Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Homofobia 24/Jul/2013 às 11:44
14
Comentários

Fiéis da JMJ: "Graças a Deus não existem gays na África"

‘Graças a Deus’ não existem gays na África, dizem peregrinos da JMJ que acompanham o Papa Francisco no Brasil

Se as posições da Igreja Católica sofrem resistência de grupos anti-homofobia no Brasil e em várias partes do mundo, o mesmo parece não acontecer em São Tomé e Príncipe, na África. A condenação da prática homossexual da Igreja está alinhada com parte da população local, conforme relatos de peregrinos nesta terça-feira na centenária paróquia Nossa Senhora de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro.

gays na áfrica

Participante da JMJ, peregrina africana diz que não há casais gays em São Tomé e Príncipe (Foto: Maurício Tonetto)

É o caso de Eva de Carvalho, 48 anos, que dá “graças a Deus” ao dizer que “não existe isso (homossexuais)” em seu país. Ela é originária do país africano, que conta com uma população predominantemente católica (70,3%, segundo senso realizado em 2001). Eva diz que o tema sequer é abordado por lá.

Itola Lima, 62 anos, também de São Tomé e Príncipe, faz coro com a amiga ao dizer que não existe homossexualidade em seu país e faz uso da Bíblia para condenar a prática. “Deus fez um homem e uma mulher”, argumenta.

O assunto, no entanto, não deverá ser tema de debate nos dias de Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro. Com intenção de reunir fiéis e alcançar os menos religiosos, a Igreja – a exemplo do Papa, em sua primeira declaração no País – deverá evitar temas mais controversos.

Entre quarta e sexta-feira, diversas paróquias da cidade vão oferecer catequeses sob a temática central do evento (“Ide e fazei discípulos” – um mandamento de Jesus, segundo a crença cristã). As pregações serão feitas em vários idiomas e a abordagem será menos profunda, justamente para contemplar os não-iniciados nos assuntos religiosos e os estrangeiros que não dominam o português.

Leia também

“O objetivo é anunciar o evangelho. É levar Cristo a todas as nações, como é o tema da Jornada. Fazer com que todos experimentem profundamente a fé em Jesus Cristo”, explica o padre Pedro dos Santos, da paróquia Nossa Senhora de Copacabana, que espera receber 2 mil pessoas nos três dias de catequese.

Papa Francisco no Brasil

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos com o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países. O JMJ 2013 marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março deste ano.

Portal Terra

Recomendados para você

Comentários

  1. Marco Postado em 24/Jul/2013 às 12:10

    Isso é o que ela acredita.

  2. VANDERLEI Postado em 24/Jul/2013 às 12:37

    Graças a Deus os Gays africanos estão no armário ocupado o lugar da comida que está em falta.

  3. Lee Postado em 24/Jul/2013 às 12:52

    Ignorância disseminada pela religião é isso aí.

  4. Altair Ahad Postado em 24/Jul/2013 às 15:46

    VAZA PAPA!

  5. luciana Postado em 24/Jul/2013 às 16:37

    Deus fez um homem e uma mulher! E foi o único momento em que o sexo foi hétero! O maior índice de homossexualismo está nos seminários. Não existe padre que não tenha dado um pouquinho...

  6. oscar Postado em 25/Jul/2013 às 10:47

    Tadinha, tá sabendo de nada!

  7. luiggi Postado em 25/Jul/2013 às 11:34

    Na África não usam óculos, não?

  8. Miguel Matos Postado em 25/Jul/2013 às 18:13

    Tolinha.

  9. Miguel Matos Postado em 25/Jul/2013 às 18:15

    Manda ela passear na África do Sul, onde o casamento entre pessoas do mesmo sexo já foi legalizado há muito tempo.

  10. Rodrigo Postado em 29/Jul/2013 às 13:46

    Daquela série mau intencionada "Isso ninguém publica": (http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/07/1318313-se-uma-pessoa-e-gay-e-busca-deus-quem-sou-eu-para-julga-lo-diz-papa.shtml) "29/07/2013 - 08h00 'Se uma pessoa é gay e busca Deus, quem sou eu para julgá-la?', diz papa"

  11. João Postado em 29/Jul/2013 às 13:47

    Um amigo meu passeando pela Africa foi dormir em um Hotel em uma cidade pequena. Um jovem queria fazer sexo com ele, para despistar o garoto ele disse " So se for com a sua irmã ", Logo apareceu o garoto com uma mulher dizendo "serve minha mãe".

  12. Barillo Postado em 31/Jul/2013 às 00:27

    Boa Africana querida,rs. HUEUHEUHEUHEUHEHUEUHEUHEUHHEUEUHUHEHUE

  13. Rich Postado em 06/Aug/2013 às 19:51

    - É o que ela pensa. Tomara que seja verdade, afinal, DEUS, condena essa atitude desgraçada da humanidade. Mas isso deveria acontecer, pois na bíblia estava previsto: "Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus..." II Timóteo capítulo 3 versículo 1 até 17

  14. Irres Ponsável Postado em 20/Aug/2013 às 10:03

    A África realmente deve dar 'Graças a Deus', seja lá o que isto signifique.... Além de não ter gays, é um lugar cheio de paz, onde não existe, fome, miséria ou doenças....