Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 05/Jan/2012 às 03:07
26
Comentários

Para ofender Lula e as esquerdas, Ferreira Gullar recorre à mediocridade plena

Nada mais conservador do que um ex-comunista. É a síndrome do ex-fumante ou do ex-drogado, o cara que cria uma fundação para pregar a moral que não viveu

O triste fim de um poeta

O triste fim de um poeta

Ano-Novo, vida velha. Ferreira Gullar foi um baita poeta. O seu “Poema Sujo” é arte das grandes. Foi artista engajado, mas a sua poesia conseguia ir muito além dos clichês bem-intencionados dos revolucionários. Hoje, certamente para ganhar a vida ou sentir-se vivo, escreve “crônicas” na Folha de S.Paulo. O seu primeiro texto de 2012 mostra o grande poeta transformado num cronista de meia pataca destilando lugares-comuns conservadores para felicidade de leitores conformistas que se acham cult ou muito críticos. Um mingau azedo polvilhado de certezas sem amparo dos fatos. Por exemplo: “A América Latina vive hoje, por determinadas razões, a experiência do neopopulismo, que tem como principal protagonista o venezuelano Hugo Chávez. É um regime que se vale da desigualdade social para, com medidas assistencialistas, impor-se diante do povo como seu salvador. Lula seguiu o mesmo caminho, mas, como o Brasil é diferente, não conseguiu o terceiro mandato. A solução foi eleger Dilma para um mandato tampão”. Como prova? Apenas o seu ranço.

Leia mais

Nada mais conservador do que um ex-comunista. É a síndrome do ex-fumante ou do ex-drogado, o cara que cria uma fundação para pregar a moral que não viveu. Para ser colunista nos jornalões brasileiros, é preciso, em geral, ser muito conservador ou transferir capital de um bolso para outro, usando a fama de uma atividade como base para o exercício de outra. A direita domina amplamente os chamados espaços de formação de opinião na imprensa. Há jovens que sobem logo ao trono, adotando ideias reacionárias e velhas que, enfim, conquistam novos prêmios, espaços e adulações repetindo fórmulas gastas pela mídia soberana. Ao não buscar um terceiro mandato, Lula frustrou os seus críticos, tirou-lhes – para adotar o atual tom clichê de Ferreira Gullar – o pão da boca e deixou-os por aí a jogar conversa fora. Aquele que foi um poeta maior, de imagens desconcertantes, agora termina suas análises mal-iluminadas com uma frase formalmente constrangedora: “Temo pelo que possa acontecer à Argentina, nas mãos de uma presidente embriagada pelo poder”. Pobre poeta, embriagado pela sua mediocridade. Embriagado pela mediocridade do poder da mídia. Enquanto isso, na mesma Folha de S.Paulo, um cronista de ofício, Carlos Heitor Cony, depois de algumas temporadas sentenciosas, faz o caminho inverso: termina de envelhecer bem, disseminando um ceticismo levemente irônico de dar inveja a um Machado de Assis. Assim: “Que venham as tempestades da natureza, contra a qual pouco podemos. Quanto às tempestades provocadas pelos escândalos e pela corrupção da qual estamos fartos, não custa apelar para o fervor de nossas preces”.

Como cronista, Ferreira Gullar é um Neymar improvisado de lateral. Há quem confunda ter criticado o stalinismo, na época da queda do muro de Berlim e das ditaduras do Leste europeu, com louvação ao capitalismo sem regulação, esse que quebrou a Europa e parte da economia dos Estados Unidos.

Pois é, o poeta Ferreira Gullar perdeu-se em corsos, comícios, discursos a granel. Vai ver que é a coincidência do nome com outro maranhense: José Ribamar.

Juremir Machado da Silva, Correio do Povo

Recomendados para você

Comentários

  1. . Postado em 05/Jan/2012 às 15:17

    Vocês comunistas são muito engraçados. Usam sempre o mesmo discurso patético. Se um artista está engajado com os ideais marxistas, ele é ótimo. Mas se mudar de ideia e não rezar mais conforme a cartilha, tornou-se medíocre.

    Honestamente, medíocre é a esquerda brasileira.

