Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 30/Oct/2012 às 00:58
100
Comentários

Nunca houve tanto ódio na mídia conservadora do Brasil

Os textos de Demétrio Magnoli, Ricardo Noblat, Merval Pereira, Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Eliane Catanhede, entre outros, são fontes preciosas para as futuras gerações de jornalistas e estudiosos da comunicação entenderem o que Perseu Abramo chamou apropriadamente de “padrões de manipulação” na mídia brasileira

Jaime Amparo Alves*

Os brasileiros no exterior que acompanham o noticiário brasileiro pela internet têm a impressão de que o país nunca esteve tão mal. Explodem os casos de corrupção, a crise ronda a economia, a inflação está de volta, e o país vive imerso no caos moral. Isso é o que querem nos fazer crer as redações jornalísticas do eixo Rio – São Paulo. Com seus gatekeepers escolhidos a dedo, Folha de S. Paulo, Estadão, Veja e O Globo investem pesadamente no caos com duas intenções: inviabilizar o governo da presidenta Dilma Rousseff e destruir a imagem pública do ex-presidente Lula da Silva. Até aí nada novo.

Foto: Demétrio Magnoli, representante do Instituto Millenium (reprodução)

Tanto Lula quanto Dilma sabem que a mídia não lhes dará trégua, embora não tenham – nem terão – a coragem de uma Cristina Kirchner de levar a cabo uma nova legislação que democratize os meios de comunicação e redistribua as verbas para o setor. Pelo contrário, a Polícia Federal segue perseguindo as rádios comunitárias e os conglomerados de mídia Globo/Veja celebram os recordes de cotas de publicidade governamentais. O PT sofre da síndrome de Estocolmo (aquela na qual o sequestrado se apaixona pelo sequestrador) e o exemplo mais emblemático disso é a posição de Marta Suplicy como colunista de um jornal cuja marca tem sido o linchamento e a inviabilização política das duas administrações petistas em São Paulo.

Leia também

O que chama a atenção na nova onda conservadora é o time de intelectuais e artistas com uma retórica que amedronta. Que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso use a gramática sociológica para confundir os menos atentos já era de se esperar, como é o caso das análises de Demétrio Magnoli, especialista sênior da imprensa em todas as áreas do conhecimento. Nunca alguém assumiu com tanta maestria e com tanta desenvoltura papel tão medíocre quanto Magnoli: especialista em políticas públicas, cotas raciais, sindicalismo, movimentos sociais, comunicação, direitos humanos, política internacional… Demétrio Magnoli é o porta-voz maior do que a direita brasileira tem de pior, ainda que seus artigos não resistam a uma análise crítica.

Agora, a nova cruzada moral recebe, além dos já conhecidos defensores dos “valores civilizatórios”, nomes como Ferreira Gullar e João Ubaldo Ribeiro. A raiva com que escrevem poderia ser canalizada para causas bem mais nobres se ambos não se deixassem cativar pelo canto da sereia. Eles assumiram a construção midiática do escândalo, e do que chamam de degenerescência moral, com o fato. E, porque estão convencidos de que o país está em perigo, de que o ex-presidente Lula é a encarnação do mal, e de que o PT deve ser extinguido para que o país sobreviva, reproduzem a retórica dos conglomerados de mídia com uma ingenuidade inconcebível para quem tanto nos inspirou com sua imaginação literária.

Ferreira Gullar e João Ubaldo Ribeiro fazem parte agora daquela intelligentsia nacional que dá legitimidade científica a uma insidiosa prática jornalística que tem na Veja sua maior expressão. Para além das divergências ideológicas com o projeto político do PT – as quais eu também tenho -, o discurso político que emana dos colunistas dos jornalões paulistanos/cariocas impressiona pela brutalidade. Os mais sofisticados sugerem que a exemplo de Getúlio Vargas, o ex-presidente Lula cometa suicídio; os menos cínicos celebraram o “câncer” como a única forma de imobilizá-lo. Os leitores de tais jornais, claro, celebram seus argumentos com comentários irreproduzíveis aqui.

Quais os limites da retórica de ódio contra o ex-presidente metalúrgico? Seria o ódio contra o seu papel político, a sua condição nordestina, o lugar que ocupa no imaginário das elites? Como figuras públicas tão preparadas para a leitura social do mundo se juntam ao coro de um discurso tão cruel e tão covarde já fartamente reproduzido pelos colunistas de sempre? Se a morte biológica do inimigo político já é celebrada abertamente – e a morte simbólica ritualizada cotidianamente nos discursos desumanizadores – estaríamos inaugurando uma nova etapa no jornalismo lombrosiano?

Para além da nossa condenação aos crimes cometidos por dirigentes dos partidos políticos na era Lula, os textos de Demétrio Magnoli , Marco Antonio Villa, Ricardo Noblat , Merval Pereira, Dora Kramer, Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Eliane Catanhede, além dos que agora se somam a eles, são fontes preciosas para as futuras gerações de jornalistas e estudiosos da comunicação entenderem o que Perseu Abramo chamou apropriadamente de “padrões de manipulação” na mídia brasileira. Seus textos serão utilizados nas disciplinas de ontologia jornalística não apenas com o exemplos concretos da falência ética do jornalismo tal qual entendíamos até aqui, mas também como sintoma dos novos desafios para uma profissão cada vez mais dominada por uma economia da moralidade que confere legitimidade a práticas corporativas inquisitoriais vendidas como de interesse público.

O chamado “mensalão” tem recebido a projeção de uma bomba de Hiroshima não porque os barões da mídia e os seus gatekeepers estejam ultrajados em sua sensibilidade humana. Bobagem! Tamanha diligência não se viu em relação à série de assaltos à nação empreendidos no governo do presidente sociólogo! A verdade é que o “mensalão” surge como a oportunidade histórica para que se faça o que a oposição – que nas palavras de um dos colunistas da Veja “se recusa a fazer o seu papel” – não conseguiu até aqui: destruir a biografia do presidente metalúrgico, inviabilizar o governo da presidenta Dilma Rousseff e reconduzir o projeto da elite ‘sudestina’ ao Palácio do Planalto.

Minha esperança ingênua e utópica é que o Partido dos Trabalhadores aprenda a lição e leve adiante as propostas de refundação do país abandonadas com o acordo tácito para uma trégua da mídia. Não haverá trégua, ainda que a nova ministra da Cultura se sinta tentada a corroborar com o lobby da Folha de S. Paulo pela lei dos direitos autorais, ou que o governo Dilma continue derramando milhões de reais nos cofres das organizações Globo e Abril via publicidade oficial. Não é o PT, o Congresso Nacional ou o governo federal que estão nas mãos da mídia.

Somos todos reféns da meia dúzia de jornais que definem o que é notícia, as práticas de corrupção que merecem ser condenadas, e, incrivelmente, quais e como devem ser julgadas pela mais alta corte de Justiça do país. Na última sessão do julgamento da ação penal 470, por exemplo, um furioso ministro-relator exigia a distribuição antecipada do voto do ministro-revisor para agilizar o trabalho da imprensa (!). O STF se transformou na nova arena midiática onde o enredo jornalístico do espetáculo da punição exemplar vai sendo sancionado.

Depois de cinco anos morando fora do país, estou menos convencido por que diabos tenho um diploma de jornalismo em minhas mãos. Por outro lado, estou mais convencido de que estou melhor informado sobre o Brasil assistindo à imprensa internacional. Foi pelas agências de notícias internacionais que informei aos meus amigos no Brasil de que a política externa do ex-presidente metalúrgico se transformou em tema padrão na cobertura jornalística por aqui. Informei-lhes que o protagonismo político do Brasil na mediação de um acordo nuclear entre Irã e Turquia recebeu atenção muito mais generosa da mídia estadunidense, ainda que boicotado na mídia nacional. Informei-lhes que acompanhei daqui o presidente analfabeto receber o título de doutor honoris causa em instituições européias, e avisei-lhes que por causa da política soberana do governo do presidente metalúrgico, ser brasileiro no exterior passou a ter uma outra conotação. O Brasil finalmente recebeu um status de respeitabilidade e o presidente nordestino projetou para o mundo nossa estratégia de uma America Latina soberana.

Leia mais

Meus amigos no Brasil são privados do direito à informação e continuarão a ser porque nem o governo federal nem o Congresso Nacional estão dispostos a pagar o preço por uma “reforma” em área tão estratégica e tão fundamental para o exercício da cidadania. Com 70% de aprovação popular, e com os movimentos sociais nas ruas, Lula da Silva não teve coragem de enfrentar o monstro e agora paga caro por sua covardia.Terá a Dilma coragem com aprovação semelhante, ou nossa meia dúzia de Murdochs seguirão intocáveis sob o manto da liberdade de e(i)mprensa?

* Jaime Amparo Alves é jornalista, doutor em Antropologia Social, Universidade do Texas em Austin – [email protected]

Recomendados para você

Comentários

  1. Rodrigo de Sousa Postado em 30/Oct/2012 às 01:44

    Ótimo texto, muito informativo sobre a decadente e desonesta grande mídia brasileira.

    • walter p de sousa Postado em 15/Jun/2014 às 14:38

      Só posso dizer parabens parabens parabens

    • Érika Postado em 29/Jun/2014 às 12:59

      Excelente texto, Jayme Amparo Alves! O jornalismo brasileiro pode estar em franca decadência, mas felizmente temos expoentes que ainda prezam pela verdade factual, sem terrorismo midiático, sem hipocrisia venal! Keep up the good job!

  2. Angela Postado em 30/Oct/2012 às 01:46

    Volta, vem viver outra vez no Brasil.... Ai sim, sentiras na pele o que os infortunados jornalistas daqui, ando maldizendo do país!!!!

  3. Fatima medeiros Postado em 30/Oct/2012 às 02:47

    Agora Jo Soares entrou para o grupo deressao convidadando Noblat para comentar a eleicao juntando com o mensalao, estao furiosos com a vitoria de Haddad, so falta juntar as meninas do Jo , se preparem que vem carga maxima. Globo em furia !

  4. Fatima medeiros Postado em 30/Oct/2012 às 02:49

    Pressao

  5. Alexandre Postado em 30/Oct/2012 às 02:53

    Estou 1000% de acordo, eu vivo no exterior e o que eu leio na mídia aqui fora é totalmente diferente do que acontece no Brasil dos jornalões, até mesmo os agouros e pragueamentos das mirians leitão não condizem com o que leio nos cadernos de economia sobre o Brasil. o que destroi o Brasil não são os imperalistas do norte, é a elite reacionaria que boicota esse país, o inimigo está dentro sempre esteve.

    • Ana Costa Postado em 21/Jun/2014 às 11:55

      Também eu vivia no exterior durante os dois governos Lula e foi com surpresa que vi a mudança de postura da mídia e das pessoas em geral com relação ao Brasil. Não canso de repetir: Nunca tinha visto o Brasil ou um presidente brasileiro serem tratados com tanta deferência, vi a imagem do país afastar-se da de "república das bananas" que sempre teve. Agora, aqui no Brasil, vejo que além de toda a desinformação cotidiana, quando "vazam" notícias internacionais favoráveis ao Brasil, tentam nos convencer de que quem está lá fora não sabe o que se passa aqui dentro. Como se o mundo ainda fosse constituído por países fechados e isolados e que as informações respeitassem fronteiras.

  6. Alexandre Marinho Postado em 30/Oct/2012 às 04:29

    Gostei, Jaime Alves. Como cidadão estava precisando de uma porrada de lucidez dessas para entender o porquê de toda essa onda anti-Lula e anti-Dilma na imprensa brasileira. Só não sou a favor do que Cristina Kirchner fez. A meu ver, uma onda conservadora deve ser combatida com uma onda progressista, até porque a sorte dos cidadãos é que, felizmente, a imprensa não tem a força que pensa que tem. Embora não admire o cidadão, mas o Sarney tem uma frase que diz assim: a imprensa cria circunstâncias mas não sedimenta conceitos. Ainda bem, né? Existe exemplo maior que a eleição do Haddad? kkkkkkkk Vou reproduzir sua matéria no meu bloguinho aqui no rincão onde Lula nasceu, viu? Abs

  7. Nelson Figueira Postado em 30/Oct/2012 às 09:16

    Em uma palavra: excelente

  8. Rafael Postado em 30/Oct/2012 às 09:27

    Obrigado! Ótimo texto! Pessoalmente acho elogioso demais com o ex-presidente Lula, mas o tom é válido por ser uma 'compensação' a essa campanha vil e obscura da grande imprensa brasileira.

  9. Guaracy Araújo Postado em 30/Oct/2012 às 09:56

    Concordo, é claro, com os termos gerais do artigo. Só não acho que a atitude do PT deva ser interpretada como covardia e "síndrome de Estocolmo" em relação à imprensa semi-golpista. Me parece que vai aí uma grande dose de responsabilidade: dos grandes atores da sociedade brasileira, o PT é talvez o único a lutar contra a nefasta polarização abertamente promovida pela mídia e pelos partidos de sempre.

  10. Diogo Postado em 30/Oct/2012 às 10:14

    Companheiro, quanta besteira, ódio se viu muito foi da esquerda nessa última eleição, apelo a emoção então nem se fala, Amor Sim, Diga Sim ao Amor... Amor ? na política ? por favor não é mesmo ? Vamos abrir o Ministério do Amor logo mais, porque isso está virando 1984 demais pra qualquer gosto. "democratização da mídia" ?? dar nome pomposo a censura não muda seu caráter tiranico e anti-democrático. Não venha com essa conversa fiada, querendo calar aqueles que você não tem a menor condição de contra-argumentar com lógica. As pessoas lêem o que querem pra se confortarem na mentira.

    • Naura Postado em 27/Feb/2014 às 01:12

      Isso aí Diogo, quanta besteira, bem se vê que não mora no Brasil.

    • Prentice Postado em 02/Jun/2014 às 15:42

      "As pessoa leem o que querem para se confortarem na mentira" é o seu caso Diogo. Agora, dizer que as pessoas leem o que querem, ai sim é mentira, porque não tem outra coisa pra se ler nesse pais, a mídia é toda controlada pela direita.

    • Nei Azambuja Postado em 30/Jun/2014 às 22:27

      Parabéns!

  11. Marconi Postado em 30/Oct/2012 às 10:17

    Parabéns, por esse artigo, parabéns Sr. Jaime Amparo Alves, por expor a nitidez escondida atrás dos escudos da mídia jornalistica brasileira, é inadmissível permitir que a história seja escrita baseada em fontes de uma revista semanal, um jornal de renome que não publica empregos porque os seus leitores não precisam trabalhar, uma emissora de TV que usa a igreja como escudo moral, tudo em nome de uma pseudo raça ariana. Espero que o dedo riste da Dilma tenha serventia para outras partes do corpo dessa elite.

  12. mauro Kiefer Postado em 30/Oct/2012 às 10:23

    Amigão, os jornais do esterior tbm fala que a SAUDE PUPLICA ESTA SUCATEADA, que pessoas ao redor de Brasilia bem perto aonde a Presidenta mora estão morrendo na porta de Hospitais, que o hospital de Base de Brasilia e uma Lixeira Humana, parabens vc manja pra caramba...........

    • Rafael Postado em 23/Nov/2013 às 15:39

      Aham, foi a Dilma quem sucateou a saúde...

    • Ronaldo Postado em 25/Nov/2013 às 09:19

      E vc acha que isso tudo foi causado pelo governo Lula ? Contrariando o que vc e a imprensa nacional diz, os governos do Lula e da Dilma, vêm exaustivamente combatendo toda essa falta de estrutura de miserabilidade e não só da saúde. E pra não falar que poderia ser uma análise tendenciosa de feita por simpatizantes do atual governo, o reconhecimento disso vem estampado em muitos jornais do exterior. E é bom lembra que a questão da saúde tem seus maiores problemas derivados das atitudes dos governos estaduais e municipais. Não é possível que pessoas não enxerguem a diferenças gritantes que existem os projetos e intenções dos governos de Lula e Dilma e os seus antecessores. O problemas existem, é claro ! Mas sinceramente, querer comparar com coisas ruins e não reconhecer os valores e as mudanças que vêm ocorrendo, é no mínimo tendencioso. Mas o que me traz grande satisfação é que embora os puxa-sacos não gostem do Lula e da Dilma, o povo mais simples, alvos das políticas desses governos, GOSTAM !

  13. Francisco Vianna Postado em 30/Oct/2012 às 10:40

    Quanta covardia de nossa mídia, antes só o Rio de Janeiro não prestava, o pessoal de fora pensava que não se podia andar nas ruas do rio , e quando vinham para cá viam que não era nada disso.Num levantamento das cidades mais violetas do Brasil o Rio nem aparecia como uma das dez mais. Agora chegou a vez de São Paulo, coitado dos nossos irmãos paulistas entregues nas mãos desses que fazem as notícias. O mensalão existiu sim, mais e os outros escandalos da época Ferdinanda?Porque também não foram investigadas a fundo? Dá a impressão de manipulação sim.

  14. Marcia Kelen Moscatelli Postado em 30/Oct/2012 às 11:11

    Perfeito! O Brasil elitista tentando destruir o Brasil brasileiro!

  15. Raoni Japiassu Postado em 30/Oct/2012 às 11:13

    Texto brilhante, porém eu acrescentaria apenas que apesar da intensificação da investida reacionária da grande mídia brasileira, tenho a impressão de que o poder de fogo dos grandes grupos está em decadência. As eleições de Dilma e Haddad demonstram que já não têm tanta facilidade em formar a consciência da massa da população. Acredito inclusive que esta perda de poder de influenciar a população seja uma das causas da ofensiva da mídia corporativa, além do enfraquecimento dos partidos e grupos políticos historicamente aliados dos barões da comunicação.

  16. Lourdes Amorim Postado em 30/Oct/2012 às 12:31

    Concordo com o Raoni Japiassu: "As eleições de Dilma e Haddad demonstram que já não têm tanta facilidade em formar a consciência da massa da população. Acredito inclusive que esta perda de poder de influenciar a população seja uma das causas da ofensiva da mídia corporativa, além do enfraquecimento dos partidos e grupos políticos historicamente aliados dos barões da comunicação." Isso nos leva a concluir que a agressividade da mídia reflete o seu desespero em constatar que já não tem o poder de formar opiniões, por culpa dela própria, por ter perdido a credibilidade. E viva as redes sociais!

  17. Kazu Postado em 30/Oct/2012 às 12:52

    O PIG está desesperado com a nova derrota, o desespero é reflexo do fracasso da lavagem cerebral com discursos em nome da democracia midiatica do ponto de vista deles. Por outro lado não podemos baixar guarda contra o império americano que adora os demotucanopps, alinhado com o falido Consenso de Washington! O PT deveria publicar e editar o jornal do partido, assim fazer frente contra a ofensiva das famiglias dos jornalões podres. Outra forma de combater a lavagem cerebral é organizar grupos de combate contra os "think tanks" que antigas ferramentas sob coordenação do imperio americano que combate e corrompem intelectuais da classe trabalhadora, desde os primordios da luta de classes, no Brasil o central do "think tanks" é o Instituto Millenium, além de diversos satelites financiados pelos patrões.

  18. Dani Postado em 30/Oct/2012 às 14:08

    Nossa! Difícil ler algo tão lúcido atualmente! Obrigada por nos possibilitar contato com suas reflexões!

  19. Vera Felicio Postado em 30/Oct/2012 às 18:04

    Agradeço por me dar oportunidade de ler um texto tão lúcido, e que muito me chamou atenção.

  20. Afonso Delgado Postado em 30/Oct/2012 às 18:34

    Parabéns pela lucidez!!! Vejam que maravilha de artigo! Temos muito para pensar.

  21. celso Postado em 30/Oct/2012 às 19:59

    Lixos

  22. Leslie Fontenelle Postado em 30/Oct/2012 às 20:58

    Excelente artigo, meus parabéns.

  23. Jorge Postado em 30/Oct/2012 às 21:13

    Se eu morasse fora do Brasil eu também pensaria exatamente como você. Mas eu moro aqui.

