Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 03/Oct/2013 às 18:13
15
Comentários

Travesti de barba sofre preconceito ao ser selecionada para festival de música

Travesti que foi selecionada para festival anual de música recebeu alta rejeição e mensagens homofóbicas. Página contra sua participação no evento já conta com milhares de assinaturas

travesti conchita wurst
Travesti com barba é escolhida para representar Áustria em festival de música e causa polêmica (Reprodução)

Ainda faltam 7 meses para começar o Eurovision, festival anual de música da Europa, mas as polêmicas em torno de uma candidata escolhida para representar a Áustria já começaram.

Leia também

Tudo por que Conchita Wurst, de 25 anos, é uma travesti que se destaca por seu visual incomum à maioria das moças: com cabelos compridos e um perfeito corpo e rosto de mulher, sua proeminente barba se destaca em meio aos traços femininos.

A escolha de Conchita foi através de uma comissão interna, que decidiu sua voz como a melhor para representar a Áustria. No entanto, mesmo com o talento da cantora, diversos austríacos protestaram contra a presença de Conchita no festival.

Com mensagens homofóbicas, os fãs do Eurovision pedem para que se mudem as regras do evento e que o púbico volte a escolher a represente de seu país, como aconteceu nas últimas edições.

Uma página denominada “Não à Conchita Wurst no concurso de música” já conta com mais de 40 mil assinaturas. O festival Eurovision será realizado em Copenhague nos do dia 6 a 10 de Maio.

Assista abaixo ao vídeo de Conchita Wurst

A Capa

Recomendados para você

Comentários

  1. Caio Postado em 03/Oct/2013 às 20:43

    QUando ve alguem critica ela como cantora.. eh homofobia..

    • marcelo Postado em 03/Oct/2013 às 21:09

      caio seu tu sabe que as criticas a conchita nao sao pela voz. obvio que nao. entao nao enche o saco.

  2. renato Postado em 03/Oct/2013 às 20:50

    fiquei fâ deste cara!!!

  3. Geórgia Postado em 03/Oct/2013 às 20:53

    arrepiei com ele/ela cantando

  4. Lênine Postado em 04/Oct/2013 às 00:29

    Totalmente sem sentido e um evento musical o que a aparência ou a escolha sexual importa?

  5. velhacoroca Postado em 04/Oct/2013 às 01:36

    Canta muito! Me arrepiei! Engraçado ver a cara das pessoas antes dele/dela começar a cantar e depois que ele/ela começa, a expressão da platéia muda haha

  6. Ana Paula Souza Postado em 04/Oct/2013 às 14:21

    Cara, que horror esse "DELE/DELA", "ESSE CARA". Seu nome é feminino, seu corpo é feminino. Toda travesti é ELA (salvo raras exceções), não é uma barba que vai dizer o contrário.

    • davenir Postado em 16/Oct/2013 às 14:42

      As vezes é desinformação, e nesses casos não dá pra culpar a pessoa...

  7. Diego Postado em 04/Oct/2013 às 15:49

    Acho interessante como ela brinca com a questão de gênero. No caso eu ia reclamar do "escolha sexual" que alguém escreveu aí em cima, mas não deixa de ser uma escolha quando ela decide manter a barba e fugir de padrão. Não sei se ela é moça, moço ou intersexo, só sei que ela arrasou cantando e torço que cause uma grande discussão de gênero no país.

    • Miriamk Postado em 07/Oct/2013 às 12:13

      faco minha a sua opiniao...abracos

  8. Ed Soares Postado em 06/Oct/2013 às 01:34

    Ela tem uma bela voz, e pela mesma destacar-se-ia com muito mais louvor sem ter que necessariamente apelar para o lado homossexual. Todos nós sabemos que o que é diferente, por si só já não é aceito, e quando se parte para o bizarro... Sim, porque a forma que ela se apresenta não é normal, mesmo para os padrões homossexuais de ser. E olha que estou falando como defensor da causa LGBT não apenas no Brasil, como em diversas partes do mundo. Tenho diversas postagens em meu blog (www.blogdoed.com) apoiando a causa, mas nesse caso específico, tenho que, por ombridade me posicionar contra a bizarrice da Conchita Wurst. Com o talento que ela tem, com a beleza dela, poderia passar batido, simplesmente. Mas, resolver ousar. Nesse caso, minha avaliação para ela é zero, por ser bizarra a situação. Já quanto ao talento, a voz, etc... Simplesmente dez! Nota máxima. Uma pena que tanto talento foi jogado fora, por tão pouco!

    • valkiria Postado em 07/Oct/2013 às 11:58

      porque que mulher nao pode ter barba? quem é vc pra julgar o que é "bizarro"? que vergonha de vc..

      • Ed Soares Postado em 08/Oct/2013 às 12:01

        Então tudo bem, guria, coloca uma barba e sai por aí, em busca de um relacionamento, ou em busca de um emprego, ou vai em qualquer lugar e calcule o "naturalismo" à sua volta. Quem ou eu? Um blogueiro, casado, pai de uma filha linda que defende a classe LGBT, sem medo, e estou vendo que nesse caso, o rapaz ultrapassou dos limites, chamando atenção contra ele, quando poderia usar de outras armas que lhe fossem favoráveis. Simples assim!

  9. Julio Alan Postado em 07/Oct/2013 às 17:26

    Ela sofreu "discriminação" negativa. Sem mais.

  10. Fábio Joaquim Postado em 16/Oct/2013 às 15:17

    Ridícula essa discriminação. Porém, gostaria de resaltar que quando a Marie Claire usou a expressão "corpo perfeito" o Pragmatismo Político se ofendeu, mas nessa matéria usou a mesma expressão para um corpo também cadavérico. Faltou coerência!