Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Saúde 28/Aug/2013 às 11:19
51
Comentários

Cubano xingado por jovens médicas brasileiras comenta episódio

Médico cubano vaiado diz não entender hostilidade: “Vamos para onde eles não querem ir. Diziam que somos escravos, que fôssemos embora do Brasil. Não sei por que diziam isso, não vamos tirar seus postos de trabalho. Não somos escravos. Seremos escravos da saúde, dos pacientes doentes, de quem estaremos ao lado todo o tempo necessário”

Um dos médicos cubanos vaiados na noite de anteontem por um grupo de brasileiros em Fortaleza, Juan Delgado, 49, disse que não entende as razões da hostilidade. “Vamos ocupar lugares onde eles não vão”, disse.

médico cubano juan delgado

Médico cubano Juan Delgado foi hostilizado na última segunda-feira. (Foto: Folha de S.Paulo)

Uma foto (ao lado) flagrou o momento em que Delgado era vaiado por duas brasileiras de jaleco branco.

Ele e outros estrangeiros foram cercados em um protesto do Simec (Sindicato dos Médicos do Ceará), ao sair do primeiro dia do curso do programa Mais Médicos.

Me impressionou a manifestação. Diziam que somos escravos, que fôssemos embora do Brasil. Não sei por que diziam isso, não vamos tirar seus postos de trabalho”, afirmou ele.

O médico disse que veio ao Brasil por vontade própria e que já trabalhou no Haiti.

“Isso não é certo, não somos escravos. Seremos escravos da saúde, dos pacientes doentes, de quem estaremos ao lado todo o tempo necessário”, afirmou. “Os médicos brasileiros deveriam fazer o mesmo que nós: ir aos lugares mais pobres prestar assistência”, completou.

Leia também

Delgado diz acreditar, no entanto, que “não são todos” os médicos brasileiros que rejeitam a presença dos cubanos e acha que será possível dar assistência aos brasileiros mesmo em condições de infraestrutura precária.

O trabalho vai ser difícil porque vamos a lugares onde nunca esteve um médico e a população vai precisar muito de nossa ajuda“, disse.

Ele afirmou ainda que o desconhecimento da língua portuguesa não será um empecilho e que a população brasileira “aceitará muito bem os cubanos”.

“Nenhum de nós vai voltar a Cuba. Estamos com vontade de começar logo a trabalhar e atender a população.”

com Folhapress

Recomendados para você

Comentários

  1. Frederico Postado em 28/Aug/2013 às 11:24

    Parabenizo o Sr. Juan, que ele faça o ótimo trabalho que essas populações necessitam e que infelizmente os nossos BEM PAGOS médicos não querem fazer.

  2. Marcio Postado em 28/Aug/2013 às 11:37

    Faço votos que os médicos cubanos tenham muito sucesso. E ao contrário do que encontraram em sua recepção, a população e os pacientes os receberão muito bem. Cuba é referência mundial na área da saúde. Há muitas áreas com déficit de médicos especializados que serão preenchidas. Sr. Juan, desculpe-nos pela falta de educação e gentileza das médicas "patricinhas". Educação, como pode observar, também é um problema sério no Brasil.

  3. Rafael Postado em 28/Aug/2013 às 11:44

    Fico envergonhado e triste por ver pessoas, componentes da classe médica brasileira, que supostamente têm um nível razoável de esclarecimento político e maior grau de sensibilidade humana, possam ser tão egoístas e politicamente ignorantes a este ponto, na minha opinião, isto é, antes de qualquer coisa, ignorância política na sua mais pura concepção. SEJAM MUITO BEM-VINDOS MÉDICOS CUBANOS, SR.JUAN E TODOS OS OUTROS 3.999, que prestarão um serviço de extrema relevância para as populações mais necessitadas deste país. Novamente, SEJAM MUITO BEM-VINDOS.

  4. Danilo Postado em 28/Aug/2013 às 11:53

    “Os médicos brasileiros deveriam fazer o mesmo que nós: ir aos lugares mais pobres prestar assistência” Tudo mundo comenta dos "bem pagos" médicos que não atendem a população carente, mas me pergunto, alguém já viu um advogado, administrador, contador ou qualquer outra profissão fazer isso ? Acho bonito o que Juan disse e faz, mas jamais aceitaria as condições que ele vive e trabalha, médicos assim como qualquer outro profissional quer ganhar pelo seu trabalho e deseja ter uma boa vida (e quem aqui não luta para ter isso ?). Acho tudo bem pegarem médicos de fora para suprir essa demanda, é normal em outros países, mas exigir que os atuais profissionais tenham a mesma atitude deles é loucura, abandonar família, amigos, salário e ter visto apreendido. Agora pode soar preconceituoso, mas esses cubanos aí são um bando de loucos com lavagem celebral, mas isso não é problema meu nem do Brasil.

    • Gabriela Postado em 03/Sep/2013 às 11:02

      Danilo, não sei se você é médico. Mas sendo ou não, leia "Crônicas subversivas de um cientista". É um livro escrito por um médico brasileiro, paulista e que, recém-formado em 1953 na USP foi para o sertão da Paraíba. Depois, voltou pra S.P., foi professor na Faculdade de medicina e mais depois, por razões políticas, foi para a França como exilado onde trabalhou, junto com cientistas que ganharam o Nobel, durante 34 anos. Hoje, aposentado, já idoso, trabalha na Rondônia, sempre nas suas pesquisas de parasitologia. Drauzio Varella, que faz o prefácio do livro, fala: "Fui seu aluno em 1962, quando cursava o segundo ano da faculdade de medicina. Nas aulas dele (...) descobri em que país vivia e qual deveria ser o papel do médico na sociedade brasileira (...)." O livro é fantástico. Leia-o. Talvez estejam faltando professores que formem, eticamente, os alunos. Por isto bem poucos estão preparados para assumir a tarefa de cuidar do povo brasileiro, proposta pelo Governo.

  5. Ana Postado em 28/Aug/2013 às 11:54

    Que vexame os brasileiros que se comportam dessa forma. Não estão pensando na população mas em si mesmos. Uma imaturidade sem tamanho e uma falta de profissionalismo. A classe medica é uma só, não importa de onde venham. Se estão incomodados com os colegas estrangeiros, porque não assumem o posto deles? Porque deixam o pais chegar a esse ponto de importar profissionais porque faltam médicos que queiram atuar em postos carentes? O pior é a agressão, a violência de querer humilhar o colega por está assumindo a oportunidade de exercer a profissão. Não sei quem eles pensam que dever ser temido: o medico cubano ou o brasileiro que se comporta dessa forma!

  6. oly Postado em 28/Aug/2013 às 11:58

    É sim..!!! pelas declarações do médico cubano já da para observar que há um abismo em conciencia, responsabilidade, amor ao proximo, amor a profissão, dedicação aos doentes. e isso doe para a elite medica que marca o cartão de entrada e sai a tomar un cafesinho aos 10 minutos e não volta mais pro trabalho!!! Doe sim para os que recebem sem trabalhar!!! Doe sim para os xenofóbicos, preconceituosos, racistas. Claro que doe para aqueles que não trabalham em meios carentes. PARABENS MEDICOS CUBANOS!!! SEJAM BEMVINDOS E OTIMO TRABALHO!!!

  7. Adelar Bazzanella Postado em 28/Aug/2013 às 12:02

    Danilo, nasça de novo!

  8. gilberto Postado em 28/Aug/2013 às 12:15

    Todo o imigrante, por mais humilde que seja o posto que ocupa, sempre é um factor de crescimento para o País que o acolhe. Muito mais esses bravos que conseguem manter a lucidez e o carácter e o foco diante de situações adversas. Que o Povo Brasileiro, tão acolhedor, saiba ampará-los e defendê-los.

  9. VERA LUCIA DE SOUSA Postado em 28/Aug/2013 às 12:18

    covardes e inuteis sao os medicos que vaiaram,pois alem de nao querer ir para o interior,ainda dificulta quem quer ir.

  10. Veronica Postado em 28/Aug/2013 às 12:35

    Ai Danilo sinceramente, Se se preocupar por outros e fazer seu trabalho com amor é chamado de lavagem CEREBRAL acho que temos um grande problema com todas as ideologias igualitarias e humanistas do mundo, começando pela cristã, seguida pela budista, etc...

  11. Sergio Branco Postado em 28/Aug/2013 às 12:41

    O médico Juan Delgado chega ao Brasil para exercer aquilo que a sua profissão exige: dedicação e comprometimento para com quem mais precisa. Vindo de Cuba, pode-se imaginar que não teve uma infância recheada de regalias e que escolheu a medicina por ter o dom, por gostar do que faz e por querer ajudar os outros. Decerto que ele nunca ganhou nada sem antes ter feito um esforço enorme. Para ele nada caiu do céu. Não teve babá nem empregada doméstica, nunca ganhou do papai um carro zero e nem teve alguém que o sustentasse enquanto estudava medicina. E é assim lá em Cuba, onde médicos e médicas convivem desde sempre com as dificuldades da grande maioria do povo e, inconscientemente, acabam adquirindo uma vontade de servir, de pensar no coletivo antes de si próprios. No Brasil quantos médicos vieram das ditas classes baixas? E médicos negros, quantos você conhece? Qual a oportunidade que tem uma criança de favela de se tornar um médico no futuro? Juan Delgado: você e todos os médicos de outros países que estão chegando ao Brasil nos enchem de orgulho! Orgulho de saber que nos confins do Brasil vão haver médicos que tratam gente como gente, que não se sentem seres superiores apenas pelo fato de terem cursado medicina, que se preocupam com o território que vai além do seu umbigo. Então Juan, sinta-se também orgulhoso e tenha certeza de que a grande maioria do Brasil, principalmente aqueles que finalmente terão atendimento médico, vão receber você e os outros de braços abertos!!!

  12. Daniel Reboredo Soria Postado em 28/Aug/2013 às 12:55

    [email protected] doctores en Medicina de la República Federativa del Brasil que reaccionan así, son "corporativistas", "clasistas" y "racistas" (con todo el lastre ideológico, mental y sensible que dejó la esclavización de personas afro). ¿Su extracción social será de "clases medias", de "pequeña y-o mediana burguesías", de "burguesía"? Lo cierto que su carrera probablemente fuera financiada por los impuestos de toda la ciudadanía brasileña, muchos de [email protected] [email protected] no son asistidos por [email protected] doctores.

  13. Marilac Postado em 28/Aug/2013 às 13:03

    faço minhas as palavras do Sergio Branco...

  14. KEYLLA Postado em 28/Aug/2013 às 13:06

    ESSAS PATRICINHAS SO TA MOSTRANDO A EDUCAÇAO QUE NAO TIVERAM,ESSAS FRESCAS NAO QUEREM TRABALHAR E NAO QUER QUE OUTROS TRABANHEM.VCS DUAS ESTAM ENVERGONHANDO NOS BRASILEIROS .SEM COMENTARIOS PRA ESSAS DUAS SEM NOÇAO.

  15. Maria Benedita Bueno Lambert Postado em 28/Aug/2013 às 13:12

    Essas Patricinhas de jaleco branco tão pensando o que? Vão lá trabalhar onde esses anjos de outros países vão.Pra começar será q/ elas sabem q/ jalecos são p/ trabalhar?, e não p sair ás ruas?

  16. Anônimo Postado em 28/Aug/2013 às 13:18

    Acho graça que nessa hora, no mesmo Brasil que adorou a visita do Papa, não aparece UM CRISTÃO para lembrar que amar ao próximo e se doar aos necessitados sem esperar por recompensa é o que Jesus fez durante toda sua vida. E ai vem um socialista (sistema político de ateus) não apenas falando palavras bonitas, mas AGINDO de acordo com a moral cristã.

  17. Dany Postado em 28/Aug/2013 às 13:18

    Caro colega, Sergio Branco...falou muito em poucas palavras! Que sejam bem vindos, precisamos de pessoas humanas e comprometidas na saúde!

  18. Larissa Paola Postado em 28/Aug/2013 às 13:20

    Danilo, você está equivocado. Todo ser humano precisa de saúde, e um profissional para avaliar isso. Nem todo ser humano precisa de um advogado, contador ou administrador, como você disse. Pelo jeito, você desconhece a formação dessa classe elitizada da medicina. A maioria são burgueses que optam pela profissão em busca de status e dinheiro. Neste país, fazer medicina é uma segurança, pois é uma das poucas profissões que o profissional ganha muito bem. Aí é que está o problema: a vocação fica em último plano. Independentemente de nestes locais não ter condições de trabalho, não dispor de equipamentos de diagnóstico, etc, todos nós precisamos de profissionais com formação técnica na saúde para nos ajudar. Não venha dispor esse seu argumento falacioso, que nada tem a ver envolver advogado, contador, ou outras áreas das profissões. Estamos a falar de saúde, o bem mais precioso da população.

  19. ana Postado em 28/Aug/2013 às 13:22

    lamentavel acontecimento...mas o programa fere todas as leis do nosso pais

  20. Thiago Teixeira Postado em 28/Aug/2013 às 13:27

    E nós brasileiros satanizamos Hitller, Bin Laden, Sadan Husein .... Que coisa ridícula isso.

  21. Thiago Teixeira Postado em 28/Aug/2013 às 13:28

    p/ gilberto, em 28 de agosto de 2013 às 12:15 disse: Brasileiro acolhe bem os gringos.

  22. sinara Postado em 28/Aug/2013 às 13:34

    Hoje estou com vergonha da classe médica brasileira, nunca vi tamanha falta de educação.

  23. maria de lourdes iannuzzi Postado em 28/Aug/2013 às 13:43

    Dr. Juan Delgado, seja bem vindo ao Brasil!Não são todos os brasileiros que são preconceituosos,corruptos e futeis, Que Deus o proteja e que o Sr. e seus colegas medicos(as) realizem um otimo trabalho, o resto é resto.

  24. rronald lyrio silva Postado em 28/Aug/2013 às 14:04

    Temos um claro exemplo do estado de consciência de nossa sociedade. Imaginem que de burguesia, aristocracia e mercantilismo de grande, grande parte da classe médica, chegamos a degradação moral e total falta de humanismo. Sem contar o sem número de médicos brasileiros corruptos, indicando produtos e medicamentos e equipamentos obsoletos ou não, or gordas ccomissões que lhe são pagas (temos provas). Execrum..!!!!!

  25. Celso Junior Postado em 28/Aug/2013 às 14:04

    Eu, como cidadão brasileiro, morador do interior da Bahia, quero dar as boas vindas ao Médico Dr. Juan Delgado bem como aos seus colegas cubanos, portugueses, espanhóis, argentinos entre outras nacionalidades, pelo empenho em se preocupar com atendimento médico, bem de primeiríssima necessidade, para as pessoas a muito esquecidas pelo interior e as periferias das grandes cidades deste país continental, desejo-lhes um ótimo trabalho. Quanto a atitude de alguns colegas aqui médicos do brasileiros e as declarações de uma certa jornalista melhor não comentar de tão revoltante!

  26. Socorro Cunha Postado em 28/Aug/2013 às 14:08

    Sejam bem vindos médicos cubanos!!! A nossa população merece ter acesso à saúde. Ser médico é uma vocação, a vocação de salvar vidas! Tornar isso um comércio é revoltante!! Negligenciar a vida humana é negar a sua própria existência. Se é para fazer o bem e não olhar a quem, sejam muito bem vindos!!!

  27. Klévisson Viana Postado em 28/Aug/2013 às 14:23

    Danilo. Você é a radiografia do que pensa uma boa parte da classe médica brasileira: apenas o lucro interessa! A medicina para você, antes de servir ao próximo, não passa de um negócio lucrativo! Você pode até não ser medíocre na sua profissão, mas merece Nota Zero como ser humano!

  28. Arilson Postado em 28/Aug/2013 às 14:23

    sejam bem vindos os cubanos, esses médicos brasileiros mesmo estando numa capital não fazem nada o que dirá no interior do Brasil, teria que fazer com os médicos brasileiro o que fazem com os recém formados nas academia militares ( exercito e aeronáutica), que pegam eles e mandam lá para dentro do Brasil depois de um certo tempo que pode pedir transferência para o lugar melhor. SEJAM BEM VINDOS.

  29. Gustavo Postado em 28/Aug/2013 às 14:30

    Sou a favor da vinda de médicos estrangeiros e tenho o mesmo pensamento quanto a vocação do médico, que deveria ser um profissional que trabalhasse pelo dinheiro, claro, mas também por amor a profissão e não só pelo dinheiro...como eram os jogadores da seleção brasileira antigamente que jogava por amor a camisa e agora, vejam no que se tornaram...mas fico pensando o que vai acontecer com eles, os médicos estrangeiros, quando começar a morrer gente por causa da falta de estrutura nos locais que eles irão atuar, com certeza a culpa será jogada nas costas deles e vão dizer que é falta de preparo e etc...acho que eles estão caindo em uma cilada. O correto seria o governo dar infraestrutura e pagar bem para que os médicos brasileiros atendessem essa população.

  30. Victoria Postado em 28/Aug/2013 às 14:38

    Humildade! Parece que o negro, cubano, escravo e despreparado é bem mais gente do que as "lindas médicas" burguesas e arrogantes...

  31. P Postado em 28/Aug/2013 às 14:45

    Anônimo: " socialista (sistema político de ateus)" ? Então o Socialismo Cristão é o que? Mas sim, concordo com o seu ponto de vista. Muito vergonhoso isso. A humanidade é escrota! São poucos, como esse médico, que tem amor. sinara: acho que a falta de educação é de menos, triste é ver pessoas agindo contra uma outra que quer salvar vidas...

  32. SEBASTIÃO LEME Postado em 28/Aug/2013 às 14:50

    ME DESCULPE COMPANHEIRO CUBANO . ESTA CORJA NÃO ME REPRESENTA ,NEM A MIM NEM A MEU PAÍS

  33. JOSÉ CAMPOS Postado em 28/Aug/2013 às 14:56

    FAÇO DE TODOS OS COMENTARIOS ACIMA, AS MINHAS PALAVRAS, ONTEM MESMO VI NA TV, UMA REPORTAGEM DENÚNCIA SOBRE 10 MÉDICOS QUE TINHAM ATÉ 8 EMPREGOS E VINHAM PELA MANHÃ AO HOSPITAL, REGISTRAVAM O PONTO, E LOGO ÍAM EMBORA, ENTRE OS QUAIS ESTAVAM ALGUNS POLÍTICOS QUE SE DENOMINAVAM "MÉDICO DO POVO" ISTO É UMA VERGONHA!!!! NOSSA SAÚDE ESTA UM CAOS..............PARABENS MEDICOS CUBANOS!!! SEJAM BEMVINDOS E OTIMO TRABALHO!!!

  34. Danilo Postado em 28/Aug/2013 às 14:59

    Larissa Paola***** falacioso ?, eu chamo de realidade, no momento que eu vejo o termo burgues e elite já percebo um texto romantizado político. Se usarmos a sua linha de raciocínio poderíamos dizer que policias, bombeiros e professores (alguns exemplos de áreas básicas da população) também não merecem o salário que eles recebem (pelo contrário, merecem mais). pois eles tem o dever de trabalhar apenas por vocação, e se reclamarem é porque eles são gananciosos e burgueses e assim vai. Medicina não é um área de investimento econômico, se apessoa realmente possuir bastante dinheiro vai investir e não gastar seu tempo cuidando de pacientes, quem faz na maioria é por que gosta.

  35. Suellen Postado em 28/Aug/2013 às 15:14

    O meu "problema" com a vinda dos médicos cubanos não tem absolutamente nada a ver com seu país de origem. O meu "problema" é justamente um país como o Brasil (um país de todos, um país rico, uma maravilha) chegar a um ponto em que precisa desse tipo de auxílio. Não sei se isso parece normal para a maioria das pessoas, mas eu vejo como uma situação super extrema. O topo da falta de cuidado com a saúde (mais uma vez, não tem nada a ver com os médicos em si, apenas com o descaso do governo em relação ao sistema de saúde que chegou em um ponto dos médicos locais rejeitarem as propostas). Penso o seguinte: os cubanos são super competentes e querem trabalhar. E as condições para tal? Aí reside o problema. Chama quantos médicos forem, de todos os locais do mundo. O problema é o sistema e seu mau funcionamento. Na real o problema é essa camabada de filho da puta e ladrão no poder. É isso.

  36. Suellen Postado em 28/Aug/2013 às 15:16

    em tempo: que vergonha dessas mocinhas de jaleco. conteúdo cerebral zero.

  37. Elisangela Postado em 28/Aug/2013 às 16:11

    Um grande absurdo...!! médicas ridículas....teriam que se envergonhar de terem essa profissão...!!! médico de verdade se joga no trabalho...independentemente que quem vão atender...curar...salvar.....!!! essas ai só vão atender bem na clinica delas mesma.....!!!!!!!!!!!!!!!!! fora a essa raça ridícula....cheias de preconceitos.....!!!!!!!!!!

  38. Ricardo Postado em 28/Aug/2013 às 16:29

    Médicos e advogados são tudo uma cambada de mercenários. Essa é a verdade.

    • juceleia Silva Postado em 01/Sep/2013 às 19:17

      Ricardo , faz medicina e preste serviço a população já que gosta tanto de desfazer dos outros e se acha muito inteligente

  39. Marcos Postado em 28/Aug/2013 às 16:45

    Escravos não são, mas trouxa sim, 70% do salario para uma ditadura falida, sinceramente tem que ser muito burro para apoiar isso.

  40. MARCO Postado em 28/Aug/2013 às 17:20

    GUERREIROS CUBANOS...EXEMPLO DE HUMILDADE "PARABENS" A ELES ... E FODA-SE ESSA PLAYBOIZADA DE MERDA AE QUE OS CRITICOU!!!!

  41. Larissa Paola Postado em 28/Aug/2013 às 17:27

    Danilo, professor ganha um salário de um mil e duzentos reais, enquanto médicos ganham acima de 15 salários mínimos. Essa comparação foi esdrúxula. Com certeza, se um professor ganhasse mais de 15 salários mínimos, estaria a lecionar no interior embaixo de sol quente. Já os médicos elitizados, se acham superiores ao ponto de negarem a ida ao interior do país para lidar com pobre. Falta de infraestrutura, correlatos e medicamentos, é desculpa para a falta de vocação, soberba e deficiência na formação destes profissionais, que nem sequer, conseguem diagnosticar uma dengue só pelo exame clínico. Se o médico tem a clínica, semiologia e se souber fazer uma boa anamnese, boa parte das doenças ele consegue diagnosticar, e se eles entendessem de nutrição e plantas medicinais, nem de medicamentos precisariam. Enfim, acredito que você não tenha entendimento acerca disto.

  42. renato Postado em 28/Aug/2013 às 18:06

    Não me canso se dizer, e sei que nossas palavras vão chagar a eles através dos jornalistas. Parabens e sejam benvindos, e obrigado por atenderem nosso povo mais necessitado.

  43. [email protected] Postado em 29/Aug/2013 às 02:10

    O mundo acaba de confirmar aquilo q ja se sabia ha muito sobre a as frofundas falhas nas estruturas da educação do país q precisa de grandes reformas estruturais e q não é com medidas paliativas 3o mundistas q o conseguirà. Este é um grande desafio politico q receio q nem o PT estarà a altura. A questão é quem estarà.?

  44. marcos Postado em 29/Aug/2013 às 10:49

    o Danilo de novo.............. o médico arrogante. SE ENXERGA O CARA!!!!!!!!!!!

  45. Danilo Postado em 29/Aug/2013 às 11:53

    Entendi o ponto de vista, do povo. O médico não em direito a escolha. Se ele escolheu ser médico ele tem que abandonar família, vida, amigos e se sujeitar a qualquer lugar para trabalhar. Porque foda-se ele, se ele escolheu essa área que ature as consequências pois ele tem que viver única e exclusivamente para a sua profissão.

    • Juceleia da silva Postado em 01/Sep/2013 às 19:13

      Que boca suja desse sujeito.Devemos é torcer para que as condições melhorem para estes profissionais que cuidam da nossa saúde inclusive a sua.

  46. Thiago Teixeira Postado em 29/Aug/2013 às 12:35

    Ninguém escolhe abandonar família, vida ou amigos apenas por trabalho. É a busca do conhecimento e as vezes necessidade. Nós engenheiros temos que ir onde as obras estão, e hoje a infraestrutura está mais aquecida no interior do Brasil. Nos grandes centros não tem obras de barragem, torres de transmissão, ferrovias, implantação de rodovias ... quem não quer viajar fica restrito com obras urbanas, residenciais e comerciais. A não ser Metrô ou Portos, mas tem pouco. Esses médicos cubanos não se limitaram no campo de atuação em Cuba, querem aprender e praticar medicina em outros lugares para crescerem profissionalmente.

  47. Marco Postado em 29/Aug/2013 às 23:44

    Sim , Danilo, o médico tem direito de escolha. O cubano, inclusive. A questão parece ser que os médicos brasileiros em questão não querem ocupar algumas vagas e não querem que niguém mais as ocupe. Ou eu perdi alguma parte?

  48. Rafael Postado em 31/Aug/2013 às 19:48

    Eu queria ser Cubano, os USA ajuda Cubanos a fugirem para lá parece =/