Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 17/Sep/2016 às 16:27
12
Comentários

José Serra comete gafe ao explicar o que são os BRICS

Ministro das Relações Exteriores do atual governo, José Serra se enrola, não consegue explicar o que são os BRICS e inclui até a Argentina no Bloco. Assista

josé serra brics gafe resposta

Luis Nassif, Jornal GGN

Quando José Serra assumiu o Ministério das Relações Exteriores se sabia que era jejuno em política externa.

Quando demonstrou desconhecer o que era NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos) deu-se algum desconto (relembre aqui), devido ao fato de ser uma agência cujos protagonismo só se tornou visível mais recentemente. Mas já era falta grave.

Quando passou a afrontar a Venezuela, o Uruguai, a externar misoginia no México, julgou-se que fosse apenas a assimilação do jornalismo de esgoto que ele ajudou a criar e estimular.

Quando levou Fernando Henrique Cardoso como assessor especial para o confronto com a Venezuela na reunião do Mercosul, julgou-se que fosse apenas o medo de enfrentar situações complexas, que o acompanha desde os tempos de governador do Estado.

Mas a divulgaçào do vídeo (assista abaixo) com um Serra tatibitate, sem saber os países que compõem os BRICS, incluindo a Argentina e não sabendo sequer o país representado por cada letra da sigla, acende um sinal amarelo. É possível que a Junta Governativa do país tenha colocado como chanceler uma pessoa com sinais avançados de decrepitude.

VÍDEO:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Vinis Postado em 17/Sep/2016 às 20:35

    O que esperar do motorista de trem fantasma? Que acha que o Brasil é "Estados Unidos do Brasil"

    • Rita Candeu Postado em 18/Sep/2016 às 08:31

      kkkkkkkkk adorei essa do motorista - tudo a ver com ele

    • Salomon Postado em 18/Sep/2016 às 10:33

      Verdade, quando questionado sobre as relações exteriores, esse golpista disse que o nome do Brasil era "estados unidos do brasil", em vez de república federativa do brasil. A crise está penas no começo.

    • Andre FLN Postado em 18/Sep/2016 às 16:35

      ETERNA VERGONHA ALHEIA!!!! nao ta capacitado nem pra roda de prosa

  2. Rosendo Postado em 17/Sep/2016 às 22:42

    Brazil,american dog again

  3. Josivan Simplicio Postado em 17/Sep/2016 às 22:49

    Colar não vale!

  4. a.ali Postado em 18/Sep/2016 às 01:32

    Realmente, tem mais essa muito bem lembrado por Vinis! Os GOLPISTAS estão bem de ministro...

  5. Thiago Lopes Postado em 18/Sep/2016 às 10:22

    Foi pra isso que vcs tiraram a Dilma?

  6. Eduardo Ribeiro Postado em 18/Sep/2016 às 11:30

    O chanceler que não sabe o que significa BRICS. Numa das raras palavras mundiais que não tem letra A, ele achou que tinha Argentina nos países formadores. Quer dizer: além do mais claro e completo analfabetismo - o filho da puta "passaria a vez" no Roletrando/Roda a Roda do Silvio Santos, e perderia a brincadeira da forca pra um guri do terceiro ano - , nosso chanceler é, a grosso modo, um jogador de futebol que nunca viu uma bola, um dentista que nunca viu uma boca aberta, um açougueiro que não sabe diferenciar faca de vassoura. Porque é criminoso - ABSOLUTAMENTE CRIMINOSO - um chanceler que não sabe o que é BRICS. Além de entreguista, traidor, vira-latas, mucama de americano, putinha da Shell e Chevron, e alem de ser a presença física mais degradante, asquerosa e nojenta da nação. Olha nas mãos de quem o futuro do país está, meu deus do céu. Parabéns aos envolvidos.

    • Andre FLN Postado em 18/Sep/2016 às 16:40

      O que ele sabe muito bem é vender ouro a preço de banana, pra isso o vocabulário não precisa ser grande, basta algumas palavras organizadas, p. exemplo: banana? yes I like banana, take the gold and give banana to us, mister nice guy :)

  7. José Ferreira Postado em 19/Sep/2016 às 09:55

    Foda-se os BRICS. Afinal os tais "BRICS" podem ser entendidos como a China, Rússia e o resto.

    • Henrique Postado em 19/Sep/2016 às 12:49

      Burrice é foda. Em 1961 Jango foi acusado de conspiração comunista por ter visitado a China - quando, na verdade, estava procurando estabelecer relações comerciais com aquele país. Resultado? Amargamos 21 anos de ditadura (em que pese a campanha da legalidade, o golpe foi finalmente consumado em 1964) e os EUA se tornaram um grande parceiro comercial da China. Hoje, o Brasil foi criticado por fazer o Porto de Mariel em Cuba, tendo sido o governo acusado de "colaboração com governos comunistas/bolivarianos" ou coisa que o valha. Resultado? Impeachment no mínimo controverso e realinhamento subalterno com os EUA, enquanto estes últimos restabelecem as relações com Cuba (some-se a isso o contexto dos Tratados Transpacífico e Transatlântico). Teve um general da ditadura que disse: "o que é bom para os EUA é bom para o Brasil" - mas o que eu vejo é que o Brasil fica com o que os EUA não quer... Quanto aos BRICS: todo mundo cita os EUA para falar do sucesso do capitalismo, mas ninguém fala nada do fato de os EUA imprimirem o dólar, moeda adotada no comércio mundial. Os BRICS vêm enseiando há um tempo a tentativa de alterar esse quado, com a adoção de outra moeda - daí o Brasil, de novo, se alinha como subalterno dos americanos. Burrice é foda. Ou é má-fé mesmo.