Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 07/Jun/2016 às 12:35
26
Comentários

Ilustrador é demitido da DC Comics após comentário sobre menina estuprada

Brasileiro ilustrador da DC Comics é demitido após comentar caso da menina estuprada no Rio de Janeiro. Allan criticou a "ideologia de gênero" utilizada "por esses esquerdistas" e disse que sofre perseguição por apoiar Jair Bolsonaro

ilustrador dc comics estupro

A Chiaroscuro Studios anunciou que resolveu romper o contrato com o quadrinista Allan Goldman.

Na última sexta-feira, o brasileiro, ilustrador de publicações da DC Comics como “Jovens Titãs” e “Superman”, fez um comentário em seu perfil no Facebook sobre o estupro coletivo sofrido por uma adolescente de 16 anos na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

No post, excluído depois da repercussão, o desenhista, que apoia o deputado Jair Bolsonaro em sua foto de perfil, faz uma provocação: “O que acontece se os 30 estupradores da menina alegarem que são mulheres? Segundo a ideologia de gênero dos esquerdistas, uma pessoa é o que sente, e sua biologia não importa. A sociedade é obrigada a aceitar essa decisão, senão é fascismo! Como a Justiça irá julgar o caso de uma mulher que foi violentada por 30 mulheres? Fiquei curioso agora”.

No sábado, a Chiaroscuro anunciou que decidiu “encerrar o relacionamento com artistas não alinhados com valores que, para nós, são absolutamente inegociáveis”.

desenhista-estupro

Em nota, Goldman disse que está sendo vítima de “censura”. O ilustrador disse que está sendo tratado como alvo por expressar apoio a Bolsonaro e por ter um posicionamento de direita. “Se você ler meu post, verá que não faço apologia à violência e muito menos ao estupro. Aliás, o estupro nem era o objeto do meu questionamento”.

A Chiaroscuro disse que a “apologia e banalização da violência e da discriminação não cabem mais na sociedade e tampouco em nossa empresa”.

Allan Goldman estupro
Ilustrador Allan Goldman aparece ao lado de um boneco do deputado Jair Bolsonaro

Recomendados para você

Comentários

  1. lucas Postado em 07/Jun/2016 às 15:09

    ele não foi demitido da DC, mas da Chiaroscuro, que agenciava a carreira dele internacionalmente. ele continua, infelizmente, sendo ilustrador da DC Comics. cuidado com essas manchetes caçaclique, se não vão ser comparado à mídia golpista.

  2. Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jun/2016 às 15:21

    Acho lindo quando isso acontece. O coitado, intelectualmente prejudicado, abre lá o site da Veja e lê sobre o estupro, aí fica remoendo e ruminando 5 dias a respeito...aí ele tem a idéia, pega o celular, escreve a diarréia mental, e aperta "enviar" na certeza de que está abafando, que deu um xeque-mate em geral, que craneou sozinho o "supremo argumento irrefutável" e precisa mostrar pro mundo todo, que vai derrubar a internet e fazer todo "canalha esquerdista" se envergonhar e pedir perdão de joelhos....""""AGORA EU SI CONSAGRO! PEGUEI ELES NA CONTRADIÇÃO!!! VOU GANHAR MILHARES DE LIKES!!!!!""""...pena, muita pena.

  3. Vitor Luiz Postado em 07/Jun/2016 às 17:52

    Nossa! A Dilma é culpada até disso? Um conselho para esse cartunista, antes de criticar saiba, ao menos, do que se trata. Caso contrário, vai falar besteira.

  4. sandro Postado em 07/Jun/2016 às 17:53

    Vai pedir trabalho pro bolsovomito.

    • poliana Postado em 07/Jun/2016 às 18:58

      pensei o mesmo. agora ele pode trabalhar lado a lado com seu ídolo.

      • Vinis Postado em 07/Jun/2016 às 21:07

        é provável que o bolsovomito recuse alegando que o energúmeno "não fez por merecer"

  5. poliana Postado em 07/Jun/2016 às 18:54

    "O que acontece se os 30 estupradores da menina alegarem que são mulheres"?.............................meu deus, qta estupidez!! sério q esse cara disse isso???? eu n sei nem o q falar diante de tamanha ignorância!!!!

  6. poliana Postado em 07/Jun/2016 às 18:56

    hahahahahahaha!!! quer dizer q a demissão desse cara é culpa da dilma??????????????? é sério isso?????

    • eu daqui Postado em 10/Jun/2016 às 12:23

      parabens pra ela, então.

  7. eduardo Postado em 07/Jun/2016 às 19:02

    So pedir emprego para o bolsonaro...kkkkkk

  8. Eduardo Ribeiro Postado em 07/Jun/2016 às 22:21

    Abujamra é um gênio incompreendido. Vocês que não conseguem alcançar a genialidade dele. Inclusive, o frio desgraçado que tá fazendo em SP é culpa da Dilma também.

  9. Alfa Postado em 07/Jun/2016 às 23:32

    Tem que estar muito enlouquecido pelo chorume da direita olavettista para fazer um comentário "jeniau" desse num assunto tão delicado.

  10. Priscila Postado em 08/Jun/2016 às 01:48

    O único problema é que a pergunta que ele fez é pertinente.

  11. Priscila Postado em 08/Jun/2016 às 01:55

    O único problema é que a pergunta que ele fez é pertinente. Já há vários casos de criminosos do sexo masculino que foram admitidos em prisões femininas por se "identificarem" como mulheres. Portanto, a questão de como o conceito de "identidade de gênero" está distorcendo as estatísticas de violência masculina é não só válida como NECESSÁRIA. Não caracteriza discurso de ódio perguntar isso. Mas é claro que esse comentário não vai ser publicado, porque transfobia etc...

    • Geraldo Postado em 08/Jun/2016 às 13:33

      A maioria das pessoas que se julgam inteligentes são na verdade papagaios que só fazem repetir os discursos dos que tem mais apoio. A pergunta dele mexeu com as feministas de plantao que desejam as mulheres somente para si. Faz sentido o que ele colocou. É. Necessário provar que é trans? Se um deles se diz trans, o estupro seria de mulher para mulher. O que diz a lei?

    • João Paulo Postado em 08/Jun/2016 às 20:24

      Priscila, não tem pertinência a pergunta dele. Estranho é alguém concordar com isso. Homem com mulher, mulher com mulher, homem com homem, trans com mulher, trans com homem, etc. Tudo isso é irrelevante. Violência sexual é violência sexual, independentemente de sexo ou preferências sexuais, logo, estupro.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 09/Jun/2016 às 10:59

      """"""Como a justiça irá julgar o caso de uma MULHER QUE FOI VIOLENTADA por 30 outras mulheres?"""""". Prestem atenção na pergunta: ele pré-admite que ela FOI EFETIVAMENTE VIOLENTADA. De modo que, como deve ser julgado um crime que consiste em uma mulher que FOI VIOLENTADA por 30? Como furto qualificado? Como calúnia? Violação de domicilio? Sonegação de impostos? Violação de direito autoral? Eu não sei, me sinto perdido....meu deus do céu, esse desenhista botou toda a esquerda em xeque-mate, estamos todos no bolso dele...é um gênio, um demônio da lógica e da argumentação...

  12. Marcio Ramos Postado em 08/Jun/2016 às 07:54

    Sabe desenhar mas é burro pra caralho. Se fodeu. Otário.

  13. Deisi Postado em 08/Jun/2016 às 12:57

    Não é burro, na verdade é um reaça fascistinha.

  14. Priscila Postado em 09/Jun/2016 às 03:08

    João Paulo, tem pertinência sim. Em vários países, criminosos do sexo masculino estão sendo admitidos em prisões femininas simplesmente por se "identificarem" como mulheres. Portanto, a questão de como o conceito (pseudocientífico, por sinal) de "identidade de gênero" está distorcendo as estatísticas de violência masculina é não só pertinente como *absolutamente necessária*. A esquerda não pode mais fechar os olhos para essas questões acusando toda opinião dissidente de "transfobia", isso é simplesmente infantil. E, sim, caracteriza censura.

    • João Paulo Postado em 15/Jun/2016 às 02:26

      Priscila, você parece articulada, mas sua interpretação parece que vai muito além do que foi dito. Distorcer minha afirmação de que é irrelevante o sexo ou "ideologia de gênero" para caracterizar o estupro e fabricar uma ilação de que estou amesquinhando o fato de que a maioria desses crimes é cometido por homens ... Essa foi demais. A pergunta do sujeito NÃO tem pertinência. E você cria novamente uma ilação que não há no texto. Talvez para reforçar seu ponto de vista. O sujeito escreveu um "texto" cujo único intuito é atacar a "esquerda". Pura e simplesmente. Não há qualquer questionamento ali. Trata-se simplesmente de fomentar o ódio. Estupro é estupro. Fim de papo. A sua reflexão é sobre a influência da ideologia de gênero e as estatísticas de violência. Veja bem. Onde está dito, ainda que implicitamente, isso na mensagem do Facebook do paspalho? No que se refere à ponderação que APENAS a senhora fez (repiso, não foi o questionamento do sujeito do facebook), jamais li qualquer artigo ou notícia de que as estatísticas da violência no Brasil levem em consideração a ideologia de gênero. Até onde meus parcos conhecimentos me permitem, acredito que o único critério é exclusivamente o de gênero sexual. Sem qualquer ironia e para enriquecer este fórum, peço que traga links sobre a forma como a ideologia de gênero influencia as estatísticas da violência, seja no Brasil, seja em qualquer outro país do mundo.

  15. Priscila Postado em 09/Jun/2016 às 03:11

    Geraldo, teu comentário mereceria apenas uma risada, cara. Eu SABIA que ia vir um homem tentar ensinar a uma mulher o que é uma mulher. Claro que é necessário provar. Você queria o quê? Que um homem diga que tem alma feminina, essência feminina ou qualquer coisa do tipo e eu tenha que simplesmente acreditar? Senão é transfobia? Ah, vá.

  16. Priscila Postado em 09/Jun/2016 às 03:17

    Além disso, JP, o sexo do estuprador não é uma questão "irrelevante", não. Quando 99,6% dos estupradores são do sexo masculino, isso não pode ser uma simples coincidência.

  17. Lucas Postado em 09/Jun/2016 às 06:34

    Tu é burro demais

  18. Priscila Postado em 09/Jun/2016 às 18:11

    Como violência MASCULINA, Eduardo Ribeiro. Porque nunca uma mulher foi estuprada por 30 mulheres, por mais que alguns estupradores tentem se "identificar" como mulheres.

  19. Jords Postado em 10/Jun/2016 às 15:11

    Eu como mulher, lhe digo o " mente insana", que mulheres não possuem essa cultura ridícula de estrupo. E então isso é humanamente impossível. /Mais fácil a gnt esbofetear você e o Bolsonaro juntos.