Redação Pragmatismo
Compartilhar
Bolsa Família 08/Sep/2016 às 17:28
5
Comentários

Lula critica cortes no Bolsa Família: "Eles deviam viver um dia de pobre"

“Eles acham que é esmola. Disseram que eu estava criando vagabundos no país. Eles deviam viver um dia de pobre”, diz Lula sobre cortes anunciados por Michel Temer no programa Bolsa Família

lula bolsa família temer cortes

Em discurso na noite de desta terça-feira (6) no estádio Mineirinho, em Belo Horizonte, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou cortes no Bolsa Família e desafiou os opositores do programa a viver um “dia de pobre”.

A fala ocorreu durante o 3° Acampamento Nacional do Levante Popular da Juventude, organização que é crítica ao impeachment que afastou Dilma Rousseff da presidência da República e classificam o processo de golpe. Seus integrantes defendem a saída de Michel Temer. Eles querem ainda a convocação de eleições diretas e de uma assembléia constituinte.

O governo de Michel Temer desligou do Bolsa Família cerca de 600 mil famílias.

“Eles acham que é esmola. Disseram que eu estava criando vagabundos no país. (…) Eles deviam viver um dia de pobre, para ver como o nosso povo é extraordinário. Não há povo mais tolerante que o brasileiro. Porque aguentar o que aguentamos todo santo dia, era para sermos muito mais rebeldes”, disse.

O ex-presidente reiterou que a distribuição de renda é fundamental para o crescimento do país. “Eles pensavam que pobre era o problema desse país e nós provamos que pobre é a solução. Dê R$ 1 bilhão a um rico e ele vai transformar o dinheiro em uma conta bancária. Dê R$ 50 a um pobre e ele vai comprar o que comer, o comércio vai produzir, a indústria vai se desenvolver e os empregos vão surgir”.

Para Lula, a participação política é outro fator fundamental para superar a atual crise brasileira. “Toda vez que se nega a política nasce um Hitler, nasce um Bolsonaro. Quando as pessoas começam a rejeitar a política não é a esquerda que cresce, é a direita. E não é a direita civilizada. É a direita raivosa”, disse.

O ex-presidente defendeu mais tolerância na política. “O Rui Falcão já foi agredido em aeroporto. O João Pedro Stédile já foi agredido em aeroporto. Lá em São Paulo, muita gente foi agredida. Nós não podemos ser tão rasteiras como eles porque nós temos uma divergência. Nós queremos mais gente participando da política e não queremos as pessoas se afastando da política por esses episódios. Vamos mostrar que, na nossa democracia, nós sabemos conviver com a diversidade”.

Evento

Também estiveram presentes no evento o senador Lindbergh Farias (PT), os deputados federais Patrus Ananias (PT), Jô Moraes (PCdoB) e Maria do Rosário (PT) e o governador mineiro Fernando Pimentel (PT).

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, defendeu a desmilitarização da polícia e lembrou o caso da jovem Deborah Fabri, que perdeu a visão em decorrência de ação policial em manifestação em São Paulo.

O Levante Popular da Juventude é uma organização de esquerda que surgiu em 2006 no Rio Grande do Sul e tem o objetivo de mobilizar jovens para transformar a sociedade. A coordenação estima que há cerca de 20 mil integrantes no Brasil. Os acampamentos nacionais ocorrem a cada dois anos e é a instância máxima de deliberação do Levante Popular da Juventude.

Tem ainda uma programação voltada para a formação política e cultural. Há mesas com o jornalista esportivo Juca Kfouri, a atriz Letícia Sabatella e o australiano Julian Assange, principal porta-voz da plataforma WikiLeaks que participará através de videoconferência.

Esta edição do encontro reúne cerca de 7 mil jovens de todos os estados do país. “Aqui reunimos gente da cidade e do campo, da periferia, da universidade e das escolas, negros e negras e LGBTs [Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros]. Temos um lema que é nossa rebeldia é o povo no poder”, diz a gaúcha Nataly Santiago, integrante da coordenação nacional.

Financiamento

Paralelamente ao acampamento, ocorre o Festival Cultural da Juventude Brasileira, evento que teve financiamento do governo de Minas Gerais e gerou críticas dos partidos opositores de Fernando Pimentel.

“Nós participamos de um edital público e nosso projeto, que atendia a todos os critérios, foi contemplado em um processo transparente. Aqui a juventude encontra um espaço aberto e democrático para dar vazão às suas produções artísticas“, explica o paulista Thiago Pará, membro da coordenação nacional do Levante Popular da Juventude.

Pimentel também respondeu às críticas em seu breve discurso. “Vou dizer para a imprensa repetir amanhã. Nós vamos continuar apoiando os movimentos de juventude. Aqui, não recebemos os jovens com bala de borracha”, disse o governador mineiro, fazendo referência aos recentes episódios ocorridos nas manifestações de São Paulo.

Segundo a coordenação do Levante Popular da Juventude, o evento teve também recursos arrecadados em campanhas de financiamento coletivo feitas pela internet e com rifas organizadas pelos militantes.

Agência Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Sérgio Carneiro Postado em 09/Sep/2016 às 05:14

    Só 600 mil Cortes?

  2. Vinis Postado em 09/Sep/2016 às 11:23

    Bom mesmo é o Temer né?

  3. enganado Postado em 12/Sep/2016 às 13:54

    Afinal qual o seu lado: ___"""BRASIL"""__ X ____"""braziUSA""" ? ___10P's___ X __DIREITA APÁTRIDA___? Tá difícil escolher o lado? O da Esquerda, terás que trabalhar para seu sustento,,, agora o Direita basta entrar para o P$$$DB / DEM / STF_DB / forças armadas / JUdiciário / .... e a GRANA vem até pelo correio!! Acredite!!!! Corrreio mas não do braziUSA e sim por algo parecido como entrega, follow-up vindo direta da matriz. Boa sorte!!!!!

  4. Thiago Teixeira Postado em 13/Sep/2016 às 19:44

    É incrível a reação dos fascistas criados no Danone pelo JN ao ver a imagem de Lula diante de um povo sorridente. Cenas que jamais acontecerão com seus políticos golpistas.

  5. enganado Postado em 13/Sep/2016 às 19:05

    E ainda .... como o Aloysio "300 MIL", o JANOT também foi na Matriz=USraHell para uma reunião do tal __Departamento de Estado = Maquina de moer carne dos Patriotas dos Países que se rebelam contra a DOMINAÇÃO monetária da ___BANCA ANGLO-SIONISTA_Judaica__instalada na Matriz=AIPAC. Assim os dois já devem estar recebendo a PROPINA Anglo-SIONISTA em casa, pois deixaram seus endereços para entrega rápida! Se não o çE$R$RA e/ou Feldmann mandam um boy, e enfim tudo recebido. Que fique claro: """Com a DIREITA não precisa se preocupar em deixar rastro, pois como exemplo temos a ___1/2 tonelada de COCAÍNA dos PÓrrella e a PF_DB ainda não chegou no heliPÓtero__, BRASIF do FHC, . . . . , AÓPIO-Lista de Furnas, . . . . . Então taí liberdade total aos HONESTÍSSIMOS.