Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Saúde 27/Aug/2013 às 14:14
21
Comentários

Jornalista diz que médicas cubanas "parecem empregadas domésticas"

Jornalista brasileira causa revolta ao lamentar chegada de profissionais de Cuba ao Brasil: “médicas cubanas têm cara de empregada doméstica; será que são médicas mesmo? Coitada da nossa população”

médicas cubanas empregadas domésticas

Jornalista Micheline Borges diz que médicas cubanas parecem empregadas domésticas. Ela deletou sua conta no Facebook após as declarações preconceituosas (Reprodução)

A chegada de profissionais de saúde cubanos no Brasil revela a face mais hipócrita, egoísta e retrógrada de parte da sociedade brasileira, provocando reações que causam constrangimento em qualquer brasileiro com o mínimo de bom senso.

No Ceará, médicas brasileiras hostilizaram sem nenhum pudor médicos cubanos que participavam do primeiro dia de curso. Em Minas Gerais, o presidente do Conselho Regional de Medicina, João Batista Gomes Soares, afirmou que orientará seus médicos para não socorrerem pacientes que sejam vítimas de “possíveis erros” de cubanos. A declaração do presidente do CRM/MG deflagra um claro estímulo ao crime de omissão de socorro.

Nas redes sociais os posicionamentos não são menos desastrosos. O mais recente foi o da jornalista potiguar Micheline Borges, que afirmou que as médicas cubanas “têm cara de empregadas domésticas”, questionando se as profissionais da ilha caribenha são realmente formadas em medicina.

Em outro trecho, ela reitera sua reclamação a respeito da imagem dos profissionais cubanos. “Médico, geralmente, tem postura, tem cara de médico, se impõe a partir da aparência”.

Após a repercussão, Micheline Borges deletou sua conta do Facebook.

(Atualização)

Micheline Borges pediu desculpas no Twitter pelo que falou sobre as médicas cubanas. “Sou inteligente para mudar de opinião”, disse. “Errar é humano, reconheço o erro”, complementou, pedindo paz.

médicas cubanas empregada doméstica

Micheline Borges utilizou o twitter para pedir desculpas sobre declaração dada no Facebook (Reprodução)

Redação, Pragmatismo Político

Recomendados para você

Comentários

  1. Larissa Paola Postado em 27/Aug/2013 às 14:52

    Ela não parece jornalista. Normalmente, jornalistas possuem uma gramática impecável. Além disso, jornalista costuma ter boa postura, boa aparência e cara de gente rica. Ela destoa totalmente do estereótipo de jornalista. Será que ela é jornalista mesmo?

  2. Vinicius Postado em 27/Aug/2013 às 15:26

    Essa elite desprovida de bom senso faz-me ter vergonha de ser brasileiro. Sejam bem vindos, médicos cubanos. Vocês, que saem de seu país, de seu conforto, para socorrer os nossos, não o fazem por dinheiro, como se sabe. Você não vendem a saúde e a vida como mercadoria. Vocês vêm para trabalhar em regiões em que os nossos "doutores" (que na maioria das vezes não possuem nem uma residência - pausa para o riso) não dão a mínima, por nojo ou por acharem que o salário é pouco (salário de 10 mil reais para um médico). Vocês são a cara da solidariedade. Nossos médicos são a cara da monstruosidade.

  3. Daniel T. Postado em 27/Aug/2013 às 17:33

    Esse negocio de cara de medico, aparencia, pra mim cheira a RACISMO. cada vez mais nojo dessa classe media tosca.

  4. Verônica Postado em 27/Aug/2013 às 17:41

    Quem diria que, antes mesmo de sermos um país rico e com um mínimo de justiça social, seríamos um país de xenófobos. Devagar, gentem, antes de adotar postura imperialista, precisamos ser um império. Quando essa condição chegar, podem comprar uma boliviana para cuidar da casa. Ou uma médica cubana com cara de empregada doméstica.

  5. renato Postado em 27/Aug/2013 às 18:33

    E ela tem filho, penso que é o dela. Apesar de que a cara dela me lembra uma babá que nós tinhamos. E ela me desculpem deveria tirar uma foto melhor porque se parecem com aquelas moças que ficam na esquina. Parece meio despentelhada.

  6. Karina Postado em 27/Aug/2013 às 18:44

    A moda Agora é postar idiotices na internet, e depois da pressão , se desculpar e deletar a conta do twitter... "Sou inteligente para reconhecer um erro" Nós vimos sua inteligência.

  7. schirley Rodrigues Postado em 27/Aug/2013 às 18:53

    Sou inteligente? me poupe vc nem sabe o que é isso!

  8. ALEMÃO Postado em 27/Aug/2013 às 18:57

    Cada um dá o que tem dentro de si....esse pedido de " perdão " soa falsidade....vc tem certeza que é jornalista??? Deveria voltar p escola....ANALFABETA!!

  9. João Silva Postado em 27/Aug/2013 às 23:25

    "Inteligente"? Você merece o nosso repúdio! Junto com a parcela de médicas e médicos do Ceará que nos envergonharam por conta da atitude estúpida; não passam de refugos humanos. Ainda que tivessem se graduado em instituições particulares ainda não justificaria tal comportamento, o pior é que alguns lixos desses frequentaram universidades públicas e receberam diploma a custo do dinheiro do povo. Que educação superior é essa? Uma que contempla a primazia dos aspectos pragmáticos em detrimento dos sociais? Onde está o respeito?

  10. altair ahad Postado em 28/Aug/2013 às 04:29

    inteligente vc não é!

  11. oly Postado em 28/Aug/2013 às 05:23

    Não será que o medo é que os médicos estrangeiros venham a fazer a diferença?... e os erros que tudo dia matam pacientes nos hospitais por desídia , descaso, falta de interesse?...XENOFOBIA essa é a verdade!!! PRECONCEITO é o que se manifesta, IGNORÁNCIA é o que esta na pele desta gente carente de senso humanitário, RAÇISMO são essas posturas. Eu sou estrangeira no Brasil e sei muito bem o que é... pena porque não todos são como ela, sra.formada em jornalismo? onde ela estudou? ou comprou seu diploma? ...Que vergonhaaaa!!!

  12. Rosa Postado em 28/Aug/2013 às 09:09

    Esta "Jornalista" é como banana que é vendida em final de feira...umas iguais as outras, sem diferença alguma, amassadas e sem gosto, quase podres. Ela pertence a geração que parece tirar diploma pelo "correio" de certeza, pois uma profissional que se preze e que seja INTELIGENTE, jamais se deixaria levar por esse tipo de sentimento (comentário), mesmo que dentro de uma página pessoal. Se eu fosse a "menina", tinha muita vergonha, nem se quer abria a boca a pedir desculpas da forma que pediu:"Errar é humano"..., isso que a mocinha fez é extremamente DESUMANO, portanto nada de lamechismos. Fica ainda pior! Então, cale-se e repense os seus "valores", se é que há algum aí dentro de si.

  13. Sérgio Postado em 28/Aug/2013 às 09:11

    Essa criatura falou demais, nunca tinha visto tanta ignorância e xenofobia em uma frase. É esse tipo e gente que me dá vergonha, esse tipo de gente que julga sem precedentes a aparência de alguém, é esse tipo de gente que dá vontade de enxotar do nosso país e além do mais é minha conterrânea, mas nós potiguares não somos igual a esse criatura, não pensamos igualmente e temos vergonha de termos profissionais desse tipo, com pensamentos preconceituosos e dissimulados.

  14. Sérgio Postado em 28/Aug/2013 às 09:12

    Corrigindo: IGUAL - IGUAIS...

  15. Frederico Postado em 28/Aug/2013 às 09:40

    Burra! E ponto final rs!

  16. Inez Barros Postado em 28/Aug/2013 às 09:58

    Sem perdão... depois do massacre, o medo? Não lhe daremos paz. Vc a perdeu. Onde estão os defensores de um Brasil diferente? É esta a diferença que anunciam? Racistas de uma figa... Jornalista de araque... Nojo!

  17. Leo Postado em 28/Aug/2013 às 11:20

    E tem gente que diz aos quatro ventos que não existe racismo no Brasil...

  18. Wladmir Postado em 28/Aug/2013 às 12:31

    Acho, no mínimo, interessante! NUNCA assistii em todos os meus anos de vida os conselhos regionais ou o federal de medicina dar ataques de pelanca para defender - com tanto vigor e ânimo - a população brasileira que sempre precisou de médicos e de medicina eficaz. Posto de saúde publica? Quase todos fazem cara de "nojinho" e se, por alguma razão entram chegam a essa situação é para defender uns trocas de preferência sem ter que olhar na cara e muito menos tocar em gente pobre. AGORA, viraram escudeiros fiéis da qualidade de atendimento médico para todos... interessante MEDÃO dos que estão chegando de fora eque, certamente vão constatar o que todos já sabemos: neguinho vai para faculdade de medicina sonhando com um consultório na Zona Sul que qualquer grande cidade brasileira e em pacientes abastados que possam pagar R$ 500,00 por consulta Periferia JAMAIS!!! Que venham os Cubanos queridos e todo mundo mais !!! A beócia da "jornalista" só faz coro com a imbecilidade que assola a chamada "elite DE BRANCO"... minha avó chamava de máfia... não se enganou a velhinha sabia.

  19. Thiago Teixeira Postado em 28/Aug/2013 às 14:38

    Isso foi muito grave, não pode ficar assim. Ela superou a Cantanhede, Diogo Mainard, Reinaldo Azevedo e Alexandre Garcia.

  20. Isaac Postado em 29/Aug/2013 às 00:00

    "Cara de médico" Só aí já dá pra ver o nível mental da pessoa, o médico precisa ter "cara".

  21. Su Dias Postado em 31/Aug/2013 às 09:20

    Considerando o fato que para exercer a profissão de jornalista não é necessário ser graduado em Comunicação, podemos imaginar que tipo de formação essa infeliz deve ter. Se bem que pela cara da sujeita, ela deve ter é comprado o diploma.