Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Meio Ambiente 15/Apr/2013 às 18:05
11
Comentários

A cidade com hortas que oferecem alimentos gratuitos a seus moradores

Cidade inglesa é tomada por hortas que oferecem alimentos gratuitos a seus moradores

horta todmorden

Todmorden, a cidade que virou uma imensa horta coletiva (Divulgação)

Todmorden é uma pequena cidade da Inglaterra, na qual seus 17 mil habitantes podem se alimentar de graça. Como? Há cinco anos nasceu o projeto The Incredible Edible Todmorden (A incrivelmente comestível Todmorden), que consiste no cultivo de hortas coletivas em espaços públicos da cidade. Todo alimento cultivado nestes locais está disponível para qualquer morador consumir. E de graça.

São mais de 40 cantos comestíveis espalhados por Todmorden: desde banheiras nas ruas até o quintal da delegacia da cidade, passando por jardins de centros de saúde e do cemitério local. A ideia é incentivar que toda comunidade cultive seus próprios alimentos e pense melhor sobre os recursos que consome.

Demorou dois anos para que a ideia de colher uma fruta, verdura ou hortaliça plantada por outra pessoa fosse aceita pela população. Na primeira reunião eram apenas seis pessoas. Hoje, o conceito já é aceito por grande parte dos moradores de Todmorden e inclusive é trabalhado na escola local. Tal prática ainda trouxe o benefício de estreitar a relação entre vizinhos. Bacana, não é?

Leia também

“Não fazemos isso porque estamos entediados, mas porque queremos dar início a uma revolução”, diz Pam Warhurst, cofundadora do projeto, durante sua palestra no TEDSalon, em Londres. “As pessoas querem ações positivas nas quais possam se engajar e, bem no fundo, sabem que chegou a hora de assumir responsabilidades e investir em mais gentileza com o outro e com o meio ambiente”.

Claro que transformar todo espaço público de uma cidade em hortas comunitárias não é tarefa fácil. Mas com empenho e mobilização de vizinhos é perfeitamente possível começar a cultivar em seu bairro!

Planeta Sustentável

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 15/Apr/2013 às 19:31

    Show de Bola!!!!!! Aqui no Brasil as prefeituras poderaim plantar arvores frutíferas como fazem em Maputo (capital de Moçambique). A cidade é repleta de mangueiras.

    • Emerson Maia Postado em 13/Jan/2014 às 20:08

      Correção Tiago, as mangueiras são plantadas nos quintais das casas e jardins da cidade e bairros sub-urbanos, porém na àrea urbana, dão plantadas acácias, e Maputo (onde eu vivo) é conhecida como Cidade das Acácias, devido ao elevado numero desta espécie na cidade. Um avraço de Moçambique

  2. Oscar Postado em 15/Apr/2013 às 21:50

    Vi numa cidade (não me lembro o nome) que fica na fronteira Espanha-Portugal laranjeiras por toda a cidade cheias de frutas saborosíssimas. Eu estava no carro de um amigo alemão e tentávamos passar da Espanha para Portugal. A fronteira estava fechada e teríamos que esperar até amanhecer. Não conseguimos quarto em pensão ou hotel e tivemos que passar a noite toda na rua. Tampouco achamos algum bar ou lanchonete abertos. Estávamos com fome, pois nossos lanches haviam se acabado. Foi muito divertido, pois passeamos pela cidade e chupamos laranjas até fartar!

  3. Amanda Postado em 17/Apr/2013 às 00:32

    Thiago, em campinas há muitas mangueiras plantadas por toda a cidade. Mas ainda há muito preconceito em se colher um fruto na rua. Vejo pedintes e mendigos somente colhendo mangas e consumindo-as. A questão é mais cultural: há mesmo que se começar nas escolas, e difundir este conceito em bairros e pequenas comunidades pra depois, (como diz a própria reportagem, levou 2 anos para os moradores se acostumarem com a idéia) passar para um ambiente maior. Acho fantástica a idéia, ainda mais com todos os químicos que ingerimos com o que compramos em supermercados, com agritóxicos e hormônios. Devemos começar pequenas granjas e criadouros tb.

  4. Kenia Postado em 17/Apr/2013 às 10:12

    Quero uma cópia do projeto dela, como é possível que eu consiga?

  5. Victor Postado em 17/Apr/2013 às 10:32

    Em São Paulo, é preciso cuidar da contaminação do solo, água e ar antes de querermos plantar nas nossas terras praticamente mortas.

  6. Simon Postado em 17/Apr/2013 às 10:33

    Se cada um plantar uma árvore frutifera em frente a sua casa, já será um grande passo, não devemos depender do estado tomar a iniciativa, basta plantar em terrenos baldios, em praças abandonadas, em lugares de fácil acesso a todos, as espirais de ervas são um bom começo, pois podem ser além de úteis, decorativas, hortas mandalas também são bem interessantes. Botar a mão na massa é o princípio de tudo.