Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 12/Jan/2013 às 15:33
15
Comentários

'Partido diferente' de Marina Silva poderá ter dissidentes do DEM e PSDB

Marina Silva quer abrir legenda com dissidentes de várias legendas sem importar a ideologia. Há atualmente 27 partidos políticos oficialmente registrados no TSE

De olho nas eleições presidenciais de 2014, a ex-senadora Marina Silva (sem partido) intensifica pedido de apoios para a criação de seu novo partido. Futura legenda que vem do “Movimento Nova Política” poderá ter dissidentes do Psol, PT e até tucanos ou egressos das fileiras do Democratas, sucedâneos do PFL e, anteriormente, da Arena, que sustentou a ditadura militar no país.

heloísa helena marina silva partido

Heloísa Helena já anunciou que apoiará Marina Silva na construção do novo partido. (Foto: divulgação)

Marina Silva diz que o seu será um “partido diferente”. A nova sigla não aceitará doações de pessoas jurídicas e terá uma cota de 50% de seus filiados dispostos a defender “bandeiras livres”, sem especificar quais. Ela não esclareceu se haverá algum critérios ainda em relação ao segmento partidário. A ideia é que o novo partido seja formado com políticos oriundos de legendas variadas.

O que se sabe, é que primeiramente, Marina pretendia anunciar o recolhimento das quase 500 mil assinaturas (necessárias para formar a nova legenda) ainda neste mês, mas auxiliada por companheiros, adiou para fevereiro, na reabertura dos trabalhos do Congresso Nacional.

Com o enfraquecimento do PSDB nas últimas eleições, Marina tem buscado possibilidades de aliados em todos os segmentos políticos. Uma de suas principais parceiras nesta nova empreitada é a ex-senadora e atual vereadora por Maceió, Heloísa Helena, do Psol, que já fez declarações sobre sua adesão à nova sigla.

Leia também

Outros nomes também foram citados como o do deputado federal Walter Feldman (PSDB-SP), que antes admitia a possibilidade de aderir, ao também novo PSD de Gilberto Kassab, mas que agora é dado como certo no novo partido.
Segundo notícias que circulam na imprensa nesta quarta-feira (10), Marina tem confidenciado que seus objetos de desejos são os senadores Eduardo Suplicy (PT), e Cristovam Buarque.

Fora do PV

Depois de divergências políticas no Partido dos Trabalhadores (PT) e no governo federal, Marina desfiliou-se do PT em 2009, em seguida filiou-se ao Partido Verde (PV), para se candidatar à Presidência da República em 2010, quando foi a terceira candidata mais votada. Já no inicio de 2011, Marina Silva anunciou sua saída do PV e a possibilidade de criação da nova legenda.

A possibilidade de criação da nova legenda veio do Movimento Nova Política que já existe, mas o novo possível partido político ainda não recebeu denominação.

Dizendo ter severas críticas aos partidos existentes, Marina decidiu criar uma nova legenda. Por isso não aceitou o convite do presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire (SP), para ingressar no partido.

Segundo a Constituição, para poder se candidatar nas próximas eleições, o partido deverá ser fundado doze meses antes do pleito. Além disso, o recolhimento das assinaturas correspondentes deverá ter no mínimo, meio por cento (0,5%) dos votos válidos, dados na última eleição geral para a Câmara dos Deputados (não computados brancos e nulos), que deverão estar distribuídos em pelo menos nove estados. Além dessa exigência, em cada estado, deve-se atender ao mínimo de um décimo por cento (0,1%) do eleitorado.

Para criar esse novo partido, Marina terá ainda de superar obstáculos como o projeto de lei em tramitação no Congresso que impede que novos partidos tenham acesso pleno ao dinheiro do fundo partidário e ao tempo na propaganda eleitoral de rádio e TV, antes de disputarem uma eleição.

Há atualmente 27 partidos políticos oficialmente registrados no TSE.

Eliz Brandão, Portal Vermelho

Tags

Recomendados para você

Comentários

  1. LUCAS ROVER Postado em 12/Jan/2013 às 17:17

    Marina está na utopia de criar um partido limpo... já tentaram 27 vzs isso no passado.

