Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 18/Mar/2013 às 18:15
20
Comentários

Mensalão do PSOL abala "mosqueteiro da ética"

Pré-candidato do PSOL à presidência da República em 2014, como “candidato da ética”, o senador Randolfe Rodrigues é denunciado por ter recebido mesada de R$ 20 mil durante seis meses como deputado estadual do Amapá justamente pelo parlamentar que presidia a Assembleia, e que também recebeu os recursos no governo do hoje senador João Capiberibe (PSB-AP)

A carreira do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) como “mosqueteiro da ética”, num lugar que já foi do ex-senador Demóstenes Torres, pode estar chegando ao fim. Neste papel, que constuma gerar alguns segundos de fama, Randolfe alimentava até a esperança de disputar a presidência da República, em 2014. Mas antes ele terá de explicar um mensalão, muito bem documentado.

randolfe rodrigues mensalão PSOL

Denúncias e recibo apontam que Randolfe Rodrigues (PSOL) recebia mensalão no Amapá (Foto: aBr)

Antes de ser senador, eleito em 2010 pelo Amapá, Randolfe foi deputado estadual em Macapá, ajudando a dar sustentação ao governo de João Capiberibe (PSB-AB), que também se elegeu para o Senado na última eleição. Ambos foram recentemente denunciados à Comissão de Ética do Senado Federal pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá, Fran Soares Nascimento Junior, numa peça gravíssiva. Fran acusa Capiberibe de ter pago, durante seis meses, um mensalão de R$ 20 mil/mês a vários parlamentares, para garantir a sustentação de seu governo. Diz que ele próprio recebeu os recursos e afirma que Randolfe Rodrigues também colocou no bolso o dinheiro ilegal. Mais: Fran diz ainda que Randolfe chegou até a assinar recibos, que ele apresenta na denúncia.

Tais recursos faziam muita diferença para os parlamentares estaduais, uma vez que o salário de um deputado no Amapá, naquele momento, era de R$ 5.274,87. Randolfe elevou em R$ 20 mil seus rendimentos, de forma ilegal, nos meses de julho a dezembro de 1999. Na denúncia, Fran apresenta também gravações, em que o ex-governador Capiberibe fala claramente que “vinte mil fica com o deputado”. Graças a este mensalão, Capiberibe conseguiu cooptar a Assembleia, que lhe fazia oposição e aprovou suas contas. Naquele ano, o relator que garantiu essa aprovação foi justamente Randolfe Rodrigues.

Leia também

A denúncia, enviada pelo deputado Fran ao conselho de ética do Senado Federal, foi apenas encaminhada pela casa ao lugar de direito, que é a Procuradoria-Geral da República, de Roberto Gurgel. No entanto, ao noticiar, nesta manhã, o caso, a Folha de S. Paulo protege Randolfe e acusa o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de enviar à PGR uma denúncia contra seus desafetos (leia mais aqui).

Quem tem que se explicar, agora, são os senadores Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e João Capiberibe (PSB-AP). Ambos são apontados na denúncia do deputado Fran Nascimento como integrantes de uma quadrilha que sonegou impostos, cometeu os crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, peculato, quebra de decoro parlamentar e, claro, formação de quadrilha.

Ao contrário da denúncia encaminhada por Gurgel na Ação Penal 470, o mensalão do Amapá é extremamente bem documentado. No comprovante de pagamento, Randolfe Rodrigues atesta que recebeu da Assembléia o valor complementar ao seu salário, que não tinha nenhuma previsão legal. Ou seja: é um caso de cooptação de parlamentares, com recibo.

Randolfe se diz vítima de intimidação

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) diz que são falsas as acusações de que ele teria recebido um “mensalão” de R$ 20 mil durante seis meses em 1999 e 2000. O autor da ação, que foi encaminhada à Procuradoria-Geral da República pelo presidente do Senado, é o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Amapá Fran Júnior. Segundo ele, o dinheiro foi pago pelo então governador João Capiberibe (hoje senador) em troca de apoio político e o ex-governador também teria sido beneficiado.

Para Randolfe, trata-se de uma “clara tentativa de intimidação” ao seu trabalho contra o grupo que foi denunciado na CPI do Narcotráfico, do Senado. De acordo com Randolfe, o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado Moisés Souza, afastado em 2012, foi um dos denunciados pela CPI por envolvimento no crime organizado, tráfico de drogas e corrupção ativa. Hoje deputado estadual, tem o gabinete chefiado por Fran Júnior.

“A ação de Fran Júnior é uma clara tentativa de intimidação ao trabalho do Senador Randolfe, que foi um dos principais defensores do trabalho do Ministério Público no desbaratamento desse grupo que por anos desviou recursos dos cofres públicos do Amapá”, informa nota encaminhada pela assessoria de imprensa do parlamentar. “Essas falsas denúncias são um salvo-conduto para impedir nossa atuação”, acrescentou o senador.

Brasil 247

Recomendados para você

Comentários

  1. marcelo coutinho Postado em 19/Mar/2013 às 04:19

    Deu me....

  2. José Carlos dos Santos Postado em 19/Mar/2013 às 14:45

    Infelizmente, isso não nos surpreende. Apenas nos entristece - e muito! Depois do Demóstenes e desse rapaz aí, quem será o próximo?

  3. Rudson Pinheiro Soares Postado em 20/Mar/2013 às 02:01

    Só não entendo por que o autor não põe a informação completa para seus leitores. é razoável dizer que o Randolfe, nesta época, era do PT, partido que não tinha apenas ele como deputado e que dava sustentação ao governo Capiberibe, tendo uma petista na vice-governadoria. Quanto ao Psol, na hipotese de ser verdade - o senador tem direito à defesa - espero que o expulse. Lamento que a grande mídia, historicamente golpista, faça escola entre blogueiros.

    • davi Postado em 27/Feb/2014 às 11:36

      pois é, mas o que mais vejo dos apoiadores do psol e falar do passado de um poilitico ou outro, evidenciando o atual partido e nao o da epoca do erro. tiro trocado nao dói...

    • Antonio Castro Postado em 29/Jul/2015 às 12:16

      Canalhas mudam de partido,mas não mudam o hábito da canalhice, lembrando que, por enquanto não se pode dar ao senador esse título, porém, se usarmos a mesma lente que ele usa para ver e acusar seus desafetos, até que se poderia cunhar-lhe a alcunha de canalha.

  4. Ruy Postado em 20/Mar/2013 às 20:23

    Caiu a máscara de mais um mosqueteiro da ética. Mesmo com o discursinho de esquerda, trata-se de mais um aliado da [tu]canalha direitista.

  5. Romero Postado em 22/Mar/2013 às 18:05

    Esse Randolfe nunca me enganou, "mosqueteiro da ética" só se for para o bolso dele. Com a voz macia que tem, vai só enrolando os tolos amapaenses que acreditam em sua frase de efeito: "Fé na vida, fé no povo, fé no que virá".

    • Orlando Postado em 16/Apr/2014 às 23:04

      Amapá também é o estado que elegeu o José Sarney. Lá deve correr dinheiro solto. Como será que estão os hospitais e escolas por lá.

  6. Fernando Cabral Postado em 17/Apr/2013 às 12:51

    Eu sou do Amapá e acompanho a cena política daqui e apesar de a matéria dizer que tudo está "documentado", há vários erros grosseiros nos tais documentos. E o denunciante já havia feito algo semelhante com outro adversário político e depois de provado que as denuncias eram infundados, foi registrado em cartório um documento onde o Fran Junior (denunciamte )admitia ter forjados todas as provas da denuncia que fizera: recibos, assinaturas entre outras provas. Aqui havia a tal "harmonia" entre os poderes, onde os representantes eram todos camaradas, todo mundo se dava bem e o que aconteceu: em 8 anos quase 1 bilhão de reais deviados.

  7. Fabiano Postado em 17/Apr/2013 às 18:05

    Aliás, o PSOL nem existia nessa época...

  8. Grampola Postado em 20/Apr/2013 às 14:23

    Quando o cara é muito moralista e grita muito eu desconfio.

  9. José Evaristo Postado em 20/Apr/2013 às 18:15

    Diz o velho ditado: Quem tem rabo de palha, não toca fogo nos dos outros. Hoje entendo o porque d'aquala mulher que sentada em frete o STF tem os olhos vendados. representando a justiça. Não é para mostrar que a justiça é cega, até porque ela não existe aos olhos dos seus representantes e da sociedade. A pesar de ser uma estátua, mais a meu ver: Quem a projetou, não foi com tal fim, está com os olhos vendados com vergonha. DE QUE?...

  10. ciro Postado em 10/May/2013 às 11:04

    Rapaz, em 1999 ele era do PT, e não do PSOL. MANIPULAÇÃO a gente vê por aqui?

  11. Jacques Chaban Postado em 20/May/2013 às 18:04

    Oi Ciro, Não tem nada a ver com PT ou PSOL, falou-se da mesada, que quintuplicou o salário de Randolfe, isento do Imposto de Renda, pode isso? Para mim ele é um LADRÃO como alguns dos seus pares. Não podemos generalizar, tanto no Senado Federal, como na Câmara Federal, como em toda a vida pública, tem muitos cidadãos de bem e honestos, porém não há nenhum santo, mesmo porque não existe santo aqui na terra. Para mim não foi nenhuma surpresa ver o Randolfe chafurdando na mesma lama que o Demóstenes, é comum os que querem ser "muito" diferentes, costumam ser mais iguais do que os outros. São justamente mais iguais aos porcos.

  12. Jacques Chaban Postado em 20/May/2013 às 18:33

    Sim, outra coisa. Rapaz, em 1999 ele era do PT, e não do PSOL. MANIPULAÇÃO a gente vê por aqui? Quer dizer que agora ele está limpo? Quem está a todo custo querendo manipular, confundir? Era ladrão mas agora se converteu com o Pastor Marcos Pereira, aquele que está preso por oito estupro. E o crime de recebimento de mesada prescreveu? Não leve a mal não, mas seus argumentos são muito fracos.

    • Marcelo Filosofo Postado em 25/Sep/2013 às 19:54

      A SOLUCAO no Brasil e a mesma que de outros Paises como: UK, USA e GERMANY - CORTE IMPOSTOS e CARGOS PUBLICOS., FIM REGALIAS e ALTOS SALARIOS PUBLICOS. os Beneficios de polticos brasileiros (salario, regalias, cargos, indicacoes) e incompativel, com ganho medio da populacao, e muito acima de outros parlamentares em paises de 1 mundo.

  13. Ernandi Postado em 25/Sep/2013 às 10:50

    Cria do sarney

  14. Cesar Postado em 11/Dec/2013 às 18:13

    É impressão minha ou só eu não ganho um por fora????

  15. adriano Postado em 13/Dec/2013 às 12:16

    A matéria esta bem agressiva, estou tentando me informar melhor, para saber se é realmente verdade ou armação, pois Randolf tem denunciado mto peixe grande, ele esteve em varias CPIs então existe uma chance grande para os caras estarem armando pra ele... mais até la o melhor é ficar d olho e buscar a verdade

  16. Marco Postado em 30/Jul/2015 às 23:16

    Confio no senador Randolfe e no Capi. Isso é armação grosseira dos bandidos que atualmente governam o Amapá. É claro que os psolistas veadinhos apoiadores da Lucianinha Genro já saem querendo a cabeça do único representante decente desse partido de boiolas.