Redação Pragmatismo
Eleições 2018 12/Sep/2018 às 13:58 COMENTÁRIOS

Facada: conta de Bolsonaro no Albert Einstein deve ser paga com dinheiro público

Facada: conta do candidato Jair Bolsonaro no hospital Albert Einstein deve ser paga com dinheiro público

Bolsonaro hospital albert einstein
Bolsonaro recebeu a visita do cantor Roger Moreira nesta terça-feira (11)

A conta do hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde o candidato à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, está internado desde sexta (7), deve ser paga com dinheiro público.

“Estamos conversando com a Câmara dos Deputados, o plano de saúde dele dá cobertura para qualquer um desses hospitais, e é por aí, pelo plano de saúde”, disse o presidente do PSL e braço direito de Bolsonaro, nesta terça-feira (11), ao jornal Folha de S.Paulo.

A notícia foi recebida com críticas por internautas. “E nós ainda ajudamos a pagar a conta do tratamento vip deste cidadão?”, publicou um usuário.

Após ser atacado com uma faca enquanto fazia campanha de rua em Juiz de Fora (MG), Bolsonaro foi disputado por dois hospitais de ponta em São Paulo, o Albert Einstein e o Sírio Libanês — venceu o primeiro.

Antes, Bolsonaro recebeu rápido atendimento na Santa Casa da cidade mineira, onde passou por uma cirurgia.

O capitão reformado, entretanto, não queria ser transferido para nenhuma das instituições particulares da capital paulista. Segundo Bebianno, a vontade de Bolsonaro era ser tratado no HCE (Hospital Central do Exército), no Rio de Janeiro.

“Nós dissemos para ele, naquele momento, que dentre as opções, seria ou o Sírio Libanês ou o Albert Einstein. E ele ficou muito contrariado porque a vida inteira ele se tratou no HCE. Inclusive, quando ele era paraquedista, ele sofreu um acidente grave num salto, quebrou os membros inferiores e superiores e ficou praticamente um ano de cama e foi para o HCE, se tratou no HCE”, disse Bebianno.

“Ele é um homem coerente, muito firme, determinado, a gente teve que, como se diz, comer um dobrado para trazê-lo porque foi contra a vontade dele”, completou o dirigente do PSL.

Segundo a Vice-Presidência da Câmara, responsável pelos reembolsos médicos dos deputados, até o final da tarde desta terça não havia chegado nenhuma solicitação formal de reembolso relativa aos gastos hospitalares de Jair Bolsonaro.

Folhapress

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários