Redação Pragmatismo
Compartilhar
Lula 02/Aug/2016 às 17:41
28
Comentários

O desespero de Sergio Moro é não poder matar ideias

juiz sergio moro ideias lula

Armando Rodrigues Coelho, GGN

A coruja teve um filhinho lindo.

Por um golpe de estado comprado por 45 dinheiros não se pode pedir certificado de garantia. As falhas aparecem por todos os lados. É como uma quinquilharia chinesa comprada no camelô, sem durabilidade, chinfrim, “fake in Mooca”. Jamais será o que pretende ser e vai sempre mostrar a identidade – é falso. Assim como o golpe assinado por mais de 300 bandidos, endosso por Cunha, Fernandinho Beira-Mar, coxinhas e seus asseclas.

Um golpe de 45 dinheiros, que traz o número de uma quadrilha impune, intocável, repleta de bandidos de estimação da grande mídia e da Polícia Federal. Amiga do caloteiro pato da Fiesp, hoje murcho e silente como os paneleiros. Os delegados da PF, que nos grupos fechados já sabiam há tempos do golpe “que viria através dos Estados Unidos”, estão caladinhos. Falavam grosso com Dilma e hoje, nem fino falam com o impostor Temer, sem um centavo a mais no orçamento pessoal ou institucional.

Não é golpe, dizem. Mas o partido que perdeu as eleições está no governo, vale o programa político rejeitado nas urnas. A podridão do truque dos magos está escancarada, a crise não é mais crise e qualquer escândalo sobre os ladrões golpistas pode ser abafado com notícia falsa contra o estadista, herói do povo Lula – o cidadão mais perseguido da história do Brasil.

A sorrelfa golpista passa pelo escárnio, pela apressada venda do patrimônio nacional. Vai além dos 45 dinheiros, inclui ator pornô, desprezo pela cultura, bandidos assumindo postos-chaves. Constituição rasgada, a Corte Suprema é tão silente que dá até saudade dos circunspectos juízes que no passado eram maldosamente tratados como membros de um “grande balcão de negócios”, sensíveis a “embargos auriculares”.

Sacripantas e sibaritas comemoram a volta do Brasil ao ideário do Século 19. Pobre do estudante de direito de hoje, que nos primeiros dias de aula aprende que o Direito Civil só serve para tornar o rico mais rico e o Direito Penal para perseguir o pobre. A lei contra o terror é o próprio terror. Foi aprovada por um governo acuado, que de tão acuado sancionou a lei que impede o povo de lutar pelo resultado das urnas. Faces de um golpe sujo e calculado, que ora se apresenta como assalto a mão armada numa quebrada qualquer, ora com requintes de quem faz um túnel para roubar o Banco Central e ora como festa de estelionatários depois de enganar e roubar vítimas.

Tudo isso em clima de Farsa Jato – pirotecnia falso moralista para acabar com o PT e prender Lula.

Perda de tempo! Crucificaram Cristo, mas o Cristianismo sobreviveu. Mataram Tiradentes, mas seu ideal cruzou os séculos. Mataram Zumbi, mas um negro, mesmo sujeito a críticas, chegou à ex-Corte Magna. Assim, permito-me mandar um recado a um tal Sérgio Moro e sua trupe, inspirado na peça “Liberdade, Liberdade” (Flávio Rangel e Miloor Fernandes).

“O Cristo morreu na cruz, mas o cristianismo se transformou na maior força espiritual do mundo. Galileo Galilei cedeu diante da Inquisição, mas a Terra continuou girando ao redor do Sol, e quatro séculos mais tarde, um jovem tenente anunciou da estratosfera que a Terra é azul. Anne Frank morreu, mas Israel ressurgiu da cinza dos tempos… Depois da segunda guerra mundial tornaram-se independentes treze nações asiáticas e trinta e quatro nações africanas…”

Portanto, Sr. Sérgio Moro, não se matam ideias. O Cristianismo não morreu na cruz, do mesmo modo que qualquer truculência contra Lula ou o Partido dos Trabalhadores (ao qual não sou filiado e nem tenho procuração para defender), só vai lhe servir para promoção pessoal diante de medíocres. A força, o ideal de fraternidade que nos impulsiona, sobreviverá como cobra de vidro à tirania do golpe.

Não será prendendo Lula, fechando diretório, calando jornalistas que se mata uma ideia. Prende-se, matam, torturam e desmoralizam-se pessoas, mas o que nos move é um sentimento de fraternidade. Não tem nada a ver com dinheiro nem grana da Petrobrás, não se esgota em siglas, nem o PT é isso que a mídia diz. Sobrará sempre uma semente do Lula ou algo parecido para infernizar vossa ganância. E tem mais: se precisar, a gente volta a vender estrelinhas de novo… Lamento frustrar o paparicado “magistrado”. Assim mesmo, sem data vênia, entre aspas e com letra minúscula.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. enganado Postado em 02/Aug/2016 às 20:58

    E AÍ GENERAL? Tá gostando muito, mas não esqueça que VC e seus comandados tambëm são CÚMPLICES disto que aí está. Espero que não tire o corpo fora na HORA da VERDADE dos FATOS. Banque mesmo estes APÁTRIDAS e depois não se arrependa nem na hora de morrer, porque do outro lado da vida está TUDO sendo muito bem gravado, pois não se esqueça que NÃO temos uma só VIDA. Os umbrais lhe aguardam com um porrete do mesmo tamanho do qual sua família torturou muita gente. """Justiça DIVINA NÃO tarda e NUNCA falta""". ___“” braZZZil, –– slogan –– ___””””” ÓDIO e RETROCESSO ””””___ ___“” braZil,__Pátria de INJUSTIÇAS, Viciados em COCAÍNA, LADRÕES e APÁTRIDAS””___ ___”” GOLPE-2018 “””, CLEPTOCRACIA & PLUTOCRACIA Eternas___ “””__braZZZil___ , Pátria, POCILGA da DIREITA e dos MILITARES __“”” ___“” Golpe é na gRoubo ””__ “”” Regime NAZI - FACISTA””” _______ gen. SÉRGIO ETCHEGOYEN, ministro da Secretaria de Segurança para que Nenhum 7Ps= ..., PETISTA se aproxime do Institucional antigo “””Palácio do URUBU”””, atual, __“””Palácio 4 de Julho”””__ “”” Ninho das RATAZANAS “”” ____

    • Katia Postado em 03/Aug/2016 às 17:23

      Esse texto é horrível. Não dá pra chegar ao final, tampouco entender do que se trata. Menos é mais.

      • enganado Postado em 06/Aug/2016 às 02:46

        Taí Kátia. Pergunto: Por que existe um juiz como MORO, que não cumpre as Leis do país? Alguém que zela pelo cumprimento dessas Leis, finge que não ve, Finge que não escuta, Finge que não quer saber, a aí o Zé Povinho vai para cadeia, como aquela Mãe que roubou um tablete de Mantega, no supermercado para a filha. Justiça para com os Pobres, agora com os ricos, NADA. Taí o Cunha, certo? E aí NADA! 8 denuncias contra o Aécio Neves, NADA? Não tem UM do PSDB, processado! Tá direito uma remessa para os USA de 124 Bilhões de dólares do BANESTADO, NUNCA, NUNCA! No entanto o juiz MORO não viu nada de errado, tá tudo certo, ou eu=engando sou burro ou o MORO é muito inteligente! Sou burro, mas não sou VENAL! Tá! E aí que Lei são essas? O LULA/DILMA/BRIZOLA/... tiveram/tem/terão suas contas DEVASSADAS por qq DIREITA que esteja ao alcance vê-las, mas e a DIREITA não tem porque? Por que? Por que? Porque tem alguém que GARANTE o não cumprimento das Leis da tal Constituição, qdo ESTES deveriam serem os primeiros a darem os exemplos de honradez/honestidade/seriedade, pois garantem todas essas roubalheiras e por falta de coragem viram as costas para a legalidade. Afinal, deu pra entender porque quem têm o dedo no gatilho faz a diferença? Ou será que vc acreditou que o GOLPE-2016 foi legítimo, com este bando Ladrões da Direita destruindo o País com apoio dos USA? Então os GOLPES, em Honduras, Paraguai, Peru, ... foram todos legítimos? Não tiveram o dedo dos USA? Onde estão aqui no BRASIL o exército que deveria zelar pela ordem/progresso da Pátria? SIM! estão correndo atrás do LULA/DILMA, porque irão nos transformar em um país Comunista! Durma com um barulho desses! ... Finalmente, vc não sabia que o MORO recebeu todo apoio para continuar seu servicinho do serviço secreto do exército. Maravilha! Formidável! Quer dizer vc não entendeu o meu recado? Não é pra todo mundo, é só para quem sabe o que ocorre por trás da notícia. Desde qdo se dá GOLPE sem apoio dos MILITARES? Desde qdo? Desde qdo? Desde qdo? Desde qdo? Desde qdo? Acorda, madame!

  2. Rodrigo Postado em 03/Aug/2016 às 11:17

    (Outro Rodrigo) A pessoa quer impor um sentimento a outra e cria uma postagem com base em sua imaginação... Em vez de socorrer-se junto à adjetivação sem fim, melhor seria elencar argumentos.

    • enganado Postado em 03/Aug/2016 às 14:02

      Argumentos? E com sua Direita tem argumentos? Tá bom! O general cortou a comida da DILMA. Qual foi a LEI? a DELE? Vai tomar no CX general! Proibiu viagens em aviões da FAB! E o CÚnha já fez 38 viagens , pode? Vai tomar no CX general! e Vc também! Argumentos? Pra que? Matem todos e acabem com OPOSIÇÃO. Quer pior que o GOLPE-2016? E o GOLPE_2018 já está a caminho. ARGUMENTOS? Vc é cego ou se faz burro pra viver num"""país pocilga da DIREITA, sem LEI""". Vai estudar alguma coisa, senão quer estudar, só restam duas coisas: Se filie ao P$$$DB/DEM para aprender a roubar e ficar rico, senão vá ser militar para só ter amiguinho rico da Direita para lhes garantir suas fortunas de PROPRINAS.

      • Rodrigo Postado em 03/Aug/2016 às 14:54

        (Outro Rodrigo) Sua direita? Só se for sua, pois não tenho "direita" alguma. Cuidado com o efeito espelho, amigo. Quanto à Dilma, tudo já foi esclarecido e ela pode voltar a gastar sessenta mil reais com comida por mês - talvez os sessenta mil reais do mês anterior foram totalmente torrados e ela não pôde esperar para fazer a rica feira do mês. Prosseguindo, o autor do post resumiu-se a sentimentos e adjetivos e eu lamentei a falta de argumentos; a mera devolução da pergunta para mim, tentando inverter o argumento é respondida da seguinte forma: argumentos em relação a qual ponto? Basta dizer qual é a sua dúvida e eu os apresento, ok? E, quanto a ditadores, fale do recente golpe de Estado na Nicarágua e dos trabalhos forçados instituídos por Maduro (o que já é denunciado pela Anistia Internacional). Quanto a deficiências visuais ou cognitivas, novamente tua fala aparenta decorrer de mero efeito espelho ou de desprezo para com a condição de quem não pode enxergar ou tem menor desenvolvimento intelectual. Bom, quanto ao estudo, creio que suas manifestações é que reclamam maior atenção quanto ao mesmo, haja vista a aparentemente indiscriminada acusação a diversos comentaristas dos quais você discorda, no sentido de que receberiam propina (talvez novo efeito espelho, mas espero que não). Por fim, quanto a eventual filiação, até o momento não tenho interesse em me filiar a nenhum partido, mas esclareço que, caso mude de ideia, vou me filiar ao que melhor me aprouver, no pleno exercício de minhas liberdades constitucionais, goste você ou não. Então, novamente, pode ficar você com seu "caps lock", seus aparentes "amiguinhos ricos" e eu ficarei com os meus amigos, independente de quem sejam, pois não faço discriminação alguma no momento de fazer uma nova amizade - nem de credo, cor, origem, ideologia, gênero etc., bastando-me ser pessoa bem intencionada. Abração e bons choppes aí no RJ; daquele que começamos a combinar e nunca marcamos.

      • enganado Postado em 06/Aug/2016 às 22:51

        Só vou dizer mais coisa, os ""gastar sessenta mil reais com comida por mês"", imputaram a DILMA a comida de 50 soldados que a vigiam (((coisa da rede gRoubo))), porque o general deve pensar que q mesma vai fugir para a C. do Norte e/ou então vão assassina-la e por a culpa em algum cadete da AMAN; ou seja aqueles que bradaram para o """boçalnaroX""" , como heroi! Só esqueceram que na __Lista de FURNAS__ estava lá o nome do ""heroi"", levando 50 Mil/mês. Ladrão Barato, só podia ser milico!

      • Rodrigo Postado em 08/Aug/2016 às 10:59

        (Outro Rodrigo) Enganado, sua informação procede em parte, mas não foi demonstrado o quanto desse valor foi gasto com cada afirmado beneficiário, a Presidente afastada preferindo dizer que o gasto era sigiloso e que comprometeria a segurança da mesma (uma afirmação curiosa). Ademais, certo que o salário bruto da mesma é de quase R$ 30 mil por mês, mesmo com os descontos previdenciários e de IR ainda permanecendo valor expressivo e mais que suficiente à própria alimentação (aqui falo da alimentação dela própria, vez que a afirmação de que passaria necessidades seria em relação à mesma). E ela não informou ainda que o bloqueio decorreu de aumento expressivo nos gastos com o cartão, passando de R$ 2 mil para R$ 3 mil diários. Nessa "guerra de informações", o que mais falta é a verdadeira informação, com a retirada do sigilo sobre os gastos de nossos representantes (todos, não apenas Dilma).

    • Pedro Postado em 04/Aug/2016 às 18:01

      Putz menino, você é realmente um porre. O cara falando uma lingua e você outra. E insiste em se impor sem sequer falar a mesma lingua. Que carreirinha triste você escolheu. Vou procurar um cirurgião operando de graça na praça....

      • Rodrigo Postado em 04/Aug/2016 às 20:11

        (Outro Rodrigo) Pedro e suas ofensas... E seus ataques... Adjetivos e adjetivos... E nenhum argumento...

      • Pedro Postado em 05/Aug/2016 às 02:22

        Ponto rapido: adjetivos e adjetivos? Minha mensagem contem menor densidade de adjetivos que a sua. Faça a conta.

      • Rodrigo Postado em 05/Aug/2016 às 10:56

        (Outro Rodrigo) Pedro, para além das ofensas e agressividade de sempre, diga-me qual o seu argumento sobre o ponto específico.

    • Pedro Postado em 05/Aug/2016 às 02:15

      Você é engraçado. Eu não me interesso por argumentos, mas por evidências. Você se limita a praticar seu trolling "jurídico" (que lhe cai perfeitamente bem: não é repetitivo afirmar que o céu é azul). Evidência? Você entra em um debate sem pé nem cabeça com uma pessoa falando de um assunto completamente desconectado do tema da reportagem. O seu comentário nada tem a ver com a reportagem nem com o comentário do pobre comentador. E qual o argumento contido no seu comentário "Pedro e suas ofensas... E seus ataques... Adjetivos e adjetivos... E nenhum argumento...", o que você disse? Ja lhe expliquei diversas vezes "menino". Você não intimida ninguém com sua atitude pernóstica. Ja foi demonstrado por A mais B que mesmo errado, você é incapaz de admitir falha: isso é pecha de troll, e pior, de troll formado em direito (onde aprende-se a sempre ter razão, mesmo que toda a evidência aponte ao contrario). Pode taxar de "Pedro e seus adjetivos", pode diminuir, pode insistir em atacar a pessoa, que se feito contra você é um crime terrível: o ad hominem. Mas quando você o faz, trata-se de argumento? Muito estranho isso, mas ja determinamos por A mais B que acima de tudo, você tem sempre razão. Eu não comentei o tema: eu comentei o seu comportamento. Você precisa ser estudado, é material para antropólogos e psiquiatras: o pequeno-advogado que sofre de quixotismo, resolve entrar em batalha contra moinhos que sequer falam sua lingua. Isso é simplesmente interessante como fenômeno natural. A vulgaridade das suas atitudes, a sua arrogância e a valorização do argumento sobre a evidência não merecem estudo, porque isso você aprendeu na universidade. Isso você aprendeu no seu ambiente acadêmico que acredita que "um mestrado em alguma coisa" transforma alguém em académico capacitado a inquirir a natureza no mundo atual. Adjetivos? E a alienação linguistica que você pratica? Ofensas? E você não ofende ninguém? Chamar alguém ironicamente de amigo não é ofensa? O que você faz é muito pior, como expliquei diversas vezes. Você se posiciona acima dos demais para humilha-los usando o lingo de pequeno-magistrado que aprendeu quiça, se você realmente foi um aluno mediocre, no Largo de Sao Francisco (que vitoria estudar nessa escola hein!). Se foi na PUC, ou qualquer outra opção, estou realmente perdendo meu tempo com um troll jurídico com complexo de Dom Quixote. Você é um menino pedante, como muitos outros, nada mais. Para que conste, seu comentário não contem absolutamente nenhuma tese baseada em evidências. Apenas ataca alguém que lhe desagradou: seria mais fácil chama-lo de "bobo" e mostrar a lingua. Existe uma diferença entre defender corretamente uma hipótese e convencer um juiz. Mas você vai morrer sem compreender o que é estabelecer uma relação de proximidade com verdades naturais, apenas seguira com seu apego a dogmas pessoais. E claro, xingando as pessoas na internet nessa fase triste da sua vida.

      • Rodrigo Postado em 05/Aug/2016 às 11:01

        (Outro Rodrigo) Creio que você esteja falando sobre si próprio. Talvez a repetição tenha surtido efeito em você mesmo e já começa a acreditar que todas essas condutas e pechas não são mais recorrentemente proferidas por você, crendo que foram ditas pelo interlocutor, bem como os complexos e tudo o mais que você diz. Releia seus comentários e desfaça seu engano. E exponha, então, seus argumentos embasados em evidências, com maturidade e urbanidade, distanciando-se das lições de Schopenhauer, ok? Abraços e dias melhores. P.S.: se não gosta de termos como "amigo" (algo que contrapõe-se ao seu recorrente desejo de infantilização do interlocutor, com termos como "moleque" e "menino"), querendo distanciar-se de uma aproximação amistosa, ok, vou evitar de usar o termo em conversas contigo.

      • Pedro Postado em 05/Aug/2016 às 11:29

        Incorreto como sempre. Eh vicio seu a repetição e a obsessão temática, traços típicos do troll de internet. O uso do termo "amigo" de forma irônica é mais grave do que o uso direto do termo "moleque", no qual minha intenção e opinião sobre sua pessoa estão claras. Você não considera ninguém equivalente ou igual a você para usar termos como "amigo" ou desejar abraços ou dias melhores. Você sabe disso, mas é parte do seu arsenal tacanho de trollagem a falsa cordialidade. Isso ofende a inteligência das pessoas e as distancia, que é o seu objetivo no portal de noticias que você infesta, por discordar ideologicamente. Pode falar em projeções o quanto quiser, que é um argumento que você emprega sem falta: e para quem falou em repetição, essa afirmação envelheceu nos seus dedos. Reli o que eu escrevi: esta tudo correto, trata-se de uma analise verossímil de como você atua nesse espaço. Maturidade inclui deixar o cinismo de lado e ser direto. Você é sempre insincero, o que é muito mais grave do que qualquer imaturidade contida na expressa e intencional infantilização do que você apresenta aqui. E como dito em outro comentário, porque você pode exigir tanta "maturidade", mas k-k-quear e pensar-se em mesa de bar com amigos quando seu comentário é provado falso e indefensável? Porque as pessoas precisam adivinhar seus dois ou mais pesos e medidas mutantes, e você não pode se ater ao mínimo de urbanidade. Sim, eu ja lhe expliquei diversas vezes que seus chiliques e ataques jurídicos, sua violência verbal é que escapam absolutamente da civilidade do espaço de trocas de mensagens e do linguajar empregado. Desejos recorrentes vêm de você: se eu aponto para eles, estou apenas sendo fidedigno ao seu comportamento que aprecio analisar: paciência se você é repetitivo e enfadonho. Se lhe incomoda tanto, deixe de repetir sempre os mesmos pontos, e usar sempre a mesma ladainha. Ja sugeri: seja honesto uma mísera vez (foi quando k-k-queou né...). Ah, eu posso escrever, analisar, comentar quando quiser, assim como posso abster-me: quem optou por dar carteirada na internet foi você. Não se surpreenda se for pego no ato e exposto. Eu não me interesso mais nos seus argumentos, seus pontos de vista são cristalinos, você é mais previsível que um algoritmo trivial: eu me interesso na forma da sua violência verbal e na falta de nuanças do seu complexo de superioridade.

      • Rodrigo Postado em 05/Aug/2016 às 14:53

        (Outro Rodrigo) O post fala que alguém estaria desesperado, sem demonstração concreto desse "desespero". Então após minha intervenção o "Enganado" interveio com diversas pechas e buscando atingir a mim (seja com ofensas, seja querendo atrair para mim ideias ou condutas por mim não quistas), mas não o ponto em discussão. E aí aparece, mais uma vez você: com seu livre exercício do direito de retrucar, mas com toda aquela carga ofensiva de sempre, limitando-se a atacar minha pessoa e sem contrapor qualquer argumento objetivo ao tema em discussão, também (e novamente) impondo diversas ideais e condutas por mim não quistas, nem praticadas. Não bastasse, também novamente reclama sobre minha educação no trato para com você. Assim, caso sua intenção seja meramente o ataque a quem discorda de você, distanciando-se da objetividade, basta dizer logo que seu intuito é apenas esse, ao que eu lamentarei o desperdício de tempo em discussão daquele que sempre afirmou-se como afim ao progresso da ciência; salvo engano, você já disse que seu intuito era me alijar de discussões neste blog, não? Bom, a fim de que eu não descambe para uma conduta tal, Pedro, vou proceder da mesma forma de sempre, atentando para o que é no post e na minha fala que você busca retrucar. Já você, apenas defina qual é seu objetivo em uma discussão, de toda sorte eu ressalvando que sempre rechaçarei acusações falsas ou totalmente equivocadas de quem queira meramente "stalkear". Bom final de semana (não se incomode, pois o desejo de ver o outro bem é sempre sincero). P.S.: se sua memória te trai ou se o rancor impediu-lhe às desculpas, cabe relembrar que o riso por você alegado decorreu justamente de sua profusão de contestações a falas minhas (o que achei curioso e me trouxe riso), sendo que gentilmente pedi desculpas pela eventual ofensa que tivesse causado. P.S.2: houve até um momento em que você me corrigiu quanto a uma data da criação do Enem (talvez nesse mesmo comentário com risos), e prontamente agradeci pela informação correta, demonstrando a urbanidade à qual remeto.

      • Pedro Postado em 05/Aug/2016 às 15:32

        Duas falsidades importantes devem ser corrigidas no seu comentário: a primeira é que eu não lhe "retruco". Eu te psico-analiso: sao coisas muito diferentes. Não confunda quem lhe entende com quem lhe compreende. A segunda é que se você se sente ofendido, é um problema seu, e prova de que a carapuça esta bem talhada. Sua "educação" no trato não é sincera, e você ja o demonstrou diversas vezes. Você ja teve inúmeras oportunidades e chances de se mostrar sincero e amigável, e você as desperdiçou. Mas não foram acidentes: sua atuação é absolutamente intencional. Você vem ao espaço com um posicionamento ideológico definido, e dissimula argumentação para defender idéias absolutamente subjetivas suas, e opor-se a questões ou pessoas que lhe desagradam, sem jamais mostrar o mínimo traço de humanidade no ato de declarar seu viés. Ao usar o seu trato da linguagem adquirido no curso de direito, isso o torna apenas uma presença negativa e perversa no espaço. O debate que você busca não é aqui, mas mediado por um moderador e com alguém que detenha cargas educacional e cultural semelhantes a sua. Você gosta de bater em fraco, e isso é muito comum no magistério nacional: não impressiona ninguém. Não se enfeze se agora a psicanálise da sua violência verbal virou interesse alheio. A insinceridade é tamanha: você não age com objetividade, você se finge objetivo, não é necessária grande perspicácia para enxerga-lo. Ambos sabemos que sua capacidade de argumentação tange apenas o subjetivo: você não tem familiaridade com fenômenos naturais por exemplo, que são efetivamente objetivos. Você conhece a "lógica" do curso de direito, você nunca precisou lidar com a dura lógica de um curso avançado de matemática ou de ciência da computação. Se você "lamenta" (insinceridade novamente) que eu opte por analisar sua forma e violência e não trocar mais conteúdo inutilmente, é outro problema seu. Sobre seus PS's, você insistiu em defender idéias absolutamente incorretas sobre a relação entre religião e ciência, e demonstrou prontidão em debater um assunto que desconhecia profundamente: pior, ofereceu exemplos absolutamente irrelevantes e descontextualizados. Isso é muito grave para quem se coloca acima dos demais nas discussões. Não, seus desejos de bons ares não são criveis, trata-se de desfaçatez. Minha intenção pouco importa: você pode até sentir-se "stalkeado", pois eu opto por contextualizar o que seu tipo de trollagem, que se tornou tao comum. Você contamina tantas paginas, e chamou-me atenção sua absoluta fuga do tema na troca de mensagens com o "enganado". Se fosse realmente "stalkeado", ou perseguido, não haveria fim para as analises das suas infinitas mensagens nesse espaço. Finalmente: sua "conduta" não vai descambar para coisa alguma. Você ja atua de forma arrogante, insincera, violenta, e até certo ponto, ridícula, dada a futilidade da discussão. Você que usa com tanta freqüência a projeção não estaria agora cometendo uma? Descambar para o que, se você ja atua da pior forma que dispõe? A memória é muito boa: lembra-se de quando você resolveu travar uma campanha para exigir que se tratasse da Professora Doutora co-autora do pedido de impedimento no mesmo tom que seus colegas homens. Lembra-se dessa sua campanha nessas paginas? O objetivo é ridiculo, de mostrar hipocrisia nas vozes que se proclamam progressistas. Pois bem, você se deu a esse serviço ridiculo, desesperado na sua busca, mas em momento algum ofereceu o dado que eu exigi de você: na mídia em geral, Folha, Estado, O Globo, quem era manchete: a professora ou o Reale Junior? Você sempre tem um objetivo claro e mesquinho de atacar o que você entende por adversário: é são pessoas como você que acusam outros de praticar espantalho. No seu caso são moinhos, você é o troll quixote do portal. E muito bem vindo: desembaralhar seu cinismo é melhor do que as opções na televisão. Não: você não age com urbanidade. Quer agir dessa forma? Busque um moderador e alguém com formação equivalente a sua e va debater a vontade: não direi um piu, e vera que não se trata de "stalkear".

      • Rodrigo Postado em 05/Aug/2016 às 17:10

        (Outro Rodrigo) Mas você é um psicanalista? Caso seja, alerto para o cuidado com a emissão de diagnóstico de quem não é, nem quer ser paciente seu. E, caso não o seja, cuidado com o exercício de profissão que eventualmente não seja de sua competência. E, pulando toda a série de novas ofensas (não vou perder tempo com agressões, preferindo ser objetivo), bem como pulando o que já foi devidamente respondido em momentos anteriores (bastando a você reler para sanar teus equívocos ora reiterados) atento novamente para a memória: você pediu desculpas e reconheceu que não era o espaço para discussão formal, com o apontamento de dados exigidos (a sua busca por serem nominados, individualizados, todos e quaisquer que tenham sido contraditórios na abordagem agressiva para com Janaína Paschoal). Assim, se reconheceu que exigia o que não cabia no espaço, é contraditório agora "desdizer" o que disse e tentar usar como fundamento o que você já desmereceu. Mas quiçá seja mero esquecimento. E, ao fim, pela sua completa rejeição a bons votos, por tamanha carga de prejulgamento equivocado quanto a eles, digo que me absterei de expressá-los, a fim de não lhe causar inconvenientes (quiçá decepção, quem sabe, ou não, frente a uma pessoa que divirja educadamente de ti, mas sabendo reconhecê-lo como sujeito de direitos e deveres, tal qual eu o sou, devendo ser alvo de tratamento educado). Seguirei com os bons votos, mas serão internalizados, ok? Bom fim de semana.

      • Pedro Postado em 09/Aug/2016 às 05:22

        Eu sou tao psicanalista neste espaço quanto você é "jurista" ou monopolista da correção argumentativa. Onde no espaço existe exigência de pratica profissional? Onde assinou-se termo de responsabilidade? Volto a lhe informar: você optou por trollar na internet e intimidar as pessoas usando sua violência verbal disfarçada de polidez alienante. Quanto ao ponto que você imagina ser "objetivo" mas não é, a realidade é muito simples. Eu ainda lhe permitia alguma duvida sobre sua verdadeira intenção e pratica no forum. Por tal razão, na tentativa de conversar com você de igual para igual, pedi desculpas. Foi um equivoco: você não merece esse tratamento sob hipótese alguma. Você é um troll que abusa de um linguajar antiquado para alienar e intimidar. Pior, provavelmente sequer faz-se entender e seus pontos são nulos dois motivos triviais: poucos lêem esse espaço, portanto a desimportância, e seus insistentes erros na relação entre evidência e argumento. Essas ponderações foram absolutamente subjetivas: tratam-se de impressões e opiniões suas. Voltando a psicanálise, é um traço interessante sua incapacidade de discernir argumentação factual de percepções subjetivas: poderia ser uma disfunção cognitiva, mas isso é improvável. Trata-se de desonestidade intelectual proposital. Sejamos claros: você é o ideólogo que detesta esse portal, e usa seus conhecimentos tacanhos aprendidos no seu curso de direito (PUC? Pode contar para a gente, aquela defesa desesperada da igreja católica não foi gratuita) para humilhar outros frequentadores do espaço. Você realmente vai insistir que as pessoas sejam inocentes a pronto de acreditarem na sua polidez, nos seus bons votos? Como sugeri no outro comentário, encontre um "clube de debate" com pessoas que falam sua lingua, com um moderador conhecedor do meio. Todos sabemos que pessoas como você não possuem comprometimento com a verdade mas a missão de defender o indefensável. E sim: sua mascara caiu quando você saiu desesperado em busca de contradições e hipocrisia na forma que a Janaina foi tratada, esquecendo-se que ela era manchete de todos os principais jornais do pais. Em momento algum você ofereceu a evidência necessária para a sua histeria neste espaço: a cobertura sobre a Janaina foi mais intensa aqui do que em outros veículos? O eventual machismo (que você projeta - garanto-lhe) existiu de forma desproporcional em sua versão "hipócrita" apenas nos seus alvos ou é lugar comum na sociedade? Não são as minhas mensagens que necessitam releitura, mas as suas e principalmente suas atitudes. Não ha "esquecimento" ou "desdizer": houve boa fé da minha parte em permitir-lhe a duvida. Não ha mais duvida que você é um simples troll, muito típico da sua geração, que infestam diferentes espaços na internet. Veja pelo lado bom: de vez em quando, você tem ao menos um leitor. Não se sinta perseguido: eu apenas venho aqui para contextualizar sua loucura quando você esconde sua ideologia atras da falsa "objetividade". Não faltaram apologistas intelectuais muito importantes para justificar atrocidades na historia humana. Você resolveu defender o atraso no Brasil, como muitos outros: não ha nada mais comum do que você.

      • Rodrigo Postado em 09/Aug/2016 às 11:34

        (Outro Rodrigo) Pedro, qual seu argumento mesmo? A busca é pela discussão do interlocutor, distanciando do ponto estabelecido nas postagens? A cada comentário meu, você retruca e ataca sem cessar a minha pessoa, com projeções ora reiteradas e diversas inverdades, sem jamais dizer qual é o seu argumento; lembro que você já disse que sua intenção é me alijar de discussões, então você ou já "se entregou" e não tem argumento algum, tendo por prazer o “ataque pelo ataque”, ou foi muito infeliz com as palavras e deveria retornar à boa discussão. Até me lembro que, quanto ao Enem, ao final, conseguimos travar uma discussão minimamente adequada (aliás, extremamente adequada, se compararmos com todos os nossos "diálogos" subsequentes). O mesmo com o "Enganado", também tendo a grata oportunidade de participar de discussão saudável, oportunidade em que até "combinamos" um chopp no RJ, mas depois tornou a ser como antes. Bom, acima já disse que não é por alguém discordar do outro que deve ser atacado, "stalkeado", ser visto com maus olhos e até mesmo ser rechaçada toda e qualquer cordialidade vinda dessa pessoa - permaneço vendo a você e a todos os demais como meus concidadãos, por alguns daqui nutrindo mesmo admiração pela história de vida, a exemplo de Thiago Teixeira e Poliana. Assim, sugiro (e você, novamente, é livre para agir diferente) que você busque evitar conceitos prévios (quantos você já teve e eu corrigi, até mesmo agora, quanto à instituição em que me graduei - relação alguma com qualquer credo tinha, prezado); várias e várias vezes já alertei para teu equívoco ao abordar já instituindo razões infundadas, conceitos incompatíveis, ideias pré concebidas e inverídicas (assim como já alertei ser desnecessária sua incessante intenção de rediscutir em tópicos diversos o que já foi devidamente respondido e demonstrado no respectivo tópico). Bom, ao final e lamentando a persistência de toda sua carga de adjetivação agressiva, seus conceitos prévios e equivocados, esquecimentos, sua indisposição para uma discussão de ideias, preferindo agredir o interlocutor ou alija-lo de um espaço, espero que chegue o momento em que você entenda desnecessário e danoso (mesmo à sua própria imagem) seu atual proceder. Afinal, como dizia o pai de Desmond Tutu, antes melhorar argumentos que aumentar o tom de voz. P.S.: minha titulação acadêmica é de Bacharel em Direito, eu tendo competência e habilitação profissional junto ao respectivo conselho para emitir opiniões jurídicas fundamentadas quanto ao tema posto, expondo entendimento doutrinário, jurisprudencial e mesmo a letra expressa da lei, mas parece você não confirmou ter habilitação e competência para avaliações psíquicas que busca impor a interlocutor, não?

