Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Direita 28/Aug/2012 às 12:47
0
Comentários

Senadora ruralista Kátia Abreu se envaidece com homenagem da Opus Dei

Ives Gandra é um dos fundadores no Brasil da seita Opus Dei, nascida com o apoio da ditadura franquista na Espanha e famosa por suas práticas fascistas em várias partes do mundo

katia abreu ruralista opus dei

Kátia Abreu é a principal representante do agronegócio no parlamento brasileiro. Foto: divulgação

Em seu sítio oficial, a senadora Kátia Abreu noticia, envaidecida, que receberá na próxima semana o título de Doutor Honoris Causa da Academia Brasileira de Filosofia (ABF). “A entrega será feita pelo professor-doutor Ives Gandra Martins, durante a abertura solene do evento Libertas XXI, que, em sua terceira edição, traz o tema ‘Liberdade e democracia no novo século’… Kátia Abreu foi escolhida para receber a honraria por sua luta em defesa da liberdade e pela reconhecida liderança, nacional e internacionalmente”, informa.

A senadora, que também preside a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins – uma das financiadoras do convescote –, só não explica quem é Ives Gandra e nem o que é a tal ABF. Quanto ao “professor-doutor”, ele é um dos fundadores no Brasil da seita Opus Dei, nascida com o apoio da ditadura franquista na Espanha e famosa por suas práticas fascistas em várias partes do mundo. Nada mais lógico do que o chefão Opus Dei premiar a líder direitista.

Merval, Olavo e Kátia

Já no que se refere à desconhecida Academia Brasileira de Filosofia, a sua trajetória também está vinculada às forças conservadoras do país. Fundada em 1989, a entidade reúne pensadores das elites, identificados com a democracia liberal e o chamado “livre mercado”. Pelo seu sítio oficial dá para perceber que a ABF está meio esvaziada, decrépita. A sua atividade principal parece ser a de “premiar” alguns ícones da direita nativa. O “calunista” Merval Pereira, da Rede Globo, e o fascistóide Olavo Carvalho já foram “agraciados”.

Segundo o “professor-doutor” João Ricardo Moreno, presidente da ABF, a senadora ruralista foi escolhida por suas posições políticas. “É com muita honra que a Academia vem outorgar o título de Doutor Honoris Causa à emblemática senadora Kátia Abreu, que é a grande líder da política brasileira contemporânea, destacando-se na defesa da liberdade, da cidadania e do desenvolvimento com paz no campo e nas cidades”, explica. Como se observa, os conservadores estão articulados e adoram bajular seus representantes.

Altamiro Borges, em seu blog

Recomendados para você

Comentários