Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Índios 04/Jun/2013 às 18:35
27
Comentários

Policial para índio: "vou colocar a pistola na sua cara"

Vídeo flagra ação violenta de policiais, ameaçando e humilhando indígenas que ocupam Belo Monte. “Vou quebrar essa p* toda; vão estudar português”, disse o agente. Índio tenta contemporizar: “Nós não tem raiva de vocês”

índio policial belo monte

Índios são humilhados, ameaçados e temem tragédia em Belo Monte (Foto: Divulgação)

Um vídeo (assista a íntegra abaixo abaixo) mostra o momento em que forças policiais se aproximam da ocupação no canteiro de obras da Usina Belo Monte, que está sendo mantida por 170 indígenas, para tentar negociar a retirada dos ativistas, determinada pela Justiça Federal de Altamira na última terça-feira (28). Durante a abordagem, um dos agentes se mostrou irritado e, em meio a ofensas, ameaçou os índios: “Vou colocar a pistola na sua cara.”

Em outro momento, o mesmo policial segue ameaçando o índio. “Vou quebrar essa porra”, diz o agente sobre o arco que está nas mãos do indígena. “E quebro você junto”, termina o militar.

Um policial, em determinado trecho do vídeo, pede ao índio que “vá estudar português”, por este questionar a ameaça do agente de colocar a arma na cara do indígena, alegando que teria sido incompreendido em sua fala.

Leia também

Ou índio tenta contemporizar. “Nós não tem raiva de vocês” e não entende porque os policiais estão “falando grosso”. O agente responde: “Vocês estão complicando meu trabalho.”

“Nós vamos ficar para morrer”

“Nós ocupamos o canteiro de obras de Belo Monte. Nós estamos defendendo nossa terra. Uma terra muito antiga que sempre foi nossa. Uma parte vocês já tomaram. Outra vocês estão tentando tomar agora. Nós não vamos deixar.” Afirmaram os índios que ocupam a área, em carta divulgada na última quarta-feira (29), onde ressaltam a resistência mesmo após a decisão judicial. “Vocês vão entrar para matar. E nós vamos ficar para morrer. Nós não vamos sair sem sermos ouvidos.”

Veja o vídeo completo:

Igor Carvalho, Revista Forum

Recomendados para você

Comentários

  1. Gleisson Postado em 04/Jun/2013 às 18:44

    por que niquem comenta esse vídeo?

    • Elias Postado em 14/Feb/2014 às 23:58

      Porque o povo não é trouxa estão vendo que a esquerda ataca a polícia, não é confiável, distorcem fatos e tudo mais.

  2. Bruno Postado em 04/Jun/2013 às 19:07

    Geralmente eu gosto do material do pragmatismopolitico, mas achei esse "recorte", e a sua avaliação, extremamente tendenciosos. Realmente, o policial falou grosso com o índio, e etc. etc., mas o índio tava com o arco e flecha semi-armado também... O recorte não mostra absolutamente nada que precedeu esse diálogo. Enfim, um vídeo altamente sem valor para julgamento. Não sei, me passou a impressão de que o que os índios estavam mesmo era querendo que o policial se alterasse para filmar... Vocês grifam em texto: "O índio tenta contemporizar: ´Nós não tem raiva de vocês". Mas o policial dizendo: "A gente tá querendo fazer o negócio na paz" não é grifado no texto de vocês... Cuidado galera, para não ficar esquerdista demais e perderem o bom-senso

  3. Vinícius Postado em 04/Jun/2013 às 19:28

    Esse sistema judiciário é uma podridão, quer se apossar de terras indígenas que são poucas. O policial não tem direito nenhum de apontar arma e ameaçar para quem não roubou, nem matou ninguém, quem estão defendendo o que são deles por direito. Quando ouço a palavra justiça e polícia de tanta injustiça por parte deles sinto vontade de vomitar.

  4. Milla Postado em 04/Jun/2013 às 19:51

    Afff... nojo, nojo, nojo! Sistema que não ensina a gente a conviver, só ensina a ter preconceito, a achar que pq veste a merd@ de uma farda é alguém melhor do que o outro, que pode subjugar. Nojo! Dá embrulho no estômago, dá desgosto, dá vontade de soltar uma bomba no mundo e começar tudo de novo com gente de verdade, se não inteligente, pelo menos aberta ao aprendizado e com disposição para agir a favor da boa convivência! Nojo!

  5. Marcos Postado em 04/Jun/2013 às 20:46

    Pode apostar que flores não funcionam.

  6. Eduardo Postado em 04/Jun/2013 às 22:39

    Bruno meu caro, onde um índio com um simples arco-flecha é uma ameaça a um grupo de soldados bem armados, defendendo o direito dos poderosos em detrimento dos direitos dos nativos que não ten ninguém por eles?

  7. Leandro Postado em 05/Jun/2013 às 12:07

    Concordo extremamente com o comentário do Bruno.

  8. HEBERTH ROBERTO - MG Postado em 05/Jun/2013 às 12:15

    Eduardo, por uma acaso você já leu uma passagem no antigo testamento onde narra o confronto entre Davi e o Gigante Golias? Pois é, lá fala que Davi matou o tal Golias com uma pedrada. Então pergunto: você acha que arco e flecha não matam não? Eu não fico na frente nem de estilingue. Claro que o armamento disponível por ambos os lados possuem uma diferença monstruosa, porém ambos armas e podem matar. Claro que umas mais que outras. Mas o que adianta o armamento pesado dos policiais se eles estiverem cercados por um grupo maior de índios e estes com as flechas apontadas para o pescoço dos policiais? Quem é policial de verdade não sai atirando assim em tudo e todos não. Esta é a grande diferença entre os Policiais e bandidos, que não estão nem aí para os resultados. O texto apresentado é extremamente TENDENCIOSO SIM.

  9. ROBERTO Postado em 05/Jun/2013 às 12:19

    A FUNAI pertence ao governo da Sra. DILMA e trabalha para o PT, resumindo estão usando os Indios para fazer estas bagunça , assim a população desvia atenção dos absurdos que este governo esta fazendo neste pais , verbas par construir enormes estadios de futebol , desvio de dinheiro nas construções de aeroportos, corrupção dentro do congresso Nacional , os mensalões que não vai ser presos, porque os indios precisa de tanta reserva , isso é uma vergonha , ACORDA BRASIL

  10. Bruno Postado em 05/Jun/2013 às 12:20

    Eduardo, um índio com arco e flecha não é uma ameaça a um grupo de soldados, mas é uma ameaça para um soldado que estiver em mira. Mas enfim, eu concordo contigo, meu velho. A questão maior é que tudo está errado. Sou totalmente contra a construção de belo monte e quaisquer outras "evoluções" proposta pelos brancos em terras indígenas. O que eu quis dizer é que o recorte é complicado, pois os policiais estão ali para cumprir ordens judiciais . Eles são funcionários de um sistema equivocado, quiça até vítimas também, em certa medida. A gente não sabe como a situação chegou no ponto filmado, então, é difícil julgar, sem cairmos em ideologias. Já vi muito policial abusando totalmente do poder e agindo desproporcionalmente. O recorte dessa filmagem me pareceu bem estranha pq era um início de situação de conflito onde a gente não sabe o que aconteceu antes. O índio semi-armado, e o policial falando que ia começar uma agressão também. E nesse sentido eu estou sendo bem pragmático, avaliando apenas a cena que eu vi. 1min21segs. E parto do pressuposto de que não dá pra gente adivinhar o que está por trás de uma cena apenas por causa das atrocidades que já aconteceram anteriormente. Na minha opinião, os policiais não me pareceram "brutamontes com o intuito de extinguir a raça indígena, e tolher os seus direitos a todo e qualquer custo", que é o que o recorte tenta passar...

  11. Diogo Postado em 05/Jun/2013 às 12:22

    O policial foi rude, concordo. Falou demais, falou palavrões ameaçou de bater e etc. Ponto negativo para ele. Seu superior deve chamar sua atenção e adverti-lo. Mas o Índio colocou o arco em postura hostil, e sim Eduardo, o arco é uma ameaça, afinal ele é uma arma. Atingir a todos com o arco ele não poderia atingir, mas acertar um e até matar, sim, isso ele poderia! Ai os policiais iriam revidar com as armas deles. E seira noticiado como "banho de sangue, homicídio de um índio feito pelo soldado". Mas eles não sacaram nenhuma arma, e contornaram conversando(faltou uma postura mais profissional do policial na conversa) mas fizeram com que o índio desarmar-se. O soldado ainda falou, viemos na Paz. E isso foi posto de lado.

    • Cristiano Postado em 05/Jun/2013 às 12:26

      Nossa, mas a mesmíssima covardia dos colonizadores! A mesma suposição barata , estúpida, ignóbil de superioridade cultural. Se bem que é fácil ser superior armados até os dentes. Queria ver este policial machão aí era num mano a mano com qualquer índio!

  12. Mariner Postado em 05/Jun/2013 às 12:24

    A Polícia não trabalha por conta própria. Aqueles policiais estão ali, não pela vontade deles, mas por receber determinação superior. Os comentários aqui deixados e o vídeo editado deixa a impressão que os policiais estão ali por vontade própria e que são pessoas de má índole. Esse vídeo é totalmente tendencioso onde só faz com que o povo perca a confiança na instituição Foi grifado a fala do índio "Nós não tem raiva de vocês" porém, nada foi dito da fala dos policiais " A gente tá querendo fazer o negocio em paz". Ninguém fala do Governo e/ou do Juiz que determinou a reocupação da terra. Arco e Flecha são armas sim. O agente tem a sua arma para sua defesa e a defesa de terceiros. Quando é apontado um arco contendo uma fecha para o agente, essa atitude dá o direito dele apontar uma arma para o possível agressor, tendo em vista que uma flecha pode ocasionar a morte dele e/ou de terceiros.

