Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Direita 15/Jul/2013 às 23:45
36
Comentários

Mauro Santayana: hitlernautas devem ser punidos

Os hitlernautas não devem ser subestimados. Cabe ao Ministério Público, com a ajuda da Polícia Federal, identificá-los e denunciá-los à Justiça, para que sejam julgados e punidos, em defesa da democracia

Mauro Santayana*

Os hitlernautas não devem ser subestimados. É melhor que a sociedade os conheça. A apologia da quebra do estado de direito é crime e deve ser combatida com os rigores da lei. Cabe ao Ministério Público, com a ajuda da Polícia Federal, identificá-los e denunciá-los à Justiça, para que sejam julgados e punidos, em defesa da democracia.

Para quem acha que Dani Shcwery, Thismir Maia e Carla Dauden são o máximo que a direita “espontânea” conseguiu preparar para mobilizar seus simpatizantes – no contexto do quadro reivindicatório das manifestações de junho – podemos dizer que entre os servidores do Google e da Microsoft e os mouses dos internautas comuns há muito mais coisas que a nossa vã filosofia possa imaginar.

Uma delas, ficou comprovado, é a espionagem norte-americana na rede, denunciada pelo agora foragido Edward Snowden.

O súbito aparecimento do fenômeno dos hitlernautas é outra – e esse é um fato que merece ser analisado. O hitlernauta, não é, na verdade, uma nova espécie no ciberespaço brasileiro. Ele sempre existiu, embora não fosse conhecido por esse nome. A questão é que, antes, os hitlernautas só podiam ser encontrados no seu habitat natural, em reservas quase sempre protegidas, e normalmente produzidas e consultadas apenas por eles mesmos.

Encontravam-se, assim, ao abrigo do navegante comum, como nos sites neonazistas, integralistas, da extrema-direita católica, ou que correspondem, no Brasil, a “espelhos” de certas “organizações” fascistas internacionais.

Nesses espaços, eles ficaram, por anos, alimentando suas frustrações, preparando-se para sair à luz do dia tão logo houvesse uma ocasião mais segura para se apresentarem ao mundo. A oportunidade surgiu no âmbito das passeatas de junho. Afinal, nessas manifestações, cada um podia carregar a mensagem que desejasse – desde que não fosse símbolo de partidos políticos.

Os hitlernautas, além de aparentemente apartidários, são, principalmente, anti-partidários. Assim, resolveram engrossar, a seu modo, a procissão mesmo sem conseguir indicar, com clareza, rumo ou andor que lhes valesse.

hitlernauta manifestante morde bandeira

Hitlernautas, da internet às ruas (Foto: ABr)

É fácil reconhecer o hitlernauta. Nas ruas, é o “careca”; o de cara coberta por um lenço; pela máscara do movimento anarquista; o que leva coquetel molotov de casa; joga pedra na polícia; agride violentamente o militante do PSDB, do PT, ou do PSTU que estiver carregando uma bandeira; quebra prédios públicos; arranca semáforos; saqueia lojas; põe fogo em carros da imprensa ou invade o Itamaraty.

Na internet, o hitlernauta é ainda mais fácil de ser identificado. É aquele sujeito que acredita (piamente?) que estamos vivendo a penúltima etapa da execução de um Golpe Comunista no Brasil. E que o Foro de São Paulo é uma espécie de conclave secreto, destinado a dominar o mundo via implantação, no continente, de uma União das Repúblicas Socialistas da América do Sul.

O hitlernauta é o “anônimo” que, atuando no Exterior ou em nosso território, nos comentários, na internet, tenta convencer os interlocutores, de que as urnas eletrônicas são manipuladas; de que não existe oposição no Brasil, porque o PSDB é uma linha auxiliar do PT na implantação do stalinismo por aqui; que FHC é fabianista, logo, uma espécie de socialista a serviço da entrega do Brasil aos vermelhos; que a ONU é parte de uma conspiração mundial, e o único jeito de consertar o país é acabar com o voto universal, fechar o Congresso, dissolver os partidos, prender, matar, arrebentar e torturar, no contexto de novo golpe militar, sob orientação norte-americana.

No dia 10 de julho, os hitlernautas saíram às ruas, sozinhos, pela primeira vez. Segundo o portal Terra, fecharam a rua Pamplona, até a esquina com a Consolação, com a Marcha das Famílias contra o Comunismo, convocada nas últimas duas semanas pela internet.

Leia também

O portal IG calculou, em cerca de 100 pessoas, o grupo que se reuniu no vão do MASP e marchou, com bandeiras, pedindo intervenção militar, até as imediações do Comando Militar do Sudeste.

No Rio, a convocação conseguiu juntar, frente à Candelária, trinta e poucos manifestantes, em cena em que se viam mais bandeiras e cartazes sobre as escadas do que pessoas para empunhá-los. Ao ver a foto da “manifestação”, muita gente os ridicularizou na internet.

Os primeiros desfiles das SA na República de Weimar também não reuniam mais que 30 pessoas, que carregavam as mesmas suásticas hoje tatuadas na pele dos skinheads presentes à Marcha das famílias contra o Comunismo, em São Paulo, no dia 10. As pessoas normais, ao vê-los desfilando nos parques, com os seus ridículos uniformes, acharam, na década de 30, que os nazistas eram um bando de palhaços. Eles eram palhaços, mas palhaços que provocaram a maior carnificina da História. Sob seus olhos frios, seus gritos carregados de ódio, milhões de inocentes foram torturados, levados às câmaras de gás, e incinerados, em Auschwitz, Maidanek, Birkenau, Dachau, Sachsenhausen – e em dezenas de outros campos de extermínio montados por ordem de Hitler.

Os hitlernautas não devem ser subestimados. É melhor que a sociedade os conheça. A apologia da quebra do estado de direito é crime e deve ser combatida com os rigores da lei. Cabe ao Ministério Público, com a ajuda da Polícia Federal, identificá-los e denunciá-los à Justiça, para que sejam julgados e punidos, em defesa da democracia.

*Mauro Santayana é colunista político do Jornal do Brasil, diário de que foi correspondente na Europa (1968 a 1973). Foi redator-secretário da Ultima Hora (1959), e trabalhou nos principais jornais brasileiros, entre eles, a Folha de S. Paulo (1976-82), de que foi colunista político e correspondente na Península Ibérica e na África do Norte. (Carta Maior)

Recomendados para você

Comentários

  1. Luís Postado em 15/Jul/2013 às 23:57

    Defender a democracia atacando a liberdade de expressão?

  2. Helena Postado em 16/Jul/2013 às 00:06

    Que artigo de má fé! Desde quando anarquista é de direita?! Pros desinformados de plantão, os anarquistas respeitam a pluralidade, denunciam há anos as atividades dos fascistas e estão nas lutas pelo passe livre desde que essas manifestações só juntavam meia dúzia de gatos pingados!

  3. Eduardo Postado em 16/Jul/2013 às 00:18

    ...liberdade de expressão que como o autor explicou levou o mundo ao maior massacre de todos os tempos, 50 milhões de vidas, que liberdade é esta que o amigo quer garantir, a liberdade de poder impor ódio, violência, medo, desgraça e desrespeito entre nós. Acho que liberdade é como o direito, ela termina quando começa a do próximo...não posso querer garantir minha liberdade atingindo a do próximo, a lei foi feita pra garantir isto. Essa turma merece pelo menos se explicar porque tanto ódio e descontrole.

  4. Mascarado Postado em 16/Jul/2013 às 00:19

    você se equivoca dizendo que os de cara coberta por lenço, os anarquistas, os que "levam coquetel molotov" e "vadalizam', agridem a polícia são hitlernautas. os hitlernautas que se passam por essas vestimentas só descaracterizam a causa que eles verdadeiramente simbolizam.

  5. Ricardo Chacur Postado em 16/Jul/2013 às 00:19

    A pessoas tem o direito de expressão, mesmo não concordando com algumas atitudes. Se não podemos voltar para década de 40: Fascismo contra nazismo.

  6. Ceps Postado em 16/Jul/2013 às 00:23

    Liberdade de expressão não é um direito absoluto. Você tem o direito de falar o que quer desde que você não propague mentiras sobre os outros, não incentive a violência e o racismo, e não milite para que pessoas que não pensem como você tenha menos direitos e garantias legais que você. Um claro exemplo da confusão feita em torno do conceito de "liberdade de expressão" é a declaração de que as manifestações são apartidárias e a agressão perpretada contra pessoas que participaram levando bandeiras de partidos. Vc quer falar mal dos partidos? Sim, você tem o direito de fazer isso, mas não permitir que esses partidos existam e impedir que estes e seus apoiadores também manifestem a sua liberdade de expressão é errado, anti-democrático e contra os preceitos constitucionais brasileiros.

  7. Eduardo Postado em 16/Jul/2013 às 00:57

    "NENHUMA LIBERDADE SE CONSTITUI NA LICENCIOSIDADE"...Paulo Freire falando a crianças quando secretário de educação de SP.... precisamos falar mais alguma coisa???

  8. Pira HxCx Postado em 16/Jul/2013 às 02:48

    Viajou. Misturou Anonymous (falando que a máscara representa "movimento anarquista" - que nem de longe o faz, e a crítica deles é bem baseada na Veja) com os carecas e integralistas que estiveram por trás das agressões aos partidos de esquerda (que foram defendidos pelos anarquistas nessa ocasião) com o Black Bloc e os anarquistas que estiveram por trás da depredação dos bancos, concessionárias de luxo e prédios públicos, representantes do poder do Estado e do capital, com os P2 (policial a paisana) que quebraram carros, lojas, bancos de jornal (pra sujar o movimento), com as reaças da net com medo de golpe comunista... mas tá certo, quem não tá na rua e não tá por dentro dos movimentos fica bem confuso com o que tá acontecendo.... Ah é, engraçado, anarquistas e Black Bloc se puseram na frente semanas atrás quando a galera tava agredindo partidos de esquerda, e agora UJS, CUT e PCdoB junto foram agredir aqueles que os defenderam antes...

  9. Daniel Postado em 16/Jul/2013 às 03:46

    Por mais absurdos que possam ser as posições de alguns grupos, o preço da liberdade de expressão é ter que conviver com posições absurdas. Se não, precisaremos de alguém para definir o que é uma ideia absurda e o que não é. E quem seriam esses: intelectuais, militares, juristas, o povo, as maiorias, as elites? Mas, por mais que eu ache absurda a ideia do Mauro, acho que ele tem todo o direito de divulgá-la.

  10. Gabriel Vince Postado em 16/Jul/2013 às 08:38

    estava demorando para o Pragmatismo Político sair pregando a censura

  11. Heroshi Kano Postado em 16/Jul/2013 às 08:53

    A burguesia dá a notícia para a pequena burguesia, que acredita naquele ponto de vista. E vai continuar acreditando, infelizmente, por que senso crítico não se adquire assistindo televisão. Ps. Todos sabemos que sem alguns "ovos quebrados" não se faz um omelete...

  12. Moises Postado em 16/Jul/2013 às 09:05

    Não tem como julgar todo o Brasil amigo! Não foram esses grupos que arrancaram bandeiras e sim pessoas de bem que já não caem no conta da caroxinha... Amigo, tenha dedos para escrever contra os milhares de esquerdistas podres que estão destruindo nosso Brasil. Eu estava nas manifestações e é evidente que quem rasgou as bandeiras foi o povo e não grupos de "direita" ou essa ilusão (Hitlernautas) que só existe na mente dos esquerdista que não compreende que o povo brasileiro NÃO É DE ESQUERDA e que REPUDIA ESSA IDEOLOGIA NEFASTA. Assim sendo, vamos parar de "crise" existencial amigão.. ninguém é contra a existência dos partidos, mas todos repudiamos os corruptos que existem.. Algo novo? Pode ser... Seria sério? Não seria corrupto? Não sabemos, mas, sabemos de uma coisa... PT, PSDB,DEM,PSTU e todos esses precisam de algo que nenhum esporro do povo (que tomaram no Brasil inteiro) pode ensinar, ou seja, discência, honra, dignidade....

  13. filho da razão e ciência Postado em 16/Jul/2013 às 10:12

    Lendo o perfil do Hitlernauta lembrei do Diogo Mainardi... Por que será ?... Foi coincidência ?

  14. Guilherme Postado em 16/Jul/2013 às 11:00

    Pra quem não entende o que liberdade de expressão o Ceps explicou muito bem. Não podemos falar o que quisermos só por quê queremos nos expressar ou temos o direito para tal. Temos que ter conteúdo e sobretudo agir com ética e respeito. Quando se vai ver novela, filmes, peças... Existe uma linha de recomendação por faixa etária, vão recriminar isso como censura também? Então mostrem cenas de extrema violência, pornografia, sadismo pras suas crianças de tenra idade. Liberdade é acompanhada de responsabilidade, sempre, se não vira licenciosidade. Ser livre implica eu se assumir, em se responsabilizar por algo e por si. Caso isso não ocorra estamos agindo com puro egoísmo e desrespeito a liberdade do outro. Talvez por isso certas pessoas não entendam o que é liberdade de expressão. Se não se tem um conceito de responsabilidade como terão de liberdade?

  15. Lucas Postado em 16/Jul/2013 às 11:38

    Muito me entristece em ver alguém confundir de forma tão ofensiva o que é o anarquismo, mesmo com tanta informação disponível hoje em dia. Pelo menos foi desinformação (ainda que com uma dose de má vontade), e não intencional.

  16. Luís Postado em 16/Jul/2013 às 12:22

    A convivência com ideias políticas opostas é justamente o que nos protege do nazismo e fascismo. Meu queixo caiu como um veículo de imprensa (e de esquerda ainda por cima) faz apologia da censura política com tanto fervor. Esse aspecto dos regimes totalitários é justamente o que George Orwell resumiu com a noção de "thought crime". Hoje em dia parece que ninguém vê a diferença entre O QUE a pessoa fala e O DIREITO DE FALAR. É impressionante como até os mais informados politicamente sofrem dessa profunda imaturidade política e intelectual. Ouça o que não gosta e trabalhe com duas alternativas: deixe a pessoa se enforcar com a própria corda ou formule uma resposta e a coloque no mercado da ideias. O que o autor do texto propõe? Que se saia recolhendo informações pessoais "subversivas" do pessoal fascista e prendê-los com base nelas? Imagine o inverso e que a polícia corra atrás dos volumes anarquistas e socialistas. A minha estante e a estante da maioria dos leitores desse blog iria pra fogueira num piscar de olhos... E Guilherme, pelo amor Zeus, "licenciosidade"? Em pleno século XXI? Você tem ideia de como era o discurso fascista e nazista? Você está repetindo a mesma retórica de "limpeza" da moral e costumes, se informe urgentemente, por favor, eu sei que você é bem intencionado...

  17. leon Postado em 16/Jul/2013 às 12:30

    Logo essas pessoas tem o direito de se expressarem , mas esperar que o que fazem não pode ser punido por tentarem retirar a liberdade de outros vejo que uma frase cabe bem nesse texto é : `sua liberdade acaba , quando começa a interferir na minha ` , e quem falou que esse texto e a opinião do pragmático esta bem errado ,opinião(do Mauro Santayana ) não é edital .

  18. Shuma Postado em 16/Jul/2013 às 12:39

    O texto é bom, só peca por uma coisa: Reductio ad Hitlerum: uma falácia que consiste em depreciar e deslegitmar algo ao comparar com o Hitler e o nazismo. http://pt.wikipedia.org/wiki/Reductio_ad_Hitlerum

  19. Felipe Postado em 16/Jul/2013 às 12:52

    Em resumo: quem fala a verdade é hitlernauta? Vc acha que manter o congresso, que é um antro de ladrões e assassinos, é bom pro Brasil? Ora, vai se catar.

  20. wellington f Postado em 16/Jul/2013 às 12:54

    Mauro Santaiana. vc deveria se informar melhor antes de escrever merdas como essa que vc escreveu nesse texto!!!!quem são hitlernautas????????? hitlernautas são aqueles que carregam simbolos anarquistas? como assim?Eu sou anarquista e assim como muitos outros anarquistas e punks que estavam presentes nas manifestações lutamos contra a corrupção e todo o mal que dela surge ao lado do povo,pois dele fazemos parte,lutamos contra o fascismo e o preconceito!!! vc foi totalmente infeliz generalizando as formas de ação a esse ponto!!! foi patetico!!! Me senti ofendido e não aceito der confundido com idiotas fascistas de nenhuma especie!!!Pra mim vc não passa de mais um lunatico que confunde tudo e leva confusão onde deveria haver exclarecimento com seu pensamento equivocado!!!Sou totalmente a favor da liberdade de expressão por isso gosto do Pragmatismo Politico mais fiquei surpreso de ler,entre textos e informações tão boas,uma porcaria como a sua!!!!vai ler e entender um pouco mais!!!

  21. Cacique Postado em 16/Jul/2013 às 13:03

    Existe uma grande diferença entre censurar e definir limites à liberdade de expressão. Liberdade sem limites e sem responsabilidade não é liberdade, é libertinagem. Os apologistas da "libertinagem de expressão" são os primeiros candidatos a esse rótulo de que o texto fala: os hitlernautas. A propósito, tomo a liberdade de complementar o texto. O hitlernauta não é necessariamente de extrema-direita. Muitos são de extrema-esquerda, como os grupos anarcopunks que acreditam que destruindo lixeiras e queimando ônibus estarão contribuindo para uma sociedade mais justa e igualitária. Apesar da extrema-direita e a extrema-esquerda parecerem duas extremidades opostas de um gradiente ideológico, são muito parecidas em vários aspectos. O principal deles é a apologia à violência. Mas outras semelhanças são a rejeição a grupos organizados, como os partidos políticos; o culto ao anonimato (até porque o que eles fazem é ilegal e podem ser presos se forem identificados); e a fragilidade de suas linhas de argumentação, que os predispõe ao fanatismo e às teorias da conspiração. Porém, a principal diferença é que os neonazistas não fazem apologia apenas à violência, mas também a um ódio extremado, bárbaro e irracional. E impregnado de todos os tipos de preconceitos possíveis (contra negros, nordestinos, homossexuais, socialistas...). E além disso, mais importante, por defenderem valores conservadores (família, religião, propriedade privada) em oposição ao libertarianismo extremado dos anarcopunks, conseguem atrair mais pessoas. Portanto só posso concluir que os hitlernautas de extrema-direita são muito mais perigosos.

  22. Maria Postado em 16/Jul/2013 às 13:42

    Você não entendeu nada do fenomeno da negação da legalidade burguesa/democracia burguesa nas manifestações de Junho. Muito menos o papel do Anarquismo frente as mobilizações, o que demonstra um completo desconhecimento do autor, típico de jornalistas que escrevem laudas sobre o que não entendem. Recomendo que leia mais para tentar entender. Indico o seguinte artigo: http://uniaoanarquista.wordpress.com/2013/06/19/colhendo-o-que-se-planta-autoritarismo-apartidarismo-e-anarquismo/

  23. Marcus Postado em 16/Jul/2013 às 14:15

    Eita que em fã da occ aqui nos comentários, é válido lembrar que dizer que ~liberdade de expressão~ é justificativa pra ficar com discursos de ódio é uma das principais características dos hitlernautas.

  24. Souza Postado em 16/Jul/2013 às 14:20

    LIBERDADE DE EXPRESSÃO OU LIBERDADE DE DESTRUIÇÃO? POR QUE NÃO SE "EXPRESSAM" EM FRENTE ÀS CASAS DAQUELES QUE OS DEFENDEM, QUE TAL?

  25. luciana Postado em 16/Jul/2013 às 14:42

    Neonazistas, anarquistas, punks e antipetistas tem em sua essência algo em comum: o ódio pela democracia. Ou pelos resultados de sua aplicação: um nordestino metalúrgico chegar a presidência, um parcela considerável da população sair da linha da extrema pobreza, gays e lésbicas buscando seus espaços e sendo reconhecidos, negros e alunos bolsistas disputando vagas antes destinadas somente aos mais abastados... Mas o que mais corrói os nervos desta parcela mesquinha é a falta de repressão por parte do estado. No fundo eles queriam sofrer, apanhar muito, serem espancados até morrer, como fazem quando encontram um gay desgarrado.

  26. Luiza Postado em 16/Jul/2013 às 14:50

    Estou chocada em ver que o Pragmatismo Político está,descaradamente,fazendo apologia à censura.

  27. Luiza Postado em 16/Jul/2013 às 14:53

    E outra coisa,dizer que os anarquistas são hitlernautas?Hã?Antes de criticarem o anarquismo,procurem se informar do que se trata,pra não fazer comentários imbecis na internet.

  28. Emerson A.P. Gama Postado em 16/Jul/2013 às 14:59

    Luciana , Pelo que entendi vc está fazendo apologia, a que todos os contrários a seus pensamentos devam serem "espancados até a morte", este tipo de apologia pode ser considerado crime de incitação a violência. Vamos ver se o Sr. Mauro Santayana, agora diante de uma ação criminosa como a sua pede tb ação da policia federal e do ministério publico. Afinal crime é crime, não importa se vc é verde ou vermelho.

  29. Carlos Postado em 16/Jul/2013 às 15:44

    Nada de novo... http://pt.wikipedia.org/wiki/Reductio_ad_Hitlerum

  30. Rafael Vasconcellos Postado em 16/Jul/2013 às 16:08

    Texto generalista e simplista demais que coloca, inclusive, certos setores ideológicos da esquerda ao lado dos chamados "hitlernautas", o que é um absurdo. Faltou profundidade científica e sinceridade acadêmica ao texto, o que é uma pena, pois poderia ter feito uma boa crítica à direita saudosista sem colocar todas as dissidências numa mesma cesta podre.

  31. Thiago Teixeira Postado em 16/Jul/2013 às 22:17

    p/ luciana, em 16 de julho de 2013 às 14:42 disse: Tirou as palavras da minha boa.

  32. Eduardo Postado em 17/Jul/2013 às 12:44

    Dona Luciana exatamente por vivermos numa democracia é que fazem essas badernas, badernas sim, visto que apenas contabilizam as perdas dos prédios públicos, das concessionárias, esquecendo que muitos trabalhadores não puderam descansar para no outro dia assumir seus trabalhos, muitos atendimentos de urgência foram atrapalhados, enfim uma manifestação democrática não pode atingir o direito do outro, daquele que não quer manifestar, daquele que acha que tem algo mais importante que andar pelas ruas carregando cartazes atrapalhando a vida de muitos que queriam estar em casa descansando o corpo para trabalhar no outro dia. Aqui se falou muito dos que além de avançarem nos direitos alheios, ainda vandalizaram, estes deveriam ser punidos sim e exemplarmente pois o direito constitucional não abrange agressões e quebra quebra.

  33. Luís Postado em 17/Jul/2013 às 14:32

    Amigo Souza, o OCC defende um novo regime militar no Brasil e tem características nacionalistas e fascistas. Os OCC adoraram esse texto e a apologia da censura que ele faz. Eles tão loucos pra mandar o MP e a polícia atrás dos nossos livros de Marx, Bakunin e George Orwell.

  34. Rodrigo Postado em 17/Jul/2013 às 15:38

    Hitler chegou ao poder e praticamente outorgou seu partido nazista. Criou a hegemonia de seu partido. Prontamente elegeu um culpado, a fim de desviar a atenção do povo - os judeus. Não aceitava críticas. Não admitia liberdade de imprensa. Obras literárias eram proibidas e muito mais. Lula disse que o DEM tinha que ser extirpado da política (não seria melhor investir em investigação e corregedorias das polícias, a fim de que todos os corruptos, de qualquer partido, fossem presos?) Veio o mensalão (já confirmado por José Eduardo Cardozo, Ministro da Justiça - http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/jose-eduardo-cardozo-ministro-da-justica-teve-pagamento-ilegal-de-recursos-para-politicos-aliados-teve-e-ilegal-e-temos-de-punir-quem-praticou-esses-atos/) e a hegemonia do PT. Prontamente foi eleita a classe média como culpada (Collor elegeu os "marajás", nos governos Itamar e FHC sendo demonizada a "elite dominante", agora a mira baixando mais o degrau econômico). Lula quis expulsar Larry Rother, quando este noticiou os alegados problemas com o álcool, do ex-Presidente. E, nos dias de Dilma, qualquer crítico prontamente recebe a preguiçosa alcunha de "reaça", ou seja, não é preciso rebater argumentos, bastando desqualificar. Monteiro Lobato já está no index e por pouco não foi extirpado das bibliotecas... Quem é o discípulo de Hitler mesmo? Melhor o macaco olhar o próprio rabo, em vez de apenas ficar a apontar o do outro...

  35. André Postado em 17/Jul/2013 às 19:50

    Parei de ler aqui: "É fácil reconhecer o hitlernauta. Nas ruas , é (...) o de cara coberta por um lenço; pela máscara do movimento anarquista; Não sou idiota, fiquei engulhado!!!! Quanta burrice numa frase. Prometo não ler mais este site se voltar a ler uma sandice como essa!!!

  36. Marcos Postado em 01/Aug/2013 às 20:37

    Eu detesto a esquerda, rasgaria bandeiras de esquerda para limpar a bunda sem problemas, detesto a esquerda tanto quanto Hitler, bem vindo a democracia, vcs não admiram os paredões de Fidel, reclamam de gente que no máximo rasga bandeiras, são meio contraditórios não?