Redação Pragmatismo
Barbárie 08/Feb/2017 às 16:36
0
Comentários

Homens são presos após transmitirem estupro coletivo ao vivo

Três estupradores foram presos após transmitir o crime ao vivo na Suécia. Caso chocou o país e reacendeu debate sobre regulamentação do Facebook Live. No Brasil, caso semelhante mais recente ocorreu em Brasília, quando menina de apenas 11 anos foi estuprada por 5 pessoas em ação gravada

Três homens foram presos por estuprarem uma mulher em um ataque transmitido ao vivo pelo Facebook. O caso aconteceu no fim de janeiro, na Suécia.

O crime aconteceu em Uppsala, cerca de uma hora ao norte da capital, Estocolmo, e chocou o país nórdico.

“Este estupro foi transmitido ao vivo em um grupo no Facebook”, informou a polícia em comunicado.

Diversos espectadores da transmissão relataram o estupro, de acordo com comunicado. Ao menos sessenta pessoas estariam assistindo à transmissão e havia comentários de apoio ao ato.

Três rapazes nascidos entre 1992 e 1998 foram presos em um apartamento. A vítima também foi encontrada.

Facebook Live

A transmissão ao vivo é o vídeo gráfico mais recente que leva à tona as complexas questões éticas e políticas enfrentadas pelo Facebook Live e outros.

O modo ao vivo do Facebook permite que qualquer um transmita um vídeo diretamente de um smartphone. Mas, enquanto emissoras de TV tradicionais estão sujeitas a regulamentações, serviços de streaming na internet não enfrentam as mesmas restrições e usam seus próprios termos de serviços.

A mídia local relatou que o vídeo foi removido e a polícia pedia para que qualquer um com uma cópia enviasse às autoridades.

Em seu site, o Facebook diz que irá “remover conteúdos, desabilitar contas e trabalhar com as autoridades da lei quando acreditar que há um risco genuíno de dano físico ou ameaças diretas à segurança pública”.

Brasil

No Brasil, o crime relacionado mais recente de que se tem registro ocorreu em Brasília, também no último mês de janeiro.

Na ocasião, uma menina de apenas 11 anos foi vítima de um estupro coletivo envolvendo 5 pessoas, entre elas o seu namorado. O caso aconteceu em Recanto das Emas, a 30 km do centro de Brasília (DF).

Além do namorado da vítima, que tem 17 anos, participaram do crime outros dois adolescentes e um homem de 20 anos, Wesley da Silva Dias, que está preso. A ação foi toda gravada pelo celular do namorado da vítima.

De acordo com o processo, o namorado convidou a vítima para fumar narguilé em sua casa com alguns amigos. Lá, os cinco jovens estupraram a garota, que contou para a mãe assim que chegou em casa.

Os adolescentes foram apreendidos e apresentados à Delegacia da Criança e do Adolescente de Brasília. Já Wesley, que tem 20 anos, está preso.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários