Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Direita 01/Aug/2013 às 14:50
26
Comentários

"Sou classe média, papagaio de todo telejornal..."

Classe média, de Max Gonzaga, é a música que melhor define o fenômeno “coxinha”. Assista ao vídeo abaixo

max gonzaga classe média coxinha

Max Gonzaga (Reprodução)

A música “Classe média”, do cantor e compositor Max Gonzaga, despertou na internet a ira dos “coxinhas” – nome que pegou para os jovens de classe média que reproduzem o discurso superficial, preconceituoso e conservador da mídia.

Max, aliás, está sendo acusado de fazer a música para zombar das manifestações do mês passado, mas ele a gravou há oito anos, em 2005.

Se alguém quiser o disco do Max, a propaganda é grátis, basta clicar aqui e ele combina um jeito de entregar.

Em tempo: a classe média é e pode ser diferente. Foi dela que saíram Chico Buarque, Caetano, Gil e uma geração de artistas e intelectuais geniais, como anos antes tinham surgido Vinícius, Graciliano, Jorge Amado e tantos outros.

Leia também

Mas é preciso, para isso, apenas um detalhe: não ter o umbigo no centro do Universo e lembrar que o povo é a terra de onde o intelecto se alimenta para brotar e poder florir.

(Vídeo) – Classe média, Max Gonzaga

Fernando Brito, Tijolaço. Edição: Pragmatismo Politico

Recomendados para você

Comentários

  1. Kim Pegorini Postado em 01/Aug/2013 às 15:11

    Eu amo essa canção! Nunca vi, em composição alguma, ilustração tão clara da nossa classe média.

  2. mauro Postado em 01/Aug/2013 às 15:18

    Muito bom, as redes sociais andam cheias destes coxinhas classe méRdia!

  3. joão só Postado em 01/Aug/2013 às 15:46

    Nossa eu não tinha conhecimento deste artista, pode e deveria estar como mais um ícone da música brasileira, ele é bom é real usa a rima de maneira genial a música é de 2005 mas olha é atual ,acho que ele é sociólogo, prevê o futuro com uma análise substancial, parabéns meu caro ,também sou artista é certo que as economias não estão lá grande coisa pois também vendo meu cd para sobreviver mas vou comprar o seu como um investimento ,vc é a voz da minha indignação, vc canta eu toco são maneiras de falar mas a sua fala mais alto abraços.

  4. Rodrigo Postado em 01/Aug/2013 às 16:06

    No Império Romano, o inimigo da vez eram os cristãos... Na Idade Média, os cristãos elegeram como inimigos os infiéis (judeus, islamitas etc.)... Hitler seguiu a orientação e apontou o dedo para os judeus... Mais recentemente, Collor falava em Marajás... Itamar e FHC falaram em "elites dominantes"... Lula e Dilma, baixam a mira e apontam pra classe média... Ou seja, todo mundo elege um bode expiatório, a fim de desviar os olhos dos incautos do próprio malfeito. De toda sorte, cumpre explicitar a atual definição de classe média pelo Governo. Pela minha análise, é muita gente pra ser odiada pela Chauí e seus seguidores. Haja ódio no coração… (http://m.terra.com.br/noticia?n=201205292358_ABR_81254846) “Governo define que classe média tem renda entre R$ 291 e R$ 1.019 29 de maio de 2012 | 20h58 | atualizado às 21h09 O governo brasileiro já tem uma nova definição para a classe média brasileira. Considerando a renda familiar como critério básico, uma comissão de especialistas formada pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência da República definiu que a nova classe média é integrada pelos indivíduos que vivem em famílias com renda per capita (somando-se a renda familiar e dividindo-a pelo número de pessoas que compõem a família) entre R$ 291 e R$ 1.019.”Quem tiver renda per capita nesse intervalo será considerada classe média”, disse Ricardo Paes de Barros, secretário de Ações Estratégicas da SAE, na noite desta terça-feira, em São Paulo. Segundo ele, a definição de classe média foi finalizada após análises de propostas com mais de 30 alternativas, feitas em quatro reuniões da equipe técnica da secretaria e mais duas da equipe de avaliação.Dentro dessa definição, a comissão dividiu a classe média em três grupos: a baixa classe média, composta por pessoas com renda familiar per capita entre R$ 291 e R$ 441, a média classe média, com renda compreendida entre R$ 441 e R$ 641 e a alta classe média, com renda superior a R$ 641 e inferior a R$ 1.019.”Isso é um ativo para a sociedade brasileira. A classe média do País representa mais da metade da população. Tendo uma definição padrão, que seja aceita por todo mundo, isso vai facilitar muito toda a discussão sobre o que pensa, o que quer, o que espera, o que faz e qual o padrão de consumo dessa nova classe média”, disse Barros.Segundo a comissão, para chegar a essa definição a secretaria levou em consideração o padrão de despesa das famílias e os gastos com bens essenciais e supérfluos. Também foi usado como critério o grau de vulnerabilidade, ou seja, da probabilidade de retorno à condição de pobreza.Após a definição, a comissão estuda agora aplicar políticas públicas voltadas para essa classe média. A ideia é fazer com que se diminua a rotatividade de emprego entre os trabalhadores formais, aumentando a capacitação profissional. “Queremos estimular relações de trabalho de mais longa duração”, explicou.Segundo Barros, além da qualificação dos trabalhadores, o governo também estuda promover políticas públicas que estimulem, por exemplo, a poupança. “Já estamos trabalhando em políticas de qualificação continuada para trabalhadores ocupados, expansão das possibilidades de microsseguros, educação financeira e outras políticas voltadas para os diferentes segmentos da classe média”, disse.De acordo com o ministro da SAE, Moreira Franco, a próxima etapa do trabalho da comissão será a de criar ferramentas que possam interagir e estimular o debate e a reflexão sobre essa definição. Uma das primeiras ferramentas será a criação de uma pesquisa chamada Vozes da Classe Média, que pretende fazer um levantamento sobre as aspirações e o comportamento das pessoas que fazem parte desse grupo social.”

