Redação Pragmatismo
Educação 27/Apr/2017 às 14:02
0
Comentários

Colégio rebate carta de pais preocupados com “professores marxistas”

Colégio tradicional conhecido por seu viés humanista rebateu carta com conteúdo paranoico-direitista que recebeu de pais preocupados com “professores de orientação marxista”

carta colégio santa cruz marxistas
Imagem da carta enviada ao Colégio Santa Cruz

Há duas semanas, a direção do Colégio Santa Cruz, em São Paulo, recebeu uma carta aberta [imagem acima] de um grupo de pais de alunos que chamou atenção pelo teor paranoico e policialesco.

A tradicional instituição de ensino, conhecida por seu viés humanista, divulgou um comunicado em resposta à carta. Confira abaixo.

COMUNICADO SOBRE IDEOLOGIA NA ESCOLA

Em contexto de acirramento político, temos recebido críticas e questionamentos a respeito do modo de realização de nosso projeto pedagógico, razão pela qual achamos oportuno explicitá-lo junto à comunidade, ao lado do nosso repúdio a interpretações equivocadas que afetam a imagem do Colégio e prejudicam o trabalho de educadores e o processo de formação de nossos alunos. Um ambiente público e coletivo como o da escola precisa garantir que diferentes pontos de vista convivam de forma respeitosa e responsável.

O Colégio Santa Cruz é uma escola católica pluralista que se inspira em uma filosofia multidimensional comprometida com a diversidade de ideias: entendemos que este é um espaço privilegiado também para discutir temas da sociedade, como direitos humanos, justiça, sexualidade, drogas e política.

Sabemos que a complexidade desses temas exige contemplar uma diversidade de posicionamentos. A escola, no entanto, não se exime de traduzir, ao abordá-los, um conjunto de valores, humanos, cristãos, como o de respeito ao próximo e a abertura à diversidade cultural, religiosa, racial, de gênero e social.

Reafirmados esses valores comuns, e considerando que família e escola desempenham papéis diferentes e complementares no processo educativo, fica claro que a confiança e o diálogo são indispensáveis para a construção do projeto de qualquer instituição escolar. Sem essa parceria e essa identidade, ganham força projetos como o “Escola Sem Partido”, contra o qual já nos posicionamos publicamente.

Também gostaríamos de retomar o papel do professor nesse contexto escolar e, em particular, aqui no Santa Cruz: acreditamos na responsabilidade que os professores assumem ao se comprometer com seus alunos, não só para favorecer sua autonomia intelectual e existencial, com acesso amplo a um conjunto diversificado de abordagens, mas também para colaborar com a compreensão e transformação desse mundo, múltiplo de correntes, partidos, crenças e ideologias. O que favorece o equilíbrio e o pluralismo de nossos professores é a convicção, compartilhada entre todos, de que essa é a melhor forma de educar.

No Colégio, a autoria e a condução do projeto são de âmbito exclusivo dos professores, orientadores, coordenadores e direção, bem como são de instância institucional os princípios e os objetivos que o sustentam, dentre os quais a abertura permanente ao necessário e produtivo diálogo com as famílias. É com essa intenção que acolhemos e consideramos as preocupações e sugestões dos pais. É nesse sentido que as diretrizes pedagógicas são apresentadas à comunidade, com franqueza e transparência, como estamos fazendo agora.

EQUIPE DE DIREÇÃO DO COLÉGIO SANTA CRUZ

São Paulo, 13 de abril de 2017. c.12/2017

Colégio Santa Cruz

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários