Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 07/Apr/2011 às 18:47
0
Comentários

Vídeo da tragédia em realengo gravado minutos depois

Um homem entra numa escola do Rio de Janeiro, no bairro de Realengo, disparando sua arma. Mata 11 crianças e deixa outros 13 feridos. Quatro dos feridos estão em estado grave. Uma tragédia que lembra ações de alguns psicopatas nos Estados Unidos. O drama protagonizado por Wellington Menezes de Oliveira, o autor dos disparos, que também morreu no local, choca o país. A própria presidenta Dilma Rousseff, ao tomar conhecimento da tragédia, chorou.
A tragédia só não foi maior porque uma das crianças baleadas conseguiu avisar a polícia que havia alguém atirando dentro da escola. Welington invadiu a escola na manhã de hoje (7). Disparou várias vezes contra os alunos de uma sala de aula da oitava série, com 40 alunos. Na escola, estudam mais de 400 crianças, em 14 salas, do quarto ao nono ano. Quando a polícia chegou, Wellington subia para o terceiro andar da escola. Um policial atirou na sua perna e pediu que ele largasse a arma. Neste momento, Wellington deu um tiro na cabeça. O assassino deixou uma carta confusa, em que deixava clara sua intenção suicida.
Uma confusão de tiros, gritos, crianças ensanguentadas. As imagens da tragédia foram gravadas em um aparelho de celular. Elas mostram o momento em que a polícia chega à escola. Em seguida, as crianças baleadas saem correndo para fora da escola. 

Atenção: as imagens que seguem no vídeo abaixo são fortes

Comentários

O e-mail não será publicado.