Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 06/May/2013 às 12:22
34
Comentários

Drama familiar explica aparente problema mental de Lobão

Lobão talvez não seja um paciente psiquiátrico como os pais, mas padece de uma doença social, o cinismo de quem vê a mentira e o logro como ferramentas para "se dar bem"

Eduardo Guimarães, em seu blog

Se João Luiz Woerdenbag Filho, o Lobão, não fosse uma celebridade, ninguém daria bola aos absurdos que proferiu na entrevista repugnante que deu à Folha de São Paulo na semana passada, quando sua metralhadora giratória atingiu políticos e artistas com acusações sem fundamento e uma enormidade de insultos gratuitos.

O pretexto da Folha para entrevistar esse mentecapto é um livro que está lançando sob o sincero título “Manifesto do Nada na Terra do Nunca” – de fato, é um manifesto sobre o nada, ou sobre delírios mentais do autor.

Sem identificar o feliz proprietário de opiniões que chocaram pelo nível de desinformação e fanatismo, elas facilmente passariam pelas de um velho general de pijamas desses que exercitaram suas perversões durante a ditadura e que até hoje não querem admitir os crimes que foram cometidos naquele período obscuro da história.

cantor lobão problema mental

Drama familiar de Lobão explica seu aparente problema mental (Foto: Reprodução)

Segundo Lobão, o país se encaminha para “um novo golpe de Estado”. Como se não bastasse, acusou a presidente Dilma Rousseff de ter cometido “crimes” durante a sua militância política, atos dos quais nem a ditadura a acusou.

Abaixo, algumas das maluquices proferidas pela tal celebridade.

—–

“Ela [Dilma] foi terrorista. Ela sequestrou avião, ela pode ter matado.

Como que ela pode criar uma Comissão da Verdade (…)? Deveria ser a primeira pessoa a ser averiguada.

Você vai aniquilar a história do Brasil? Vai contar uma coisa totalmente a favor com esse argumento nojento?

Porque eles mataram, esquartejaram pessoas vivas, deram coronhadas, cometeram crimes.

Leia também

O estopim, a causa da ditadura militar foram eles. Desde 1935, desde a coluna Prestes, começaram a dar golpes de Estado.

Em 1961, começaram a luta armada. Era bomba estourando, eu estava lá. Minha mãe falava: você vai ser roubado da gente, o comunismo não tem família (…)”

—–

O desconhecimento de história por parte do cantor não combina com a sua origem burguesa. Certamente não faltaram boas escolas a esse descendente de holandeses.

Em 1961, quando Lobão diz que começou a “luta armada” no Brasil, ele tinha 4 anos. Portanto, estava lá mas não estava. Afinal, a luta armada começou muito tempo depois do golpe, como se sabe.

Contudo, essa “celebridade” não disse nenhuma novidade em seu novo livro. Apenas caprichou um pouco mais nas acusações irresponsáveis e na deturpação de fatos históricos que proferiu ou escreveu anteriormente.

De tanto em tanto tempo esse indivíduo escreve “livros-bomba”. Em 2010, usou a mesma estratégia comercial para vender livros.

Mas a referência que esse personagem histriônico faz à própria mãe na entrevista à Folha é a pista para entendermos que vender livros não é a única motivação de João Luiz – ele acredita nas sandices que lhe enfiaram na mente.

A deformação mental de Lobão por certo tem origem na criação por pais mentalmente doentes. Abaixo, trecho de Reportagem do Correio Brasiliense de 2010 que permite entender como ter pais assim pode causar problemas na criança que irão perdurar pelo resto da vida.

—–

CORREIO BRASILIENSE

17 de dezembro de 2010

Xurupito era o apelido do menino que os pais vestiam como um garoto da década de 1940. Não bastassem as camisas de linho, as calças de tergal, os sapatos de verniz e a cabeça raspada com máquina 1 e “um topete ridículo erguido à base de muito gumex”, João Luiz Woerdenbag Filho era chamado pela mãe, no meio da rua, em pleno Rio de Janeiro dos anos 1960, por este nome: Xurupito. Tinham que rir. Tímido em excesso, filho de um “casal jovem, apaixonado, meio desprotegido, meio de direita”, Joãoluizinho (pois é, o outro apelido familiar) tinha tanto medo de entrar em contato com o mundo exterior que acabou inventando várias vidas pra ele.

(…)

Entre os momentos mais difíceis de contar, Lobão lembra o dia em que foi expulso de casa pelo pai, aos 19 anos. Levou um cruzado na cara e rebateu com o violão, despedaçando-o inteiro em cima do pai (“Só sosseguei quando não havia mais violão para continuar batendo”). Depois disso, a relação dos dois ficou suspensa, “num limbo relacional”. Muitos anos mais tarde, eles tiveram uma bela tarde de sábado juntos. Logo depois, o pai se matou, envenenado. Lobão também carregaria a culpa pela morte da mãe. Após uma discussão, ela (bipolar) parou com os remédios que tomava três vezes por dia — “uma forma sutil e profissional de se matar”, como ele diz. Sim, a mãe deixou uma carta responsabilizando-o por sua morte.

(…)

Mas nem tudo é tragédia nessa história. Há episódios engraçados, narrados com humor às vezes ácido, e outros de uma cara de pau inacreditável. Como a vez em que fingiu que continuaria como baterista da Blitz só para sair na capa de uma revista. A entrevista já estava agendada, ele falou pelos cotovelos, chamou a maior atenção. Em seguida, com a revista debaixo do braço e a fita de Cena de cinema nas mãos, foi bater à porta da gravadora. Vinte minutos depois, já tinha assinado contrato para a carreira solo. Saiu chamuscado da Blitz — e riscado da capa do disco da banda. Em retaliação, desenharam, no lugar dele, a cara do lobo mau.

—–

Esses três trechos da matéria em questão permitem entender de forma definitiva a pessoa à qual a Folha deu espaço pela simples razão de que se mostrou disposta a fazer ataques virulentos e irresponsáveis aos inimigos políticos do jornal.

Os devaneios político-ideológicos dos pais de “Xurupito” o fizeram crescer acreditando que comunistas comem criancinhas. O acesso de fúria contra o pai, o qual confessa que espancou até perder as forças, ou o golpe que aplicou nos companheiros para atingir o estrelato, dispensam maiores comentários.

Apesar da relação conflituosa com os pais, está claro que Lobão assimilou perfeitamente seus conceitos sobre “comunismo” e “comunistas”. E tais conceitos ficam mais claros em entrevista que o cantor deu ao Globo também em 2010, quando retratou o pai como “uma espécie de nazista conceitual” que “adorava valsas de Strauss e acrósticos”.

Essa é a pessoa que alguns cretinos de ultradireita estão transformando em herói que “disse tudo”? Sim, porque, ao fim e ao cabo, é produto do tipo de criação burguesa que está por trás de boa parte dos que entoam esse discurso político cínico, mentiroso e nazista que se opõe aos avanços que o Brasil vem experimentando desde 2003.

Lobão talvez não seja um paciente psiquiátrico como os pais, que lhe enfiaram essas mentiras e delírios na cabeça e que, apesar de suas atitudes de revolta contra eles, o cantor assimilou e até “aperfeiçoou”. Mas ele padece de uma doença social, o cinismo de uma elite que vê a mentira e o logro como ferramentas para “se dar bem”.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Djijo Postado em 06/May/2013 às 12:39

    Lobão é mais digno de pena do que de raiva. Melhor todos mandarem boas energias para ele para ver se recupera algum nível de lucidez e dê a volta nessa situação mental e existencial.

    • Tiago V Postado em 06/May/2013 às 12:41

      Para entender a mais recente “avacalhação & esculhambação” do Lobão: Nos anos 70, o cinema marginal inaugurado por “Câncer”, de Glauber Rocha, traz a chocante idéia de “boçalidade” para o centro da crise existencial da vida sob ditadura militar. Diante da perversidade cega e paranóica da repressão, a boçalidade vem como uma espécie de histeria, uma antítese simbólica da moral reacionária. O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla, sintetiza o boçal enquanto sintoma de um conflito social insuportável – ele não é uma válvula de escape, é um escapamento estragado, tóxico, que para piorar explodem de tempos em tempos. O que significa então a “neo-boçalidade” de Lobão em tempos de 6° mandato democrático? Idem para a neo-boçalidade do ex-cineasta Arnaldo Jabor? “Meu negócio era o poder… mas quando a gente não pode fazer nada, a gente avacalha. Avacalha e se esculhamba!” (Luz Vermelha) https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=PgomitfqCzM

      • Valéria Postado em 06/May/2013 às 12:45

        Até onde pode levar o desespero. Essa direita inescrupulosa se utiliza de tudo e de todos . O Lobão precisa da ajuda de um profissional. Rezemos por sua alma.

    • Karen Postado em 07/Sep/2013 às 23:25

      Em resposta a Valéria: Rezar não trará sanidade a ninguém. A não ser que oração/exorcismo ocorra com porretadas. Mas, no caso dele uma série de livros(d:e qualidade) de fillosofia, geopolítica e história e um bom debate com pessoas com oposta opinião a dele já resolve. ^^

  2. Nonato Barboza Postado em 06/May/2013 às 12:53

    Esse cara disse que irá vender 600 ou 700 mil livros. A minha preocupação, como cristão, é que, para atingir esse objetivo, ele chegue às raias da mais completa insanidade e siga os mesmos atos dos pais. Dizem que a herança genética pode propiciar esse ato extremo.

    • Filipe Freitas Postado em 08/Sep/2013 às 17:23

      A igreja católica vende contos de fadas retrógrados como doutrinas de vida há dois mil anos. Isso sim é insanidade.

  3. ana lu Postado em 06/May/2013 às 12:54

    Eu não sou de direita e apóio todos os programas assistencialistas do governo. Entretanto, acho radical e intelectualmente desonesto chamar alguém de doente mental simplesmente por que não concorda com vocês. De fato, houve apoio popular para o golpe de 64. É uma infelicade, mas o povo apoiou! Meus pais eram vivos e me contaram. Meu pai perdeu o emprego e minha mãe levou bala de borracha nas costas, mas a maioria da população, inclusive os mais pobres, apoiaram o golpe contra os "subversivos". O brasileiro tem que olhar para o próprio umbigo e aceitar que apoiou o retrocesso. Não adianta negar que não apoiou! Ademais, muitos subversivos mataram, sim. E mataram cabos e soldados ("recos"). Os dois lados cometeram pecados e crimes de guerra. Nenhuma guerrilha e bonita. Ambos os lados matam!

  4. Sergio Caldieri Postado em 06/May/2013 às 13:14

    Um rebotalho da direita fascista.

  5. Marcelo Ronconi Postado em 06/May/2013 às 13:36

    O fato de alguém assinar uma asneira com o próprio nome não merece necessariamente um "É ísso aí!". É isso aí o quê? E isso é sinal de coragem ou de demência? Eu francamente não partilho apaixonadamente de cartilha política alguma, seja de que orientação for, mas não é por isso que eu seja morno, substância para vômito. Lobão grunhiu tantas bobagens que me parece aquele tipo de sujeito ingênuo tanto quanto impressionável que assistiu a um vídeo do Olavo de Carvalho e saiu ecoando sem nenhum senso crítico. Aliás, já vi aquele idoso elogiando o Lobão. Curioso não? De "roqueiro drogado e retardado" Lobão passou a ser um "grande cara" para estes reacionários doentes. Como as coisas são!...

  6. Hele Guerreiro Postado em 06/May/2013 às 13:40

    É isso. O resto é resto. Daqui a pouco ele me aparece convertido.

  7. Eduardo Passos Postado em 06/May/2013 às 13:49

    Tudo isso é apenas para obter espaço na mídia para dar uma fortalecida nas vendas do livro. Fora desse contexto nem a Folha nem ninguém estaria interessado no que rumina a cabeça da pessoa.

  8. Antônio de Freitas Postado em 06/May/2013 às 14:21

    Lobão não tem noção. Só não entendo essa preocupação dos "progressistas" com ele e a omissão em relação ao Governo Federal expulsando jornalista e apoiadores das manifestações dos índios em Belo Monte. Isso pra mim é realmente preocupante.

  9. marcos Postado em 06/May/2013 às 15:38

    O pior é que tem idiota alienado nessa lista de comentários que com certeza vai comprar essa merda, já que é para falar merda melhor que fique escondido. Comprem seus imbecis papagaios de pirata, potencializando sua alienação. Babacas de classe-média!

  10. Rodrigo Postado em 06/May/2013 às 16:36

    Quem mandou criticar... Concordo que exagerou e muito, atingiu até Roberto Carlos, que sempre se preserva, falando ainda em unhazinhas arrancadas (o livro "Brasil, nunca mais" demonstra muito das técnicas de tortura de "direita", quando do regime militar, em que pese esquecer-se das técnicas de que se valiam a "esquerda"). Mas buscar achincalhar, ou, no popular, "esculhambar" uma pessoa, expondo grave moléstia de seus pais, a vida privada dos mesmos, questionando se, quiçá, não padeceria Lobão do mesmo mal, não é pertinente. Até a imagem da roupa e corte de cabelo são expostos, ao que sugiro muitos buscarem fotos de si próprios ou de seus pais, para verem se não eram arrumados e penteados da mesma forma ou parecida. Como diz um adesivo/colante que vi em um carro, esses dias: "Não aumente o tom de voz. Melhore seus argumentos". Assim, sendo certo que os comentaristas e mesmo o autor do blog são pessoas instruídas e inteligentes, capazes de expor suas razões de maneira lógica, busquemos tal senda, pois a agressão mútua não revela argumento, não nos levando a lugar algum.

  11. Cris Postado em 06/May/2013 às 17:12

    Mas o nosso Senado tem sido o quê, mesmo nos últimos tempos? Basta ver as Leis que eles querem aprovar, para ver que para um golpe de Estado falta pouco, eles nem estão ai para constituição.

  12. Alexandre Luna Postado em 06/May/2013 às 22:17

    Um cara que da raiva, mas quando estamos de cabeça fria e calmos é digno de PENA. Pois é uma pessoa falida e agora quer voltar a aparecer defendendo um regime q ele mesmo foi vítima.

  13. Giovane Postado em 06/May/2013 às 23:05

    Se isso da vida dele é verdade, acho que dá pra parar de usar como justificativa pras críticas, já que a crítica é à infelicidade dos argumentos do Lobão.

  14. Angel Postado em 11/May/2013 às 22:02

    E depois ainda quer ser levado a sério... ¬¬

  15. Magali Postado em 12/May/2013 às 07:39

    Eu sempre achei q o Lobão fosse retardado, mas agora entendo-o melhor...rs, ele é só um menininho mimado q precisa de atenção...coitadinho

