Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 13/Jul/2016 às 11:24
1
Comentário

Os candidatos à Presidência da Câmara dos Deputados

Saiba quem são os 13 candidatos que disputam, nas próximas horas, a vaga em aberto deixada após a renúncia de Eduardo Cunha e entenda como será a eleição. Votação tem grandes chances de avançar madrugada a dentro

eleição câmara dos deputados
(Imagem: As 13 candidaturas oficiais registradas até o momento para a Presidência da Câmara dos Deputados/Pragmatismo Político)

O deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), escolhido pela bancada do partido como candidato oficial da legenda ao mandato tampão para a presidência da Câmara, negocia o apoio do PT e do PCdoB à sua candidatura.

Alguns deputados petistas já confirmaram a decisão, mas preferem ainda não oficializar para evitar arestas com eleitores de castro que são de outros partidos. O PCdoB, antes simpático á candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ), também já admite apoiar Castro.

Os dois partidos identificam no deputado peemedebista o nome anti-Eduardo Cunha competitivo, com possibilidade de derrotar o “centrão”, grupo suprapartidário que atua como uma espécie de base de apoio do ex-presidente.

Até agora, a disputa pela Presidência da Câmara já registrou 13 candidaturas oficiais. Os deputados podem se inscrever até às 12h desta quarta-feira (13).

Além da campanha nos bastidores da Congresso e a influência discreta do Palácio do Planalto, os candidatos à vaga deixada por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que renunciou ao posto na última quinta-feira (7), distribuem panfletos e pedem votos nos corredores e salões da Câmara.

Em meio a muita polêmica e expectativa, a eleição está marcada para as 16h de hoje, com chances de avançar madrugada adentro. Até uma hora antes da votação, os candidatos registrados podem desistir de ter o nome disponível na urna eletrônica. Quem for eleito, ficará no cargo até fevereiro de 2017, quando a Câmara fará uma nova eleição para Mesa Diretora.

Para ser eleito em primeiro turno, o candidato precisa ao menos da maioria absoluta dos votos (metade mais um), desde que haja quorum mínimo de 257 deputados presentes, do total de 513. Caso o número não seja alcançado, haverá segundo turno. A votação é fechada, ou seja, sem possibilidade de revelação sobre como cada congressista votou.

(ATUALIZAÇÃO): Agora são 14 as candidaturas oficiais. Minutos antes do encerramento do prazo de inscrição, o PCdoB lançou o deputado Orlando Silva-SP como candidato. O partido era pressionado para apoiar Marcelo Castro (PMDB), mas vê como pequenas as chances do pemedebista no segundo turno. Imagina que Maia (DEM) terá mais chances contra o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), apoiado pelo centrão e pelo ex-presidente da Casa Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Veja a lista das candidaturas oficiais:

4pinato

Fausto Pinato (PP-SP) – Advogado, tem 39 anos e está em seu primeiro mandato. Chegou a ser eleito relator do processo contra Cunha no Conselho de Ética, mas foi substituído após sofrer ameaças. Pinato é réu em ação no STF acusado de falso testemunho.

5gaguim

Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO) – Administrador, tem 55 anos e também está no primeiro mandato. Foi vereador e deputado estadual no Tocantins. Governou o estado após a cassação do então governador Marcelo Miranda e do vice Paulo Sidnei pelo TSE, em 2009.

Carlos Manato (SD-ES) – Médico, tem 58 anos e está no quarto mandato na Câmara. É o atual corregedor da Casa e já ocupou cargos de suplente na Mesa Diretora.

10rodrigomaia

Rodrigo Maia (DEM-RJ) – Bancário, Rodrigo Maia tem 46 anos e chegou a ser cotado para liderar o bloco do governo do presidente em exercício Michel Temer. Deputado federal desde 1999, Maia está em seu quinto mandato consecutivo. É filho do ex-deputado federal e ex-prefeito do Rio de Janeiro César Maia. É o candidato apoiado por Aécio Neves e pelo PSDB.