    • Geraldo Lobo Postado em 28/Jun/2016 às 21:44

      OI VÉI ATÉ ONTEM O FERREIRINHA ERA COMUNA TAMBÉM, QUE FOI QUE HOUVE? QUER FATURAR, QUER APARECER EM TODA A PARTE, É MAIS UMA FABRICAÇÃO DO SARNEY, QUER APOSTAR, SEU AMIGÃO DO NORTE?

  2. José Luiz Postado em 05/Jan/2012 às 16:49

    Prezado articulista
    Com todo o respeito e apreço a Ferreira Gullar
    Afinal quem o poeta quis ofender?
    Lula, dizendo que ele é esquerda. Brizola sempre dizia que Lula tinha preguiça de ler, de estudar e para ser esquerda, marxista, tem que estudar para caramba, logo Lula não é esquerda.
    A esquerda brasileira, o que sobrou da esquerda brasileira, após a ditadura civil-militar e está estudando e lendo para caramba as transformações, as novidades da escola de Frankfurt, os movimentos democraticos na Grécia, a ascensão da China. Uma chicotada a mais, ser rotulada de mediocre, não afeta.
    Portanto, viva o artista brasileiro
    Honestamente, Ferreira Gullar, se és mediocre, sempre serás um maior na esquerda brasileira.
    SDS
    Jose Luiz Ballock
    Familiar de preso politico, torturado e perseguido pela ditadura

    • Geraldo Lobo Postado em 28/Jun/2016 às 21:48

      JLB O PROBLEMA COM O BRIZA ERA QUE NEM ELE ERA DE MUITAS LEITURAS, LAMENTO INFORMAR. NAQUELA ÉPOCA EM QUE VIVIA ESCONDIDO SEM NENHUMA EXPOSIÇÃO QUALQUER QUE FOSSE, UM DE NOSSOS JORNALISTAS O ENTREVISTOU UMAS DUAS VEZES, E CURIOSO, QUANDO PERGUNTAVA QUE É QUE O BRIZA ESTAVA LENDO, SUA RESPOSTA ERA SEMPRE, JULIO DE CASTILHOS . . . FUI VER QUE TANTO O JC ESCREVERA: NADA, UMAS CARTAS MAL IMPRESSAS LÁ ATRÁS NO SUL. jlb ENTRE ESSAS PEÇAS FICA DIFÍCIL DIZER QUEM ERA O MENOS RUIM EM TERMOS ESTRITAMENTE ACADÊMICOS, PERDOE ACRESCENTAR!

  3. Billy Rogetti Postado em 05/Jan/2012 às 17:06

    Admiro o sacrifício que os blogueiros têm de fazer para ler o PiG e suas bobagens anti-governo petista e pró-governo( governo?) tucano, mas ler esse rançoso arremedo piguento de "cronista" é realmente um ato heroico.

  4. Matheus Boni Bittencourt Postado em 05/Jan/2012 às 19:33

    O que me enfurece é a ausência de qualquer palavra contra os governos terroristas do Chile pinochetista e da Colômbia narcoparamilitar. Basta cumprir a cartilha neoliberal, para que a direita silencie sobre os crimes de um governo, isso quando não os aplaude. Quem vai contra o Consenso de Washington, é rotulado de "ditador populista" antes de piscar os olhos.

  5. Revistacidadesol Postado em 05/Jan/2012 às 21:43

    Nem essa do stalinismo tá colando mais, pois os historiadores tão revendo o relatório kruschev.

    kkkk

    Abs do Lúcio Jr.

  6. . Postado em 06/Jan/2012 às 03:15

    O próprio colunista deste blog reconhece que o comunismo é uma droga ao afirmar: é a síndrome do ex-fumante ou ex-drogado.
    Gostei, foi muito feliz na comparação!!!

  7. Professor Joaquim Machado da Silva Postado em 06/Jan/2012 às 18:33

    PRECISAMOS APRENDER A RESPEITAR AS OPINIÕES, DEMOCRACIA É ISSO,SENHOR JUREMIR, APESAR TERMOS O MESMO NOME, MAS NÃO TIRO UM SÓ PONTO DO ESCREVEU FERRREIRA GULLAR, ESTE PAIS PRECISA ´MUDAR SUA CONTITUIÇÃO ONDE ACABE COM AS REELEIÇÕES E PRINCIPALMENTE COM OS PADRINHOS POLÍTICOS, CADA SUJEITO DESSE QUE OCUPA UMA CADEIRA SEJA ELA ONDE FOR, SÓ PODERIA VOLTAR A OCIUPAR CARGOS POLÍTICO DEPOIS DE SEPASSAREM DEZ ANOS, SÓ ASSIM TALVEZ O FERREIRA GULLAR NÃO PRECISASSE COMERÇAR O ANO ESCREVENDO A MAIS PURA VERDADE.

  8. MARCUS VINICIUS MAVILICO Postado em 11/Jan/2012 às 12:33

    Deem um desconto, ele ficou gagá de vez...rss

  9. Daniel Postado em 12/Jan/2012 às 00:57

    Ferreira Gullar volte aos poemas.

  10. Grampola Postado em 22/Jan/2012 às 16:12

    O que restou a mais esse gagá, assim como fhc foi um empreguinho medíocre num jornalinho mais medíocre ainda.

  11. Chanda Postado em 22/Jan/2012 às 16:22

    os direitistas acham bonito dizer que um dia foram comunistas,se tivessem sido mesmo jamais deixariam de ser,todo jovem se encanta com os ideias revolucionários,mas apenas os que tem coragem seguem em frente, pois pra continuar sendo comunista é preciso coragem,desapego ao fútil,amor ao próximo,amor ao que é justo,aos direitistas resta-lhes apenas dizer que foram um dia comunistas..mas não foram,foram apenas jovens encantados que descobriram-se covardes e fúteis.

  12. Luiz Aparecido da Silva Postado em 20/Feb/2012 às 18:04

    Ferreira Gullar. Como disse o escrevinhador(no bom sentido), foi um grande poeta e tentou ser um militante comunista. Mas seu ego ficou maior que seu talento e ele acabou assim... "colunista" da "Folha". Triste destino. Seguiu seus " camaradas do PPS e etcaterva! Triste fim de um Policarpo que não é Quaresma! Tenho dito. Não vou gastar meu parco portugues com esta gente não!!!!

  13. KETDENEUVE Postado em 26/Feb/2012 às 05:17

    FERREIRA GULLART FOI UM BOM POETA, SABIA DEFENDER SEU DISCURSO A ESQUERDA. MAS ELE, COMO TANTOS OUTROS, OU PELA IDADE, OU PELA VIDA, VAI MUDANDO DE DIREÇÃO E NOS QUE ANTES O APRECIAVAMOS NAS POESIAS, AGORA O LAMENTAMOS NAS ....HERESIAS.

  14. Ciro Postado em 08/Mar/2012 às 02:34

    Triste de quem tem a alma tão pobre que precisa se esconder por detrás de uma religião laica e está disposto a defender qualquer coisa em nome de ideais vagos. Façam o que melhor puderem de si mesmos e deixem de achar que sabem o destino da espécie humana. O orgulho ideológico que serve para sustentar uma auto-imagem heroica não trará nada de bom ao mundo.

  15. ALTAMIRO Postado em 03/Apr/2012 às 09:34

    RICULO E O ESTA ESQUERDA FRAJURA CHEIA DE POLITICOS CORRUPITOS E CHEFIADA POR UM CACIQUI QUE DIS QUE NAO GOSTA LER,TEM GREGUICA,DA SONO MAS GOSTA DE TOMAR UMA CACHACA

  16. nelson muniz Postado em 05/May/2012 às 07:38

    pessoas, q fim levou o Diogo Mainard?

  17. dm1tr1 Postado em 18/May/2012 às 13:12

    O velho é ridículo não porque trocou o comunismo pela babaquice sem nexo da direita falastrona, aqui ele é patético. Ele é ridículo por escrever em um jornal de grande circulação e por ser aceito entre os leitores, sinto pena de quem compra a Folha para ler matérias culturais e inteligentes e tem que deparar com um velhote antiquado falando sempre as mesmas coisas. Niemeyer com 104 é mais lúcido.

  18. dorva saibel (homem) Postado em 29/May/2012 às 18:36

    Eu nao acho justo nem educado referir-se ao ferreira Goulart nesses tons. O que me parece ser o problema não é apenas pelo seu posicionamento político conservador, mas por ser um artista e fazer poesia. O mais grave: por ser velho. Mesmo nao concordando com o autor nao me permite estigmatiza-lo. Velhos pensam como velhos, outras experiencias, outras ideologias, outros pragmatismos. Portanto, como vivemos em estado de democracia, habituemo-nos ao convívio da diversidade democrática. Por mim tudo bem!!

  19. Joe Postado em 09/Oct/2012 às 12:39

    Pelo menos o Ferreira Gullar argumenta! Quem desejar discordar que faça o meso e assim o debate avançar. Ataques pessoais no lugar de debate de ideias é que não pode.

  20. Wilson R. Postado em 27/Oct/2012 às 06:29

    Talvez o autor tenha tentado ofender o poeta dizendo que ele faz suas crônicas, um trabalho HONESTO, “certamente para ganhar a vida ou para sentir-se vivo” e, ainda no campo do talvez, conseguisse, não fosse assunto principal um sujeito que “ganhou a vida” inteira trapaceando, seja na presidência de sindicatos, seja na política, seja no poder, seja na penumbra atual que o abriga e a sua súcia. Um sujeito desonesto que chutou e chuta o povo sabendo-o submisso a suas atitudes populistas. Tentar denegrir FERREIRA GULLAR em favorecimento ao triste lula (sic), tendo como argumentos apenas a opinião do poeta (tão boa quanto qualquer outra) e a própria cegueira partidária futebolística é risível. É assim: artistas petistas são bons; artistas que não comem do modismo assistencialista atual são medíocres – discurso cansativo e carente de argumentos que não a própria estupidez. E, para fechar o desfile de baboseiras como um soneto perfeito, vem o infeliz destaque a semelhança do sobrenome do artista com o de Sarney – uma total incoerência, visto que os ex-presidentes são cupinchas declarados que, ao lado do “caçador de marajás”, formam um trio exemplar do que é nocivo ao país. Abraços. .

  21. Carla Postado em 30/Oct/2012 às 23:37

    eu não entendo bem falar com tanto ranço sobre o ranço de outrem. Não defendo PT, não defende Gullar, todos são passíveis de críticas e reflexões. Mas o que leio aqui é pura regurgitação. Acha a coisa muito manipulada? Convença-me, explique-me, mostre-me, argumente. Do contrário, serás nada além que mais um do mesmo. Vazio. Só que de outro lado.

  22. Luiza Postado em 08/Nov/2012 às 03:33

    Sindrome do ex-drogado??? na boa, que pessima comparacao, pessima analogia. Entao voce acha que um ex-drogado deverá pregar que todos devam serem viciados porque isso é o melhor para todos?? Se eu fosse uma ex-drogada, iria pregar a sobriedade mesmo. Voce sabe o que é ter um drogado da na familia? Voce sabe o que é ser um drogado ou um ex-drogado para dizer que eles nao tem moral nenhuma para odiar a droga? Nossa, depois desse subtitulo, esse site perdeu toda a credibilidade que eu achava que ainda poderia ter um pouco.

  23. Oswaldo Postado em 29/Dec/2012 às 18:08

    O que caracteriza um direitista? Medo, egoismo, o ressentimento pequeno burguês. Alguns são assim desde a juventude, outros endireitam depois de velhos por não aguentarem a barra da proximidade da morte , a brochice,etc, levando-os àquelas caracteríscas dos boçais.

  24. Marcela Postado em 24/Jan/2013 às 03:30

    Gullar não foi medíocre. É evidente que programas como Bolsa-Família possuem cunho meramente populista. É uma maneira escancarada de ganhar a simpatia(leia-se voto) das parcelas miseráveis da população. Os eleitores ignorantes desconhecem o fato de que quem objetiva amenizar as desigualdades sociais sabe que as reformas devem ser feitas em sua estrutura, de baixo pra cima, e não de cima pra baixo.Investimento em educação de verdade seria essencial, mas como fazer isso, se para ganhar votos o povo deve ser mantido na ignorância? Um povo que se educa e sai da ignorância, questiona, se rebela, vai as ruas e não aceita essa nossa política de "eleger o menos pior". Lula distribuiu migalhas aos miseráveis e se entendeu com a elite do jeito que já sabemos: não sabendo de nada.De bobo , só a cara. Gostei do governo dele, mas é claramente populista, isso podemos afirmar sem cair em mediocridade alguma.