Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 14/Oct/2016 às 12:46
0
Comentários

Grupo organiza manifestação a favor de Donald Trump em São Paulo

Ato de apoio a Donald Trump será realizado nos próximos dias na Avenida Paulista. Grupos 'Direita São Paulo' e 'Juntos pelo Brasil' convidam todos a participar

donald trump são paulo av paulista
Organizadores do ato em São Paulo acreditam que Trump é esperança para “acabar com o comunismo”

Os grupos ‘Juntos pelo Brasil’ e ‘Direita São Paulo’ convocaram um ato de apoio a Donald Trump na capital paulista a ser realizado no próximo dia 29. Um evento criado no Facebook indica que 500 pessoas confirmaram presença na manifestação.

O ato é para mostrar “que o Brasil apoia os irmãos conservadores americanos, e que nós não queremos ver a Dilma Americana na Presidência!”, segundo a descrição do evento.

“Estamos fazendo o ato porque a cobertura da mídia brasileira tem sido vergonhosa. Nunca mostra os dois lados”, diz Leandro Mohallem, um dos fundadores do Juntos pelo Brasil.

Tradicionalmente conservadora, a Fox é citada entre os veículos de comunicação que apoiam o republicano, embora não tenha dado declaração formal de preferência por ele.

“Nos Estados Unidos, a Fox News mostra os dois lados. Você vê algum equilíbrio. A grande mídia brasileira só tem falado mal do Trump e escondido todos os crimes da Hillary”, afirma.

“Acabar com o comunismo”

Dennis Heiderich, estudante de direito e outro membro do ‘Juntos pelo Brasil’, diz que Trump é a esperança de dias melhores para o mundo a partir da erradicação total do comunismo e das ideias socialistas. Ele aposta ainda no rápido fim do Estado Islâmico caso o republicano seja eleito nos EUA.

“O Trump representa o nacionalismo e o patriotismo de fato. Ele vem para resgatar o capitalismo e para brecar os ideais socialistas e comunistas defendidos pelos democratas”, afirmou em recente entrevista ao sítio HuffPost Brasil.

A organização do evento em apoio a Donald Trump sugere que os manifestantes usem roupas azuis, brancas e vermelhas — as cores da bandeira dos EUA.

O vermelho, cor tradicionalmente usada pelos republicanos, não foi adotado para o ato porque “tem uma conotação negativa aqui no Brasil”, dizem os organizadores, que acreditam que tanto Hillary Clinton quanto Dilma Rousseff “cometeram crimes, têm passado comunista e são absolutamente inaptas para comandar um país”.

No Facebook, o ‘Juntos pelo Brasil’ se define como um grupo que “luta no combate à corrupção, contra doutrinas vermelhas anti democráticas, inimigas da família e dos princípios de Ordem e Progresso que estão escritos em nossa amada bandeira”.

Pesquisa

Trump disputa a presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, concorrendo com a democrata Hillary Clinton.

Em pesquisa da Agência Reuters/Ipsos divulgada após o debate do último domingo (10), Donald Trump perdeu mais terreno na corrida para comandar os EUA.

Agora, o Republicano está 8 pontos atrás de Clinton. Um em cada cinco Republicanos disseram que os comentários vulgares do candidato o desqualificam para o cargo.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários