Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Esquerda 07/Sep/2012 às 14:09
4
Comentários

Niemeyer, Lula e personalidades do mundo assinam manifesto de apoio a Chávez

O manifesto de intelectuais, artistas e ativistas sociais da Rede en defesa da Humanidade, em apoio ao presidente venezuelano Hugo Chávez pode ser lido abaixo. Confira quem assinou

sean penn hugo chávez venezuela

Ator hollywoodiano e vencedor do oscar Sean Penn é uma das personalidades que assinam o manifesto em apoio à reeleição de Hugo Chávez. Veja a lista completa, abaixo. Foto: divulgação

Diz o Manifesto:

“Em 7 de outubro próximo terão lugar as eleições presidenciais na Venezuela. Nesse dia se decidirá o destino de uma revolução que conseguiu que as maiorias desse país saiam da marginalidade e do desamparo e deu contribuições decisivas à integração latino-americana e caribenha e ao processo de transformações nesta região.

Ao longo de todos estes anos, e em particular durante a atual campanha eleitoral, os Estados Unidos puseram em prática na Venezuela as mais diversas formas de ingerência, de maneira aberta ou valendo-se de entidades supostamente autônomas.

Ao mesmo tempo, a grande máquina midiática a serviço da reação interna e dos interesses imperiais, tem trabalhado sem trégua para danificar a imagem da revolução bolivariana e em particular de seu líder, o presidente Hugo Chávez Frias.

Leia também

Acusaram-no de antidemocrático, sem reconhecer que ele se submeteu à consulta popular e eleitoral em 13 ocasiões, e inclusive têm recorrido a infâmias associadas a seu estado de saúde. Agora pretendem subtrair legitimidade ao Conselho Nacional Eleitoral, criar um clima de desconfiança em torno do desenvolvimento das eleições e seus resultados e assentar as bases para possíveis ações futuras de desestabilização.

Conscientes da transcendência deste momento histórico para a Venezuela, a América Latina, o Caribe e o mundo, manifestamos nossa solidariedade com a revolução bolivariana e seu presidente, exigimos respeito à soberania do povo venezuelano e convocamos intelectuais, artistas e lutadores sociais a respaldar esta iniciativa”.

Assinam

Adolfo Pérez Esquivel, Argentina; Nadine Gordimer, África do Sul; Oscar Niemeyer, Brasil; Alicia Alonso, Cuba; Luiz Inácio Lula Da Silva, Brasil; Samir Amir, Egito; Roberto Fernández Retamar, Cuba; Pablo González Casanova, México; Miguel Barnet, Cuba; Alfonso Sastre, Espanha; Leo Brouwer, Cuba; Padre Miguel d’Escoto, Nicarágua; Danny Glover, EUA; Frei Betto, Brasil; Graziella Pogolotti, Cuba; Ignacio Ramonet, Espanha e França, Ramsey Clak, EUA; Luis Britto García, Venezuela; Fernando Martínez Heredia, Cuba; Rafael Cancel Miranda, Porto Rico; Thiago de Mello, Brasil; Atílio Borón, Argentina; Reverendo Raúl Suárez, Cuba; Daniel Viglietti, Uruguai; Andy Montañez, Porto Rico; Andrés Sorel, Espanha; Eduardo Torres Cuevas, Cuba; Cindy Sheehan, EUA; François Houtart, Bélgica; Pablo Armando Fernández, Cuba; Pablo Guayasamín, Equador; Manuel Cabieses, Chile; Sean Penn, EUA; Osvaldo Martínez, Cuba; William Blum, EUA; Stella Calloni, Argentina; Luciano Vasapollo, Italia; Danny Rivera, Porto Rico; Víctor Heredia, Argentina; Santiago Alba Rico, Espanha; Luis Carbonell, Cuba; Plínio de Arruda, Brasil; Carmen Bohórquez, Venezuela; Michael Parenti, EUA; Camille Chalmer, Haiti; Ramón Chao, Espanha e França; Héctor Díaz-Polanco, México; Ramiro Guerra, Cuba; Franz Hinkelammert, Alemanha e Costa Rica; Alicia Hermida, Espanha; Bernard Cassen, França; Martín Almada, Paraguai; Jorge Ibarra, Cuba; Willie Toledo, Espanha; Oscar Zanetti, Cuba; Carlos Fernández Liria, Espanha; Red Ronnie, Itália; Carlos Molina, El Salvador; Ricardo Flecha, Paraguai; Jorge Perugorría, Cuba; Luis Alegre Zahonero, Espanha; Flora Fong, Cuba; Digna Guerra, Cuba; Boris Kagarlitsky, Rússia; Saúl Landau, EUA; Adalberto Álvarez, Cuba; Fernando Buen Abad, México; Jaime Losada, Espanha; Gilberto López e Rivas, México; Hugo Moldiz, Bolívia; Marília Guimaraes, Brasil; Ana Esther Ceceña, México; Hildebrando Pérez Granda, Peru; Carlo Frabetti, Itália e Espanha, Roberto Méndez, Cuba, Pascual Serrano, Espanha; Salim Lamrani, França; Irene Amador, Colômbia e Espanha; Corina Mestre, Cuba; Fernando Rendón, Colômbia; Arturo Corcuera, Peru; Raúl Pérez Torres, Equador; Gennaro Carotenuto, Itália; Hernando Calvo Ospina, Colômbia e França; Lesbia Vent Dumois, Cuba; Javier Couso, Espanha; Victor Victor, República Dominicana; Cecilia Todd, Venezuela; Rigoberto López, Cuba; Eva Golinger, EUA e Venezuela; Francisco Villa, Chile; Jane Franklin, EUA; Adamos Katsantonis, Chipre; José Reinaldo Carvalho, Brasil; Socorro Gomes, Brasil.

Zé Reinaldo, em seu blog

Recomendados para você

Comentários

  1. limacorte Postado em 09/Sep/2012 às 10:44

    Enquanto isso, setores corrompidos da imprensa seguem pregando caos na Venezuela.

  2. Luís Postado em 09/Sep/2012 às 14:31

    Enquanto isso esquerdistas apoiam a ditadura país a fora. Queria que estes jornalistas que tanto aplaudem essa corja mudassem para estes países para lá viverem e trabalharem. Mudem agora pra Cuba, Venezuela e escrevam muitos artigos iguais esses, pois isso será o máximo permitido para vocês. Sem comentários.

  3. Nostradamus Postado em 11/Sep/2012 às 10:14

    Acorda Luis!

  4. Claudia Postado em 01/Dec/2012 às 19:03

    é interessante que seja exatamente os que pregam a "força" da massa toda igual, unida, repetida.. que corram atrás de personalidades midiáticas, políticas etc.. isto é, as institucionalmente diferentes, singulares e "poderosas"...para levantar sua bandeira. Acorda quem disse pro Luís acordar, isso sim..!!! Acorda povo insano. Acorda povo que se deixa guiar por loucos safados como Chavez. Acorda povo.. Sean Penn? Violento drogado que espanca mulheres... depois corre pra rehab. É, os artistas sabem tudo do mundo mesmo... e ajudam a conduzir as ovelhas anônimas pro abatedouro.