E outra se li bem, era uma aula de "Direito" onde serão formados advogados juízes e outros cargos mais importantes, me assusta ver que estes futuros advogados não estão com a mente aberta ou dispostos a ver e entender todos os lados de um processo. Será mera coincidência o alto índice de reprova no exame da OAB?

  65. Ramon Postado em 02/Apr/2014 às 08:54

    E a diversidade de opinião? "Posso não concordar em nada do que dizes, mas defendo e muito seu direito de dizer". Os alunos não estavam obrigados a ouvir a defesa, deveriam sair da sala, quem acha que o golpe foi importante, participa da homenagem. Agora bagunçar a aula e dizer que queria estimular o debate.

    • José Ferreira Postado em 03/Apr/2014 às 08:39

      Isso mesmo. Voltaire dizia isso.

  66. Pedro A.C.C Postado em 02/Apr/2014 às 10:12

    Não entendi por que o "toma" isto é uma completa falta de respeito. Agora em palestras aonde mostram fortes ideias comunistas também posso chegar com um alicate gritando que nem um retardado? cada um tem direito de manifestar a sua opinião, mas já de praxe dos esquerdistas desrespeitarem qualquer um que tem ideais contrários a eles. "De acordo com a estudante do segundo ano de direito Isabella Ferreira, 21, o objetivo do ato era impedir que o professor utilizasse a sala de aula para comemorar a “revolução”, ele não estava comemorando e sim fazendo um discurso no qual mostrava sua ideais, da mesma forma aonde na UNESC, USP, FUVEST, UFSC,etc... ocorrem diversas palestras aonde são expostos os ideais comunistas de forma descarada, mas se algum centrista ou de direita faz algum protesto é chamado de "burguesinho" e "anti-progressista". Isso não é algo para se vangloriarem e sim para expor a ignorância e a hipocrisia de quem não consegue enxergar o mundo ao seu redor.

  67. Antonio Magalhães Postado em 02/Apr/2014 às 10:38

    Convite: Cineclube Silvio Tendler (Museu da República) apresentará no dia 02/04/14, às 20 h, o filme "Os advogados que disseram não". O filme aborda o papel de advogados, como Dr. Sobral Pinto e Dr. Modesto da Silveira, na defesa dos direitos humanos durante o golpe de 64 . Após a exibição, debate sobre o tema. Entrada franca.

  68. Esdras Pereira Alves Neto Postado em 02/Apr/2014 às 10:47

    Olha se eu fosse esse professor eu pedia demissão e aposentadoria precoce; pois uma pessoa que se diz professor apoiar uma barbárie que foi o regime militar para mim está doido e por isso tem que passar por exames psiquiátricos para voltar a lucidez da normalidade e voltar a participar em dar aula.

  69. Fábio Favila Postado em 02/Apr/2014 às 10:52

    Esse tal Eduardo Botelho Gualazzi é realmente professor de Direito? Ele nunca estudou economia? Acho que não. Não vou entrar no mérito da questão das torturas, da falta de respeito ao cidadão brasileiro durante este período miserável da História do Brasil. Quero expressar-me aqui sobre a merda que esses déspotas fizeram com a economia brasileira nesta época. Dívida deixada e só paga pelos governos democráticos. Toma vergonha Eduardo Gualazzi. Você deveria estar aposentado em um hospício. E não em uma sala de aula do curso de Direito.

  70. Adriano Postado em 02/Apr/2014 às 14:02

    Alguém me diz aonde ele apoia o militarismo neste curto texto... Só vi que não deixaram ele terminar sua argumentação e tomar falar por recortes pode ser injusto, e até covarde.... Será mesmo que o professor estava para homenagear algo? Na boa, me pareceu mesmo mais uma agressão dos típicos idiotas úteis manipulados pelos diversos ismos atuais. E se for isso mesmo, cabe um bom processo por danos morais à este professor...

  71. Sergio Postado em 02/Apr/2014 às 14:33

    Acho que deveriam ter deixado o professor expor sua opinião de forma democrática,até por ironia de quem não defende a democracia.Em seguida pedir que ele ouvisse a manifeatação dos alunos e fosse então desafiado ao debate.Afinal são futuros operadores do Direito que lá estavam,e que debateram muito com seus colegas nos tribunais.Não respeitaram o contraditório,a liberdade ce pensamento e expressão.Assim como a violência dos black blocks afastou a população das ruas...

  72. Aquiles Postado em 02/Apr/2014 às 15:06

    Normal. Via de regra, o brasileiro estabelece, primeiramente, uma relação emocional com o mundo, para depois, estabelecer uma ligação intelectual. Como muitos comentários aqui demonstram, o "simples fato" do professor ter "defendido" o RM, por si só basta para condená-lo (nunca refutá-lo). Assim, a ação intelectual, de raciocínio, reflexão e crítica foram, no brasileiro em geral, atrofiando pouco a pouco, a partir de um modo de relacionamento com o mundo prioritariamente passional. Sabendo disso, as elites governantes, independente de ideologia, sempre usaram essa característica da população a seu favor. Nos dias atuais, p. ex., o PT e seus aliados vêm usando destes expedientes de maneira eficiente, através de ações de propaganda política em todos os meios possíveis de comunicação de massas, sobretudo nas Instituições de ensino, pois os portugueses já diziam, e com razão: "É desde pequenino que se torce o pepino". Eis o resultado.

  73. Fernando Postado em 02/Apr/2014 às 15:47

    Parabéns com louvor aos alunos!!! É lógico que terroristas "supostamente" contra o regime cometeram excessos na época porém nada nem comparado nem justifica a CORJA DE LADRÕES, BANDIDOS ASSASSINOS do governo militar!!! seus familiares deveriam passar pelo mesmo a que submeteram gente do povo! Sem contar que ABSOLUTAMENTE TODA A CORRUPÇÃO que este país está entregue tem sua fundação lá!!

  74. Marcelo Postado em 02/Apr/2014 às 16:10

    Acho louvável a atitude (ou a intenção). Muito embora acredite que teriam um melhor aproveitamento se apenas levassem para a sala de aula a pessoa que foi torturada pelos militares para o confrontar num debate. Normalmente quem defende a ditadura é porque não viu os horrores que ela produziu. Nada melhor que um exemplo vivo. Impediram o louvor para aquele período ruim de nossa história, mas não mudaram a cabeça do divulgador deste louvor...

  75. Felipe Postado em 02/Apr/2014 às 16:21

    Por isso que o Brasil é como é hoje, se querem democracia o professor tem o direito de manifestar sua opinião de qual regime ele acha melhor!!!! Agora um bando de relaxado, que se acham democráticos fazer isso? se querem democracia, cadê a democracia do nosso país, onde um bando de estudante que faz uma merda dessa.... O maior crescimento que o brasil teve em todos os tempos foi na época de ditadura, não sou a favor dos meios utilizados, mais nos dias de hoje, como o brasil esta seguindo eu sou a favor de um regime militar, pois aí sim, hoje esses bandos de loucos que se dizem estudantes e politizados não iriam fazer essa bagunça, pois o que fizeram é a cara do BRASIL uma bagunça, um bando de arruaceiros, pra não falar muito bando de retardados.... se querem um brasil melhor, procurem fazer o melhor para ele, e não fazer uma bagunça como fizeram.... O professor pode defender a opção que ele quiser, se ele acha que a ditadura foi boa para o brasil, é opniao democratica dele.... Só acho que demonstrações como estas pessoas que se dizem alunos fizeram só mostra o que será do nosso BRASIL, uma verdadeira bagunça.....

  76. george Postado em 02/Apr/2014 às 17:59

    E daí que o professor defende o regime militar? Tremenda falta de respeito. Foram lá e interditaram a aula do velho. Também, vai esperar o que? Desde a adolescência ouvimos os professores de história defendendo as revoluções cubana e russa.

  77. EDLEUZA LELA CASTRO Postado em 02/Apr/2014 às 19:39

    PARABÉNS JOVENS!!!!!!!!!!!!!!!! É DE VCS QUE PRECISAMOS PARA IMPEDIR QUE TAL DESORDEM E DESGRAÇA VOLTE A ACONTECER NOVAMENTE. ESTE MALDITOS REACIONÁRIOS QUE DEFENDEM O GOLPE DE 1964 PRECISAM SER RECOLHIDOS ÀS SUAS INSIGNIFICÂNCIAS. QUE CLAMEM SOZINHOS ATÉ SUAS IDAS PARA O INFERNO, POR DEFENDER TORTURADORES, ASSASSINOS, MALDITOS!!!!

  78. Jane Postado em 02/Apr/2014 às 19:56

    Posso não concordar em nada com o que o professor estava prestes a dizer, se a aula fosse para mim, eu provavelmente me levantaria da carteira e sairia na hora... Porém, jamais faria o que esses alunos fizeram. A notícia diz que eles intentavam promover um debate entre o professor e o Fon, mas não acredito. Não acredito porque conheço o quão acalorada uma situação dessas fica. Eles iriam - não todos, mas uma parte, certamente - vaiar e impedir o professor de se falar e argumentar, na tentativa de humilhá-lo sem sequer poder ouvi-lo. Já pelo vídeo é inegável dizer que esses alunos não são os maiores fãs de organização... O professor fez bem em ir embora, antes que o calor do protesto se transformasse em agressão física, como sempre acontece. Inclusive, ele mesmo esteve muito próximo de agredir um dos alunos que usavam os sacos na cabeça... Não acho que a Ditadura tenha sido boa para o Brasil - pelo contrário, aliás -, e acho que muitos brasileiros que a apoiam estão é cegos pelo falso milagre econômico que aqui havia. O mais patético é que haja tantos indivíduos que dizem apoiar a ordem e a hierarquia para defender o Totalitarismo, sendo que se eles defendem um regime sem liberdade de expressão, sequer deveriam vir aqui dizer o que pensam. Não há nada mais hipócrita do que esses comentários extremistas que vemos por aqui - de ambos os lados, concordo. Sintetizando, não concordo com nenhum tipo de extremismo, então esse professor merecia mesmo um protesto. Um protesto silencioso, com poucos - quiçá nenhum - indivíduos para ouvirem suas palavras. Agora, esse tipo de manifestação só revela o quanto vivemos num país incapaz de se organizar para fazer um protesto respeitoso; se eles se dizem contra a falta de liberdade de expressão, deveriam ter dado espaço para o homem se explicar, e não enfurecê-lo a ponto de fugir. Não se ganha uma discussão calando as partes que são contrárias à vossa opinião. Isso também é Totalitarismo, e do tipo mais perigoso, porque está travestido de bonzinho, e pior, é tão latente nos indivíduos, que eles sequer são capazes de se perceberem contraditórios.

  79. Ditadura NUNCA Postado em 02/Apr/2014 às 20:01

    Esses alunos tem o meu respeito.

  80. Ana Margarida Postado em 02/Apr/2014 às 22:06

    Que ótima atividade extracurricular, sinal de que existe mudanças no ensino, na educação e nas instituições.

  81. Maurício=Ctba Postado em 02/Apr/2014 às 23:13

    Eu fico pasmo em ver que ainda tem gente que defende esta merda da ditadura e golpe militar. Sei que existem muitas coisas erradas nos dias de hoje, mas qualquer coisa é melhor do que os absurdos da ditadura militar. É incrível como os defensores da ditadura acreditam na própria mentira e arranjam argumentos para defender todos os absurdos cometido pelos militares. Parabéns pela atitude destes estudantes. Se são maconheiros como algumas pessoas falaram, viva os maconheiros.

  82. Paulo Postado em 03/Apr/2014 às 00:17

    As pessoas hoje em dia guiam as suas ideologias por episódios que não vivenciaram, jovens que se estivessem presentes no episódio que culminou o golpe, talvez teriam optado por tal, e momentos depois, por remorso do partido que tomaram lutariam arduamente para reaver a pouca liberdade que já tinham por conta da crescente frente comunista. Não devemos comemorar nenhum dos dois episódios pois os dois culminariam na mesma máxima de torturas e mortes arbitrarias. Ou seja, o comunismo abriu a trilha para o caminho em que o golpe militar executou as atrocidades que até hoje são lembradas. Sou totalmente contrário aos dois episódios, pois nasci em 1985, ano em que se diluiu esse fatídico episódio e se instaurou outro que até hoje mata, tortura e estupra com outra prerrogativa, o dinheiro. Espero que entendam meu ponto de vista, abraços.

