Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 07/Oct/2016 às 16:06
8
Comentários

Senador russo denuncia participação dos EUA no golpe contra Dilma

"A mudança de poder no Brasil não podia ser realizada sem uma intervenção externa", disse um dos mais importantes senadores russos. Ele explica que uma das razões foi a política independente que o país realizava nos últimos anos e a disputa por recursos energéticos do Brasil. Nesta quarta-feira, deputados abriram o pré-sal para empresas estrangeiras

senador russo golpe eua petróleo
Konstantin I. Kosachev (reprodução)

A mudança de poder no Brasil não pode ter passado sem intervenção externa, uma das causas foi a política soberana e independente que o país estava realizando nos últimos anos, considera o presidente do Comitê Internacional do Conselho da Federação, Konstantin Kosachev.

Durante um encontro com jovens representantes de círculos político-sociais e mídia dos países da América Latina e Espanha, realizado na última quinta-feira (6) em Moscou, um dos representantes do Brasil expressou a opinião que a destituição de Dilma Rousseff do cargo de presidente poderia ter sido realizada com participação dos EUA, que estão interessados em receber recursos energéticos do Brasil.

Saiba mais:
Pré-sal: José Serra prometeu à Chevron que entregaria nosso petróleo
Seis motivos para entender a gravidade do PL de Serra sobre o pré-sal
Na calada da noite, Comissão Especial da Petrobras e Exploração do Pré-Sal decidem por fim em exclusividade
Por que é ruim para o Brasil retirar da Petrobras a exclusividade na operação do pré-sal?
Michel Temer anuncia pacote de privatizações com petróleo do pré-sal incluso
Os 292 deputados que entregaram o petróleo brasileiro ao capital estrangeiro

Estou pronto a compartilhar suas avaliações de que a mudança de poder no Brasil não podia ser realizada sem uma intervenção externa“, disse Kosachev. Segundo ele, uma das causas foi a política soberana e independente que o país estava realizando nos últimos anos.

Ele sublinhou que ultimamente a Rússia avançou muito na cooperação bilateral com o Brasil, inclusive no quadro do BRICS.

Em 31 de agosto, o Senado do Brasil votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff. Em resultado de uma votação em separado, foi deliberado que ela não será impedida de ocupar cargos governamentais.

Leia também:
Temer diz que Dilma sofreu impeachment porque rejeitou projeto neoliberal
Como a América Latina reagiu ao impeachment de Dilma no Brasil
“Golpe no Brasil estava anunciado há tempos”, diz Mujica
Joaquim Barbosa diz que impeachment de Dilma foi “espetáculo patético”

Agência Sputinik

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. CLASSE MÉDIA BURRA Postado em 07/Oct/2016 às 18:45

    Alguém tinha alguma dúvida? só a classe média burra brasileira.

  2. Sergio Carneiro Postado em 07/Oct/2016 às 18:47

    Não foi esse senador, Konstantin Kosachev., que votou contra a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção (UNCAC), alegando que: A resolução é capaz de privar milhões de cidadãos da presunção de inocência Rússia. Não podia ser diferente: Ele tem que apoiar o ex-governo da Dilma.

    • Quibuxa Postado em 08/Oct/2016 às 10:46

      Em primeiro lugar, nao foi aprovada uma ratificaçäo para alterar uma clausula da constituicao da Federação Russa, para fundamentar o voto positivo. Essa clausula terminou em uma contradicao com outra (art 20, 49). O voto positivo feriria a constituicao desse pais. Pois é.... respeito a constituiçao no Brasil parece nao ser muito nosso forte. Quanto a privacao dos milhoes de cidadaos a presuncao de inocencia, pelo menos na esfera politica, determinam-se os culpados e inocentes.O povo nao precisa presumir nada. Aceite o povo ou não, escolhe-se a quem se quer dar o título de corrupto por aqui. Exemplos básico: Furnas, trensalao, privatizacoes no governo FHC e outras. Gravacao explicita de Juca e lider do PMDB literalmente confessando intencao de golpe. Serra e Aecio Neves, no planalto?? Ninguem chamado para prestar exclarecimentos. Mais vamos ao amago da questao, Sergio. O negocio é sempre demonizar e distorcer. Sempre vai ter um ou dois que vao acreditar nas coisas que se joga por ai. Nao importa se é mentira ou não. Pedalada fiscal da Dilma.. Voces estavam muuuuito preocupados com isso. Não é? Certo, certo...acreditamos sim. Nao houveram segundas intencoes. Afinal, Brasil, ame-o, ou deixe-o. Tá certo!! Prende o Lula, irmão. Porque se não, a gente vai botar ele de volta em 2018.

      • José Geraldo Resende Postado em 09/Oct/2016 às 23:19

        A presunção de inocência é um pressuposto jurídico universal e não pode ser quebrado sob pena de instalar um estado de vilania contra o cidadão. A corrupção é crime, basta investigar, provar e punir. Qual o problema de fazer a coisa certa?

  3. Guto Postado em 08/Oct/2016 às 14:33

    Sujo falando de mal lavado. O fato é que nós, a ponta mais fraca da corda é que tem de dançar conforme a banda que o "sistema" toca. Um senador russo denuncia os EUA. Que moral tem a Rússia pra falar mal de um país se meter na vida do outro? Não duvido nada que os EUA tenha se metido aqui; a décadas. Mas infelizmente somos influenciados ou por um ou pelo outro. É escolher e torcer pra dar certo. Cabe a nós brasileiros se é melhor "capitalismo selvagem" ou "totalitarismo" de Putin.

  4. Sergio Luiz Brito Postado em 08/Oct/2016 às 15:54

    Cala boca Sergio carneiro. para iniciar um Embate, informe-se melhor. E anule sua antipatia partidária. VOCÊ evidencia ser um genuino ASNO pró americano. O MUNDO inteiro. Incluindo os maiores Jornais dos EEUU, Britânicos, Alemães deram detalhes das Conspirações para destruir o Governo petista, e não apenas a Dilma. -Eles querem a EXTINÇÃO do PT. como aconteceu na Polônia. E está acontecendo na Ucrânia e ´Síria. SNOWDEN previu isso antes mesmo da Embaixadora do Golpe Paraguaio chegar aqui em Dez/2013. acorda!

  5. Guto Postado em 08/Oct/2016 às 18:35

    Exatamente isso ai Sergio Luiz! Baseado na história recente, todas as vezes que os EUA mecheram demais no país dos outros, estes se não chegaram, estão próximo do fundo do poço. Aqui no Brasil, infelizmente, não consigo enxergar uma identidade própria na maioria da população. Apenas massa de manobras, e poucos grupos que tem ideologias consistentes. Desse jeito o caminho será a extinção do PT para que "se resolva todos os problemas". Não até onde nem quando o PT errou, mas com certeza um dos maiores erros foi se aliar ao PMDB. Aliás, se aliar ao PMDB é algo que não recomendo a ninguém

  6. José Postado em 12/Oct/2016 às 14:45

    Rússia pais serio Brasil pais de merda