      • Pedro Postado em 10/Aug/2016 às 12:36

        E você não agride as pessoas aqui? Você que veio fazer mineração de hipocrisia afirma que não é agressor mas agredido? Acho que você encontrou a veia de hipocrisia que buscava na luz refletida pelo seu monitor. O ponto é analisar a sua atuação no portal, não argumentar com você. Os momentos em que você demonstrou convicção na defesa de fatos absolutamente incorretos são importantíssimos para contextualizar que tipo de comentador você é. Eh bacharel em direito? Então debata nesses termos com outro bacharel em direito em ambiente mediado por especialista independente. Que sentido faz intimidar as pessoas que não possuem a mesma formação? Você também frequenta academia de artes marciais para agredir não-praticantes? Ninguém pediu sua avaliação jurídica, e quem precisar paga de bom grado. O bacharel em direito não averigua a natureza em busca de inteligibilidade: não ha qualquer interesse em quantas camadas de meias verdades você queira colocar na sua versão. E seguimos na roda viva: isso aqui não é um espaço convivial, não é mesa de bar, não é tribunal. Você sabe exatamente o que vem fazer aqui, e olha que eu digito em letra de forma. Você vem ao espaço, munido de uma retórica pernostica e alienante, de uma falsa (sim, muito falsa) cordialidade para desmoralizar, humilhar e agredir outros frequentadores. Você insiste no conceito de que atribuir-lhe um adjetivo adequado a sua atuação diminui o valor do meu comentário. Claro, você vem ao espaço com essa mentalidade, você ja entra vencedor. Isso é muito divertido, não jogue em mim a culpa de você ser tao engraçado. Aqui não tem juiz, juri, nada. Ninguém vence ou perde essas "argumentações". Adjetivos são muito práticos, pois ajudam a descrever atitudes como as suas. Engraçado: você não é filosofo mas vive jogando nome de filosofo: precisa mostrar que é inteligente, culto? Que tem olho em pais de cego? Você tem noção da vulgaridade do "name-dropping" com uma pessoa que talvez não conheça a referência, sem abordar a idéia referida? Isso é agressão pura, e pior: vulgar e barata. Pois eu não sou psiquiatra nem psicólogo, mas muitos filósofos e curiosos adotam a veia psicanalítica para abordares seus entornos. Eu não estou te dando diagnostico, nem tratamento, nada: apenas me entretendo na analise de um fenômeno tao comum no Brasil e no mundo, que você nos trás gratuitamente: o complexo de superioridade. Minha formação? Interessa-lhe? Sustentei filhos cursando escola publica de direito com nome de santo, mas que acham de bom gosto não pagarem conta de restaurante uma vez por ano. Você não me falou onde se formou, mas pode ter sido colega deles: fizeram ENEM na sua época. Ainda bem que, até onde eu sei, ele não saem por ai batendo em fraco e dando carteirada na internet.

      • Rodrigo Postado em 10/Aug/2016 às 15:57

        (Outro Rodrigo) Pedro, já vi que não adianta insistir e esperar pelo argumento, pois você não chega a lugar algum em suas manifestações senão ao ataque contra mim. Até aqui cri que houvesse possibilidade de manifestação diversa, relembrando conversa em que tal houve, mas aqui não há disposição alguma de sua parte. Então é impossibilitado o prosseguimento se não há apresentação do sempre questionado e buscado argumento, visto que a discussão não avança e o tema do post não é desenvolvido, restando mútua perda de tempo. Rediscutir o que já foi respondido, ficar me preocupando com uma profusão de acusações e ataques gratuitos, apenas nos leva a, novamente, perder tempo; já atacou, de modo impressionante, mesmo minha profissão e idade, acusando-me de xingar pessoas, de ser agressivo, reclamando seguidamente por ser alvo de tratamento educado e até mesmo por eu enumerar parágrafos ou tópicos, em espaço que não permite a divisão do texto. E, sendo você a pessoa com mais idade, experiência e boa formação que afirma, esse combate à minha pessoa (que você quer “alijar” daqui) torna-se situação extremamente infeliz, desagradável e incompatível conosco. Mas sigo crendo que você tem plenas condições de, novamente, expor ou contrapor argumento fundamentado, possibilitando desenvolvimento do ponto do post, impedindo assim que a eventual mera irresignação com o texto expresso de lei ou entendimento reiterado de Tribunais o levem a equivocadamente afirmar a fala do interlocutor como “carteirada” ou “bater em fraco”, ou crê-la “humilhante”. E ainda que tem pleno conhecimento de ser ineficaz a busca por alijar alguém de debates, inadmitir a presença de outrem em espaços como o presente. Assim, reitero que a disposição ao argumento, ao contraponto fundado, terá sempre a melhor recepção de minha parte. Ao que os ataques seguirão sendo lamentados, pouco dizendo sobre o argumento da postagem, mas muito dizendo sobre quem ataca. Por fim, quanto à sua formação, basta-me saber que você bem a aproveitou e que bem desenvolveu sua vida profissional e familiar como ora afirma. Se a instituição tem nome de Santo ou não, se tem nome de qualquer outro, aonde quer que seja localizada, não faz diferença alguma para mim, importando-me meramente que a pessoa tenha exercido sua liberdade e aproveitado a oportunidade recebida ou criada sempre do melhor modo. P.S.: se pessoas que contigo estudaram descumpriam alguma lei, só posso lamentar se tal houve e a eventual ausência de punição aos alegados responsáveis. Abraços.

