Música

Elza Soares morre aos 91 anos, no mesmo dia que Garrincha

Voz de alegria, luta e resistência: Elza Soares, uma das maiores cantoras da história do Brasil, morre no mesmo 20 de janeiro em que Mané Garrincha faleceu há 39 anos

Share
Elza Soares

A cantora Elza Soares morreu nesta quinta-feira (20) no Rio de Janeiro. “É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, por causas naturais”, diz o comunicado enviado pela assessoria da artista.

“Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação.”

“A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim.”

Coincidentemente, a morte de Elza acontece no mesmo dia da de Garrincha, com quem teve um relacionamento por 17 anos. O craque do Botafogo também morreu no dia 20 de janeiro, mas quase 40 anos antes: em 1983.

Elza se declarou ao jogador em entrevista recente. “Eu sonho muito com o Mané. O maior amor da minha vida foi ele. Em 1962 ele me prometeu e disse: ‘Olha criola, essa Copa eu vou dar pra você, vou fazer gol pra você (…) Eu nunca gostei de ser mulher de fulano. Eu sou eu. Não era preciso ser mulher do Garrincha pra ser a Elza Soares. O Garrincha era marido da Elza Soares”.

Elza e Garrincha tiveram um filho em 9 de julho de 1976: Manoel Francisco dos Santos Júnior, o Garrinchinha. Aos 9 anos, a criança morreu em um acidente de carro.

Voz de alegria, luta e resistência, Elza Gomes da Conceição é considerada uma das maiores cantoras da história da música brasileira. Nos 34 discos lançados, ela se aproximou do samba, do jazz, da música eletrônica, do hip hop, do funk e dizia que a mistura era proposital.

O último disco lançado foi “Planeta Fome”, em 2019. A expressão era uma alusão ao episódio em que foi constrangida por Ary Barroso no programa de calouros que participou nos anos 50. “De que planeta você vem, menina?”, ele disse. E ela respondeu: “Do mesmo planeta que você, seu Ary. Eu venho do Planeta Fome.”