  24. Felipe Postado em 30/Oct/2012 às 21:51

    Morei fora do Brasil alguns anos e retornei há 3 meses, e concordo que a cobertura da imprensa mundial é totalmente diferente da nacional. E que os brasileiros que moram fora pensam que o Brasil está uma maravilha. É que na verdade, nenhum estrangeiro se importa se há corrupção por aqui ou se nossa educação continua sendo péssima, se nossa saúde está horrorosa. Eles apenas enxergam números positivos (a economia está crescendo, as famílias mais humildes estão recebendo bolsas do governo, etc.). No entanto é difícil separar o que é realidade e o que é marketing (dos dois lados, concordo). Mas a realidade é que o mensalão existe, e que envolveu o alto escalão do governo e que foi tramado pela alta cúpula do partido que disse que ia mudar o Brasil (e que admito que acreditei e ajudei a eleger). Não concordo com a forma que o sr. minimiza o mensalão. Argumenta de forma vaga, como se fosse um exagero da mídia, como se a mídia fosse a grande vilã por estar noticiando o maior caso de corrupção ocorrido no Brasil. Da forma como trata no seu texto, parece que o mensalão foi apenas um pequeno deslize de um grupo de pessoas super corretas e bem intencionadas. O mensalão foi uma veradadeira afronta à democracia, pois além de desviar o dinheiro público, o utilizou para corromper as bases do regime democrático. E se o sr. acha que o Brasil melhorou tanto assim nestes últimos 10 anos de governo PT, deveria voltar para morar aqui e ver o Brasil como ele está. O cidadão não precisa ter acesso à imprensa internacional para ter acesso à verdade. A verdade está aqui mesmo, nas filas dos hospitais, no boletim de escola das crianças e na violência das ruas (essa sim sempre noticiada na mídia internacional).

    • Nanci Postado em 21/Nov/2013 às 16:32

      Parabéns, Felipe, por seu comentário. Este sim, revela lucidez!

    • Ricardo Postado em 23/Nov/2013 às 04:23

      Você deve morar em outro Brasil. No Brasil da Veja. Play it again. Olha de novo, pois outra janela. Sobe numa árvore. Aponte um único número, meu caro senhor, que represente o que não foi um progresso surpreendente em todas as áreas do primeiro, segundo e terceiro setores. Um único. Aponte-nos.

    • Tainá Postado em 24/Nov/2013 às 13:18

      Excelente comentário!

  25. Luis carlos de sousa Postado em 30/Oct/2012 às 22:04

    meus amigos comcordo quando vocesdisem quea imppremsa brasileira manipula noticias para favorecer os poderosos destes pais. mas tambem temos que ver que a primeira ves que a esquerda teve chanse de governar o pais o que se viusera que e mentira que o mensalao existiu mesmo, vejamos os nomes e fazemos os nossos juiosos, JOSE DIRCEU, JOAO PAULO CUNHA , JOSE GENOINO , PALOCI,VALDEMAR COSTA NETO,, DUDA MENDONÇA,MARCOS VALERIO, PAULO MALUF.,LUIS ESTEVAM,A MORTE DE CELSO DANIEL, A MORTE DO TONINHO DO PT, E MUINTO MAIS ACONTECIMENTOS ENVOLVENDO o partido dos trabalhadores sera que e por isto qe mudaram a cor da estrela do PT

  26. Camila Postado em 30/Oct/2012 às 23:51

    Vem morar aqui... quero ver o Sr. lutando por melhor educação nesse país, não falando de liberdade de expressão, de direita, esquerda. O nosso país precisa de educação de qualidade, já! vem aqui lutar contra kuduros, contra novelinhas q alienam, contra baixos salários dos professores, etc... fica meu apelo.

  27. Caio Amorim Postado em 31/Oct/2012 às 00:27

    O zé ruela do Demétrio foi meu professor... gostava mesmo de aparecer. Era estrelinha do Ângulo na década de 90... deprimente.

  28. Alexandre Postado em 31/Oct/2012 às 01:37

    Para mim existe uma armadilha em seu texto: q toda a exposição do mensalão é superexposição da mídia ok, mas é inconcebível q o Partido não assuma q houve sim um esquema de compra de votos. Caímos aí em duas reações: ou tenta-se uma desconstrução dos fatos como mera manipulação de mídia (para mim uma venda nos olhos) ou a justificativa de q já q todos os cabeças lutaram pela retirada das elites do poder seus dirigentes estariam acima do bem e do mal Cada vez q vejo como resposta às denúncias frases sobre o passado de militância, só posso pensar q os fins justificam os meios. O partido precisa assumir até onde vai na manutenção de um projeto de poder...

  29. Milton Medeiros Postado em 31/Oct/2012 às 02:19

    Camarada Magnoli! Parabéns pelo texto. Caríssimo! De princípio, por favor, perdoe lamentável não afeito a técnica do bem referir pela escrita antecipado peço perdão pelos inúmeros equívocos se desconfortará, esteja certo, triste envergonhado estarei desde já sabendo entristecer indignar ilustre figura; pela minha fragilidade. Destarte, apelo, pelo quanto seja possível suportar os engulhos, mas, por tentar entender, como saboreando o fiz sua escrita ainda discordando do pensar reitero, por favor, não despreze meu vocifero dedilhar. Fora parte, perdoe quem te lê e, não devido sensato vacinado acaba crendo na fala de quem interessado, defende seu peixe, nada errado, mas tudo mal. Entretanto, sinto informar, que não da zeliti como gostam de rotular, mal tenho o que comer a dia que aqui nos falta pão; creia, todavia, por justa razão, não pactuem com a bandalheira, não interessa se de prof. maUdoso ou lulapedeuto, em havendo dolo; ambos; não importa quem devem sim responde da mais justa Lei, sobretudo, a bem da Nação, não foi para tanto, que o povo a pátria lhes confiou à guarda e proteção. Sobretudo, todo erário deva ser ressarcido a Pátria si tenham lesado Então, se quer adepto a quaisquer nem pela causa própria, não tenho por que, sobretudo, defender quais em bando lados em empr.. FIRMAS vendedoras de ilusão o próprio rótulo os descaracteriza. PAR /TI/DO. A esclarecer Senhor, a FOIEkA; como também irônicos si referem os de vossa “defesa” si só, lá, no Jornal não espelha o que falseando referem, senão É cortina de fumaça DE FALÇO TRAIDOR ali escondem sub servil capitular a podre poder não creio na inocência do Jornal, senão Burrice; pelo quanto censuraram pobre; ínfima, individua desgraçada mensagem, se inteligente, deixariam passar ou, eu desletrado, literal botei o enorme jornal de Quatro. Triste, de má fé o jornal si faz passar por bode de imolação pusilânime escondido por permitidas falcas acusações, a Instituição sendo corpo, vendeu a alma ao diabo, outrossim, as entranhas minadas por vermes, o cancro consome, o verdadeiro digo, posto que o outro nunca dantes acometido terrível mentira (perdi filha com daí, a mim não convença, ainda de pai miserável lá, no mesmo hospital foi tratada graças à associação Círio Libanesa muito agradeço jamais terei como pagar. Especifico, ali; no jornal, é onde o caranguejo si alastra a consumir a garganta social, contrário a suas “convicções” inverossímil, pela profissão, pede seja calado; nem carece, está moribundo vendido. Objetivo; si indignação permitir, quando da eleição para o prefeito, desde primária, como da democracia imagino passageiro, me achei no direito de; sem maltrato, com respeito, portanto, sem ofensas pessoais nem ao jornal, nem referindo a partidos, senão em apelo PELA CIDADE, tentei postar o isto que se mínima foi à variação o que literal passo decrever: “SE VIVE, ESTUDA, TRABALHA EM SAMPA CIDADE, SE DAQUI OU DE FORA ESCOLHEU ESTA CIDADE LEVA A BOM TERMO A FAMÍLIA E FILHOS, O MELHOR LUGAR DO MUNDO É AQUI, SE AMA SAMPA A CIDADE, VOTA POR SAMPA, VOTA POR SI, QUEM AMA CUIDA. Camarada! Não compreendi censurar, pois que a despeito de ENORME CHUVA DE BULYING O CANDIDADO SERRA; o outro não percebi, o PRIMEIRO cidadão SOFREU, TODO TIPO DE ATAQUE, XINGAMENTO O SENHOR NÃO SUPORTARIA, TEM MESMO DE TER MOELA DE GARÇA A ENFULIR TANTO SAPO, DESTARTE, ME RACHO DE RIE PERDOE, MAS ATÉ AI ENDEUSAR O MAQUETEIRO POR ENIAI XINGAMENTO, BOM, AI CONVENHAMOS, QUALQUER PRIMA DA ESQUINA FARIA MELHOR, MAIS BARATO. Quanto à cidade em si, houve que si referiu pela "imagine", quebra da hegemonia da COCÔcit, bem como uma carga de ataques ao Metrô imagine inverossímeis. Os ataques eram arquicantado de fora, sobretudo si percebia profissionalismo e mesmos signos. Patéticos, até o metro arrolaram pela demolição, certamente sujeito anda de jegue, nem escada rolante seja capaz estabilizar. Concluindo caro camarada! Creia, MINHAS POSTAGEN FORAM “TODAS”; TODAS SENSURADAS, A PROPÓSITO, FUI MINIMIZANDO O TESTO ATÉ CHEGAR A UM FOMEMA; "AMA". AINDA ASSIM, SENSURARAM. ENTÃO CAMARADA MAGLONI O QUE PODE REFERIR SOBRE JORNAIS A FAVOR DA ZELITI? CIDADADÃO CONVERSA FIADA POUCA É BOBAGEM, SE SOBRETUDO, VERDADEIRA ENXURRADAS DE MINIMIZARES ERAM ACEITA, POSTADAS. Como justificar acaso ilustríssimo si digna confirmar O JORNAL ESTEJA MINADO TAL QUAL NA ALEMANHA DO FÜHER MINARAM ATÉ FAMÍLIAS OS PAIS FORAM ENTREGUES PELOS FILHOS, SENÃO TODAS AS INSTITUIÇÕES; destarte, pelo bem, por eu poder levar a bom termo a filha aleijada, preciso me preparar pela re edição ou... Se finit para nos dois, desde já o senhor aconselha? Que espera camarada? Stalin; será ressuscitados, milhões sejam sacrificados por hora e glória de rancento figura; daqui se saiba ele sim odeia; posto que jamais aprendesse amar; por algo a cujo; a mim também foi bulignizado, posto que também daqui não seja, mas amo como minha própria mãe Ou, pelo bem de milhares de vidas seria bom simples separar este resto e hegemônico pedaço amaldiçoado por tantos, a COCÔciti; o Estado de São Paulo; do importante Brasil; por evitar morticínio afinal, exceto das favelas, todos de aqui pertencem a zelite. Sobretudo; egrégio pelo quanto bem julga refiro, o ilustre senhor imagine, tantos quantos não concordam com vosso senhor, não tendo dado voto de confiança no seu candidato cria do não populista pahiu do Brasil, mereçam... O senhor sabe. A! Não faltou insinuação de "eliminar"... E ai, como pode dormir com este barulho, fora parte; mensalão, dois bilhões de dólares em conta de um só camarada, fora os outros, enfurnados em inferno fiscal etc.. Então camarada Magnoli como ilustríssimo dormirá bem ou o lume foi conveniente cegado, nada lhe interessa exceto o seu.

  30. Israel Peisino Junior Postado em 31/Oct/2012 às 10:35

    Mais uma vez partidarismo, endeusamento de políticos, troca de farpas... Se não podemos nem mesmo dar credibilidade ao nosso STF o que nos resta? O caso do mensalão é um fato de justiça. O PT se entregou a regra da sujeira para estar onde está, é um meio justificado porque outros partidos também o praticam? Óbvio que não. No dia em que os políticos deixarem esse embate partidário de lado, em que vale todos os meios para ascender ao poder, e se voltarem para a política pragmática, ou seja, olharem para seu país e seu povo, teremos uma democracia. A democracia nos moldes que vemos hoje, em quase todo o mundo, nunca foi Democracia. Esse jogo tem regras frouxas, o que abre caminho para a manipulação de candidatos, compra de todos os tipos de apoios, e isso permite que quem realmente assuma o poder são os escolhidos pelos mecanismos do poder político. Entre um e outro candidato o povo escolhe aquele que o poder político escolheu. A representação é uma farsa!

  31. wandyr Postado em 31/Oct/2012 às 12:39

    A imprensa é do jeito que é no mundo inteiro! Quando o cefalópode era presidente e tinha 80% de aprovação, e a mídia na mão, ninguém reclamava da mesma... fala sério!

  32. geraldo boucinhas Postado em 31/Oct/2012 às 12:55

    isso aqui está um lixo: escolas podres, transporte podre, saúde podre e agora violência e nazismo.

  33. Micheline Batista Postado em 31/Oct/2012 às 20:21

    Excelente. Vou reproduzir no meu humilde blog!

  34. João Postado em 31/Oct/2012 às 23:57

    Vocês petistas não conseguem mesmo lidar com a liberdade de expressão, não é mesmo?

  35. Melissa Guedes Postado em 01/Nov/2012 às 00:15

    Mas que cambada de bebês chorões, daqueles que abrem o bocão quando a mamãe lhes tira o brinquedinho predileto (no caso a bufunfa que circulou livremente pelas malas e cuecas desses podre e nojentos......já se imaginou segurar inocentemente algumas notas que estavam escondidas nas profundezas de uma cloaca qualquer ? Então, denunciar tais acontecimentos é ser conservador ? Isso é matéria para estudo antropológico ? Este texto sim é que reflete o ódio pela (denominada por vós) de Elite sudestina (olha o preconceiiiiitooooooo ). E esse ódio vem , primeiramente do ex-presidente....não se esqueçam que ele disse e repetiu diversas vezes em seus discursos desconcertantes (sim pois, quando se arriscava a grasnar de improviso, ó Deus livrai-nos daqueles momentos patéticos) e vocês querem jogar a culpa sobre os colunistas que têm sim a obrigação de rasgar o verbo sobre o que acontece de errado no país ? Não, não ! ainda, além de ridiculamente afirmarem que o mensalão não existiu quererem minimizar as consequências, protegendo os facínoras justamente do partido que surgiu como a solução e o sonho de liberdade e democracia e oportunidades mais justas para todos, sonho em que eu acreditei por muitos anos, até ocorrer os fatos que levaram à expulsão de políticos importantes do partido que se recusaram a compactuar com práticas nada honestas e sincronizadas com a ideologia primeira do partido, os quais fundaram o PSOL.....E o mais ridículo de tudo foi este texto postado aí acima Pelo Sr Milton Medeiros na tentativa de desqualificar a retórica do colunista Magnoli....E pior ainda, citar os atos anti-democráticos e ditatoriais de perseguição aberta ao grupo de comunicação Clarín na Argentina por sua presidente como se isso fosse prática correta e única saída para acabar de vez com a oposição.....Puxa que texto. É exatamente isso, "Se falas contra mim, te destruo", nenhum ditador suporta isso, nenhum suporta alguém apontando publicamente os seus mal-feitos.....fica feio né ? Então há que se virar o jogo contra estes que revelam as falcatruas como se fossem eles os vilões.....essa é a tática.....infame! Aos que concordaram cegamente em suas palavras só posso dizer que são pessoas não acostumadas a ler jornais e a saber tirar suas próprias conclusões precisando que alguém lhes diga quem é quem......são pessoas sem o poder do entendimento crítico do que se lê e sem o poder de medida e avaliação do que determinado colunista escreve a fim aferir-lhe justeza ou não. Simplórios.

  36. carla suhett Postado em 01/Nov/2012 às 00:37

    Excelente esclarecimento;mas concordo com o outro comentário acima quando diz que o autor minimizou o mensalão!!

  37. januário Postado em 02/Nov/2012 às 09:14

    Que chatice! Duvido da credibilidade de notícias que não são repetidas. Como se sabe, imprensa existe justamente para exercer o controle social, convindo faça o seu papel, como um freio de massas e o seu impulso. Eis o modulador. Assim, uma boa resposta da população no processo civilizatório depende essencialmente do poder de penetração concentrado e a sua distribuição só esfacela o processo decisório do coletivo. A título de exemplo, só há respostas efetivas das pessoas, atendendo às campanhas de vacinação, por quanto maior a concentração da mídia. Disso também decorre o aquecimento dos mercados e a mobilização coletiva em geral. Existe marketing, publicidade e tudo o mais funciona. No fundo as pessoas não estão nem aí para nada e são superficiais; preocupam-se apenas consigo mesmas. Sem o modelo atual isso não é possível. Povo, se é que você entende de povo, porque me incluo nessa sabedoria ignorante, tem que trabalhar e viver. Essa ideia de geração cabeça, que peleja pelo esfacelamento da riqueza, é gente que recebe suas subvenções, participa doutra espécie de repetição e só produz um fato muito infeliz: a falta de cientistas, tecnologia e competição, isto é, pobreza. Deixa-me comprar meu brinquedinho de marca e fazer aquela viagem bacana. Sim, é muito bom! Aquele que desejar individualmente um melhor conceito, o que pretender informação prestigiosa e rica, que se deleite nos livros, cinema e cultura em geral. Já não bastasse a pobreza, querem criar a infelicidade.

  38. Ananias Ferreira Postado em 02/Nov/2012 às 12:44

    Olhar o Brasil de uma varanda estrangeira é fácil, fazer um análise através da imprensa que vende o país lá fora pra inglês ver é comodo. Agora quem vive o Brasil dia-a-dia, sente na pele o falso, o perverso, fica indignado, mas faz suas avaliações do que ele esta vivenciando no momento. Hora, quanto custou o plano real para cada cidadão brasileiro, ás privatizações a toque de caixa,isso e muito mais... em seguida quanto custou aprovar o bolsa-família, ás leis previdênciárias, os empréstimos no BNDS, a morte do Daniel, do Toninho, o mensalão... A verdade é que o Brasil não forja sua nação a ferro e fogo, num sentido como são ás nações Européias e Norte-Americana, mas sim discimulada, onde tudo tem um preço, quando o poder é do outro eu vendo ou compro, não importa o custo, pois eles nunca pagarão. No fim quem paga é quem mora aqui, e assim vive o povo brasileiro que apanha, apanha mas não chega a sangrar, pois quem bate sabe que uma gota de sangue pode gerar uma revolução. A imprensa, a politica, o povo, todos esses agromerados são formados de seres humanos, e como tal, vivem em busca de uma perfeição que nunca vai existir enquanto a matéria estiver em primeiro plano.

  39. Cristiano Postado em 02/Nov/2012 às 16:33

    @Felipe O mensalão não é e nunca foi o maior escândalo de corrupção do Brasil! Segundo a revista Mundo Estranho, da Ed. Abril(a mesma da Veja), esses foram os 10 maiores casos de corrupção no Brasil: - 10. Me dá um dinheiro aí CASO: Máfia dos fiscais ROMBO: R$ 18 milhões QUANDO: 1998 e 2008 ONDE: Câmara dos vereadores e servidores públicos de São Paulo. - 9. Olha essa mesada! CASO: Mensalão ROMBO: R$ 55 milhões QUANDO: 2005 ONDE: Câmara Federal - 8. Siga aquela ambulância CASO: Sanguessuga ROMBO: R$ 140 milhões QUANDO: 2006 ONDE: Prefeituras e Congresso Nacional - 7. Pobre Amazônia CASO: Sudam ROMBO: R$ 214 milhões QUANDO: 1998 e 1999 ONDE: Senado Federal e União - 6. Navalha na carne CASO: Operação Navalha ROMBO: R$ 610 milhões QUANDO: 2007 ONDE: Prefeituras, Câmara dos Deputados e Ministério de Minas e Energia - 5. Bilhete premiado CASO: Anões do orçamento ROMBO: R$ 800 milhões QUANDO: De 1989 a 1992 ONDE: Congresso Nacional - 4. Cadê o fórum? CASO: TRT de São Paulo ROMBO: R$ 923 milhões QUANDO: De 1992 a 1999 ONDE: Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo - 3. Precinho camarada CASO: Banco Marka ROMBO: R$ 1,8 bilhão QUANDO: 1999 ONDE: Banco Central - 2. Chama o Van Helsing CASO: Vampiros da Saúde ROMBO: R$ 2,4 bilhões QUANDO: De 1990 a 2004 ONDE: Ministério da Saúde - 1. Manda pra fora CASO: Banestado ROMBO: R$ 42 bilhões QUANDO: De 1996 a 2000 ONDE: Paraná *E o maior de todos, que não aparece na revista da Ed. Abril, a PRIVATARIA TUCANA, que custou mais de 100 bilhões aos cofres públicos !

  40. Elisa Grec Postado em 03/Nov/2012 às 13:29

    o duro é que o cara que critica age igualzinho àqueles a quem critica. quer dizer que a opinião contrária à sua é errada e só a sua pode ser publicada, né, o grupo de jornalistas que o senhor cita está TODO errado, só vc esta certo. muito democrático da sua parte dizer isso e ainda sugerir que o governo proiba esses veiculos, super coerente. ir contra ferreira gullar e joao ubaldo ribeiro tbm. só vc é inteligente, e quem pensa como vc, né. o resto é burro.

  41. Irma Maria dos Reis Postado em 06/Nov/2012 às 09:55

    Este texto serena meu coração. Obrigada por sua lucidez e amor a justiça. Te agradeço.

  42. Paulo Postado em 06/Nov/2012 às 18:28

    De fato a mídia é tendenciosa e sempre aumenta aquilo que está contra o atual governo federal. No entanto não devemos acreditar que tudo que se publica é pura perseguição!!! Há sim verdades publicadas contra o atual governo e que devem ser investigadas. E nós como cidadãos devemos cobrar da própria mídia a imparcialidade... Por exemplo, porque não a capa da veja sobre a violência no estado de SP??? Ah sim, quem governa SP é o PSDB, ai eles seguram as palavras... É nesse ponto que devemos cobrar as mídias: IMPARCIALIDADE!!!

  43. Luiza Postado em 08/Nov/2012 às 03:14

    hahahahahhahahahahahahaha o mais engraçado desse texto é que ele é igualzinho aos textos que ele mesmo critica, é tão fácil criticar os outros sem perceber que faz o mesmo, sem uma autocritica. "A raiva com que escrevem poderia ser canalizada para causas bem mais nobres se ambos não se deixassem cativar pelo canto da sereia." Voce mesmo que escreveu esse texto deveria canalizar sua raiva pra causas mais nobres do que criticar quem não tem a mesma opinião que você sobre política. Eu não tenho uma posição política definida, por isso sempre leio os dois lados para ter visoes diferentes sobre o mesmo assunto, mas com certeza o que mais me ajuda a definir essa minha visão são os fatos concretos, e até agora você só criticou e mostrou sua raiva contra a "direita brasileira" (hahaha outro momento comédia do texto, voce realmente acredita que no Brasil de hoje em dia os ideias de direita e esquerda extremos ainda existe? Voce vive em que época? Estamos em 2012, só pra te situar), mas nao me mostrou nenhum fato para eu me opor a ela e acreditar no ideal petista, porém todos essas midias que voce citou raivosamente só me mostraram fatos concretos pra não gostar do PT. "Eles assumiram a construção midiática do escândalo" voce fala isso porque foram essas midias citadas que noticiaram a existencia do mensalao, mas e se elas nao tivessem denunciado essa corrupcao, nao tivesse tornado ela notoria? Iamos continuar vivendo sem saber e ser informado que debaixo dos tapetes politicos brasileiros havia tamanho desvio de dinheiro publico, que estavamos sendo enganados, e continuariamos acreditando que o PT é um otimo partido, sem saber de tudo isso.. É essa a construcao midiatica que voce gostaria? A construcao da enganacao do povo brasileiro? A construcao do desvio de verbas publicas para beneficiar um partido? Bom saber seu posicionamento sobre a corrupcao que seu blog ja tanto criticou antes em outros artigos (na sua critica à midia, voce propos, sem perceber, a alienacao total do povo brasileiro por falta da livre informacao, enquanto eu proponho excesso de informacao, liberdade para a imprensa escrever o que quiser e, com meu proprio discernimento, concluir o que é veridico, correto, excluindo os textos que acredito que só servem para me manipular, enganar, pois já tive a devida educacao para conseguir isso). "falência ética do jornalismo tal qual entendíamos até aqui" o que é etica jornalistica pra voce? Um texto vazio que só sabe criticar os outros como esse texto que acabo de ler? Isso é ter ética jornalistica? Ética é muito mais que isso que voce considera ser, e muito mais generico. Quem é voce pra definir o conceito de ética? "Não haverá trégua, ainda que (...) o governo Dilma continue derramando milhões de reais nos cofres das organizações Globo e Abril via publicidade oficial." Oi?! Quer dizer, voce é uma pessoa que acredita que a mídia poderia dar uma tregua ao governo petista já que a Dilma derrama milhoes de reais nos cofres da Globo e Abril?! É isso mesmo que entendi? Em outras palavras, o governo tenta comprar a Globo e a Abril entao por isso voce acredita que essas midias deveriam dar tregua ao governo? Que ética sua mais maluca é essa? "Somos todos reféns da meia dúzia de jornais que definem o que é notícia, as práticas de corrupção que merecem ser condenadas, e, incrivelmente, quais e como devem ser julgadas pela mais alta corte de Justiça do país." Vamos lá, somos todos reféns da meia dúzia de jornais (se voce fosse refem dessa meia duzia de jornais primeiro, nao existiria esse site, pois eu entendo como ser refem de meia duzia de jornais, seria nao haver outro lugar para me informar alem dessa meia duzia, logo, nao existiria blog, sites, revistas e etc com visoes diferentes, e segundo, se voce nao gosta de tal jornal, nao leia, ninguem te obriga a tanto, voce é livre pra escolher o que ler ou o que nao ler). "Somos todos reféns da meia dúzia de jornais que definem (...) as práticas de corrupção que merecem ser condenadas, e, incrivelmente, quais e como devem ser julgadas pela mais alta corte de Justiça do país." Caro autor, alem de voce nao saber em que ano estamos voce tambem nao sabe em que país estamos né?! Porque nao é o jornal que define as praticas de corrupcao que merecem ser condenadas no Brasil, existe um código penal e uma constituiçao federal no Brasil que definem isso, e outra nao existe corrupcao que mereça ser condenada e corrupcao que nao mereça ser, corrupcao é um tipo penal, ou seja, ou é corrupcao ou nao é, se existir corrupcao, logo deverá ter sua condenacao. "Depois de cinco anos morando fora do país, estou menos convencido por que diabos tenho um diploma de jornalismo em minhas mãos." Voce deveria voltar pra esse pais que voce ficou 5 anos, já que lá ser jornalista é tao melhor do que aqui no Brasil. Coloquei só os pontos principais que achei controverso num texto de uma pessoa que se acha no direito pra tecer duras criticas sem se autoavaliar antes. Tem varias outras coisas nas quais discordo, porém, se eu for ficar escrevendo, passarei dias e dias aqui.

  44. Luiza Postado em 08/Nov/2012 às 03:26

    Voces atacam a mídia, só porque a mídia ataca o partido que voces defendem e se identificam, porque se a midia atacasse a oposicao, tenho certeza que esse texto seria totalmente diferente. Voce tem uma visao que acha ser a correta, mas nao existe a visao certa e errada, só diferentes pontos de vistas. Voce quer que a midia que voce tanto criticou em seu texto tenha uma regulaçao para ela exprimir so as opinioes que voce acha que sao corretas, porque se ela exprimisse a sua opiniao, dai a midia nao seria esse bicho de sete cabecas que voce tanto criticou. Aprenda a viver com a liberdade de pensamentos. Imagine se só sua opiniao existisse no mundo? Que tedio seria o mundo se todos tivessem a mesma cabeca, as mesmas ideias, o mesmo tudo? Aprenda a ver outros pontos de vistas, pontos de vistas opostos aos seus, sem julga-los como sendo maneiras de manipular as pessoas. Se voce nao concorda com que a midia escreve, otimo, escreva sua visao, sem tecer sua raiva pelas pessoas que escrevem opinioes diferentes da sua, como se elas quisessem manipular o mundo. Menos.

  45. Sergio Postado em 14/Nov/2012 às 06:46

    Acho que faz parte da vida. Estar no poder é conviver com críticas. Ocorre que a esquerda no Brasil sempre foi muito fragmentada e nunca teve força como entidade midiática. Aparentemente, se perdia em chavões de esquerda. A direita, que se perde em chavões de direita, sempre foi mais organizada. Claro, uma delas sempre contou com a força das armas. Acredito que o mais correto a se fazer é rir cada vez mais alto do que escrevem os jornalecos e as revistinhas. Rir e mostrar os absurdos, sem vociferar.

  46. Mario Postado em 20/Nov/2012 às 19:31

    Sei, o ódio é só do lado conservador, o lado da esquerdalha só tem bonzinho, vestais da dignidade e santinhos que só querem o bem dos pobres.....hahahahaah....liga o cérebro no tranco com meu pé e acorda pra vida.

  47. Rubens Sousa Postado em 30/Nov/2012 às 22:05

    Não se trata aqui no Brasil de fritar ou demolir um presidente operário e analfabeto, isso é construção da esquerda burra que adora trabalhar no imaginário popular de que LULA é vítima de preconceito ou por ser nordestinno ou por ser operário. Ora, nordestino a muito deixou de ser, operário nunca foi - a rigor - sempre foi um lacaio da FIESP e do governo militar. O que o senhor JAIME AMPARO ALVES precisa entender é que estamos cansado de corruptos. O PT ideológico e sério semeou boa semente no sentido de repulsa à corrupção. Agora que o que foi plantado com bastante competência está dando frutos, que culpa temos nós se os corruptos hodiernamente são do PT. Será que esse jornalista quer que o povo brasileiro deixe cobrar cadeia para os atuais quadrilheiro da política nacional só porque são petista? Ao meu juízo, os petistas que se envolvem em rapinagem devem ser punidos em dobro, porque nos ensinaram a querer um Brasil menos corruptos e, ao assumirem o poder fizeram do Estado um campo fértil de corrupção NUNCA VISTO NA HISTÓRIA DESTE PAÍS. Querer crucificar a imprensa é a forma mais cômoda de tampar o sol da corrupção com o manto do PRECONCEITO! Deixe de ser medíocre, homem!!!!

  48. PÂMELA CRISTIANE DA SILVA Postado em 04/Dec/2012 às 19:45

    A MÍDIA VAI CONTRA O PT,PORQUE A DILMA ASSIM COMO O LULA TEM FEITO UM OTÍMO TRABALHO PARA TODA A POPULAÇÃO COM IGUALDADE ,DIFERENTEMENTE DO (PSDB),QUE SÓ FEZ MELHORAR O PODER AQUISITIVO DE PESSOAS QUE JÁ NASCERAM EM BERÇO DE OURO........ A MÍDIA QUER DESMORALIZAR O GOVERNO DA DILMA .......ELA É MULHER,TA FAZENDO A DIFERENÇA,TÁ TIRANDO PESSOAS CORRUPTAS DO PODER OU SEJA ELA ESTÁ VARRENDO GERAL E TÁ ENCOMODANDO MUITA GENTE..........OS POBRES SÓ QUEREM O MÍNIMO DE DIGNIDADE NA VIDA!!!!!

  49. Joaquim Fachardo Postado em 05/Dec/2012 às 10:57

    O PT ñ tem ética...se atropelam uns aos outros por dinheiro...assim mostram seu avesso...e no avesso é que estão os arremates!!!...vá reclamar com o zé dirceu e sua gang!!!

  50. Candellori Postado em 10/Dec/2012 às 07:51

    A caminho do comunismo... parabéns a todos que estão conseguindo levar não só o Brasil, mas toda América Latina a uma ditadura comunista. Hipócritas não é uma ofença e sim uma virtude que todos petistas e esquerdistas tem. Afinal acusar e imputar aos outros seus maiores defeitos tem funcionado desde as primeiras tentativas do Lula no poder.

  51. Marcio Postado em 10/Dec/2012 às 11:47

    O Brasil está tão a esquerda das coisas que qualquer no notícia falando mal do governo significa mídia golpista. Quem disse que a mídia vai contra o governo ? Qual meio de comunicação falou alguma vez do Foro de São Paulo presidido por anos pelo PT em conluio com toda organização de esquerda sulamericana (Farc) sem ser sites independentes ? Qual emissora se atreve falar mal do Lula ? Qual mídia fala dos discursos do Zé Dirceu no PT falando abertamente em totalitarismo ? Sabe aquele filme matrix em que Morfheus mostra duas pílulas, uma azul outra vermelha. A azul vai abrir sua consciência e ver tudo o que é a realidade. Mas ele só promete a verdade. Quando New acorda vê que a verdade é muito dura, sofre um choque. Tem um personagem (não me lembro o nome) que mesmo sabendo a verdade, fica arrependido de não ter tomado a pílula vermelha. Com ela simplesmente você vai viver sua pseudo-vida feliz da vida pensabdo que o Brasil é assim mesmo.

  52. Bruno Postado em 10/Dec/2012 às 21:07

    Tão pegando leve, e pegando leve a muito tempo, o Foro de São Paulo sr.Demétrio Magnoli ? Você não acredita no que vê mas sim no que pensa.

  53. Thiago Postado em 11/Dec/2012 às 17:17

    "Bruno, em 10 de dezembro de 2012 às 21:07 disse: Tão pegando leve, e pegando leve a muito tempo, o Foro de São Paulo sr.Demétrio Magnoli ? Você não acredita no que vê mas sim no que pensa." Sério que vocês não notaram que foi o Jaime Amparo Alves que escreveu o texto? Só podem estar de brincadeira

  54. Augusto jr. Postado em 13/Dec/2012 às 16:39

    Que visão pequena tem essa senhora Luiza. Depois de tudo que li, e que acredito que ela também , fiquei tonto pela forma com ela distorce uma interpretação tão simples dos fatos. São esses tipos que eles gostam, são os Malafaias da vida

  55. Marcel F. Postado em 22/Dec/2012 às 23:26

    Sua reportagem é tendenciosa. Nada contra ao PT ou contra qualquer partido. Infelizmente é um jogo em que todo brasileiro comum é peça manipulável. Tanto eu, como você, jamais deixaremos de ser uma peça manipulada e manipulável deste sistema. Falar de corrupção, embora tenhamos que a combater, é "chover no molhado"! Estas maracutaias sempre existiram, em grau maior ou menor, e não há força política ou partido que consiga extirpar cem por cento deste mal! Deveria você ser fosse mais imparcial, embora o considere corajo ao atacar seus colegas jornalisatas desta forma! Sabemos que na política e sociedade sempre haverá interesses e manipulações. Todos são cabeças pensantes e suficientemente inteligentes para não ser tão manipulados. Sabem que estão "fazendo história" e são responsáveis pelo que escrevem e falam - como você. Independentemente do organismo a quem prestam serviços jornalísticos. Quantos aos veículos de comunicação, são organismos poderosos, detém o poder da imprensa e é obvio que os jornalistas veiculam informações, embora de interesses sociais, segmentadas e sobre diretrizes destas instituições. Infelizmente, não há outra forma - Menos mal, pelo menos informam. Trabalham, contribuem. Cabe ao leitor ter análise crítica e criteriosa do que é veiculado: Rede Globo, Veja, Folha de São Paulo ou qualquer outra instituição midiática não são deuses e nem donos de verdade alguma. Hoje em dia, há diversas fontes de notícias (confiáveis ou não) e os assuntos são diversos. Quanto à posteridade, acredito que os futuros profissionais saberão destinguir o "bom do ruim" ou o "certo do errado". Um grande abraços! Mais política e menos partido, tá!

  56. Thiago Postado em 26/Dec/2012 às 20:36

    @Marcel F. O texto não é uma reportagem, é um artigo opinativo.

  57. cinira Postado em 26/Dec/2012 às 22:21

    GOSTEI, É ISSO MESMO,ESTA NA CARA A PERSEGUIÇÃO,MAS NÃO IRÃO CONSEGUIR SEUS INTENTOS,PORQUE O POVO JÁ APRENDEU A TIRAR SUAS PROPRIAS CONCLUSÕES, ELES NÃO CONSEGUIRÃO NOSSA PRESIDENTA DILMA,É UMA MULHER CORRETISSIMA,E DE MUITA FIBRA,ENTÃO KKKKKKK PARA ELES..

  58. Gilberto Jorge Postado em 28/Dec/2012 às 23:24

    O artigo pôs o dedo na ferida. Mas, me diga, por quê vocês simplesmente não deletam esses comentários dos trolls?

  59. Luiz Paulo Lima Postado em 28/Dec/2012 às 23:54

    As vezes tenho a impressão de que o jornalista escreve para os jornalistas. E o povão de viés, recebe e aceita estas opiniões muito bem articuladas como verdades. O que é comentado pelos veículos de comunicações de fora sobre o Brasil, segue a cartilha dos princípios e interesses. Minimizar aqui o caso 470 (mensalão) como um casinho qualquer , um erro de percurso é substemar a inteligência de uma parte significativa da sociedade brasileira. Além da corrupção esta referida imprensa não fala também sobre as condições da saúde pública,educação e a violência principalmente sobre extermínios dos jovens negros pelo brasil afora, por conta dos princípios e interesses. A Tv Justiça cumpriu a sua função constitucional, mostrou além do rito, debate de idéias e conceitos jurídicos entre os magistrados, serviu também para dar o recado de que o STF não é uma Instituição oculta. Portanto ao que parece, a Presidenta Dilma e o Haddad terão a chance histórica de reaprender com estes lamentáveis episódios , dando um sinal diferente da ortodoxia e resistências petistas , de esperança e de futuro para este país..Como Jornalista defendo a independência do leitor, telespectador, internauta de ter vida própria nas suas opiniões, que diga se de passagem sempre em momentos decisivos acertaram..

  60. Roberto Crillo Postado em 31/Dec/2012 às 00:15

    O PT precisa fazer autocrítica e admitir que errou. A imprensa não inventou o dólar na cueca. A imprensa não invetou Marcos Valério. A imprensa não inventou Rosemary. Mas a imprensa tb não investiga 20 anos de PSDB em São Paulo. Agora, jogar toda culpa no colo da imprensa, como quer o PT, como se o partido fosse de santos, aí é demais.

  61. wlangeani Postado em 12/Jan/2013 às 18:27

    pelo seu presidentA Dilma é possível inferir a imparcialidade em suas posições e a sua formação como "jornalista"

  62. Magali Postado em 04/May/2013 às 06:37

    Vivi 9 anos em POrtugal e tb percebi q lá fora as coisas boas q o governo Lula fez foi noticiado e aqui não...simplesmente não falam nada...não deixam nunca os brasileiros sentirem orgulho pelo que são, ao contrário estão sempre a postos p nos desmoralizar, rebaixar nossa auto-estima, até já me perguntei se o governo americano e europeu não estão por trás disso... não nos deixam crescer moralmente. O Lula abriu uma conferencia na Onu (na epoca em q os USA queriam arranjar meios de invadir o Irã) e foi aplaudido de pé...lembro-me q saiu em todos os jornais da Europa e lembro-me de ver minha irmã chorar vendo aquilo e eu chorei tb...nunca mais seríamos os mesmos... mas...aqui no Brasil nada foi divulgado, a mídia esconde os nossos tesouros q nos enriquecem

  63. Jorge de Figueiredo Postado em 11/May/2013 às 18:46

    Não de pode tirar leite das pedras...Mas, pode-se ter as pedras para pegar as vacas...

  64. Amilton Postado em 03/Jul/2013 às 23:50

    Meus Deus... o que esse Milton Medeiros escreveu... sequer chegou a ler a autoria do texto acima!!! ... tentou escrever bonito... e pareceu mais um jmento!

  65. Nicolau Postado em 14/Sep/2013 às 11:57

    Abaixo a Elite Socialista podre do PT! O PT é a cara podre da família capitalista degenerada dos Suplicy!

  66. Rita Postado em 21/Nov/2013 às 17:41

    Um texto bastante profundo e esclarecedor!

  67. Júlio César Postado em 21/Nov/2013 às 17:48

    Obrigado pelo texto, ele é tão real que muitas pessoas nem notam o que comentam e o fazem com o mesmo sentido exposto no texto. É triste o elitismo brasileiro ainda ser tão discriminatório. Nunca entendi o que o Lula gera na cabeça desta elite, raiva, inveja, e tantos outros sentimentos que se elite fosse nobre eles não existiriam. Tudo bem, como a maioria é povão, que mesmo ignorante tem percepção, esta elite terá que engolir mais 4 anos de Dilma e tantos outros sem a elite no poder, enquanto o sentido do governo for para o povo e menos favorecidos. Quanto aos roubos de todas as naturezas e origens sou terminantemente contra desde sempre, seja por quem for, que partido seja, que motivo houver. Minha esperança é que todos que pensam assim (ladrões), que agem ou agiram assim sejam banidos definitivamente da política brasileira, só assim poderemos ter um Brasil de verdade !