Maia teve seu nome envolvido na Operação Lava Jato após aparecer em troca de mensagem de Léo Pinheiro, da OAS, pedindo doações. Maia é alvo de um pedido de inquérito da Procuradoria-Geral da República.

11betomansur

Beto Mansur (PRB-SP) – Engenheiro eletrônico e empresário do setor de comunicações, exerce o quinto mandato de deputado federal. Foi prefeito de Santos por oito anos. Atualmente, é o primeiro-secretário da Câmara. Mansur é o que tem a maior lista de pendências judiciais entre os 16 pesquisados. Ele já foi condenado e responde a um processo por exploração de trabalho análogo à escravidão em uma fazenda no interior de Goiás. O caso envolve 46 trabalhadores, sete dos quais eram menores de idade na época.

Em outra ação penal no Supremo Tribunal Federal, Mansur responde por crime de responsabilidade relacionado ao período em que foi prefeito de Santos (1997-2004). Ele também é alvo de dois inquéritos na Corte por crimes contra a administração pública. Na Justiça paulista, o deputado ainda foi condenado por improbidade administrativa e é alvo de uma segunda ação por dano ambiental.

7castro

Marcelo Castro (PMDB-PI) – Médico, 66 anos, foi ministro da Saúde do governo da presidente afastada, Dilma Rousseff. Como deputado, está no quinto mandato. É provável que seja o candidato mais votado entre os deputados do PT.

8ramalho

Fábio Ramalho (PMDB-MG) – Empresário, está no terceiro mandato consecutivo na Câmara. Ele já foi prefeito do município de Malacacheta (MG), entre 1997 e 2004.

giacobo

Fernando Giacobo (PR-PR) – Segundo vice-presidente da Câmara. Foi eleito deputado federal pela primeira vez em 2002, pelo PPS, e reeleito em 2006, pelo PL (hoje PR). Nas últimas eleições, em 2014, teve 144 mil votos. Giacobo escapou, graças à prescrição, de duas ações penais no STF por formação de quadrilha e crime tributário.

2brasil

Cristiane Brasil (PTB-RJ) – Filha do ex-deputado e delator do mensalão, Roberto Jefferson.

3erundina

Luiza Erundina (Psol-SP) – Primeira mulher prefeita da cidade de São Paulo e está no quinto mandato na Câmara.

1rosso

Rogério Rosso (PSD-DF) – Foi presidente da Comissão do Impeachment na Câmara e tem o apoio do centrão. Candidato indicado por Eduardo Cunha, Rosso é investigado por peculato e indiciado por corrupção. Os crimes são relacionados ao mandato-tampão como governador do Distrito Federal, em 2010, após um escândalo de corrupção que prendeu o então governador José Roberto Arruda e obrigou o vice, Paulo Octávio, a renunciar.

12evairmelo

Evair Melo (PV-ES) Administrador de empresas, estreou na Câmara na eleição de 2014. Atualmente, é um dos vice-líderes do PV na Casa.

13esperidiao

Esperidião Amin (PP-SC) – Advogado e administrador, tem 68 anos e exerce o terceiro mandato de deputado federal. Foi governador de Santa Catarina por duas vezes e senador pelo mesmo estado em 1991. Amin foi prefeito de Florianópolis durante dois mandatos, em 1975 e 1989. Amin atualmente é processado por improbidade administrativa e dano ao erário.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Alvaro Cesar Postado em 13/Jul/2016 às 13:04

    Erundina é a melhor dentre todos, mas prefiro ela como candidata a prefeita de SP, e isso será mais difícil se ela vencer a disputa para a presidência da Câmara. Penso que ela não tem chance de vencer o centrão nem o candidato do SEM, mas sua presença ajudará a articular os deputados éticos e sérios, que lutam pelo bem do país num duro combate à maioria fisiológica, corrupta e conservadora. Vai marcar posição e se consolidar como uma das cabeças pensantes da Câmara, como ocorre há vários anos. Ainda bem que ela saiu do PSB, partido que jogou sua história no lixo ao aderir ao golpe.