Redação Pragmatismo
Saúde 15/Dec/2016 às 22:39
0
Comentários

Servidora do Ministério da Saúde pega atestado médico e faz tour "soltas em Madrid"

Patrícia Ferraz, coordenadora nacional do Ministério da Saúde, pegou atestado, ficou oficialmente de licença médica e fez um tour pela Europa. Ligada ao PSC, ela se desligou do trabalho alegando que faria um tratamento de saúde, quando, na verdade, estava 'solta em Madrid'

Ministério da Saúde servidora exonerada Patrícia
Patrícia Lima Ferraz foi exonerada após a repercussão negativa do caso

Oficialmente de licença médica, Patrícia Lima Ferraz, coordenadora do Programa de Saúde Bucal do Ministério da Saúde apareceu sorridente em imagens publicas nas redes sociais curtindo a Europa.

Patrícia tirou três dias de licença, conjugados com feriado de Finados e o fim de semana para viajar a Madri, para, de acordo com ela, fazer um tratamento de saúde.

Ao lado de amigas, no entanto, tirou uma série de fotos em pontos turísticos. As imagens foram divulgadas pelas companheiras, acompanhada da legenda: “Férias 2016”, “Soltas em Madri”.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Patrícia tentou se justificar: “Tirar fotos todos tiram. Isso não altera em nada minha licença”.

A viagem foi feita no dia 1 de novembro à noite, depois do dia de trabalho. O retorno ao Ministério ocorreu na terça seguinte, dia 8.

Integrantes do Ministério da Saúde ouvidos afirmaram que a viagem por motivos de saúde não foi comunicada à equipe, o que teria provocado transtorno para o andamento dos trabalhos.

“O programa conta com técnicos de qualidade. Eles podem perfeitamente desempenhar as funções necessárias”, disse Patrícia, que ocupava o cargo há apenas 2 meses.

PSC

Patrícia é ligada ao PSC do Amapá. O Ministério da Saúde não informou qual foi a natureza do tratamento realizado por Patrícia, se o pedido de licença médica foi apresentado por médico brasileiro ou formado no Exterior nem mesmo se o pedido foi homologado pelo Ministério da Saúde.

Exoneração

Como não poderia ser diferente, o tour de Patrícia pela Europa enquanto estava de licença médica foi repercutido em diversos veículos de comunicação. Nesta terça-feira (13), sua exoneração foi oficialmente publicada no Diário Oficial da União.

Que fim levou as passagens?

A Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo) comprou as passagens aéreas para Patrícia com partida de Paris, no dia 10 de novembro com destino à cidade portuguesa Porto.

O retorno estava marcado para o dia 12. Neste período, foi realizado na cidade um congresso de odontologia, com participação da Abimo.

A entidade afirma, porém, que Patrícia não participou do evento “pois estava no Brasil e sequer utilizou a passagem da nossa entidade.”

A Abimo afirmou ter comprado a passagem partindo de Paris por ter sido informada de que Patrícia estaria na Europa durante esse período.

ministério da saúde soltas em madrid

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários