Redação Pragmatismo
Compartilhar
Michel Temer 05/Jul/2016 às 17:49
4
Comentários

Temer pede e Renan promete votar aumento para as Forças Armadas

Renan promete a Temer que irá votar aumento de 25,5% aos membros das Forças Armadas. Questionado, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, negou que a medida provoque algum impacto nas contas públicas. O reajuste, porém, provocará um efeito cascata, já que também favorecerá os militares da reserva

michel temer renan calheiros

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse nesta terça-feira (5) que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se comprometeu a votar um projeto de lei com o reajuste salarial das Forças Armadas.

A pedido de Michel Temer, o ministro esteve nesta manhã no gabinete de Renan para tratar do tema, e informou que o reajuste será de 25,5% ao longo de quatro anos, começando em 2o16. Jungmann acrescentou que o aumento poderá ser revisto “na medida em que ocorram melhorias na arrecadação federal”.

Apesar de Jungmann negar que a medida provoque algum impacto nas contas públicas, o reajuste provoca um efeito cascata, pois o aumento salarial para o efetivo militar do país também será repassado aos que já estão na reserva (aposentados) que, por lei, tem o mesmo direito de quem está na ativa. “É um projeto que reajusta as forças armadas praticamente pelo índice de inflação”, disse o ministro.

“O presidente Renan de maneira muito sensível assumiu o compromisso de votar esse reajuste até o início do recesso parlamentar aqui no Senado, de sorte que nós saímos daqui plenamente satisfeitos e esperamos que em breve isso seja votado e que se faça justiça com as forças armadas e os seus integrantes”, afirmou o ministro.

O projeto que reajusta o salário dos militares não está na lista de matérias a serem votadas em uma semana, no esforço concentrado anunciado na última quinta-feira (30) por Renan Calheiros.

A pauta sobre o reajuste dos soldos militares apareceu após o aumento de 41% definido para os funcionários do Poder Judiciário, já definido pelo Congresso, e do aumento dos ganhos dos servidores do Legislativo de 21,5%. Projetos que preveem o reajuste de outras 16 categorias de servidores dos três podres estão parados nas comissões temáticas do Senado e não tem prazo para serem votados, nem nas comissões nem no plenário.

Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rita Candeu Postado em 06/Jul/2016 às 06:30

    já se acertaram com o judiciário, com os politicos - agora falta os milicos assim o golpe fica garantido - e o povo paga a conta

  2. eu daqui Postado em 06/Jul/2016 às 10:45

    Aumento pra militar ficar em quartel assediando, torturando e politicando? Manda tudo pra alguma guerra então....

  3. Yara dos Reis Steinfatt Postado em 06/Jul/2016 às 11:15

    A pergunta que nao quer calar é...De onde Temer está tirando tanto dinheiro? O golpe está saindo muito caro. Nao diziam que o Brasil estáva quebrado e que era necessario uma politica de austeridade? Austeridade para quem? Para os pobres?

  4. robério batista campos Postado em 06/Jul/2016 às 21:41

    Reajuste salarial para as forças armadas e arrocho para o povão brasileiro ? De fato o desgoverno do golpista e espião da CIa Temer, está enfrentando a crise.