  5. Socorro Vieira Postado em 01/Aug/2013 às 16:25

    A-mei! A-do-rei! Fe-no-me-nal! GRANDE!

  6. elnides Postado em 01/Aug/2013 às 16:29

    Muito bom. Descrição perfeita dessa classe social.

  7. Ednaldo Postado em 01/Aug/2013 às 17:57

    Rodrigo, há duas maneiras aí de se definir classe média, pela renda e pelo papel na economia. O "grosso" da economia é a produção e distribuição de bens, o restantes se refere a serviços. Na produção de bens, ou se é dono dos meios de produção ou então é um trabalhador na linha de produção, ou seja, ou é Burgues, alta classe, ou é trabalhador, classe baixa. Quando Marilena Chaui Fala de classe média, ela fala de quem não é nem uma coisa e nem outra, pois se encontra bem no meio, negociando serviços (médicos, advogados etc). A classe média seria então composta por pessoas que cursaram um nível superior, são especializados e vendem esse seu conhecimento. A crítica à classe média brasileira é que ela monopolizou a educação, num processo de retroalimentação, ela garantiu que seus filhos estudassem em escola particulares e que cursassem o nível superior em universidades públicas. A classe média nunca brigou por uma democratização da educação, pois sabia que isso mexeria no status quo. A briga contra as cotas sempre foi isso, e hoje temos os médicos, representantes máximo da classe média brigando contra a vinda de médicos estrangeiros, numa atitude corporativista e de reserva de mercado. Em nenhum momento foi discutido o papel da saúde no Brasil e se o modelo de atenção básica à saúde da família, com força na prevenção seria mais eficiente e economicamente mais viável do que o modelo atual, de se tratar a doença quando ela surge.

  8. Marcos Postado em 01/Aug/2013 às 20:22

    O que é classe media? Eu acho estranho a esquerda atacando pessoas de determinada classe, vcs são a piada do mundo, Cuba, Venezuela, Bolívia vcs sempre serão a grande piada do mundo, o Mercosul é uma piada o comunismo/socialismo faliu nem se quer conseguiu existi, a esquerda sobrevive do capitalismo. Venezuelanos um dia poderão limpar a própria bunda. Por sinal o estado vermelho só existe por causa da classe média, sem ela vcs nem se quer existem.

  9. Frank Postado em 02/Aug/2013 às 00:13

    Marcos, Rodrigo se identificaram foi… Classe “merda”, há que chame classe média, definições socioeconômicas a parte, é sim, um estado de espírito. Você pode até ser um fodido de pai, mãe e parteira e se sentir e apoiar o que essa classe “merda ” apoia. Entenderam ou quer que desenhe, coxinhas…

  10. Ednaldo Postado em 02/Aug/2013 às 08:14

    "Por sinal o estado vermelho só existe por causa da classe média, sem ela vcs nem se quer existem." A classe média é também delirante e egocêntrica, acha que o mundo gira em torno de seu umbigo. Proponho um exercício simples, olhe para todos os seus bens, geladeira, fogão, mesa, cd, televisor, a sua comida, a sua bebida, e imagine como tudo foi coletado, transformado, processado e entregue a você. Aí você vai chegar a conclusão que foram mãos que colheram, montaram, embalaram, carregaram e dirigiram os caminhões, trens, etc. E essas mãos não pertencem a ninguém que faz parte da classe média, não se precisou de muito estudo para executar tais atividades. Essas pessoas, donas dessas mãos, são a classe trabalhadora, a grande maioria, que garante o funcionamento do mundo, e é relegada ao esquecimento plano e tratadas como cidadãos de segunda classe.

  11. luiggi Postado em 02/Aug/2013 às 08:32

    Uma síntese perfeita do que acontece no país. Ótimo texto e música muito boa. Para mim era totalmente desconhecido este Max Gonzaga. Ele deveria estar nas rádios com sua música. Ao invés disto temos o lixo que a "classe média" adora: funk, sertanejo universitário, ex-piriguetes que se "transformaram" em cantora evangélicas e por aí vai...

  12. Vinícius Postado em 02/Aug/2013 às 12:41

    O Ednaldo foi certeiro no exercício proposto, aliás não é nem uma construção cognitiva nova, até o malfadado Karl Marx já dizia que o proletariado é quem produzia o mundo capitalista moderno e depois contemporâneo e que em troca disso recebia o suficiente para apenas se reproduzir como participante desta classe, ou seja, sem mobilidade.

  13. MArcos Garcia Neto Postado em 02/Aug/2013 às 14:24

    Divertido. Imagina o país sem ricos e sem a classe média. Um gigantesco agrupamento de pobreza que "divide tudo". O probleminha é que não terá o que dividir pois não terá de quem roubar. "Protestar" e "reivindicar" privilégios é fácil. Trabalhar ninguém quer.

  14. homo sacer Postado em 02/Aug/2013 às 14:29

    Rodrigo: Mais uma definição de classe média, desta vez estimada por André Singer: os que tem plano de saúde. Marcos: Você é classe média? A esquerda só existe por culpa da classe média? Não deu para ouvir direito seu clamor.

  15. Claudio Carvalho Postado em 02/Aug/2013 às 15:11

    Citando a matéria: " a classe média é e pode ser diferente. Foi dela que saíram Chico Buarque, Caetano, Gil e uma geração de artistas e intelectuais geniais..." Todos, hoje, "geniais intelectuais" orgânicos do poder instituído, moradores dos Jardins, Leblons e Moemas, vivendo como coxinhas de classe média e defensores do status quo petista conservador. Francamente... Tem coxinha petista escrevendo essa matéria.

  16. Thiago Postado em 02/Aug/2013 às 18:38

    Melhor repetir as baboseiras de sites que recebem verbas publicitárias federais para defender o governo... né?

  17. Rafael Legramandi do Prado Postado em 02/Aug/2013 às 23:04

    Poxa, mas que má sorte desse artista!!! Desde 2005 e ainda não estourou nas paradas. Inscrevam esse cara para participar do "Esquenta" da Regina Casé, para que, quem sabe, ele consiga algum sucesso na carreira.

  18. Homem-Man Postado em 02/Aug/2013 às 23:12

    Daria 1 milhão de reais ao Lobão para ele gravar essa canção!

  19. Marcos Postado em 02/Aug/2013 às 23:32

    Mais hipocrisia possível, recebem do governo de "esquerda" capitalista e ataca quem os sustenta, sendo que a classe média mesmo que fosse escrota como a esquerda pinta ela tem o direito de ser, paga pra educação não tem, paga pra segurança não tem, paga pra saúde não tem.

  20. kk Postado em 03/Aug/2013 às 02:04

    Provavelmente os babacas que o acusaram são coxinhas de carteira e mergulharam de cabeça na carapuça. Para alguns parece profeta, mas para eles verem que o buraco é ainda mais antigo que oito anos.

