Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 08/Jun/2016 às 18:46
9
Comentários

Pai de estuprador diz que prisão é 'demais para ato que só durou 20 minutos'

Pai de jovem condenado por estuprar uma menina desacordada nos EUA resolveu fazer um "apelo" inacreditável pelo afrouxamento da pena do filho. A garota estuprada, por sua vez, divulgou um depoimento emocionante

brock turner estuprador eua
Brock Turner [esq] foi condenado por estuprar uma menina desacordada. Carta divulgada por seu pai causou revolta

O pai de um ex-aluno da renomada Universidade de Stanford, condenado na última semana por estuprar uma menina desacordada, resolveu fazer um “apelo” pelo afrouxamento da pena do jovem. Segundo Dan Turner, o estudante não merecia ser preso por um ato “que durou 20 minutos”.

Brock Turner, 20, foi condenado a seis meses de prisão e três anos de liberdade condicional. A pena foi considerada branda inclusive por autoridades judiciais. A condenação foi anunciada no dia 2 de junho. Condenado por três crimes, Turner podia passar até 14 anos na prisão.

O rapaz também deverá participar de um programa de recuperação para condenados por crimes sexuais e ficará cadastrado, pelo resto da vida, em um banco de dados que compila identidades de criminosos sexuais.

Responsável pela determinação da pena, o juiz Aaron Persky, ex-aluno de Stanford,disse que a prisão vai ter um “impacto severo” no jovem, e argumentou que foi leniente por conta das “referências positivas” e da ausência de histórico criminal do rapaz. A carta de seu pai também foi levada em conta (leia a íntegra, em inglês). “Eu acho que ele não representa perigo para os outros”, disse o juiz, de acordo com o Guardian.

Promotor de Santa Clara e encarregado da acusação, Jeff Rosen afirmou à BBC que a pena é desproporcional ao crime. “A pena não leva em consideração a verdadeira gravidade desse crime sexual, ou o trauma da vítima. Um estupro em um campus não é diferente de um estupro fora de um campus. Estupro é estupro”.

Em sua defesa, o pai do jovem ainda diz que ele “não tem histórico criminal e nunca foi violento com ninguém, incluindo em suas ações na noite de 17 de janeiro de 2015”,data em que estuprou uma jovem desacordada. “Sua vida nunca vai ser aquela que ele sonhou e lutou tanto para alcançar”.

Dois estudantes flagraram Turner estuprando a jovem atrás de uma lixeira – ele tentou fugir, mas foi detido pelos dois rapazes, que esperaram a chegada da polícia. Ela estava desacordada, mas o condenado insiste em dizer que ela consentiu o ato sexual.

Quem também resolveu se manifestar foi a garota estuprada por Turner, que não foi identificada.

“Você não me conhece, mas você já esteve dentro de mim, e é por isso que estamos aqui hoje”, começa o texto. Diante da repercussão do caso, a âncora da CNN Ashleigh Banfield dedicou mais de 20 minutos do seu programa nesta segunda-feira (7) para ler o depoimento da jovem na íntegra.

“Eu fiquei ali, examinando o meu corpo debaixo da água, e decidi que não queria mais meu corpo. Eu estava aterrorizada, não sabia o que tinha acontecido, se ele tinha sido contaminado, por quem tinha sido tocado. Eu queria tirar o meu corpo como um casaco e deixá-lo no hospital com todo o resto”.

Huffpost Brasil, Gabriela Bazzo

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Rubens Marques Postado em 08/Jun/2016 às 19:34

    A impunidade gera violência ! Penas brandas....

  2. Trajano Postado em 08/Jun/2016 às 20:00

    Fora "só" 20 minutos de estupro? Então, pela lógica do tempo de duração do ato criminoso, vamos soltar todos os bandidos que assaltam à mão armada. Geralmente o tempo em que se coloca uma arma na nossa cabeça e roubam os nossos pertences antes de bater em fuga é rapidinho, papo de 1-2 minutos. E também pela lógica, qual o crime que o Sarney, por exemplo, merece, uma vez que são anos e anos de maracutaia? E o Cunha? E o Aécio? Um homem querendo definir o "tempo" do estupro como mais ou menos criminoso... Bom, temos no Brasil uma legião de militantes toscos interessadíssimos em colocar a culpa em uma vítima carioca de estupro... Somente se interessam em defender o indefensável do estupro aqueles que nutrem pacto de mediocridade com alguma ideologia nebulosa ou, simplesmente, porque o seu está na reta da justiça de alguma maneira.

    • JH Corvetto Postado em 09/Jun/2016 às 10:12

      Sem falar que em 1 segundo, com um tiro, pode-se matar alguém. O ato durou somente 20 minutos, porém ficará na alma da moça até seu último dia.

  3. JH Corvetto Postado em 09/Jun/2016 às 10:10

    Essa benevolência do pai para com o filho que cometeu tão imundo crime ajuda a formar essa cabeça de "posso o que quero" do jovem. Como assim um ato de só 20 minutos? Pode-se matar alguém em apenas 1 segundo. Fosse meu filho, castigaria-o fisicamente antes de mandá-lo aprender algo durante a pena que merece... aliás, que não merece, pois mereceria mais tempo na prisão por ser tão covarde.

  4. Rodrigo Postado em 09/Jun/2016 às 11:29

    (Outro Rodrigo) "Só vinte minutos" que serão como perna perpétua para a vítima e seus entes queridos, se ainda, para além da psicológica, não restar lesão física decorrente da violência. Seria como um assassino alegar que ele só apertou o gatilho por alguns instantes. Reitero, como sempre, a recorrente busca do indivíduo pela sua irresponsabilidade, como se não tivesse deveres que se somam às suas obrigações, nem consequências que lógica e necessariamente decorrem de seus atos.

  5. Flávio Postado em 09/Jun/2016 às 13:35

    Pelo menos a vítima pode ser socorrida e medicada. Daqui uns dias, aqui no Brasil, isso não poderá ser feito sem antes a mulher ir bater um papinho com a polícia que vai perguntar se ela tem certeza que não consentiu com o ato ou se estava com roupa curta.

  6. Renan Pantojo Postado em 09/Jun/2016 às 13:58

    Nunca espere que um pai defenda seu filho com argumentos racionais. Um bom safado, digo, advogado, sabe usar esses argumentos emocionais para manipular um júri. Considerando ainda o ultraje causado na população por isso, uma emissora de televisão vai explorar isso como um circo ou uma novela mexicana. Mas, o que vocês acham que vai acontecer com ele quando ele pisar dentro da prisão? Um outro preso vai dizer coisas como : Sabia que você tem uma boquinha de boneca?

    • Rodrigo Postado em 09/Jun/2016 às 14:54

      (Outro Rodrigo) Renan, desejo que você e os teus não necessitem jamais de um Advogado. Seja por uma injustiça cometida contra você ou um dos seus (desde uma negativação indevida no SERASA a lesão outra de maior gravidade), seja por justa discordância entre você e outrem. Mas, caso haja a real necessidade, desejo então que algum colega (seja particular, seja um valoroso membro da Defensoria Pública) possa propiciar a você a melhor defesa do direito que lhe assista ou que você de boa-fé entenda assistir-te.

  7. julia Postado em 09/Jun/2016 às 16:11

    20 anos que podem valer um trauma que durará a vida inteira...Como diz minha vovozinha: Mundo está perto de se acabar mesmo...só esperar que a primeira bola de fogo caia primeiro na casa branca e outra no congresso nacional...