Luis Soares
Colunista
Compartilhar
PSDB 17/May/2012 às 17:24
2
Comentários

Secretário de Alckmin culpa passageiros em acidente de metrô: 'estavam distraídos'

Durante coletiva de imprensa após o acidente ocorrido na manhã desta quarta-feira, o Secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou que o choque entre os trens foi uma “encostada forte” e as pessoas se machucaram por estarem distraídas. O presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, Altino dos Prazeres Melo, considera que o acidente é resultado do sucateamento do metrô na capital paulista.

Jurandir Fernandes, secretário de transportes. (Foto: Reprodução)

O acidente entre os trens do metrô na manhã de hoje (16), que deixou dezenas de feridos, segundo o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, foi causado por falha do freio automático. “A velocidade era baixa, semelhante à velocidade de quando os trens engatam. Algumas pessoas só se machucaram porque estavam distraídas”, afirmou Fernandes.

Ele explicou que a velocidade em que o trem estava, entre 9 e 12 quilometros por hora, é a mesma velocidade de quando um trem engata no outro, ou seja, quando as composições se acoplam. “O tamanho do choque foi semelhante ao do engate. Mas a desaceleração do freio de emergência não foi o suficiente para evitar o choque”, ponderou o secretário.

Fernandes descartou a possibilidade de que os trens do metrô estivessem sobrecarregados, devido à alta demanda de passageiros, principalmente na linha onde ocorreu o acidente. O secretário descartou também que os trens estejam operando com menores intervalos de tempo, o que facilitaria uma colisão. “Está descartada a hipótese de ter sido causado por conta de menores intervalos entre os trens. Há muita demanda, mas eles ainda dão conta. Não mudaram os intervalos entre um trem e outro, vão mudar futuramente”, ponderou Jurandir Fernandes.

Leia mais

Para Ailton Brasiliense, presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos, a possibilidade de a colisão ocorrer era zero, “e de acontecer outra vez também é zero”. “Só o metrô pode apontar as causas. Tem todas as gravações e os registros de tudo o que ocorreu, segundo por segundo. Tudo precisa ser checado: a velocidade do trem, a condição dos equipamentos, a movimentação dos veículos”.

O acidente, que ocorreu entre as estações Penha e Carrão, da linha Vermelha, deixou cerca de 40 feridos. Segundo o Metrô, neste momento, todas as linhas funcionam normalmente.

Rede Brasil Atual

Recomendados para você

Comentários

  1. Henrique Postado em 18/May/2012 às 00:07

    Este é o governo, há quase duas décadas, dos mais preparados, mais capacitados, intelectuais,... Será que o Secretário(?) da mais rica cidade do país e uma das maiores do mundo, não se envergonha de falar tamanha idiotice? SP merece 'coisa' melhor! ... Quando SP vai acordar?

  2. José Martinez Postado em 18/May/2012 às 11:31

    O que o secretário queria que todos estivessem com coletes a prova de choque? Afinal de contas o transporte público não é confiável? A partir de agora teremos que andar de transporte público e um kit acidente? Não entendi essa afirmação do secretário que não está conseguindo explicar o óbvio!. As linhas azul e vermelha do metrô estão sucateadas, ou seja, existem ali trens com quase 40 anos de uso, se não tiverem mais! A mudança do tal cartão mostra que nada se fez nos últimos 30 anos para melhorar o que já existia, sem contar que pouco se investiu para novas linhas. O povo é que está se acostumando com pouco...