  83. Stefanio Postado em 03/Apr/2014 às 01:12

    Acho até engraçado algumas pessoas dizerem quem querem estimular o diálogo, quando na verdade querem interromper/eliminar a idéia/opinião contrária do outro! Não sei o que seria da minha vida se eu não pudesse mudar de opinião (como cantam no vídeo)! Sei que na ditadura houve muita censura, tortura, e outras atrocidades com a população, e sou totalmente contra isso. Só que hoje não é muito diferente, só as ferramentas que mudaram: censura uma obra de arte; a imprensa não pode criticar o Governo; se disser "fala negão" é racismo ou "deixe de viadagem" é homofobia; você é escravo do um sistema onde as minorias estão tentando limitar a maioria, não por respeito, mas por puro revanchismo; temos Bolsa Família (cabresto eleitoral), se votar em "A" ele pode cortar sua Bolsa; agora apareceu o Marco da Internet, para controlar nosso acesso; partidos políticos que fazem farra com dinheiro público para se perpetuarem no poder; bandidos do "colarinho branco" (mensaleiros) soltos por um Tribunal de Exceção; e por aí vai... Não se iludam, ventos Totálitarios sopram sorrateiramente no Brasil! Penso que o protesto não deveria ser contra o professor e sim contra a atual situação do povo brasileiro, que vive refém da criminalidade, sem saúde, educação, justiça e tantas coisas mais. Talvez seja por isso que o professor tenha tanta nostalgia do Regime Militar. Não pela tortura, mas pelo sentimento de Amor ao Brasil! Falta DECÊNCIA com a coisa pública e RESPEITO ao povo!

  84. Ruzedeli T Souza (Kekeko) Postado em 03/Apr/2014 às 08:55

    PARABÉNS AOS JOVENS QUE ORGANIZARAM O PROTESTO! Como pode, nos dias de hoje existir um educador que ainda defenda um regime que, sob o pretexto de garantir a "ORDEM e o Progresso" reprimiu, prendeu,exilou, torturou e matou milhares de cidadãos brasileiros que queriam argumentar as consequências maléficas, para a maioria do povo brasileiro, desse "PROGRESSO" tão apregoado pela ditadura. Que PROGRESSO foi esse que culminou com o pesadelo ambiental- a Transamazônica, promovendo a destruição do nosso maior patrimônio natural, a exuberante floresta Amazônica que nos dias atuais ainda vem sentindo seus reflexos de destruição? Diziam eles que a riqueza produzida pelo desenvolvimento apregoado com a abertura da transamazônica aceleraria o crescimento da Nação. Mas, o que se percebeu na época e se percebe hoje é que essa riqueza não era dividida com a grande maioria do povo brasileiro promovendo assim a desigualdade social. Procurem ler sobre a história da Ditadura Militar para entender a dimensão do estrago causado pela Ditadura Militar na vida dos povo brasileiro.

  85. Junior Postado em 03/Apr/2014 às 10:45

    Posso ser contra a sua opinião mas nunca posso ser contra o seu DIREITO de defender o seu ponto de vista.

  86. André Postado em 03/Apr/2014 às 11:39

    A ditadura teria existido de qualquer maneira, pelos nosso militares, ou pelos russos, ou pelos comunas, e em todos teriam sofrido igual ou pior. Quem tomasse o poder reprimiria, e quem fosse contra seria contra o militar ou os comunas ou quem estivesse no poder... quem é contra o regime seria contra sempre, independente de quem fosse. Isso que ninguém entende... A discussão não é entre militar ou comuna, e sim entre regime e democracia. Coisa que na época nenhum desses lados proveria.

  87. Camila Santos Postado em 03/Apr/2014 às 12:28

    Que orgulho! Viva Fidel! Viva Stalin nosso mestre! Que a revolução continue! Marco Civil da internet está aí.

  88. Fernando Rodrigues Postado em 03/Apr/2014 às 13:28

    Os alunos que estavam assistindo a aula deveriam ter enxotado esses baderneiros da sala de aula. Esses idiotas úteis não fazem nem ideia do quanto estão sendo prejudicados por acreditarem na utopia do comunismo e socialismo, o quanto ele é pernicioso pro sistema econômico do país e o quanto ele é autoritário e fascista. Basta vermos exemplos como Cuba, Venezuela, Coréia do Norte, China, diversos países que possuem baixo ou nenhum grau de liberdade em seu solo, são umas verdadeiras bostas. Esses jovens não entenderam ainda que o comunismo não funcionou em lugar nenhum, e não será aqui que irá funcionar. A ideia de homenagear o golpe militar foi por ele ter impedido que nos tornássemos uma ditadura do proletariado armado, semelhante à Cuba.

  89. Luiz Castello Postado em 03/Apr/2014 às 15:29

    "Os alunos não estavam obrigados a ouvir a defesa, deveriam sair da sala(...). Bem ao estilo "Brasil ame-o ou deixe-o". É inacreditável que os ditadores tenham deixado filhotes.

  90. SâmeWeb Mix Postado em 03/Apr/2014 às 16:34

    Que lixo chamaram um ex militante? me polpe e faça me o favor porque não falam das pessoas mortas por militantes e guerrilheiros daquela época?porque não dizem sobre os bancos roubados e bombas que mataram pessoas inocentes tudo causado por militantes da época, agora querer dizer que um ''protesto'' lixo desse é algo ideal para a democracia é comer a própria ''lama'' criada por ações ''idiocratas'' úteis olha só que desrespeito o suposto protesto me deixou impressionado pela maneira que trataram o professor fiquei até com vergonha que nojo....isso não são estudantes são doentes mimados com titica na cabeça, querem democracia e não dão direito a democracia e ainda aparecem na sala com capuz parecendo membros da antiga Ku Klux Klan repúdio total.

  91. Filosofo Voltaire Postado em 04/Apr/2014 às 05:02

    Liberdade de expressão!!! Somos todos cidadãos com direito de dizer o pensa, inclusive as minorias. Sim a ditadura torturou, assim como nossa democracia tortura também. Hoje dos 548 mil presos, 42% (230 mil) estão presos provisoriamente, ou seja, sem condenação definitiva. 7.790 famílias na cidade Altamira expulsos pela barragem de Belo Monte, no Pará. Fator previdenciário causa um aumento contínuo da idade mínima necessária para a obtenção do valor integral para as aposentadorias. Em 1999, precisava contribuir por 39 anos; em 2011, necessários 42 anos. Quanto ao nosso direito de acesso a informação, pensem que por mais que reclamem a corporação globo ainda é o que nos resta. No final do regime militar, João Figueiredo governava com 16 ministros. Na democracia, Tancredo Neves desenhou uma Esplanada com 23 ministérios. Que viraram 31 com José Sarney, 34 no segundo governo de Fernando Henrique Cardoso e 38 com Luiz Inácio Lula da Silva. E se os militares tentaram fazer a transamazônica, JK fez Brasília - a famosa ilha da fantasia - ao custo de 1 bilhão e basicamente afastando o povo do poder. A Dilma com o estádio do Corinthians, dinheiro público no Itaquerão chega a R$ 581 mi, mais que o custo de seis estádios da Copa. Enfim, quanto ao ato professor, creio que uma aula universitária jamais deveria ficar restrita a questões especificas do curso. E quanto ao ato dos alunos, se eles dizem que a ditadura calou com tortura, eles calaram com barulho. Liberdade de expressão!!!

  92. Ela mesma Postado em 04/Apr/2014 às 17:22

    Por que meus comentários não aparecem?

  93. Tiago M Postado em 06/Apr/2014 às 21:35

    Impedir o professor de se manifestar chama-se censura e é uma pratica de regimes totalitários, tanto militares quando comunistas. Parabéns, seus alunos ignorantes.

  94. Alessandro Postado em 07/Apr/2014 às 18:25

    Quando todos pensavam que os nazistas estavam desaparecendo, aparecem alguns demônios vivos como esse professorzinho aí, para assombrar as diversas gerações do País! Gosta de ser governado por assassinos? Então vá pro Afeganistão, seu talebã!

  95. Zé do Povo Postado em 08/Apr/2014 às 02:42

    Fascismo nunca mais!

  96. Ricardo Postado em 14/Apr/2014 às 20:09

    Depois de duvidar que aqueles que, apesar de viverem (atualmente) numa ditadura acham que estão numa ditamole e que, com a mesma intensidade e brutalidade (de atos, palavras, idéias, julgamento), acham que a ditamole (que jamais viveram e conheceram) no século passado foi uma ditadura, desliguei-me da insanidade ao reler a citação que fez parte do discurso de Barack Obama, na verdade um poema escrito por Charles M. Province, em 1970: “Para que servem os militares?” “É graças aos soldados, e não aos sacerdotes, que podemos ter a religião que desejamos. É graças aos soldados, e não aos jornalistas, que temos liberdade de imprensa. É graças aos soldados, e não aos poetas, que podemos falar em público. É graças aos soldados, e não aos professores, que existe liberdade de ensino. É graças aos soldados, e não aos advogados, que existe o direito a um julgamento justo. “É graças aos soldados, e não aos políticos que podemos votar”. Ao contrário dos puros, eu vi e vivi uma parte da Contra-revolução Democrática de 1964. Um abraço fraterno a todos, talvez a melhor terapia para mitigar tanto ódio (cego).

    • Vlademir Gomes Postado em 26/Dec/2014 às 20:58

      Golpe de Estado não é Contra-Revolução, estude História um pouco mais.

  97. Filipe Gabriel Postado em 21/May/2014 às 13:12

    "[...]Por sorte, os alunos não permitiram tamanha ofensa[...]" "[...]Episódios como esse me fazem sentir orgulho de estudar naquele local; ao lado de pessoas democráticas e politizadas[...]" Onde está a democracia em entrar com todo aquele barulho impedindo o término da fala do professor para então contrapor a ideia do mesmo com argumentos e não afugentando o professor por meio de algazarra? Até onde eu sei um debate não é feito desta forma...

  98. Felipe Postado em 11/Jun/2014 às 11:56

    Bravo! Sem palavras!

  99. Vlademir Gomes Postado em 26/Dec/2014 às 20:56

    Vamos estudar História antes de defender o Golpe de Estado de 1º de Abril de 1964.

  100. Wilson Maejima Postado em 02/Apr/2016 às 14:34

    O ex-presidente Lula é o maior FENÔMENO do Brasil. Um brasileiro respeitado, admirado, e premiado, no MUNDO INTEIRO... Ele poderia ter sido apenas mais um operário, representante da miséria e da pobreza brasileira. Uma pobreza imposta pela desigualdade entre as classes dominantes e as classes trabalhadoras. Todas ESCRAVIZADAS por um sistema político e todos os sistemas podres calcificados e corrompidos. Todos os sistemas podres, calcificados e corrompidos por 502 anos de governos de direita e entreguistas, Incluindo 21 anos da DITADURA MILITAR (1964-1984) ... e os 08 anos dos governos do PSDB/FHC (1994- 2002), Governos dos filhotes da ditadura... O LULA e nem a atual PRESIDENTA DO BRASIL a DILMA são entreguistas e vendilhões. São pessoas nacionalistas e REVOLUCIONÁRIAS... Revolucionaram o BRASIL dizendo que o País e suas riquezas ao seu povo pertencem... Agora é a SENZALA no PODER, (O POVO NO PODER)... O PT – PARTIDO DOS TRABALHADORES e seus partidos ALIADOS – é o povo no PODER. E quem esta estrebuchando são os da CASA GRANDE, (a elite podre – corrupta e golpista). Os DONOS - os puxa sacos, os baba ovos, os vassalos e na sua grande maioria por COXINHAS MANIPULADOS e IDIOTIZADOS pela mídia porca e golpista ... São representados pelos FILHOTES DA DITADURA e seu PARTIDO O PSDB – Composto por golpistas, pilantras, vigaristas, corruptos, quadrilheiros, drogados , vendilhões e entreguistas... A maioria dessas pessoas a exemplo da REVOLUÇÃO FRANCESA... Seriam todos levados a GUILHOTINA. Por serem egoístas, vendilhões, entreguistas, corruptos e subestimarem o POVO. E pelo seu complexo de VIRA LATA. Subestimaram o operário LULA, e olhe só no que deu. Agora devemos amparar... Uma ASSEMBLÉIA POPULAR CONSTITUINTE ou EXCLUSIVA. Para que o povo escreva as suas LEIS em uma REFORMA GERAL E POLÍTICA... Estas que estão aí são casuísticas porque foram escritas pelos políticos corruptos.

  101. Antonio Castro Postado em 04/Apr/2016 às 12:34

    Me desceu dos olhos uma lágrima incontida, talvez uma lembrança inconsciente dos muitos que padeceram vivos, desejando inconteste a morte. Esse jovens é uma luz de esperança em meio as nuvens escuras que rondeiam nosso país. #golpenuncamais