Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Religião 01/Nov/2012 às 01:19
9
Comentários

"Continuaremos lendo a bíblia em pé na Câmara de Piracicaba"

Presidente da OAB contra-argumenta afirmando que nem pastores ou padres obrigam os fiéis a ficarem de pé para a leitura da Bíblia e que ninguém é expulso do templo por ficar sentado

Em tom de desafio, Robson Soares (foto), diretor jurídico da Câmara de Vereadores de Piracicaba (SP), afirmou que aquela Casa vai continuar exigindo que, durante as sessões, as pessoas fiquem de pé durante a leitura de um trecho da Bíblia.

Na segunda-feira (29), em uma demonstração de intolerância religiosa, João Manuel dos Santos (PTB), presidente da Câmara, expulsou o servidor público Regis Montero, que se recusou a ficar de pé quando outro vereador lia a Bíblia, em um episódio que repercutiu em todo o país.

câmara vereadores piracicaba bíblia

O diretor jurídico da Câmara Robson Soares parece mandar mais que o presidente da casa. (Foto: Câmara de Piracicaba)

Santos disse que a leitura da Bíblia está no artigo 21 do regimento interno, mas não há nenhuma determinação sobre a postura em que as pessoas devem ouvi-la. A expulsão foi, portanto, uma arbitrariedade.

Leia também

Além disso, o referido artigo é inconstitucional, segundo Max Fernando Pavanello, da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Piracicaba. “A Constituição Federal garante liberdade de religião e crença, sendo que ninguém pode ter direito cerceado (assistir à sessão camarária) por conta da fé que professa, bem como ninguém está obrigado a fazer ou deixar de fazer nada, senão em virtude de lei”, disse.

Pavanello argumentou que nem pastores ou padres obrigam os fiéis a ficarem de pé para a leitura da Bíblia e que ninguém é expulso do templo por ficar sentado.

O vereador Santos, depois de afirmar que estava seguindo o regimento interno, tem evitado a imprensa, mas Soares, seu subordinado, tem feito afirmações contundentes, como se fosse ele quem na verdade manda na Câmara.

Montero já assistiu a outras sessões da Câmara e se manteve sentado durante a leitura bíblica, o que, disse, não significa ato de repúdio. “Tenho absoluto respeito pela opção religiosa de cada um”, afirmou. “Só questionei porque estava sendo retirado [do plenário], já que não está no regimento que devo ficar em pé.”

Ele ainda não decidiu se vai recorrer à Justiça contra a intolerância religiosa do vereador Santos, a qual foi corroborada pelo diretor jurídico Soares em mais de uma ocasião.

Jornal de Piracicaba e Paulopes

Recomendados para você

Comentários

  1. edson Postado em 01/Nov/2012 às 13:16

    Imagino que a cidade de Piracicaba deva ter problemas a ser resolvidos enquanto os seus parlamentares ficam debochando dos eleitores .

  2. Daniel Martins Postado em 01/Nov/2012 às 13:19

    Absurdo! O Estado é laico! Em nenhum momento, em nenhuma instância as representações do Estado (Câmaras, Prefeituras, Palácios, Tribunais,etc) devem se vincular a um credo de forma direta ou indireta. Dizer que a Carta Municipal representa o povo de Piracicaba é proque houve um pleito especifico sobre o tema: Ler a Biblia antes de iniciar a sessões da Câmara de Vereadores. Houve tal pleito, houve participação da população ? É claro que não. Isto é idéia de um determinado grupo que está em cargos estratégicos e poderosos. O TSF deve derrubar tal carta porque afronta diretamente a Constituição Brasileira, em seus direitos fundamentais e o artigo 5 da CF. Quer exercer seu credo ? Exercça na sua Igreja, na sua Casa. Em ambientes públicos deve prevalecer o laicismo.

  3. jediel placeres Postado em 01/Nov/2012 às 13:55

    Olha só a cara deslavada desse funcionário meu !! digo meu e seu também, caro contribuinte e eleitor brasileiro...Parem já com isso seus párias !! e se preocupem com a população, com a legislação de leis benéficas a todos ( não só aos cristãos ) e com a fiscalização do poder executivo!! aprendeu querido ?? pare já de ser " crentelho " e obedeça o povo e a constituição federal !!

  4. anderson Postado em 01/Nov/2012 às 15:42

    Ridiculo... será que os eleitos desta cidade não tem mais o que fazer senão ficar prendendo cidadãos com costumens que ferem nossa constituição e nosso direto de escolha? VÃO TRABALHAR... Cadê a OAB para por isso tudo na justioça e acabar com a farra desses politicos ridiculos?

  5. Jéssica Postado em 02/Nov/2012 às 00:36

    Esta na hora de abolirem de vez todas as imagens sacras e leitura de bíblia no Legislativo e em todos os órgãos públicos. Ou é laico ou se coloca imagens de outros credos, leia-se o Alcorão etc juntamente com a Biblia...

  6. Neuza Postado em 02/Nov/2012 às 00:51

    Absurdo! Isso está me cheirando a atitude de crente fanático, do tipo que pensam que só eles herdarão o céu. :x

  7. Geraldo Moura Silva Postado em 02/Nov/2012 às 09:17

    Isso é coisa de fanáticos e imbecis.

  8. Geraldo Moura Silva Postado em 02/Nov/2012 às 09:22

    Esse diretor jurídico merece umas boas bordoadas.Aqui no nordeste ele pensaria duas vezes antes de dizer essas suas aberrações.

  9. Priscila Postado em 03/Nov/2012 às 11:19

    pelo jeito não võ fazer nada, olha o rumo que as coisas estão tomando no país, é o poste mijando no cachorro, o cara tá contra a lei e se acha o máximo. tem que juntar mais gente nessa camra e nao ficar de pé durante a leitura da biblia para ver o q eles irão fazer.