Redação Pragmatismo
Compartilhar
EUA 05/Oct/2016 às 14:38
1
Comentário

Forbes revela como Donald Trump perdeu R$ 2,6 bilhões em apenas 1 ano

"Parte da minha beleza é que sou muito rico", disse Donald Trump certa vez. Mas de acordo com a revista Forbes, o bilionário está bem mais pobre do que há um ano. Publicação revelou como o magnata e candidato à Presidência dos EUA perdeu R$ 2,6 bilhões em tão pouco tempo

trump forbes riqueza bilhões receita eua
Donald John Trump, empresário, investidor, personalidade da mídia e candidato a presidente dos EUA (reprodução)

Parte da minha beleza é que sou muito rico“, disse Donald Trump certa vez.

Mas de acordo com a revista de economia e negócios americana Forbes, o bilionário está bem mais pobre do que há um ano.

Trump teria perdido US$ 800 milhões (R$ 2,6 bilhões) desde o ano passado e agora teria uma fortuna de “apenas” US$ 3,7 bilhões (R$ 12 bilhões).

Segundo a Forbes, a sangria de dinheiro se deve especialmente à desvalorização imobiliária em Nova York. O candidato republicano à Presidência dos EUA nas eleições de novembro – autor de um livro chamado Toque de Midas – tem pregado em discursos de campanha a “necessidade de os americanos terem um negociador” na Casa Branca.

Eu tenho uma imensa renda. É hora de o país ser governado por alguém que tem uma vaga ideia de como lidar com dinheiro“, afirmou Trump durante o debate presidencial na última segunda-feira.

Como Trump perdeu tanto dinheiro?

A Forbes, que há 30 anos analisa a fortuna de Trump e de outras das figuras mais ricas do mundo, atribui o prejuízo do bilionário principalmente à queda dos preços de imóveis em Nova York.

A revista levantou informações sobre 28 edifícios de Trump e descobriu que 18 depreciaram, incluindo a Trump Tower, o icônico prédio de apartamentos de luxo na Quinta Avenida.

Mas sete imóveis dele, incluindo um em San Francisco, aumentaram de valor.

Quanto realmente vale Trump?

Essa é a grande questão. Quando Trump entregou sua declaração de bens à Comissão Eleitoral, no início do ano, seus assessores disseram que ele tinha mais de US$ 10 bilhões (R$ 32 bilhões).

Mas a Forbes diz que ele vale US$ 3,7 bilhões, a agência de notícias Bloomberg o avalia em US$ 3 bilhões e a revista Fortune diz que Trump acumula US$ 3,9 bilhões.

Um motivo para essa discrepância é que Trump conta o valor de sua “marca”, que ele mesmo estima em US$ 3,3 bilhões. O empresário já foi acusado de exagerar sua renda ao somar a ela a receita de seus negócios.

A declaração de renda pode solucionar mistério?

Trump, ao contrário de sua rival na corrida pela Casa Branca, a democrata Hillary Clinton, se recusou a tornar pública sua declaração de renda. Isso alimentou a especulação de que sua conta bancária talvez não seja tão grande quanto ele diz, ou mesmo que o empresário esteja pagando menos imposto do que deveria.

No debate de segunda-feira, Clinton insinuou que a declaração de renda poderia revelar “algo importante, ou mesmo terrível, que ele esteja tentando esconder”.

No domingo, o jornal The New York Times publicou uma reportagem afirmando que o republicano pode ter ficado sem pagar impostos federais legalmente por 18 anos, depois de ter declarado um prejuízo de US$ 915 milhões (quase R$ 3 bilhões) em sua declaração de 1995.

Leia também:
Donald Trump contesta valor de sua fortuna apresentado pela Forbes
Qual o significado de uma presidência Donald Trump na América do Norte e no Brasil?
Cineasta lamenta, mas garante: “Trump vai ser o próximo presidente dos EUA”
A intolerância de Donald Trump em 5 atos abomináveis
Melania Trump (2016) vs Michelle Obama (2008)

A informação, segundo o jornal, teria vindo de documentos enviados pelo empresário à Receita americana. A campanha de Donald Trump disse que os documentos foram obtidos de forma “ilegal”, mas que provavam a esperteza do empresário no campo dos negócios.

Trump está financiando a própria campanha?

Em meio à confusão sobre quão rico ele é, Donald Trump se vangloria de financiar sua campanha à Presidência sem precisar se amarrar aos interesses políticos dos seus doadores – ao contrario de seus rivais. Mas a verdade é um pouco diferente.

Ele já investiu US$ 50 milhões (R$ 162 milhões) de seu próprio dinheiro até agora, mas recuperou parte disso graças, por exemplo, ao expediente de colocar seu escritório de campanha na Trump Tower e cobrar aluguel.

Por outro lado, declarações polêmicas sobre imigrantes mexicanos, em especial a promessa de construir um muro na fronteira entre os EUA e o México para coibir a imigração ilegal, já lhe custaram US$ 100 milhões (R$ 324 milhões), segundo a Forbes.

O cálculo diz respeito a compromissos cancelados com empresas como as redes de TV NBC e Univisión, além das lojas de departamento Macy’s, entre outros.

BBC

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. João Paulo Postado em 06/Oct/2016 às 00:27

    Fortunas acumuladas por grileiros (João Dória) e sonegadores (patão da Fiesp) são as únicas formas de enriquecer, salvo raríssimas exceções. Mas é meritocracia. Há mérito em roubar, achincalhar e espezinhar, permanecendo intocável. Não temos como negar. O zé povinho (seja brasileiro, seja do resto do mundo) permanece submisso e "invejando" tudo isso: nossos "empresários de sucesso".