Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 08/Jul/2016 às 15:48
21
Comentários

NYT: Brasil é o lugar mais perigoso do mundo para gays, lésbicas e transgêneros

Brasil é o lugar mais perigoso do mundo para homossexuais, diz o jornal americano New York Times. Publicação cita dados que apontam milhares de crimes motivados por homofobia e que contrastam a “imagem de uma sociedade tolerante e aberta”

gay brasil mortes homofobia
(Imagem: A atriz e modelo Viviany Beleboni em protesto na parada gay)

O Brasil vive hoje uma epidemia de violência contra homossexuais que transformou o país no lugar mais perigoso do mundo para lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. Essa é a conclusão de reportagem do jornal americano New York Times publicada nesta terça-feira (5).

Citando dados do grupo Gay Bahia, a publicação afirma que mais de 1.600 pessoas foram assassinadas no Brasil por motivações homofóbicas nos últimos quatro anos e meio – o que representa praticamente uma morte por dia.

Para o jornal americano, esses números contrastam com a “imagem de uma sociedade tolerante e aberta” de um país que “aparentemente alimenta expressões de liberdade sexual durante o carnaval e que tem a maior parada gay do mundo”.

Essa reputação, diz a publicação, não é sem fundamento. “Nas quase três décadas desde que a democracia tomou o lugar da ditadura militar, o governo brasileiro introduziu diversas leis e políticas com o objetivo de melhorar a vida das minorias sexuais”, diz o texto.

A reportagem cita que o Brasil foi um dos primeiros países a oferecer medicamentos antirretrovirais para diagnosticados com HIV, foi pioneiro na América Latina a reconhecer a união civil de pessoas do mesmo sexo para fins de imigração e um dos precursores a liberar a adoção de crianças por casais homoafetivos.

O ponto, segundo a publicação, é que as tradições sociais de alguns grupos não caminharam no mesmo ritmo dos avanços obtidos no sistema normativo.

A reportagem relaciona a violência contra gays com a cultura machista que ainda perpetua na sociedade brasileira e com o crescimento de alas evangélicas mais conservadoras, que se opõem abertamente ao público LGBT.

De acordo com o cientista político Javier Corrales, ouvido pela reportagem, os brasileiros até estariam mais tolerantes. O problema é que aqueles que se mantêm intolerantes estariam “desenvolvendo novas estratégias e um discurso mais virulento para barrar o progresso nessas questões”, afirmou.

Exame

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Tags

Recomendados para você

Comentários

  1. Leonardo Postado em 08/Jul/2016 às 17:24

    O Brasil é o local mais perigoso pra qualquer um.

  2. gustavo0 Postado em 08/Jul/2016 às 19:16

    Uganda, Iêmem, Arabia Saudita, Mauritânia, Somália, Irã, Emirados Árabes Unidos, Serra Leoa, Nigéria, Sudão entre outros, são lugares muito mais perigosos para pessoas homo-sexuais, não se enganem com a manchete do New York Times. Concordo com o fato de que o crescimento de alas conservadoras juntamente a outros fatores promoveram um descompasso na evolução da aceitação e integração da sociedade em relação a liberdade sexual e igualdade de direitos, mesmo o estado brasileiro sendo referência nestas questões no continente.

    • Wylie Postado em 12/Jul/2016 às 19:02

      Esses países que você citou, em sua maioria não possuem dados nem números sobre crimes contra homosseuxais pois para existir um crime contra essa classe é necessário primeiramente existir essa classe. Eles mudam de crimes para punições em alguns países mais fechados.

  3. João Paulo Postado em 08/Jul/2016 às 23:40

    De acordo com o cientista político Javier Corrales, ouvido pela reportagem, os brasileiros até estariam mais tolerantes. O problema é que aqueles que se mantêm intolerantes estariam “desenvolvendo novas estratégias e um discurso mais virulento para barrar o progresso nessas questões”, afirmou. Isso é mais um dos efeitos do golpe. O discurso contra o PT não se limita só a seus malfeitos. Toda a política implementada nesses 13 anos passou a ser objeto de crítica. E como essa sociedade medíocre passou a ser movida por ódio, QUALQUER medida do PT passou a ser objeto de revolta, especialmente o debate relativo à sexualidade.

  4. Paulo C. Postado em 09/Jul/2016 às 11:03

    Sem negar a gravidade do problema, o título é absurdo. Os países teocráticos fundamentalistas são muito mais perigosos. Além disso, o título está equivocado, NYT não afirmou isto, e sim citou que, segundo algumas estimativas, isto ocorreria.

  5. Alan Kevedo Postado em 10/Jul/2016 às 13:42

    O BRASIL TOLERANTE E ABERTO ? UM PAÍS QUE SOFRE FORTE INFLUÊNCIA EVANGÉLICA, ONDE UMA DE SUAS ESTRELAS ACABA DE SER PEGA COM A BOCA NA BOTIJA ABUSANDO DE UM INOCENTE DE CINCO ANOS? E OUTRA DISSE HÁ POUCO TEMPO QUE NINGUÉM DEVE DENUNCIAR "UNGIDOS" , NÃO? E O CÉREBRO DOS EVANGÉLICOS, OS GIDEÕES QUE ESTÃO SE IMPLODINDO EM ESCÂNDALOS QUE FAZEM DA LAVA JATO, SIMPLES "ENTRE AMIGOS" ? E NA MAIOR CARA DE PAU, OS EVANGÉLICOS QUEREM ALTERAR NOSSA CONSTITUIÇÃO, PODE?

  6. Renan Postado em 11/Jul/2016 às 11:13

    é nada....perigo é vc ficar com o carro parado no transito esperando o motoqueiro te assaltar!

  7. Lopes Postado em 11/Jul/2016 às 18:31

    Somos um país perigoso por natureza! Por que os gays acham que estariam protegidos aqui?

    • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Jul/2016 às 14:38

      Falácia extremamente desonesta e amadora, burra que dói, e que engana somente pré-púberes. Mesmo que fosse verdade a afirmação estulta de que o Brasil é """""perigoso por natureza""""", haver um grupo ESPECIALMENTE vulnerável perante a violência é digno de lamentação. Estar protegido DESTA VIOLÊNCIA EM ESPECÍFICO é direito deles e obrigação do Estado - que deve promover essa proteção - e da sociedade - supostamente civilizada e fora do estágio da barbárie. Achei que vocês fossem melhor do que isso, ""ainn o Brasil é perigoso para todos ainnnnn"".

      • eu daqui Postado em 12/Jul/2016 às 14:53

        Estado é pra proteger a todos e não somente a "grupos especiais". Violencia é um dos sintomas de falta de democracia e essa argumentação de "grupo especiais" somente nutre a desigualdade que alicerça a falta da democracia.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Jul/2016 às 17:14

        Ninguem em momento algum afirmou tamanha estupidez de que o Estado é pra proteger "somente" os tais "grupos especiais". E ninguem negou que Estado é pra proteger a todos. Estamos dispensando obviedades. Porém, deve proteger a todos inclusive minorias. E deve proteger minorias ESPECIFICAMENTE pela extrema fragilidade que decorre de serem....minoria. Sabemos bem o que significa esse "o Estado protege a todos", como se minorias discriminadas estivessem livres de ataques apenas porque se fazem inclusas genericamente nesse "todo". Não estão livres. Como não estão e isso é fato, se o Estado não cuidar, quem fará? Se deixar na mão de qualquer outra entidade, o ordenamento mais sofisticado que vai vigorar é "esses gays querem direitos especiais e instaurar a ditadura gayzista". O Estado deve proteger todos - obviedade - e tambem, ao mesmo tempo, viabilizar meios de proteger grupos que são minorias quando grupos pertencentes a maioria se tornam bárbaros selvagens e se organizam por décadas com o intuito ESPECIFICO E DECLARADO de massacrar as minorias. Inclusão das minorias é prova maior de democracia. O que nutre a desigualdade nós sabemos bem o que é.

  8. Sergio Carneiro Postado em 11/Jul/2016 às 19:15

    Jurava que a violência atingisse mais os heterossexuais.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Jul/2016 às 14:44

      Jurava porque é um pangaré e não sabe interpretar contextos. Se heterossexuais são maioria ABSOLUTA E ESMAGADORA, e homossexuais são MINORIA PÍFIA, é mais do que esperado que a maioria dos casos de violência esteja no grupo dos heterossexuais. Isso é lógica pré-primária, talvez até pré-humana, um macaco saberia disso. No dia que você souber que a violência orientada contra heteros porque são heteros - não briga de buteco, assalto em semáforo, tiro da polícia, quero HETEROSSEXUAIS AGREDIDOS E ASSASSINADOS PORQUE SÃO HETEROSSEXUAIS - ultrapassar os casos de violência contra homossexuais, aí você tem o direito de relinchar de novo.

      • Sergio Carneiro Postado em 12/Jul/2016 às 18:27

        Defesa acalorada pela classe.

      • Eduardo Ribeiro Postado em 12/Jul/2016 às 20:51

        Sou um mero portador do cajado da verdade doutrinando zumbis e humilhando quadrúpedes bostejadores que não levaram cintada quando pequenos, cumprindo assim minha missão civilizatória. Vá e não peque mais, criança desorientada.

      • Sergio Carneiro Postado em 13/Jul/2016 às 05:07

        Mesmo assim foi uma defesa acalorada pela classe

      • Eduardo Ribeiro Postado em 13/Jul/2016 às 10:41

        Que seja. Você aproveitou a aula de estatística e análise de contexto que lhe dei? Mais uma meia dúzia de aulas e até seu relincho vai melhorar. Vai soar como música ante os outros quadrúpedes, serás um cavalo superior admirado pelos quadrúpedes inferiores. Essa aula foi de graça. Normalmente não trabalho de graça.

  9. eu daqui Postado em 12/Jul/2016 às 14:51

    Brasil é o lugar mais perigoso do mundo pra quem está vivo.

  10. Vinicius Postado em 12/Jul/2016 às 20:09

    Essa estatística é poluída pela ideologia de gênero, creio que 90% dos gays mortos sejam por outros motivos. Ataques à minorias são invenções da esquerda que querem transformar o Brasil em Venezuela, mas as pessoas já estão acordando, o PT já caiu do poder creio que esse país finalmente está limpo, com um pessoa séria e integra no poder. No Brasil não existe racismo, homofobia nem machismo. Por exemplo no meu condomínio moram alguns negros, poucos mas tem e até tenho amigos gays. Cotas é estimulo a vagabundagem, que culpa tenho eu que naci bem depois do fim da escravidão pagar por isso, tem que se valorizar a meritocracia, para que o país avance.A verdadeira violência que acontece é que nós de classe média, cidadãos de bem que sustentamos esse país,temos que ficar cercados em nossos condomínios enquanto pessoas que não querem trabalhar nos atacam. Por isso sou a favor da redução da maioridade penal e da pena de morte, esse país precisa de moralizar. Com o desastre dos petralhas nem posso ir para MIami mais, nemter o último modelo do Iphone nem comprar coisas melhorzinhas que vendem só nos EUA. O que falta no país é pessoas trabalhadoras, como os sulistas e paulistas. Agora com Temer as pessoas vão parar com vagabundagens de ideologias, pois agora vão trabalhar 80 horas por semana, até que pegaram leve com esse proposta, mas já é suficiente para que os empresários se sintam estimulados a investir.Com esperança escrevo esse desabafo vestido com minha camisa verde e amarela da CBF. Tenho esperança ainda porque ainda temos pessoas ilustres nesse país que vão nos salvar, como Sergio Moro, Gilmar Mendes, Serra, Família Marinho, Luciano Huck, Miriam Leitão e claro o Bolsomito! # Bolsonaro2018 #VivaSergioMoro #VivaaMeritocracia ATENÇÃO ESSE COMENTÁRIO É UMA IRONIA AO COMPORTAMENTO DE UMA PARTE DA CLASSE MÉDIA BRASILEIRA! *Outro Vinícius

    • Vinicius Postado em 12/Jul/2016 às 20:49

      Relembrando esse comentário é uma IRONIA! *Outro Vinicius

      • Vinis Postado em 14/Jul/2016 às 10:28

        Kkkkkkk mas é bem assim mesmo o pensamento superficial de muitas pessoas da classe média (não só da classe média)