  68. Eleazar de Castro Ribeiro Postado em 21/Nov/2013 às 19:16

    Percebo que sobram tendenciosidades na análise dos nossos cientistas sociais. Eles ainda não perceberam que a realidade mudou no País e está mais difícil pintar quadros do contexto sem olhar questões multifacetadas e dialéticas do dia a dia. Um exemplo clássico: Maluf, outrora demonizado, a encarnação do mal na política, agora faz parte da aliança do PT em São Paulo. Sarney, o patriarcalista símbolo do Nordeste atrasado, é do arco de alianças do PT. De fato, a imprensa dos grandes grupos já assumiu um papel muito claro de crítica ao PT, mas nem mesmo isso é 100% verdade. A Globo, por exemplo, investe pesado numa ponte que lhe mantenha trafegando com o governo, o que é parte do seu DNA histórico, e minimiza as críticas ao PT. É uma aliada de peso no anestesiamento e domesticação das classes populares. As críticas do restante da imprensa bateriam na parede se toda a corrupção descoberta no mensalão fosse fantasia. VEJA patinaria desgovernada se os dólares na cueca do assessor do irmão do Genoíno fossem invenção. Se a Rosemary fosse mera especulação. Aceitar que a imprensa burguesa está governando nossas mentes e corações é admitir que somos burros e alienados, e que não sabemos pensar fora da caixa dos ensaios tendenciosos de VEJA. O PT tem seus méritos na evolução da história política brasileira (falo isso porque voto no PT desde 1989), mas pisou na bola feio ao ser condescendente e praticar a corrupção. Acho que o Jaime, com todo o respeito pela sua habilidade textual, precisa também enxergar menos a sociedade pela organização e riqueza sob o ponto de vista texano e vir morar mais algum tempo no Brasil, para voltar a compreender as nuances da realidade brasileira.

  69. Paulo Accorsi Junior Postado em 22/Nov/2013 às 00:28

    Não se trata de nos colocarmos no plano do embate. Paixões são gostosas mas cegam. Trata-se de discutir as questões...que é o que não se faz. O Lacerdismo deixou marcas indeléveis na consciência política brasileira. As críticas são predominantemente de ordem moral. Não se entra no debate sobre o mérito das políticas. Aliás, as vezes até entramos, mas.....existe possibilidade de opositores desfrutarem do mesmo poder de emissão que tem a grande mídia? Muito há de errado e muito há de certo. Não se trata de uma oposição radical entre pólos. Há espaços intermediários nos quais o pensamento crítico pode se instalar.O mensalão é gravíssimo mas não deve embaçar nossa inteligência, a lógica, propriedade do espírito humano: estou certo de que os Petistas pareceriam colegiais perto das privatizações das Tele. O problema é que o mensalão não deu muito pra todo mundo. As tele são quem financia a existência, o alimento, o ar da mídia pesada, motivo, certamente pelo qual ninguém ousou insistir na tecla de uma CPI. Aliás como em relação à Siemens agora. Gozado....ninguém fala nada: eu acho que é porque a Siemens tem uma cara barbeada, clean, modernosa, high tech com a qual nós nos identificamos. Não estou dizendo que há corrupção menos grave por isso. Mas exercitem vossas inteligências para não virarem rebanho de alto nível. Aprendam como propugnou o velho Nelson Rodrigues, que toda unanimidade é burra. Não é o tudo e o nada. O bem e o mal. Deus e o diabo. Só que, como as coisas andam, vale a mesma e velha fórmula "aos amigos tudo aos inimigos a lei." Ingenuos petistas pensaram que conquistar o governo significaria hegemonia na sociedade. Os ratos gordos perderam a máquina de governo,mas tem firmes, profundas e sólidas raízes cravadas na sociedade,que suas redes de relações lenta, firme e caprichosamente construíram com um conservadorismo de 500 anos, num país onde sempre estiveram ausentes grandes rupturas políticas. E o PT apenas percebeu isto claramente: não teriam acesso ao poder se não cooptassem parte destas oligarquias às quais o escândalo não chamusca nunca. E elas não estão nem aí. São tão donas do Maranhão quanto os vizinhos opositores do Ceará. Daí o nos sentirmos traídos depois de mais de vinte anos nos acenando com alternativa a um conservadorismo paralisante como o brasileiro. Mas........se o mundo está incompreensível, raivosos de plantão, se o diverso, o confuso e ambíguo, que são próprios da atmosfera plural e democrática lhes deixa sem ar, façam como fizeram em 64, os jornais hoje, "baluartes" da liberdade de expressão, chamem os "restauradores da inteligibilidade do mundo, pra que tenhamos a ilusão de que vivemos num éden tropical.

  70. Ricardo Postado em 23/Nov/2013 às 04:26

    Prezado senhor, o Brasil não tema maior carga tributária do mundo. E nosso progresso quanto ao IDH em 12 anos foi surpreendente. Queira dormir Brasil e acordar Suíça?

  71. Diniz Postado em 26/Nov/2013 às 15:52

    Não entendo como alguém pode dar crédito a figuras como Demétrio Magnoli, que sempre erra grotescamente em suas análises. Em 2009, a revista Época elegeu as 100 pessoas mais influentes do país, em uma edição especial “Líderes & Reformadores”. Entre eles estava Demóstenes Torres. O texto sobre ele foi escrito por Demétrio Magnoli. Escreve Magnoli que Demóstenes é uma das figuras “mais destacadas” que “atestam o caráter insubstituível do parlamento”. Vai além: “Não é preciso concordar com tudo o que ele pensa ou faz para homenagear Demóstenes”. E completa, como uma profecia às avessas: “Demóstenes não é mais um comerciante no mercado em que se trafica influência em troca de cargos ou privilégios. Ele tem princípios e convicções”. Como sabemos, Demóstenes foi expulso do Senado justamente por ser pego em gravações telefônicas traficando influência em favor do bandido Carlinhos Cachoeira.

  72. André Cardoso Postado em 13/Apr/2014 às 13:51

    Concordo, desconcordo e volto a concordar. Concordo que existe uma crescente avalanche de comentários de descontentamentos em várias mídias, mas acho que todas elas estão corretas, e me desculpe, mas a sua visão de que a maioria de grandes escritores estarem erradas, esta sim é ERRADA !!!! Se tu estivesse perfeito as pessoas (e os escritores as representam) estariam contentes. O que não é o caso. E nem deve ser. Talvez você estando distante não entenda a realidade de violência brasileira, falta de recursos básicos: transporte decente, saúde decente, educação decente ... DESCONCORDO: sobre a política externa brasileira apresentar um bom trabalho: não faz mais que a obrigação e além do quê, todos sabem que o PT sabe muito bem se impôr e vender imagem. Só não sabe administrar. CONCORDO: enquanto só uma emissora ter toda a visibilidade e pompa, as opiniões diversas a ela serão suplantadas. E aí meu amigo: vai saber a intenção da emissora : benefício próprio, ajudar ao governo (fingindo ser uma oposição falsa) ou o quê ?

  73. Alfredo Postado em 09/May/2014 às 08:47

    Volta para o Brasil

  74. Richard Albert Nunes Postado em 04/Jun/2014 às 00:58

    Belíssimas palavras, estupenda retórica e muito blá,blá, blá. Falou-se muito e não disse nada. Seria mais honesto intectualmente se transcreve-se os artigos e os contra-argumenta-se. Mas não, "adjetivos" foram muitos, e nenhuma análise sobre fatos. Lamentável!!! Salve a retórica Marxista!

  75. João Carlos Correia Postado em 15/Jun/2014 às 12:22

    Faltou um nome na lista desses "jornalistas": Olavo de Carvalho, o mentor dessa atual onda de ódio da imprensa. Não morro de amores pela Dilma, Lula e o PT. Se fazem burradas e cometem erros grosseiros, merecem ser criticados e vaiados. Porém, com a desculpa de "liberdade de expressão", seus críticos e opositores tem passado dos limites, como ocorreu na abertura da Copa do Mundo, na qual usaram palavras chulas e de baixo calão quando vaias seriam mais do que suficientes. E não se constrangeram com o fato de o mundo inteiro estar escutando tudo aquilo, afinal estavam "se expressando livremente". Assim caminha a direitalha (para quem ainda não sabe, "direitalha" é a mistura de "direita" com "canalha")...

  76. karla Alegro Postado em 16/Jun/2014 às 09:26

    O ódio da meia dúzia da mídia brasileira contaminou o brasileiro que quis se contaminar por conveniência.

  77. Paulo Roberto Postado em 16/Jun/2014 às 23:33

    Vcs vivem no exterior. Experimentem voltar pra cá.

  78. Joao Postado em 18/Jun/2014 às 23:49

    Quem acredita no Lula? Você fala do sociólogo, mas quando o PT faria uma transição como FHC fez? Eles são cheios de ódio. Se critica o PT ou você é fascista ou é coxinha. Eu não tô nem aí pro PSSB, acho que quem realmente se importa com os pobres faz o que o Mujica faz, não como o Lula. Nem tampouco como os tucanos. Mas usar o termo chamado mensalão é demais. O Lula não vê nada, a Dilma assina documento sem ler. Quando acerta, são injustiçados, quando estão ligados à corrupção são sujeitos a erros primários. Isso é fanatismo!

  79. José costa Silva Postado em 20/Jun/2014 às 00:21

    nosso povo não merece os jornalistas são mais sujo Qué os políticos.

