Redação Pragmatismo
Compartilhar
Revista Veja 28/May/2012 às 16:58
7
Comentários

Notícia 'bombástica' da Veja sequer durou 24 horas. Do que tem medo Gilmar Mendes?

Não durou nem 24 horas a notícia da revista Veja, dando conta de que o ex-presidente Lula teria pressionado o ministro do STF a postergar o julgamento do mensalão em troca de blindagem na CPI. O motivo para a 'chantagem' seria a viagem de Gilmar a Berlim, na data em que lá estiveram Demóstenes e Cachoeira. Nelson Jobim desmentiu Gilmar Mendes e deixou claro: tem caroço nesse angu

gilmar mendes encontro lula

A questão agora consiste em saber quem mentiu: Gilmar ou Jobim?

Não há meio termo nesta história. Ou Gilmar Mendes mentiu, ou foi Nelson Jobim quem faltou com a verdade. Neste sábado, Veja publicou uma notícia gravíssima: a de que o ex-presidente Lula teria se encontrado com Gilmar Mendes em abril deste ano, no escritório do advogado Nelson Jobim, e pedido a ele que postergasse o julgamento do mensalão para não prejudicar o PT nas eleições municipais. A denúncia, qualificada como “bombástica” por Ricardo Noblat e apontada por Reinaldo Azevedo como a prova cabal de que Lula degrada as instituições da República, despertou reações extremadas. Já há internautas sugerindo que Gilmar Mendes deveria ter dado voz de prisão a Lula no momento em que o ex-presidente teria tentado pressioná-lo.

A denúncia de Veja, no entanto, não durou nem 24 horas. E a questão agora consiste em saber quem mentiu: Gilmar ou Jobim? De acordo com o relato da revista Veja, Lula e Gilmar teriam conversado reservadamente, na cozinha do escritório de Jobim, sem que o ex-ministro da Justiça tivesse presenciado o diálogo. Jobim, no entanto, foi enfático. Disse que Lula chegou quando ele e Mendes já conversavam, garantiu que presenciou todo o encontro e afirmou ainda que não houve nenhum instante de privacidade entre o ex-presidente e o ministro do STF. Mais: disse ainda não saber por que Gilmar Mendes fez as declarações que fez à revista Veja.

Leia mais

Nelson Jobim tinha à disposição uma saída diplomática para o caso. Poderia dizer que não se recordava do teor da conversa, que saíra da sala para atender um cliente ou ter dado qualquer outra desculpa para não se indispor nem com Lula, seu ex-chefe, nem com Gilmar Mendes, um ministro que julga suas causas no Supremo. Preferiu jogar a batata quente para o próprio ministro do STF, que agora terá que provar que um ex-presidente da República realmente tentou chantageá-lo – segundo Gilmar, em troca do adiamento do julgamento do mensalão, Lula estaria oferecendo uma blindagem na CPI do Cachoeira.

Ainda há juízes em Berlim?

Dada a ênfase de Jobim, não se pode descartar a hipótese de que Gilmar Mendes tenha tentado obter na revista Veja o que os advogados chamam de habeas corpus preventivo. Ciente de que será citado na CPI do caso Cachoeira no futuro, o ministro do STF teria se vacinado.

Mas por que Gilmar seria citado? De que poderia ter medo? O fato é que o ministro do STF fez uma viagem a Berlim, capital alemã, onde se encontrou com o senador Demóstenes Torres (sem partido/GO). Até aí, nada demais. Um ministro do STF pode se encontrar com um senador da República, dentro ou fora do País.

Na mesma viagem, no entanto, Carlos Cachoeira acompanhava Demóstenes. Não se sabe, no entanto, se o bicheiro teria tido algum encontro com o ministro do STF. Mas a agressividade da revista Veja contra o ex-presidente Lula pode indicar, como dizem os mineiros, que há algum caroço nesse angu.

Outra história enigmática diz respeito à atuação na denúncia orquestrada por Carlos Cachoeira contra Waldomiro Diniz, ainda em 2004, que contou com a participação do promotor José Roberto Santoro e do ex-senador Antero Paes de Barros, que é amigo do ministro Gilmar Mendes.

Finalmente, há ainda a história do grampo entre o senador Demóstenes Torres e o ministro do STF, publicado por Policarpo Júnior, em Veja, e que derrubou a cúpula da Agência Brasileira de Inteligência, a quem foi atribuída a gravação.

Ao que tudo indica, o grampo entre o senador e o ministro do STF também foi produzido pelos estúdios Cachoeira, com a participação dos arapongas Jairo Martins e Idalberto Matias.

Brasil 247

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Joel Sobral Postado em 28/May/2012 às 20:57

    Gilmar Mendes: Ministro do STF indicado por FHC e criticado por suas posições elitistas nos julgamentos. Jobim: Ex-Ministro da defesa, demitido por Dilma por criticar o governo e declarar que votou e é amigo de Serra, dentre outras coisas. Lula: Ex-presidente da república. Indicou 08 dos ministros do STF. Dilma, atual presidente e aliada de Lula indicou mais dois. E Lula procuraria justo Gilmar Mendes, através de Jobim, pra tratar de um assunto da magnitude do mensalão? Realmente tem caroço nesse angu. Até Jobim desmentiu.

  2. Wellington Fernandes Postado em 28/May/2012 às 21:52

    Para quem leu (eu espero) a matéria da Veja e saiu falando besteira por aí vai minha pergunta: onde está dito que foi Gilmar que disse que Lula falou tentou isso??? Até onde li não havia nada que se quer isso mencionasse!

  3. Cazé Neto Postado em 29/May/2012 às 09:06

    Concordo co o Joel Sobral (acima), mas porque não vimos isso (o desmentido de Jobim) também nas tvs ?!

  4. Gerson Andrade Caldas Postado em 30/May/2012 às 11:20

    infelizmente, somos forçados a lidar com esse tipo de asneira... todos os partidos estão envolvidos em algum tipo de escândalo de corrupção nesse Brasil, porém, vocês do PT estão mais mergulhados do que os outros, e estão querendo esconder o quê? corja de corruptos assim como os demais, se são honestos e são a maioria no congresso, vote uma Lei que puna veementemente a corrupção no Brasil como se fosse um crime ediondo e ao mesmo tempo tire o direito desses que foram punidos com corrupção de exercer vida pública pelo resto de suas vidas. falam tanto de FHC, e deram sequencia ao seu PLano de Governo que hoje estabilizou o País, em parte, pois se esse Governo que aí está não tomar medidas drásticas frente as Reformas Políticas, Fiscais e Tributárias, poderemos ser uma nova "Grécia" da vida... se preocupem com isso correligionários... querem discutir a vida do povo para o povo, pratiquem DEMOCRACIA de verdade, e não hipocrisia. chamem os homens de bem para se fazer essas reformas, e me inclua no meio se quiserem... mas, antes, banem do nosso Brasil Varonil, essa corja de corrupção que assola as nossas vidas, e dê exemplo para a nova geração; que corromper é antiético, imoral e sem conotação humana, assim todos irão seguir um bom Governo.

  5. Flavio Barros da Silva Postado em 31/May/2012 às 08:49

    Concordo plenamente com o Gerson. Acabar com a corrupção no Brasil interessa a todos, menos a classe politica, e o nosso país vai se afundando cada vez mais nesse lamaçal em que até que se prove ao contrario nenhum politico é inocente.

  6. Jovalso Postado em 25/Aug/2012 às 21:25

    É isso ai Gerson! Falam do governo FHC mas continuaram a caminhar no caminho que ele abriu. O Chefe dele, Lula, é inatingível numa blindagem de hipocrisia e mentiras. Nada sabe, nada viu... Se as coisas foram feitas para garantir o seu governo; se a disstribuição de dinheiro aos congressistas e outros mensageiros, intermediários era para que votassem favoravelmente matérias que interessavam ao governo Lula. Idiota é ele a querer nos fazer idiotas de crer que ele não sabia, não sabe!