  16. Nano Falcão Postado em 02/Jun/2013 às 01:24

    Já li várias entrevistas do Lobão e ele sempre deixou claro que nem se formou no segundo grau... Ele matava aula, era péssimo aluno... E agora quer virar professor de "História"? NAO HÁ REGISTRO DE AVIÃO SEQUESTRADO durante a ditadura no Brasil. Logo nem a Dilma nem a puta que pariu poderia ter participado de um. Não havia LUTA ARMADA nem quando da ocasião do golpe, em 1964, e diga-se de passagem, a mesma só começou depois de 1968, após o A1-5, o golpe dentro do golpe, quando a linha dura assumiu o comando do governo militar. Até então, no periodo de 1964-1968, a resistencia a ditadura era pacifica e por meio de passeatas. Mas as coisas esquentaram a tal ponto em 1968, que a linha dura derrotou os militares moderados e mergulhou a ditadura no seu período mais nefasto, os "anos de chumbo". Ao contrário do senhor Lobão não sou filho de burgues, sou filho de trabalhador, inclusive de avós analfabetos, um casal de pescadores e outro de agricultores. Por isso mesmo era bom aluno, não perdia uma aula, pois minha mãe que gostava tanto de ler, só tinha feito até a 4ª série, por falta de condições financeiras. Ao contrário do Sr. Lobão não fiquei ouvindo merda dos meus pais, afinal eles tinham mais o que fazer da vida, como trabalhar para me sustentar e garantir os meus estudos. Não fiz feio, me formei, não virei um ignorante, nem desperdicei minha juventude fazendo música de merda e cheirando às ventas. Esse negócio de "rebelde" sempre me pareceu um negócio de playboyzinho mimado, entre os pobres a gente sempre teve mais ocupado com coisas sérias, tipo a sobrevivência. Algo que o ALIENADO do Lobão jamais poderia entender. O que acho irônico é que toda essa playboyzada nazitucana fale mal do Lula por não ter "diploma" enquanto cultua esse retardado que inventa fatos históricos ao léu, sobre o aplauso dos imbecis. É por isso que nós, "pobres" metemos na bunda de vocês há tres eleições, e vamos meter uma quarta. Acontece que nos anos 90 a gente tava frequentando biblioteca enquanto vocês tavam jogando "mega drive", bando de otários.

  17. Rodrigo Postado em 03/Jun/2013 às 13:12

    Não sabia que ser doente mental é ter opiniões próprias. Deixem o Lobão em paz. Ele tem o direito de pensar como bem entender.

  18. Isaac Postado em 11/Jun/2013 às 02:54

    Nossa fiquei até com dó do Xurupito, quer dizer, Lobão. Sério, não vou rir mais dele.

  19. Rafael Postado em 11/Jun/2013 às 17:15

    O Xurupito quer atenção de todos os lados. Quando a esquerda convidava ele para tocar no Fórum Social Mundial, ele aproveitou a oportunidade para se filiar a UJS (juventude do PCdoB) e dar uma palestra que me acordou pela quantidade de bobagens que ele falou. Acho que nem os militantes da UJS conseguiram entender a falta de compreensão dele sobre o que é comunismo e socialismo. Falou mal das gravadoras e a direita conservadora, que hoje o aplaude, queria seu pescoço. Mas como o seu objetivo é chamar a atenção para si, ele deve estar tranquilo, pois o objetivo esta concluído mais uma vez. Esperemos mais 8 anos e teremos um livro dele falando sobre a fundação Millenium e seu grande papel na sociedade ou ainda uma tentativa de "voltar para a esquerda" falando mal da mídia que não o chama para entrevistas. Boa sorte Xurupito!

  20. Chico Lobo Postado em 24/Jun/2013 às 08:11

    Eu trabalhei com esse boçal no ano 2000. Desde lá eu já notara o total desrespeito para com os semelhantes. Um estúpido, cheio de discursos infundados, mentirosos, caluniadores. Lobão nunca foi um bom exemplo pra ninguém. Quem o vê cantando no palco com toda a parafernália de um pop-star pensa que ele é boa gente, mas no fundo é uma péssima pessoa de caráter distorcido, arrogante, soberbo... Eu sentia pena dos músicos que o acompanhava que não recebia a mínima atenção nem o mínimo respeito. Eram tratados pelo Lobão como lixo, mendigos a busca de um tostão. Enfim, Lobão é um nojo como pessoa. Lobão, um tremendo vira casaca, pois em 2000 quando a mídia o refutou ele foi buscar ajuda das rádios comunitárias, e hoje ele chuta como latas de lixo e lambe o rabo das gravadoras.

  21. THalis Postado em 30/Jul/2013 às 16:04

    CONCORDO COM O LOBÃO. Ele está CERTÍSSIMO!

  22. luiggi Postado em 02/Aug/2013 às 08:45

    Para completar o ciclo e se assumir totalmente só falta o Lobão se converter e fundar uma seita.

  23. Karen Postado em 07/Sep/2013 às 23:19

    Uma pessoa com plena capacidade mental, não lançaria um livro mostrando as loucuras que profere sem embasamento (pois o único que ele tem é achismo, que não esclarece e somente emburrece), pois mesmo burguês com a oportunidade que teve de clarear das idéias, e o cara faz isso. Leia mais Eric Hobsbawm, Milton Santos, Karl Hitter, enfim estude história com amplitude que a mente humana possui.

  24. HIATA Postado em 08/Sep/2013 às 04:21

    ahhahahahhahaha tem mais coxinha do que tudo aqui comentando no blog.. ainda bem que eles tem uma fonte boa para ler.. mas contudo ..nao aprendem nada...rsss... salve os coxinhas...defendem o Lobao com fãs ...

  25. Filipe Freitas Postado em 08/Sep/2013 às 17:20

    Concordo plenamente. Não sou de direita e apoio o PT, mas a parcialidade e a raiva com que o site julgou Lobão é ridícula. Julgá-lo porque bateu no pai que era um crápula, segundo a própria matéria? Desde quando devemos respeitar pessoas ruins, independente de parentesco? Sem contar que esqueceram de falar que não era o Lobão que tinha medo de brincar na rua, e sim seus pais que o confinavam dentro de casa, ao ponto dele declarar em uma entrevista que se sentiu 'aliviado' quando a mãe morreu e ele pode finalmente ter liberdade. Pessoas comunistas que tem amor no coração não julgam com tanto rancor dramas familiares como os de Lobão, e sim demonstram compaixão e tentam entendê-los. Rancor e parcialidade desse tipo são coisas de gente que com certeza é no mínimo tão ruim quanto quem critica. Gente assim não é socialista nem aqui nem na China (quer dizer, talvez na China).

  26. Cristie Postado em 04/Oct/2013 às 12:55

    Ele só fala merda, mas passa longe de ser louco! Ele sabe muito bem o que faz e pra mim ele é ridículo. Escrever uma matéria sobre ele é perder tempo. Por que não deixar ele ser esquecido?! Parem de dar ibope pra esse cara!

  27. Paula Postado em 04/Nov/2013 às 17:35

    Ainda que concorde que o cara é um babaca - como clara e duramente colocou o colunista - não parece que usar um "problema mental" como acusação seja o caminho mais correto. Problema mental não é justificativa para burrice, ignorância, nem para ser reacionário. Uma coisa é a cultura, outra é a loucura, que há tanto tempo serviu (e ainda serve) de acusação para pessoas que não se enquadravam de acordo com o esperado. O problema de Lobão não é mental, pacientes psiquiátricos não são criminosos.

  28. Leandro Souza Postado em 14/Nov/2013 às 00:36

    O pior não é o lobão.. o pior são seus fãs... pelo amor de Deus... os caras sabem que tudo é mentira mas ficam lendo e repetindo as mentiras que esse tipo de idiota conta, mordem os lábios de tanto prazer ao ler essas mentiras, tipo assim: - Vai Lobão vai! Mente mais! Fala do PT lobão fala! Fala do mensalão! Chinga os pretos lobão aaaaaai Lobão!!! A contratação do Lobão pela Veja foi um marco histórico. Agora a direita se revelou de vez, os caras antes eram hipócritas e diziam que eram a favor do progresso e tal, mas agora que a coisa ficou ruim pra eles eles deixaram a máscara cair, querem mais é alguém como o Lobão, um idiota completo que diga bobagens, com tanto que sejam contra a esquerda e o povo. É quase um prazer sexual. Eu queria que a direita brasileira fosse tão avançada quanto os nazistas de Hitler ou A Klu Klux Klan nos EUA mas não... os daqui são de 400 anos atrás... mentalidade de senhores de escravos... e se acham modernos rsrs... acham que são iguais à direita dos EUA...rsrs que piada.

  29. Moises Postado em 14/May/2014 às 20:16

    Não é só agora, que o Lobão virou um reaça, que eu desprezo seus comentários. Sempre achei que ele não diz coisa com coisa, que faz um discurso para chamar a atenção, polemizar, e tenta parecer intelectual, mas há pouca racionalidade em seu discurso. Intelectualmente ele não é nada de mais. Não é gênio, não é sábio, não se diferencia de qualquer reaça anônimo destes que vemos pela internet.