  80. Ademário Costa Postado em 20/Jun/2014 às 11:07

    Os resultados estranhos da pesquisa do IBOPE. Dia 19/06, o IBOPE divulgou mais uma pesquisa de intenções de voto para a presidência da republica. A primeira vista só motivos de comemorações para a campanha Dilma. Afinal comparados os resultados entre esta e a ultima pesquisa, Dilma cresce em todos os cenários. Cresce em relação a soma de todos os outros candidatos e cresce no segundo turno. Na pesquisa divulgada dia 10 de junho os outros candidatos somavam 42% na estimulada enquanto Dilma pontuava com 38%. Na pesquisa atual essa diferença recua para 1%, tendo Dilma 39% e a soma dos outros apenas 40%. Um detalhe interessante é que entre os chamados outros, temos o senador Magno Malta do PR, com 2%, cujo partido está prestes a declarar apoio à candidatura Dilma. Os resultados do segundo turno também demonstram o fortalecimento de Dilma. A diferença em um evenual segundo turno aumentou de 8 para 11 pontos, enfrentado Aécio e de 9 para 13 pontos, enfrentando Campos. Até aqui tudo bem. Se fizermos uma comparação com o monitoramento da internet veremos uma tendencia de mudança de humor que caminha na mesma direção. No período entre as duas pesquisas cresceu 11 vezes a quantidade de textos na rede, favoráveis a copa. Creseceu também as referencias positivas à presidenta na rede que chegou a 60%. O monitoramento da internet e a intenção de voto no primeiro e segundo turno da pesquisa IBOPE apontam uma tendência de mudança de humor do eleitorado. A mesma tendência que se expressa nas ruas e na participação popular na COPA. O problema é quando comparamos estes resultado com a avalição do governo e da maneira de governar da presidenta nas mesmas pesquisas IBOPE, os resultados apresentam uma piora significativa. A avaliação do governo piorou de 27% para 33% de ruim e péssimo e a aprovação da maneira da presidenta Governar caiu de 51% para 47% Segundo o IBOPE os eleitores ficaram mais insatisfeitos com o governo e com a presidenta, mas ao mesmo tempo ficaram com mais vontade de votar pela sua continuidade. Estariam os brasileiros sofrendo coletivamente de síndrome de Estocolmo, esquizofrenia ou masoquismo? A piora na avaliação do Governo e da Maneira de governar aparecem como o único resultado positivo para a torcida contra. E são melhor do que a encomenda para quem não teria nada a apresentar nos telejornais. Já estou até vendo as manchetes. - Avaliação do governo está em queda e pesquisas apontam que haverá segundo turno. Ademário Costa- Cientista Socia https://www.facebook.com/photo.php?fbid=661392700601867&set=a.191051177636024.47804.100001934284988&type=1&theater

  81. Inti Máximo Postado em 20/Jun/2014 às 11:59

    Texto corajoso, real, e muito bem escrito. De fazer tremer um reacionário direitista. Parabéns!

  82. JM Le.Pacheco Postado em 22/Jun/2014 às 19:36

    Obrigado por este texto professor, enfim temos um intelectual que nos informa com lucidez este momento tão deturpado pela visão distorcida da mídia nacional.

  83. Pablo Postado em 25/Jun/2014 às 11:28

    Ótimo texto! abs

  84. Marcelo Postado em 27/Jun/2014 às 23:59

    Dilma precisava se inspirar um pouquinho em seu líder de juventude: Leonel de Moura Brizola!!!

  85. Elaine Postado em 28/Jun/2014 às 19:35

    Li o texto e achei bem consistente com a realidade e compartilho a mesma opinião de que a mídia não é isenta e tem ódio do PT, por causa do nordestino que conseguiu se projetar muito mais internacionalmente do que o almofadinha da Sorbbone. Acho engraçado os comentários indignados das pessoas defendendo este bando de jornalistas canalhas e penso que, independente de qualquer coisa ou ideologia, é extremamente perigoso meia dúzia de famílias serem detentoras de meios midiáticos, não? Todas as opiniões destas pessoas reverberam por aí do mesmo jeito.

  86. Oscar Postado em 29/Jun/2014 às 12:17

    EXCELENTE ARTIGO, PARABÉNS!

    • Robson Postado em 03/Jul/2014 às 22:38

      Só possa lamentar tanto desperdício de tempo pra ler isso. Eca!

  87. QuilombONNQ 20/11/1970 Postado em 18/Jul/2014 às 22:53

    CARLOS DE ASSUMPÇÃO – O maior poeta negro da historia do Brasil autor do poema o PROTESTO Hino Nacional da luta da Consciência Negra Afro-brasileira, em celebração completou 87 anos de vida. CARLOS DE ASSUMPÇÃO nasceu 23 de maio de 1927 em Tiete-SP completando 87 anos de vida com sua família, amigos e nós da ORGANIZAÇÃO NEGRA NACIONAL QUILOMBO O. N. N. Q. FUNDADO 20/11/1970 (E diversas entidades e admiradores parabenizam o aniversario de 87 anos do mestre poeta negro Carlos Assumpção) tivemos a honra orgulho e satisfação de ligar para a histórica pessoa desejando felicidades, saúde e agradecer a Carlos de Assunpção pela sua obra gigante, em especial o poema o Protesto que para muitos é o maior e o mais significante poema dos afros brasileiros o Hino Nacional dos negros. “O Protesto” é o poema mais emblemático dos Afros Brasileiros e uns das América Negra, a escravidão em sua dor e as cicatrizes contemporâneas da inconsciência pragmática da alta sociedade permanente perversa no Poema “O Protesto” foi lançado 1958, na alegria do Brasil campeão de futebol, mas havia impropriedades e povo brasileiro era mal condicionado e hoje na Copa Mundial de Futebol no Brasil 2014 o poema “O Protesto” de Carlos de Assunpção está mais vivo com o povo na revolução para (Queda da Bas. Brasil.tilha) as manifestações reivindicatórias por justiça social econômica do povo brasileiro que desperta na reflexão do vivo protesto. O mestre Milton Santos dizia os versos do Protesto e o discurso de Martin Luther King, Jr. em Washington, D.C., a capital dos Estados Unidos da América, em 28 de Agosto de 1963, após a Marcha para Washington. «I have a Dream» (Eu tenho um sonho) foram os dois maiores clamores pela liberdade, direitos, paz e justiça dos afros americanos. São centenas de jornalistas, críticos e intelectuais do Brasil e de todo mundo que elogia a (O Protesto) (Manifestação que é negra essência poderosa na transformação dos ideais do povo) obra enaltece com eloquência o divisor de águas inquestionável do racismo e cordialidade vigente do Brasil Mas a ditadura e o monopólio da mídia e manipulação das elites que dominam o Brasil censuram o poema Protesto de Carlos de Assunpção que é nosso protesto histórico e renasce e manifesta e congregam os negros e todos os oprimidos, injustiçados desta nação que faz a Copa do Mundo gastando bilhões para uma ilusão de um mês que poderá ser triste ou alegre para o povo brasileiro este mesmo que às vezes não tem ou economiza centavos para as necessidades básicas e até para sua sobrevivência e dos seus. No Brasil . Poema. Protesto de CARLOS DE ASSUMPÇÃO Mesmo que voltem as costas Às minhas palavras de fogo Não pararei de gritar Não pararei Não pararei de gritar Senhores Eu fui enviado ao mundo Para protestar Mentiras ouropéis nada Nada me fará calar Senhores Atrás do muro da noite Sem que ninguém o perceba Muitos dos meus ancestrais Já mortos há muito tempo Reúnem-se em minha casa E nos pomos a conversar Sobre coisas amargas Sobre grilhões e correntes Que no passado eram visíveis Sobre grilhões e correntes Que no presente são invisíveis Invisíveis mas existentes Nos braços no pensamento Nos passos nos sonhos na vida De cada um dos que vivem Juntos comigo enjeitados da Pátria Senhores O sangue dos meus avós Que corre nas minhas veias São gritos de rebeldia Um dia talvez alguém perguntará Comovido ante meu sofrimento Quem é que esta gritando Quem é que lamenta assim Quem é E eu responderei Sou eu irmão Irmão tu me desconheces Sou eu aquele que se tornara Vitima dos homens Sou eu aquele que sendo homem Foi vendido pelos homens Em leilões em praça pública Que foi vendido ou trocado Como instrumento qualquer Sou eu aquele que plantara Os canaviais e cafezais E os regou com suor e sangue Aquele que sustentou Sobre os ombros negros e fortes O progresso do País O que sofrera mil torturas O que chorara inutilmente O que dera tudo o que tinha E hoje em dia não tem nada Mas hoje grito não é Pelo que já se passou Que se passou é passado Meu coração já perdoou Hoje grito meu irmão É porque depois de tudo A justiça não chegou Sou eu quem grita sou eu O enganado no passado Preterido no presente Sou eu quem grita sou eu Sou eu meu irmão aquele Que viveu na prisão Que trabalhou na prisão Que sofreu na prisão Para que fosse construído O alicerce da nação O alicerce da nação Tem as pedras dos meus braços Tem a cal das minhas lágrima Por isso a nação é triste É muito grande mas triste É entre tanta gente triste Irmão sou eu o mais triste A minha história é contada Com tintas de amargura Um dia sob ovações e rosas de alegria Jogaram-me de repente Da prisão em que me achava Para uma prisão mais ampla Foi um cavalo de Tróia A liberdade que me deram Havia serpentes futuras Sob o manto do entusiasmo Um dia jogaram-me de repente Como bagaços de cana Como palhas de café Como coisa imprestável Que não servia mais pra nada Um dia jogaram-me de repente Nas sarjetas da rua do desamparo Sob ovações e rosas de alegria Sempre sonhara com a liberdade Mas a liberdade que me deram Foi mais ilusão que liberdade Irmão sou eu quem grita Eu tenho fortes razões Irmão sou eu quem grita Tenho mais necessidade De gritar que de respirar Mas irmão fica sabendo Piedade não é o que eu quero Piedade não me interessa Os fracos pedem piedade Eu quero coisa melhor Eu não quero mais viver No porão da sociedade Não quero ser marginal Quero entrar em toda parte Quero ser bem recebido Basta de humilhações Minh'alma já está cansada Eu quero o sol que é de todos Ou alcanço tudo o que eu quero Ou gritarei a noite inteira Como gritam os vulcões Como gritam os vendavais Como grita o mar E nem a morte terá força Para me fazer calar. Organização Negra Nacional Quilombo ONNQ 20/11/1970 – [email protected]

  88. Roger Costa Postado em 19/Sep/2014 às 13:13

    Por isso se faz necessária a regulamentação da mídia. Um grande desafio para a democracia brasileira, assim como é a reforma política. Demétrio Magnoli , Marco Antonio Villa, Ricardo Noblat , Merval Pereira, Dora Kramer, Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Eliane Catanhêde, a história bem escrita e pesquisada, há de mostrar o quão vocês são medíocres e fascistas. Adoradores da fogueira das vaidades, que tem uma condição intelectual miserável. Victor Hugo com "Os miseráveis" é tão atual na sua essência. Assim caminha a humanidade!