Redação Pragmatismo
Compartilhar
Impeachment 29/Aug/2016 às 21:52
6
Comentários

Michel Temer despreza Dilma no Senado: "Não tive tempo de acompanhar"

Apesar de ser considerado um dos momentos políticos mais importantes da história do Brasil, Michel Temer disse que não teve tempo para acompanhar o discurso e as respostas de Dilma Rousseff no julgamento do impeachment no Senado Federal

michel temer impeachment dilma senado

A presidente afastada Dilma Rousseff está discursando aos senadores desde a manhã desta segunda-feira (29), no que é tido como um dos principais momentos políticos da história brasileira.

Mesmo assim, questionado pela imprensa sobre o pronunciamento da petista, o presidente interino Michel Temer, que passou toda a manhã no Palácio do Jaburu – residência oficial da vice-presidência da República – disse que “não teve tempo” nem a “satisfação” de acompanhar o depoimento de Dilma durante a fase final da investigação.

“Sabe que eu não tive tempo de ouvir. Confesso que não tive tempo de ouvir [o discurso]. Fiquei trabalhando em uns despachos e não tive a satisfação de acompanhar o discurso”, disse o presidente interino, em evento no Palácio do Planalto para recepcionar atletas olímpicos brasileiros.

Mesmo antes da confirmação do afastamento definitivo da presidente, Temer prometeu aos atletas mais investimentos para o esporte brasileiro e acrescentou que acompanhará essa etapa do julgamento “com tranquilidade absoluta”.

“Sou obediente às instituições e espero respeitosamente a decisão do Senado Federal”, afirmou o peemedebista.

Protesto

Apesar de dizer que não teve ‘tempo de acompanhar Dilma no Senado’, o governo divulgou uma nota contestando as críticas da presidente ao interino.

A Secretaria de Comunicação da Presidência informou que a nota é uma resposta aos ‘ataques’ de senadores e da presidente afastada ao governo Temer durante a sessão de julgamento do impeachment e não se refere à ninguém especificamente.

“O debate no Senado Federal sobre o processo de impeachment gerou falsas acusações de retirada de direitos sociais, previdenciários e trabalhistas pelo Governo Federal aos cidadãos brasileiros”, diz a nota.

Nesta segunda, em meio ao depoimento, Dilma criticou, entre outros pontos, o congelamento de direitos e avanços dos trabalhadores anunciados pela equipe econômica de Temer. Outros senadores contrários ao impeachment de Dilma também criticaram o governo do peemedebista e apontaram as tentativas de reduzir direitos.

“Quem paga o pato, ou seja, quem fornece os recursos para que o país saia da crise? Alguns acreditam que sejam apenas os trabalhadores, os mais pobres, a classe média, os profissionais liberais, os pequenos empresários. Isso não é possível. Diante da crise, não se pode implantar um programa ultraliberal em economia e um programa ultraconservador que tira direitos pessoais e coletivos e adota uma pauta extremamente reacionária, é a palavra, contra as mulheres, os negros, a população LGBT”, disse Dilma, durante seu depoimento.

com agência brasil e congresso em foco

Recomendados para você

Comentários

  1. Julia Postado em 30/Aug/2016 às 00:45

    mas 2/3 dos golpistas estavam lá, presentes, representando as aspirações do usurpador, da elite e dos mal intencionados.

  2. Deisi Postado em 30/Aug/2016 às 08:50

    Na realidade falou coragem, covarde, traidor, conspirador e fantoche do Cunha não iria suportar ouvir tantas verdades. O rato é tão covarde que quebrou protocolo na abertura dos jogos olímpicos e não teve seu nome anúnciado, no encerramento não compareceu com medonho das vaias. Esse é o verdadeiro representante dos reaças! Os golpistas tatuaram na testa o atentado a democracia que praticaram.

  3. Débora Postado em 30/Aug/2016 às 09:01

    GOL-PIS-TA!

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 30/Aug/2016 às 10:18

    Impressionante como tudo nesse cidadão remete a falsidade, a teatro, a mentira, a simulacros. ""Olha, eu estava ocupadíssimo assinando a papelada e recebendo os atletas olímpicos que assim por acaso vieram hoje aqui e...nem vi nada"". Emulando distância pra transmitir a impressão de neutralidade e desinteresse, "nhé...tanto faz....sou interino, então o que rolar lá, rolou"...como se não fosse do profundo e vital interesse dele, GOLPISTA, ver a verdadeira Presidenta eliminada. Rato golpista filho duma puta.

  5. enganado Postado em 30/Aug/2016 às 11:15

    _“” bra(z)iUS , –– slogan –– ___””””” ÓDIO e RETROCESSO ””””__ _“” bra(z)iUS,__Pátria de INJUSTIÇAS, Viciados em COCAÍNA/MACONHA, e APÁTRIDAS=LADRÕES=GANGSTERS=DIREITA=PEDÓFILOS ””__ _”” GOLPE-2018 “”, PLUTORACIA (ricos), CLEPTOCRACIA (roubos), ETERNOS_ _“” Golpe é na gRoubo ”” = “”bunderantes”””= GAFE ... etc __ ___"""SEM APOIO DOS MILITARES, NÃO EXITE O GOLPE-2016"""___. Guardiões da PROStituição do ___braziUS___.

  6. José Ferreira Postado em 30/Aug/2016 às 11:25

    O Temer tem mais o que fazer. Há um país a ser cuidado, e que ainda sofre as consequências dos governos falaciosos do PT.