Redação Pragmatismo
Compartilhar
Drogas 05/Jul/2016 às 18:19
14
Comentários

Ricardo Boechat defende a legalização e relembra dia em que fumou maconha

Ricardo Boechat condena a hipocrisia e as leis retrógradas brasileiras que mantém substâncias na ilegalidade. "Ah você vai ficar doidão. Tem cara que fica doidão e pinta bem pra caralho, outros compõem músicas antológicas. Tem mais, Hitler não se drogava, o Eduardo Cunha não deve consumir droga [...]"

Ricardo Boechat drogas maconha
O jornalista Ricardo Boechat

O jornalista Ricardo Boechat, do Jornal da Band e da Bandnews, conversou abertamente com o Growroom sobre o consumo, a legalidade, a venda e a repressão às drogas e ao tráfico.

Em entrevista, Boechat conta que sua relação com a maconha foi há muito tempo, mas que ainda se lembra dos efeitos: “eu danei a rir, eu ri pra caralho, ri feito bobo, que foi o efeito que se repetiu e foi a única coisa que me encantou na maconha, que foi me transformar em bobo”.

Mas, como de costume, Boechat fala sério na entrevista. Os principais alvos são a hipocrisia e as leis retrógradas brasileiras que mantém as substâncias na ilegalidade como se isso resolvesse os problemas:

“Ah você vai ficar doidão. Tem cara que fica doidão e pinta bem pra caralho, outros compõem músicas antológicas. Tem mais, Hitler não se drogava, o Eduardo Cunha não deve consumir droga”, disse.

Para ele, a autonomia sobre a decisão do consumo ou não das substâncias é individual e não deve ser mediada pelo Estado: “Pois é, eu quero cocaína, eu quero anfetamina, eu quero crack, eu quero heroína, eu quero loló, eu quero o que eu quiser, eu sou o dono do meu nariz! Eu não admito que o Estado, a sociedade digam o que eu posso fazer comigo mesmo. Ah não, mas você vai me causar um prejuízo. Que prejuízo que eu vou te causar? Ah você vai ficar doidão. Tem cara que fica doidão e pinta bem pra caralho, outros compõem músicas antológicas. Tem mais, Hitler não se drogava, o Eduardo Cunha não deve consumir droga. E atenção, eu não sou usuário de drogas”.

Boechat crê que o plantio para o consumo próprio é “mais do que legítimo” e assume, que caso precisasse das substâncias, faria o que fosse necessário para ter acesso a elas: “Eu quero que se foda a legalidade, enfia a legalidade no cu! Eu vou lá e compro e foda-se, trago do exterior se tiver que trazer. Porque não acho razoável. Quem é a Anvisa? É uma agência reguladora como todas as outras num antro de putaria. Vou deixar minha saúde nas mãos dessas figuras?”

HuffPost Brasil, Rafael Nardini

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. S Rod Postado em 05/Jul/2016 às 20:19

    Muitos estao sendo enganados por chefes do trafico, chefes que estao na politica, nao duvido ter Senador envolvido com o trafico de drogas, por isso FHC promove a legalizacao, para proteger algum amigo no Senado?

    • eu daqui Postado em 06/Jul/2016 às 09:50

      Legalizar tá sendo defendido pq vai beneficiar: 1- quem já é rico; 2 - quem já é bandido e quer passar a bandidar dntro da lei. Aqui não é Uruguai. AQui é o país do desrespeito e despeito: maconheiro quer é estar dentro da lei pra jogar a fumaça na cara de quem não precisa de maconha.

  2. Alan Kevedo Postado em 06/Jul/2016 às 00:13

    O BRASIL VIRA O PARAÍSO QUE SEMPRE SONHAMOS SE LIBERAREM A MACONHA E CRIMINALIZAREM PASTORES HOMOFÓBICOS.

    • eu daqui Postado em 06/Jul/2016 às 09:52

      Não é tão simples: há muito mais problemas neste país do que pastores e maconheiros.

      • Salomon Postado em 06/Jul/2016 às 15:12

        Não tem jeito! Faz parte da natureza humana usar droga e fazer sexo. O cientista baiano William Mac Onha sabia disso, daí ter inventado a maconha pra deixar a turma feliz pra fornicar sem culpa. Quem não foge da realidade pelas drogas, acaba vendo a verdade, o que é um perigo. hitler, um cara assexuado, ateu, vegetariano, que não fumava nem bebia, viu a verdade sobre o povo alemão. Nietzche, ateu até o osso, abstêmico, em suas crises de enxaquecas, viu a verdade sobre o ser humano, porque não usava droga para aliviar a dor. Quando Marx disse que a religião é o ópio dos povos estava dizendo que religião e droga são meios para atingir o mesmo fim. Depois, Maquiavel, não disse, mas pensou, que os fins justificam os meios, o que está muito certo. A torcida do galo quer fugir da realidade, eu também, porque torço pro américa. Veja o transe das pessoas nos estádios de futebol, diante da tv, dentro das igrejas. Pois aquilo não é droga? E faz mal. Olha a bancada evangélica. Proibir religião ou droga é como proibir as pessoas de fazerem sexo. Os padres, ou viram pedófilos, ou se acabam na mão. A lei não dá jeito nisso, não.

  3. Tiago Postado em 06/Jul/2016 às 08:15

    S Rod, a consequência da legalização é a descriminalização da venda da substancia e ou autorização para o plantio, causando a queda do monopólio de venda do trafico migrando para um produto legal com arrecadação de impostos. Portanto, se o chefe do trafico esta no poder, a ultima coisa que ele quer é a legalização.

    • eu daqui Postado em 06/Jul/2016 às 09:53

      Mas e a legalização tá sendo defendida, pode ter certeza de que irá beneficiar um monte de psicopatas. É assim que este país funciona.

  4. Tiago Postado em 06/Jul/2016 às 08:29

    S Rod, entenda melhor as consequências da legalização lendo esta outra matéria do pragmatismo. http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/06/legalizacao-da-maconha-zerou-mortes-ligadas-erva-uruguai.html

  5. Breno Zanchetta Postado em 06/Jul/2016 às 09:40

    A verdade eh uma: Tem muita gente que eh contra a legalizacao da Cannabis porque ja viu como certas pessoas reagem bem a planta. O mesmo sujeito que condena a planta eh cachaceiro, complacente com o Cigarro e ate Cocaina. Mas aos poucos a sociedade cannabica vai saindo da jaula e mostra como se combate hipocrisia.

  6. eu daqui Postado em 06/Jul/2016 às 09:55

    Não a toa este ridículo chegou a esta idade pra cometer a indignidade de se digladiar em baixo calão em rede nacional com aquele outro velho esclerosado que é pastor. Só podia ser maconheiro mesmo

  7. Carlos Augusto Normann Postado em 06/Jul/2016 às 15:12

    Boechat é o cara!!! Esse me representa!!

  8. Jane Postado em 06/Jul/2016 às 01:59

    Dirigir bebado é proibido. Seguindo seu próprio raciocínio, proibir ajuda como?

  9. Pedro Postado em 06/Jul/2016 às 20:07

    melhor do que troll idiota como você.

  10. eu daqui Postado em 06/Jul/2016 às 09:51

    Se proibir não ajuda, legalizar ajuda no que? Ajuda avc fumaçar a cara de quem não precisa de sua muleta existencial?