Mulheres violadas

Homem que vazou vídeo íntimo de Natália Deodato é identificado

Pena é de até 5 anos de reclusão, mas pode aumentar se o crime é praticado por agente que tenha mantido relação com a vítima. Ex-BBB e humorista 'Nego Di' debochou das imagens e fez piada com o fato de Natália ter vitiligo. "Ver outras pessoas espalhando é ainda mais triste. Uma maldade coletiva", desabafou a mãe

Share
Natália, do BBB22

Natália Deodato, integrante do “Big Brother Brasil 22”, teve um vídeo íntimo divulgado nas redes sociais sem seu consentimento. Após o episódio, a equipe da jovem se pronunciou na conta oficial dela e disse que tomará as medidas cabíveis.

“Isso é muito sério e nenhuma pessoa deveria passar por essa exposição. Pedimos que denunciem todas as publicações e também perfis que estão compartilhando”, comunicou a equipe de Natália, que é modelo e designer de unhas.

Conforme consta no registro policial, o responsável por divulgar o vídeo já tinha ameaçado mostrar as imagens há cerca de dois anos. No entanto, à época, ele não o fez, mas teria jogado o vídeo nas redes sociais após a entrada de Natália no BBB22.

A Polícia Civil de Minas Gerais informou que requereu à Justiça uma medida protetiva para Natália. A medida protetiva, em casos de crime cibernético, é para que o suspeito retire do ar o conteúdo já vazado e não publique mais o material relacionado à vítima. Ainda conforme a polícia, um procedimento investigatório foi instaurado para apuração dos fatos.

“O suspeito, de 39 anos, é investigado por injúria, mas os trabalhos policiais seguem em andamento para identificar eventuais crimes praticados no âmbito da violência doméstica. A autoridade policial, responsável pela investigação, requereu medida protetiva para a vítima ao Judiciário”, disse a Polícia Civil, em nota divulgada.

A Polícia Civil explicou que o crime de injúria foi incluído neste momento tendo como base a lei de crimes contra a honra, anterior à lei 13.718/18, que trata especificamente sobre vazamento de cenas íntimas.

Conforme a lei 13.718/18, em caso de “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática – que contenha cena de sexo sem o consentimento da vítima, a pena pode variar de um a cinco anos de reclusão. A pena é aumentada de 1/3 (um terço) a 2/3 (dois terços) se o crime é praticado por agente que mantém ou tenha mantido relação íntima de afeto com a vítima ou com o fim de vingança ou humilhação”.

Humorista debocha

Nego Di, que teve uma das maiores rejeições da história do Big Brother Brasil, debochou do vídeo íntimo de Natália. “Que goela bem aveludada, hein, morena. Curiosidades do dia: eu não sabia que dálmata gostava de chimarrão”, disparou o humorista, referindo-se às manchas no corpo de Natália que são causadas pelo vitiligo.

O vitiligo é uma doença em que as células produtoras de pigmento morrem ou deixam de funcionar. As lesões formam-se devido à diminuição ou ausência de melanócitos (as células responsáveis pela formação da melanina, pigmento que dá cor à pele) e pode afetar qualquer área do corpo, incluindo a boca, o cabelo e os olhos.

Mãe desabafa

Daniela Rocha, mãe de Natália, recebeu o vídeo e diversas montagens através do WhatsApp. “Um indivíduo fez um grupo, colocou o vídeo, montagens e começou a espalhar. Eu, como mãe, me senti indignada em saber que existem pessoas sujas que não gostam de ver o sucesso dos outros. É muito triste isso tudo, outras pessoas espalhando. É uma maldade coletiva”, desabafou a mulher.

“A Natália já é uma vencedora de estar lá, uma negra com vitiligo. Estamos felizes com a entrada dela, é tudo muito novo para gente. Faço um apelo para que as pessoas não compartilhem as imagens, é crime. Isso não vai ser cobrado só pela Justiça, tem um Deus que tudo vê”, afirmou.

Natália trabalha em um salão de beleza em Belo Horizonte com a mãe. No vídeo de apresentação do BBB22, ela contou que começou a trabalhar aos 8 anos fazendo bombons para vender e, desde criança, sonha em trabalhar na TV como atriz ou apresentadora.