  2. Nadia Saad Postado em 13/Jan/2013 às 05:33

    Aposto q ela,a Marina Silva não vai pra lugar nenhum!!! Em 2014 vai se frustrar; não vai conseguir nem metade do votos q obteve na eleição passada... É só o q eu vou dizer...mais nada...tá apostado!!!

  3. Maria Augusta - Belicosa Postado em 13/Jan/2013 às 13:05

    Gostaria que fossemos como os U.S.A e tivéssemos 2 partidos um de direita e outro de esquerda. Pois mesmo um novo partido uma hora terá que fazer concessões para conseguir seus objetivos e se tornara como os outros.

  4. Rogério Postado em 15/Jan/2013 às 12:08

    Já acontece, o PT que se diz de esquerda e o PSDB de plena direita - Sonho das forças que realmente governam este pais.

  5. Daniel Bacellar Postado em 15/Jan/2013 às 13:32

    Aliás, nos EUA isso *não* acontece: há dois partidos de direita, um mais radical, o outro mais perto de ser centrista.

  6. Caio Bezerra Ferraz Postado em 05/Feb/2013 às 14:32

    Disseidentes tucanalhas e demoníacos? kkkkkkkkk Eles são, na verdade, as raposas velhas mais espertas que estão vendo o barco afundar e correm, ávidos para se albergar nas asas da militância oligofrênica dos ambientalistas. Preferia que continuassem como eram seus respectivos partidos - como estúpidos. Eles tinham "mais" identidade assim.

  7. Cely Postado em 16/Feb/2013 às 20:34

    E o tal do Partido Novo, formao so por empresarios e com um discurso asseptico para pegar jovens incautos? Na verdafe sao defensores do neoliralismo tucano. Alguem ja ouviu o discurso dos defensores desse tal partido?

  8. Ronilson josé nasciemnto de Senao por grandes empresários e apoiado pelo DEM e PSDB, entre outros algozes do povo. O que você acha? Postado em 17/Feb/2013 às 08:55

    E o tal do Partido Novo, formao so por empresarios e com um discurso asseptico para pegar jovens incautos? formado por DEM, PSDB entre outros algozes do povo.

  9. Nilson Moura Messias Postado em 17/Feb/2013 às 21:32

    A Rede é o partido dos tucanos do B. O partido nem de esquerda, nem de direita, nem oposição, nem situação, aceita doações da Natura, Itaú, empreiteiras e não aceita de cigarros e bebidas, na verdade, já nasce com furos, é uma rede furada, literalmente!

  10. Gildo Araújo Postado em 20/Feb/2013 às 13:45

    O prezado blogueiro poderia ter a decência de informar qual o político do DEM que está interessado em se filiar ao novo partido? Para a palhaçada!

  11. Gildo Araújo Postado em 20/Feb/2013 às 13:46

    Agora Marina e Suplicy serão demonizados pelos autoproclamados blogueiros “progressistas” e financiados por estatais, pessoas do nível de Paulo Henrique Amorim, o Malcolm XYZ da blogosfera e Pobre Homem Amargurado, que acabou de ser condenado a pagar R$ 30.000,00 a uma instituição por querer ensinar a Heraldo Pereira, jornalista da TV Globo, como deve ser comportar um negro. Lamentável!

  12. Gildo Araújo Postado em 20/Feb/2013 às 13:47

    Marina abandonou a barca furada do desgoverno lulopetista no mesmo dia em que o ex-ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, foi denunciado pelo Ministério Público por gestão fraudulenta, corrupção passiva, formação de quadrilha... Então tá explicado. Fala sério!

  13. Nicolau Postado em 07/Sep/2013 às 09:22

    Essa Marina é muito fraca e não vai fazer nada! O PT já tem 40 milhões de votos asegurados pela Bolsa Família e vai ganhar as eleições em 2014! O PSDB é também um partido de ex-comunistas como o FHC, Jose Serra e outros socialistas, o resto só corruptos, cagões e bundões fracos e covardes!