Redação Pragmatismo
Michel Temer 09/Dec/2016 às 09:00
0
Comentários

Qual será o futuro do Michel?

A impressão que se tem é que o circo já está armado e o Michel já está com a corda no pescoço. Será que ele já se deu conta de que apenas é um peão nesse jogo de xadrez?

michel temer futuro neoliberal tragédia brasil

Ediel Rangel*, Pragmatismo Político

Nos recentes acontecimentos políticos no Brasil, fica claro que o patrimonialismo (de forma material ou não) ainda é predominante nas mais altas esferas do governo, nesse caso, na presidência da república. É chocante como um ministro é pressionado para agilizar um parecer técnico com o intuito de beneficiar um membro do governo.

O Ministro-Chefe da Casa Civil (Geddel Vieira, homem de confiança do Presidente) assume que procurou o então Ministro da Cultura para tratar do processo sobre o empreendimento embargado em Salvador, empreendimento este que o Geddel comprou um apartamento na planta por R$2.6 milhões.

De um lado temos o IPHAN, que estava empenhado na preservação histórico e patrimonial da região onde o AP milionário seria construído e de outro está um ente do governo que quer aproveitar a oportunidade de enriquecer mais e servir os interesses imobiliários.

Ora, quem ousa ir contra o amiguinho do presidente?

Que não se esperava que o aparecimento do anti-herói, Marcelo Calero. Que não se dobrou a autoridade do Geddel, que levou o caso ao seu amiguinho Temer. E o resultado já sabemos.

Duas coisas ficaram claras com mais esse temeroso episódio deste governo que tem tudo para dar errado. 1º: Geddel usou do cargo para benefício próprio. 2º: O presidente da República, Michel Temer, ajudou o seu amiguinho Geddel e pressionou Calero para o IPHAN liberar o empreendimento.

— A política tem dessas coisas, esse tipo de pressão. Disse Temer conformando o futuro ex-ministro da Cultura.

Até onde vai a inocência de Temer nessa questão? Não vai a lugar nenhum, pois ele não é inocente, ele sabia da real intenção de Geddel, de se beneficiar com aquele empreendimento que terá uma supervalorização imobiliária no futuro.

Se o que Michel e Geddel fizeram não foi tráfico de influência, o que foi então?

Este ano foi a uma formatura em uma faculdade particular e um dos donos dessa faculdade disse em seu discurso:

— O Brasil agora está tomando o rumo da moralidade. (Referindo-se ao novo e “moral” presidente).

O que será que esse senhor pensa agora? Creio que nada, pois os grandes veículos de imprensa, parciais e manipuladores ainda não mandaram para ele(s) a sua ideia pronta da atual situação.

Mas com esse escândalo e esse crime, qual será o futuro do Michel?

Se de fato comprovado que o Michel tentou usar de seu cargo e influência sobre um parecer técnico do IPHAN ele não intermediou conflito (como afirma) e sim quis resolver o problema do Geddel.

Na fala divulgado por Calero, fica evidente uma tentativa de interferência sim, mandando o ex-ministro da Cultura encaminha o processo do IPHAN da AGU dando a entender de que lá ele “ajeita”. Conforme o trecho abaixo:

Marcelo Calero: Tá. Mas eu… eu… eu até falei com o presidente, Gustavo, eu não quero me meter nessa história não.

Gustavo Rocha: É, e o que ele me falou pra… pra falar era, “veja se ele encaminha, e num precisa fazer nada, encaminha pra AGU“. Falou isso comigo ontem, né? Aí eu falei “não, eu falo isso com ele“.

O Hélio Bicudo (um dos autores do pedido que levou ao impeachment da presidenta Dilma) já se manifestou a favor do #ForaTemer, dizendo:

A democracia já estava ferida com a saída da Dilma. Por que, então, manter o Michel Temer? Todos sabem que ele não é de nada. O Temer trouxe o pessoal do passado para o presente.”.

A impressão que se tem é que o circo já está armado e o Michel já está com a corda no pescoço. Será que ele já se deu conta de que apenas é um peão nesse jogo de xadrez?

O desenrolar deste governo está nas mãos dos próximos presidentes da Câmara e do Senado. Vamos observar a atuação do que o Michel pensa ser a sua base política. Se o PMDB não conseguir colocar outro membro subalterno de seu partido como presidente dessas mesas, ele terá que andar sobre ovos.

Antes do impeachment da presidenta Dilma, eu recebi e-mails de grupos de investimento dizendo “Onde investir se Dilma cair”, não me surpreendi quando recebi “Dilma? Temer? Nenhum dos dois?”. Que isso seja um aleta VERMELHO para o governo.

Leia aqui todos os textos de Ediel Rangel

O PSOL entrou com um pedido de impeachment contra o atual governo, mas está claro que este não será aceito. Porém poderá ser apenas o primeiro pedido de muitos.

Têm muitos partidos que são como abutres, esperam a oportunidade certa. Será que o nosso Michel Temer termina o mandato?

Leia também:
O golpe é um processo autofágico
Cerveró cita influência de Temer em esquema na Petrobras e é interrompido por Moro
Parlamentares estudam substituir Michel Temer por FHC
Michel Temer perde um ministro a cada mês
Janaina Paschoal está ‘decepcionada’ com Michel Temer
Ministro de Temer cobra fim da Lava Jato e pede “sensibilidade” a agentes
Michel Temer e o retorno da ideia retrógrada dos superministérios

*Ediel Rangel é graduado em Sistemas de Informação pelo Instituto Doctum de Educação e Tecnologia, graduando em Ciências Contábeis pela UFVJM, mestrando em Tecnologia, Ambiente e Sociedade pela UFVJM, autor do Blog Ediel Rangel e colaborou para Pragmatismo Político.

Referências:

1 – http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/11/1833719-por-apartamento-de-r-26-milhoes-geddel-brigou-com-banqueiro-e-vereadores.shtml

2 – http://epoca.globo.com/politica/noticia/2016/11/crise-criada-por-geddel.html

3 – http://extra.globo.com/noticias/brasil/temer-sabia-de-apartamento-de-geddel-em-salvador-antes-da-demissao-de-calero-20549514.html

4 – http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/11/leia-transcricoes-de-dialogos-gravados-por-marcelo-calero.html

5 – http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2016/11/28/autor-do-impeachment-de-dilma-helio-bicudo-adere-ao-fora-temer.htm

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários