Redação Pragmatismo
Compartilhar
Desenvolvimento Brasileiro 19/Dec/2013 às 17:53
8
Comentários

Caças suecos representam um avanço na defesa do Brasil

Caças suecos representam um salto na indústria de defesa. Enquanto franceses da Dassault e os norte-americanos da Boeing movimentavam-se no campo político e diplomático, os suecos montaram uma operação técnica invejável

caças gripen brasil suécia
Os caças Gripen representam um salto na indústria de defesa (divulgação)

A decisão da presidente Dilma Rousseff de optar pelo sueco Gripen, da SAAB-Scania, na licitação FX para os novos caças da FAB, pode ter surpreendido a muitos.

Mas trata-se do passo mais relevante dos últimos anos, no sentido de consolidação de uma política industrial de defesa – área que avançou com o Inova Defesa, de financiamento de pesquisas para empresas do setor.

Pelo menos desde 2011, alguns comentaristas do meu Blog (www.luisnassif.com.br) traziam informações relevantes sobre a proposta sueca.

Enquanto os franceses da Dassault e os norte-americanos da Boeing movimentavam-se no campo político e diplomático, os suecos montaram uma operação técnica invejável.

Leia também

Desde o início, a Aeronáutica pendia para o Gripen. Em parte por suas características tecnológicas – com menor alcance e maior mobilidade -, muito mais pela possibilidade das parcerias tecnológicas.

***

Pela proposta, 80% da estrutura das aeronaves poderão ser fabricadas no país. Partes relevantes do processo, como ensaios, testes, homologação. Desenvolvimento, produção e comercialização terão participação de empresas nacionais. Acenava-se, inclusive, até com uma exportação inicial de 30 células Girpen NG para a própria Suécia.

***

Os suecos dispõem-se também a incluir “o fornecimento e a integração de todos os armamentos pedidos pela FAB com os respectivos custos incluídos na oferta, as armas brasileiras assim como as que já contam no arsenal da força, integradas e requalificadas seu custos adicionais, com a participação da Embraer e da Mectron”.

Ao se aproximar da Embraer, aliás, os suecos tiraram um dos pontos centrais de vantagem da Dassault – que tem participação acionária na empresa.

Recentemente, a Embraer associou-se à Telebrás em uma nova empresa para trabalhar a área aeroespacial. E recentemente, o Ministério da Defesa classificou várias empresas fornecedoras na condição de empresas de segurança nacional, com vantagens fiscais.

***

Pela proposta da Gripen, o programa de ensaio de voos será realizado pela Embraer e outras empresas nacionais, possibilitando ao país a participação direta no desenvolvimento, qualificação e homologação da aeronave.

Haverá participação nacional também na integração do radar das aeronaves, mantida a proposta de uma aviônica 100% nacional.

***

No início, a divisão de trabalho será de 40% no Brasil e 60% na Suécia, com aumento gradativo a partir da segunda aeronave.

***

Não se ficou nisso. Nesse período, além da Embraer e da Mectron, os suecos montaram o consórcio T1, liderado pela AKAER de São José dos Campos, para fabricação de partes do avião. O pacote negociado inclui desenhos e modelos 3D. Mais de 50 técnicos e engenheiros brasileiros foram enviados à Suécia para treinamento.

Ponto importante, os radares oferecidos são os Raven ES-05 fabricado pela holding europeia Selex-Galileo. E ficou garantia a transferência de tecnologia para a paulista Atmos Sistemas Ltda.

Enfim, estão na mesa todos os ingredientes para uma política industrial de defesa.

Luis Nassif, CGN

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 19/Dec/2013 às 20:00

    Hoje não estava almoçando em meu ressinto e fui obrigado a assistir o Jornal Hoje. Que lixo, a Globo continua a mesma coisa. Primeiro mostra um caso onde um senhor de 80 anos foi baleado na cabeça e os moradores culpam a polícia da UPP. Depois da merda no ventilador o ancora comenta que hoje a primeira ocupação de uma UPP completaria 10 anos. Formação de opinião "Nossa, 10 anos e não fizeram nada que preste, estão matando inocentes nas favelas. Na sequência mostra o governo de São Paulo aplicando cursos nos policiais. Jogo de Imagens para formar opinião "Tá vendo, a Dilma e o Lula são uns lixo, desorganizados, o PSDB paulista que é bom". Próxima notícia casas inundadas e gente morrendo soterrada nos desmoronamentos. Depois pegam uma fala do ministro das cidades falando de recursos. Em fim, mostram no final do quadro com direito ao ancora enchendo a boca para falar: E o governo Brasileiro fecha contrato bilionário com caças suecos. Ou seja, mais formação de opinião "Olha isso, gente morrendo e a Dilma gastando dinheiro com Caças, é brincadeira". É assim que se prossegue o jornalismo golpista e sujo de Ali Kamel.

    • Rafael Martini Postado em 19/Dec/2013 às 21:16

      Ao que parece, o pessoal da FAB, em sua maioria, aprovou a escolha dos Gripen NG. Do ponto de vista político, a decisão também foi acertada. Parabéns, Presidenta!

      • Thiago Teixeira Postado em 19/Dec/2013 às 22:56

        A decisão foi primordialmente técnica, coincidindo com o melhor preço. Bela aquisição.

      • Carlos Prado Postado em 21/Dec/2013 às 15:26

        Além de que parte do caça será montado aqui, com parcerias com uma pequena empresa que hoje só trabalha com projetos, mas poderá expandir à fabricação. Isto irá impulsionar muitos outros empregos que servem atualmente só à Embraer. Além de que a boeing também está vindo para o Brasil e que em Caçapava estão construindo um aeroporto privado(Muito bacana quando a iniciativa privada toma iniciativas e não fica esperando o governo construir um para depois fazer concessão.).

      • Carlos Prado Postado em 21/Dec/2013 às 15:36

        Thiago, realmente no final o que pesou foi custo/benefício. Mas as relações comerciais com os EUA pesavam bastante para outra escolha. No fim os vazamentos do programa de espionagem resultando em a presidente ter rejeitado uma reunião na casa branca nos tiraram este peso e nos permitiram escolher os suecos.

  2. Eduardo Abreu Postado em 20/Dec/2013 às 00:10

    Tiago é assim que a Banda toca, as concessões são públicas dadas a setores privados que fodem literalmente com o público a seu bel prazer. Tem que ter uma regulação sim, a imprensa tem que ser acompanhada como são as propagandas, agora que tem que fazer isto não é o povo, é o governo que nos representa.

  3. Eduardo Abreu Postado em 20/Dec/2013 às 00:13

    E eu vou mais longe, temos que comprar submarinos também, estamos com um avanço grandioso no Atlântico na prospecção de petróleo, será que a segurança está sendo garantida a contento???? Lembro de um dizer dos meus tempos de caserna: A SEGURANÇA DA PÁTRIA É A ETERNA VIGILÂNCIA. E não será com arco e flecha que iremos fazê-la.

  4. Esdras Pereira Alves Neto Postado em 20/Dec/2013 às 21:44

    O que eu achei muito democrático pela escolha é que a Presidenta consultou o "Lula" e o "lula" falou o que ela fizesse estava bom e assim com a tomada conjunta com a FABE escolheram os caças Suecos. Isso eu achei muito legal da parte da Presidenta.