  13. Anonymous Postado em 05/Jun/2013 às 12:27

    0:58 "Vai aprende a fala português" ?? nos q devíamos aprender a fala linguás indígenas, nos q estamos na terra deles e nao o contrario...sem mais

  14. Jean Postado em 05/Jun/2013 às 12:31

    eduardo, te desafio a ficar na frente dele de farda e escudo e não correr nenhum risco de levar uma flecha... isso tbm é uma arma e mata, apresenta risco sim!

  15. FRANCISCO Postado em 05/Jun/2013 às 12:46

    TENDENCIOSO É A MERDA QUE COLOCARAM EM SUA MENTE MEU VELHO. O CARA COM ARMAMENTO LETAL AMEAÇANDO O ÍNDIO COM UM ARCO E FLECHA. VOCÊ NÃO ENTENDEU QUE A MESMA POLÍCIA QUE PRENDE O LADRÃO É A MESMA QUE VAI TE MATAR SE FOR MANDADA POR PODEROSOS SE QUISEREM SUA CASA PARA ELES? ISSO AQUI NÉ CONTO DE FADAS NÃO MEU VEIO. O PODER VALE MAIS QUE SUA VIDA. NINGUÉM ENXERGA QUE NESSE PAÍS ESTAMOS VIVENDO UMA DITADURA DISFARÇADA DE DEMOCRACIA OU SOMENTE EU ? QUE TRISTE.

  16. Luiz Otavio Dal Pra Postado em 05/Jun/2013 às 12:54

    O policia agiu correto, o indio com o arco semi-armado e virado pra ele! eu agiria da mesma forma!

  17. jeferson Postado em 05/Jun/2013 às 12:59

    Em parte, estou a favor do Bruno, pelo fato em que arco e flecha são armas, oq uma pessoa norma faria se estivesse no lugar do policial, com uma pessoa armando uma arma na sua frente, sendo que esta esta em oposição a sua opinião. E estou a favor dos índios, já que estes sempre estão em desvantagem com a nossa cultura, mas como todos pertencemos a uma sociedade , onde reza a lenda, que somos todos iguais, isto deveria ser resolvido nos tribunais, em pleito as leis vigentes.

  18. Pedro Postado em 05/Jun/2013 às 16:17

    @Cristiano não é por nada não... mas aposto 100 pilas no policial... Arco não é brinquedo pra ficar na mão de indio moleque. Se quer protestar em paz não vai armado. Um indio com um arco e flecha é uma ameaça eminente e em um protesto deveria ser preso no ato por levar uma arma a um protesto.

  19. Roger Postado em 05/Jun/2013 às 18:09

    Não concordo com a ação truculenta da polícia, mas não se esqueçam da violência indígena também. Caramba! Tá na hora de acabarmos com esse complexo de "coitadinho". Sempre tem um coitado na história. Índio não é santo não, também matam quando estão protestando e NÃO vão presos viu! São inúmeros os casos de fazendeiros mortos por índios e quase todos os casos estão impunes. Não vem me falar que nós invadimos a terra deles que isso não é justificativa pra querer matar agora. Ô hipocrisia Brasil il il

  20. Jorge Postado em 05/Jun/2013 às 22:43

    Não vi ameaça nenhuma no arco e flecha e o índio estava sereno e tranquilo. O policial demonstrou, como se vê frequentemente em todo Brasil, nervoso e despreparado. Nas academias militare,s ao invés de ensinar direitos humanos (que vale também para os policiais, já que eles também são humanos), desdenha-se do tema e de seus defensores. Inclusive é comum as academias terem práticas violentas, trotes e rituais com humilhações aos "calouros" para testar a capacidade de obediência e fidelidade "à corporação". O resultado é isso, é a perpetuação de cultura institucional violenta, do abandono do arbítrio (afinal ,"ordem não se discute, se cumpre") e da desumanização do próprio sujeito. Quem é o coitado da história? Não é o índio, mas sim o próprio policial militar, mera peça num sistema que esmaga pessoas, identidades, histórias, afetividades...O índio, tendo a terra, o sustento, a comunidade, consegue resistir melhor a isso. Uma longa desconstrução é necessária para entender isso.

  21. Marcos Postado em 06/Jun/2013 às 14:24

    Fizeram concurso para John Wayne? Essa porra de meritocracia não se comprova na realidade, na qualidade dos serviços prestados e na qualidade do servidor. E o pior: nunca serão demitidos pela falta de educação, pela covardia armada, pela ignorância diante do diferente. O corporativismo e a impunidade andam de mãos dadas com o crime dentro do Estado. O cidadão indígena com sua lógica rude nunca faria parte desta elite valentona. Não teria estômago. jagunços fantasiados, covardes e assassinos!!!!

  22. Alvaro Maciel Postado em 06/Jun/2013 às 14:41

    Isso a mídia não publica!!! Ela destorce os fatos à seu próprio favor..

  23. Murilo Serafim Postado em 07/Aug/2013 às 11:59

    difícil tirar conclusões, com apenas esse trecho! Quem sabe o que aconteceu antes?