Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 04/Apr/2017 às 14:10
0
Comentários

As atrizes da Globo que repudiaram José Mayer

Atrizes da Globo não se intimidaram e lançaram campanha contra o assédio e em solidariedade à figurinista que revelou ter sido abusada por José Mayer

atrizes da globo José Mayer

Na manhã desta terça-feira, atrizes da TV Globo e outras funcionárias se reuniram na emissora num ato de apoio à figurinista Susllem Tonani, que acusa o ator José Mayer de assédio sexual.

A manifestação começou às 10h, simultaneamente ao uso das hashtags “mexeu com uma, mexeu com todas” e “Chega de assédio” nas redes sociais.

Sem mencionar o nome de José Mayer, várias atrizes, entre elas Camila Pitanga, Taís Araújo, Drica Moraes, Dira Paes, Tatá Werneck, Gloria Pires e Leandra Leal, postaram em suas redes sociais frases e fotos com a frase “mexeu com uma, mexeu com todas”.

O que mais chama a atenção é que atrizes com quem Mayer fez par, como Taís Araújo, Deborah Secco e Grazi Massafera endossaram a campanha.

Funcionárias da emissora foram ao trabalho com a camiseta da campanha. Em nota, a Globo afirmou que “se solidariza com a manifestação, que expressa os valores da empresa”.

Luiza Brunet, que em 2016 foi espancada pelo ex-namorado Lírio Parisotto, também se manifestou: “Chega de tratar as mulheres com falta de respeito ! Seja assédio ou qualquer tipo de violência. Todas nós mulheres unidas para acabar com impunidade… mulheres estão tomando coragem , agora precisamos ficar de olho nos candidatos para 2018 ! Mais mulheres como candidatas , mas mulheres no poder”.

Após forte reação do público e de seus funcionários, a Globo decidiu afastar o ator das novelas. Ele estava escalado para “O Sétimo Guardião”, de Aguinaldo Silva.

Outras atrizes que se solidarizaram com a figurinista: Cris Vianna, Cleo Pires, Fernanda Lima, Monica Iozzi, Alice Wegman, Sophie Charlotte, Tainá Müller, Angela Vieira, Fernada Rodrigues, Cacau Protásio, Isabella Santoni, Aline Dias, Claudia Jimenez e Paula Burlamaqui.

Entenda o caso

O ator José Mayer é acusado de assédio pela figurinista Susllem Tonani. Em um blog da Folha de S.Paulo, ela afirma que Mayer “colocou a mão esquerda na sua genitália” em fevereiro deste ano, “na presença de outras duas mulheres”, sendo que a primeira “brincadeira” do ator havia acontecido oito meses antes, algo que, segundo o texto, continuou acontecendo durante muito tempo.

Em seu depoimento, a figurinista diz que este era seu primeiro trabalho em uma novela, justamente com José Mayer no papel principal, o que a fazia conviver muito com o ator: “Ele era protagonista da primeira novela em que eu trabalhava como figurinista assistente”, conta.

“Trabalhando de segunda a sábado, lidar com José Mayer era rotineiro. E com ele vinham seus ‘elogios’. Do ‘como você se veste bem’, logo eu estava ouvindo: ‘como a sua cintura é fina’, ‘fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho’, ‘você nunca vai dar para mim?’.”

Segundo ela, suas negativas não surtiram efeito. “Disse a ele, com palavras exatas e claras, que não queria, que ele não podia me tocar, que se ele me encostasse a mão eu iria ao RH. Foram meses saindo de perto.”

Susllem conta ainda que, depois do episódio, continuou convivendo com o ator, “no mecanismo subserviente”, até sofrer novo assédio: “Nos vimos, ele e eu, num set de filmagem com 30 pessoas. (…) Neste momento, sem medo, ameaçou me tocar novamente se eu continuasse a não falar com ele. E eu não silenciei. ‘VACA’, ele gritou.”

Depois desse episódio, ela afirma que procurou o RH, a ouvidoria e o “departamento que cuida dos atores” da TV Globo: “A empresa reconheceu a gravidade do acontecimento e prometeu tomar as medidas necessárias”, escreveu.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários