Redação Pragmatismo
Compartilhar
Uruguai 06/Jul/2016 às 17:57
8
Comentários

Serra e FHC tentam persuadir Tabaré Vázquez e recebem lição de democracia

Presidente do Uruguai Tabaré Vázquez ensina democracia a José Serra e Fernando Henrique Cardoso ao rejeitar pedido dos brasileiros: "É preciso respeitar as regras!"

serra fhc uruguai mercosul vazquez
Serra e FHC viajaram ao Uruguai para pressionar presidente Tabaré Vázquez a não passar presidência do Mercosul à Venezuela

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso recebeu, nesta segunda-feira, uma aula de democracia do presidente uruguaio Tabaré Vazquez.

“É preciso respeitar as regras”, disse Vazquez, quando FHC e o chanceler interino José Serra lhe pediram para não transferir a presidência temporária do Mercosul à Venezuela, como preveem as regras do bloco.

“Existe uma posição do Uruguai que compreendemos, que se tem de respeitar as regras”, admitiu FHC. Em seguida, ele relativizou a posição brasileira. “Não estamos pedindo para não respeitar as regras, mas que se possa discutir, mais adiante, se a Venezuela fez a lição de casa para ingressar no Mercosul”, declarou o ex-presidente tucano.

O Brasil, segundo explicou Serra em entrevista após a reunião, busca uma posição intermediária. Curiosamente, Serra pretendia aplicar a cláusula democrática à Venezuela, quando o próprio Brasil vem sendo contestado dentro da própria Unasul por ter levado adiante um golpe parlamentar contra a presidente eleita Dilma Rousseff.

Segundo a imprensa uruguaia, Vázquez não irá ceder ao pedido brasileiro de ruptura das regras do Mercosul.

Reação venezuelana

A ofensiva de Serra e FHC para atropelar as regras provocou reações imediatas da Venezuela. Em sua conta no Twitter, a chanceler venezuelana, Delcy Rodríguez, escreveu: “A República da Venezuela rechaça as insolentes e amorais declarações do chanceler de facto do Brasil.”

Ela insistiu que há no Brasil um golpe de Estado “que vulnera a vontade de milhões de cidadãos que votaram na presidenta Dilma (Rousseff)”, e atacou: “O chanceler de facto José Serra se soma à conspiração da direita internacional contra Venezuela e vulnera princípios básicos que regem as relações internacionais”.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Salomon Postado em 06/Jul/2016 às 20:01

    Como diz o Paulo Henrique Amorim, se não fosse pelo PIG essa dupla não passava de Resende. Obs: Resende é onde fica a AMAN - Academia Militar das Agulhas Negras - onde o Bolsonaro se diplomou.

  2. Cláudio luiz pessuti Postado em 07/Jul/2016 às 11:08

    Se ficar mais um tempo no Ministério das Relações Exteriores, o Brasil vai declarar guerra á algum país. Impressiona a belicosidade do Serra.

  3. Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jul/2016 às 11:18

    É dificil imaginar um país que consiga reunir uma dupla tão daninha, nefasta e malfazeja: Serra/FHC. Ter como obrigação manter negócios e diálogos com esses dois estrumes deve ser um castigo infernal. Não basta golpe dentro do Brasil, querem meter golpe no Mercosul também? São 2 golpes em 2 meses, malandros? (no terceiro, pede música). A estratégia é a mesma que ocorreu aqui, a descarada subversão da lógica: """não queremos Dilma/Venezuela, então vamos procurar alguma coisa qualquer que simule um motivo pra afasta-la, e se não encontrar a gente inventa, qualquer coisa serve""". Respeitar regras, defender legalidade, pra que? Só que dessa vez internacionalmente, agindo na casa dos outros. É insolência demais. Como lá fora a conversa é outra, pagaram mais um vexame, foram DOUTRINADOS pelo presidente uruguaio, e com mais essa traulitada o ego (e outra coisa) do Dr. Sorbonne deve estar bem machucado.

  4. Leonardo Araújo Postado em 07/Jul/2016 às 12:37

    FHC é apenas um homenzinho, com uma almazinha cheia de inveja e ressentimentos. Esse outro, ao seu lado, é o seu "puxadinho".

    • Rita Candeu Postado em 07/Jul/2016 às 12:48

      PERFEITA definição !!!!!!

  5. ALFREDO DE VITA Postado em 07/Jul/2016 às 14:48

    Logo, logo o Serra, vai começar com aquela conversinha de sempre por exemplo: A AMAZONAS, só tem mato, índios, bichos e dá muita despesas para país;temos que enxugar o estado, vamos privatizar não é brincadeira , esse é perigoso.como fez com a Vale do Rio Doce e outros patrimônios brasileiros.

  6. Marco Sousa Postado em 08/Jul/2016 às 02:39

    Realmente, é INACEITÁVEL que uns crápulas (golpistas) das qualidades de Serra e FHC (com golpe em curso no Brasil), venham exigir da Venezuela que (ela tenha cumprido os deveres de casa), "quais os deveres de casas, segundo eles???: só se for de GOLPISMO, DESRESPEITO À CONSTITUIÇÃO e SUBSERVIÊNCIA AOS INTERESSES INTERNACIONAIS em DETRIMENTO aos NACIONAIS", então, diante da atual situação do Brasil, (esses seriam os deveres de casa que o Brasil, atual, estaria cobrando da Venezuela).

  7. Fernando Cezar Teixeira H Postado em 14/Aug/2016 às 18:31

    A Venezuela está passando por uma experiência difícil e para nós que estamos de fora cabe torcer pelo povo e pela sociedade do país vizinho, irmão sul-americano. Se a Venezuela estivesse violando tratados sul-americanos, interferindo direta e negativamente na política externa do Brasil ou de outros países do cone-sul, mas não está, então as regras devem ser respeitadas. Não é porque fizeram um golpe contra a Democracia brasileira, agonizante, que irão insuflar esse espírito no Uruguai ou em qualquer outra nação livre.