  3. Rodrigo Postado em 05/Aug/2016 às 11:02

    (Outro Rodrigo) Creio que você esteja falando sobre si próprio. Talvez a repetição tenha surtido efeito em você mesmo e já começa a acreditar que todas essas condutas e pechas não são mais recorrentemente proferidas por você, crendo que foram ditas pelo interlocutor, bem como os complexos e tudo o mais que você diz. Releia seus comentários e desfaça seu engano. E exponha, então, seus argumentos embasados em evidências, com maturidade e urbanidade, distanciando-se das lições de Schopenhauer, ok? Abraços e dias melhores. P.S.: se não gosta de termos como "amigo" (algo que contrapõe-se ao seu recorrente desejo de infantilização do interlocutor, com termos como "moleque" e "menino"), querendo distanciar-se de uma aproximação amistosa, ok, vou evitar de usar o termo em conversas contigo.

  4. Edison Carleti Postado em 05/Aug/2016 às 13:27

    Concordo e discordo com que foi escrito. Realmente as pessoas passam, mas as ideias ficam. Sendo assim, não foi só porque o PT de auto-detonou que tenha acontecido o mesmo com toda a esquerda. Aliás, de esquerda ultimamente o PT não tinha nada. É a mesma burrice dizer que o socialismo acabou junto com a União Soviética. Ao contrário, o que morreu foi a forma bizarra que se intitulava de socialista.

  5. JULIO CEZAR DE OLIVEIRA Postado em 08/Aug/2016 às 12:29

    gostaria só de fazer uma pergunta:o que o senhor moro vai fazer a respeito dessas denúncias da odebresch,vai prender coercitivamente? vai publicar em algum jornal?vai arquivar como na caso banestado?vai investigar como fez com o triplex?como fez com o sítio?vão tentar arrancar uma confição na marra como fizeram com o caseiro?vão investigar o cabeleireiro dele como fizeram com a dilma?vão mandar investigar negócios(deles) no exterior,como fezeram na venezuela com o lula(enada encontraram? Só mais uma coisa,vocês da justiça brasileira estão conseguindo levantar o atestado de idoneidade de Dilma E Lula,desse jeito em 2018 só vai dar eles.

  6. Denisbaldo Postado em 03/Aug/2016 às 11:13

    "um triplex e um sítio...".Acabamos de perder a Petrobrás!!! Você é um legítimo pobre de direita.

  7. Galvão Postado em 03/Aug/2016 às 21:35

    Felipe, como você é cego! Como você é tonto. Você acredita mesmo nisso? Cara, se eles tivessem alguma coisa concreta sobre o Lula, alguma coisa real, todos estes filhas da puta (incluindo você) e essa mídia golpista e formadora de opinião de tonto, não estariam apegadas a esta suposta compra de triplex de pobre (triplex de 200, é igual três quitinetes, uma em cima da outra) e um sitiozinho de bosta. Você já imaginou se o Lula tivesse conta na Suiça, dinheiro roubado e escondido, todos eles já não teriam metido a boca, como o seu amigo Cunha. Acorda trouxa, você e eles não tem no que se apegar. EM 2018 LULA LÁ (ou quem ele apoiar).

  8. Carlos Girelli Postado em 14/Aug/2016 às 10:57

    Galvão, acrescentando à sua fala um raciocínio que pode ajudar a entender a razão dessa "convicção sobre a culpa de LULA em qualquer coisa baseada no que propaga nossa mídia de mierda, notadamente a veja. - Porque sergio moro não consegue prender LULA? - Uma conta simples de fazer : O ano tem 52 semanas - a revista Veja é semanal ( reza a lenda, e tem quem acredita, que é imparcial e pratica o bom jornalismo) - em 1 ano publica 52 edições - portanto, em 30 anos publicou 1.560 edições - agora, o impressionante, dessas 1.560 edições, Lula apareceu em exatas 892 capas, ou seja, nos últimos 30 anos de publicação da Veja, Lula apareceu em 57% das capas, repito, 57% das capas, sendo que quase a totalidade com informações querendo associá-lo a alguma coisa ilegal. Fica a pergunta:, "Por quê Sérgio Moro ainda não conseguiu prender o Lula ?" e eu completo, se existem tantas informações confiáveis, honestas, decentes, tudo de sério, como as publicadas por essa revista? Respondo : tem muita gente tomando Rivotril além da dose recomendada e chupando balas de naftalina ao mesmo tempo para continuar acreditando nessas balelas dessa nossa mídia de "mierda".