  21. Rodrigo Postado em 05/Aug/2013 às 14:30

    Homo Sacer: Acho que você se esqueceu do fato de empresas oferecem plano de saúde coletivo aos seus empregados; bancários, metalúrgicos, funcionários de empresas concessionárias de serviços públicos, das mais diversas faixas de renda. Assim, tornamos ao paradoxo da matéria do portal Terra, quanto à definição governamental, sendo ainda paradoxal a comemoração governamental de tantos, antes "pobres", adentrarem a classe média, ao que o celebrante segue bradando que "odeia a classe média". Não encontro, pois, razão lógica para a demonização em voga, ao revés entendendo que tal instrumento é o mesmo de que se vale qualquer governante (como todos que citei, dos mais diversos partidos) para desviar a atenção de seus erros. E, a fim de evitar qualquer equívoco, não se dê ao trabalho de me xingar de reaça, de tucano. Não me ofenda tanto, assim como me sentiria ofendido, na mesma medida, na hipótese de ser alcunhado de revoluça, de petista, eu mais valorando minha condição de cidadão brasileiro. Em tal condição, pois, tenho mais que um direito, mas verdadeiro dever, de cobrar o político, o gestor da coisa pública, indepedentemente do partido a que pertença (seja o caso do metrô em SP, o caso do metrô da BA, seja o mensalão petista, seja o mensalão mineiro etc.), pelos malfeitos, pelas incongruências que profira; não valoro a máxima do "macaco senta no rabo para apontar o do outro", a fim de que, nem o esquerdista nem o direitista, entendam-se enquanto detentores de salvo-conduto para a prática de crimes na gestão pública. Isso ao mesmo tempo em que você tem todo o direito, também, de manifestar sua discordância, como acabou de fazê-lo. P.S.: esqueci de apontar, ainda, o quanto segue: "No regime militar, os inimigos eram os comunistas No poder, os comunistas (alguns, claro, mas não todos, sendo indevida a generalização) elegem como inimigo os trabalhadores, os assalariados..."

  22. Rogerio Postado em 07/Aug/2013 às 11:41

    Desculpa é pra porteiro... A classe-média não sabe consumir, são facilmente manipulados e são sim o câncer do Brasil. Tais diferenças socias, discriminação de classes e o preconceito contra quem tem menor renda é sustentado dia-a-dia por esta classe que reclama, chora, mas não deixa de fazer tudo errado, quando tem a possibilidade de "tirar vantagem" não pensam duas vezes. A visão é muito precária, quem se preocupa com bóias-frias, crianças morrendo de fome, seca, privatização da nossa cultura indígena, não levar vantagens no trânsito, na fila do banco, nos trâmites burocráticos? Quando vão começar a ajudar os pobres que vivem na miséria, uma sopa, uma roupa?? Já convidou algum miserável pra almoçar??? CHEGA DE HIPOCRISIA!! Escrever bem e ter boas idéias não ajuda, ações em silêncio sim!

  23. Artur Postado em 17/Jun/2014 às 16:15

    É impressionante a capacidade dessa pseudo-esquerda fascista de promover o ódio contra a única classe que sustenta este país. Impressionante a ignorância e hipocrisia. Se você conseguiu postar algum comentário aqui é porque você é classe média também. Se fosse miserável não teria acesso à internet pra destilar esse ódio ignorante. Classe média faz de tudo pra ter seu próprio carro sim, PORQUE NÃO EXISTE TRANSPORTE PÚBLICO DE QUALIDADE. Trabalha 5 meses por ano pra pagar impostos e não ter ABSOLUTAMENTE NENHUM retorno por esse dinheiro, nenhum, nada. Querem melhorar a vida dos pobres e miseráveis? Comecem lutando pra por os corruptos na cadeia, não é a classe média que provoca a miséria neste país, É A CORRUPÇÃO DESLAVADA QUE CONTAMINA TODAS AS INSTITUIÇÕES. É o desvio de dinheiro público, é a porcaria de educação pública, é a falta de um sistema de saúde decente, é a falta de saneamento básico pra uma enorme parcela da população, é o total abandono. É um ex-presidente que acha que estudar é supérfluo, não é prioridade, que defende bandidos condenados, que se alia ao que existe de pior na política brasileira, que exalta ditadores sanguinários. Que incentiva o ódio na população, isso provoca miséria. A classe média, que aliás vocês todos que estão lendo fazem parte, só está tentando fazer o melhor possível pra sobreviver em um país de políticos corruptos, que fazem leis corruptas pra proteger corruptos, e o PT é o maior exemplo disso. Tiveram a cara de pau de tentar mudar a constituição com aquela maldita PEC pra poder roubar com mais tranquilidade e a culpa é da classe média? Fascistas, é isso que vcs são. Uma característica típica do fascismo é justamente essa apologia ao ódio contra uma parcela da população. FASCISTAS.