Redação Pragmatismo
Compartilhar
Ditadura Militar 28/Jun/2016 às 13:47
18
Comentários

Conselho de Ética abre processo contra Jair Bolsonaro

Conselho de Ética aceita e instaura processo contra Jair Bolsonaro por apologia ao crime de tortura. O deputado homenageou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, um dos mais perversos torturadores da ditadura e o primeiro militar a ser reconhecido pela Justiça como torturador

bolsonaro tortura conselho de ética
Jair Bolsonaro homenageou torturador Ustra

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados instaurou nesta terça-feira (28) representação contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). O parlamentar é acusado de quebra de decoro por apologia a tortura.

Durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff no plenário da Câmara, Bolsonaro se declarou a favor do afastamento “pela memória do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff”, em referência ao torturador da petista durante a ditadura militar.

Ex-chefe do DOI-CODI, Ustra tornou-se o primeiro militar a ser reconhecido pela Justiça como torturador durante o regime de exceção. A homenagem de Bolsonaro ao coronel também foi alvo de representação na Procuradoria Geral da República (PGR).

Foram sorteados como possíveis relatores os deputados Zé Geraldo (PT-RS), Waldmir Prascidelli (PT-SP) e Wellington Roberto (PR-PB). O presidente do colegiado, deputado José Carlos Araújo (PR-BA) irá escolher a relatoria após consulta com os parlamentares. Ele afirmou que pode anunciar o relator ainda nesta terça-feira.

Defesa

Bolsonaro afirmou que suas declarações durante a votação do impeachment estão protegidas pela imunidade que os deputados têm de suas opiniões no exercício do mandato.

“O assunto, por demais conhecido, foi a referência que fiz ao coronel Brilhante Ustra ao proferir meu voto na sessão de impeachment da presidente Dilma e que, certamente, não deverá motivar qualquer sanção, já que se trata de opinião de parlamentar, proferida em plenário da Câmara dos Deputados”, afirmou o deputado, em nota enviada à imprensa.

“A menos que os próprios congressistas queiram dar munição àqueles que insistem em relativizar a imunidade parlamentar assegurada no artigo 53 da Constituição Federal”, diz Bolsonaro.

Apologia ao estupro

Na semana passada, o deputado se tornou réu em ação penal no Supremo Tribunal Federal (STF) por apologia ao estupro. Em 2014, ele afirmou no plenário da Câmara que a deputada Maria do Rosário (PT-RS) “não merecia” ser estuprada. Em entrevista, ele repetiu a frase e disse que não a estupraria porque ela era “muito feia” e “não fazia o gênero” dele.

VEJA TAMBÉM >> Mulher revela o que viveu nas mãos de Ustra, homenageado por Bolsonaro

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Alan Kevedo Postado em 28/Jun/2016 às 15:49

    E o pior é que ele não sabe escrever e não vai poder editar o "Minha luta" dele, na prisão, Ô DÓ, GENTE !!!

  2. Eduardo Ribeiro Postado em 28/Jun/2016 às 16:06

    """"""mimimi eu tenho imunidade e posso falar o que eu quiser, tá legal? e eu nunca elogiei torturador...Ustra nem torturador era...não existe sentença condenatória transitada em julgado contra este herói, então eu não elogiei torturador nenhum....huehuehue""""""

  3. José Ferreira Postado em 28/Jun/2016 às 16:32

    Falta abrirem também um processo para aqueles que elogiam terroristas como o Marighella.

  4. Sergio Carneiro Postado em 28/Jun/2016 às 18:34

    Pune-se com severidade a apologia ao crime, enquanto o crime em si passa incólume. Adoro isso.

  5. Fonseca Postado em 28/Jun/2016 às 19:21

    Marighella foi herói. bostanaro e os lacaios iguais a ele na época eram serviçais dos EUA.

    • José Ferreira Postado em 28/Jun/2016 às 23:07

      Herói para quem, cara pálida? Leia um pouco mais.

  6. Pedro Accioli Postado em 29/Jun/2016 às 08:13

    Este verme tem que ser punido mesmo, e mesmo o Jean tem que ser punido também por ter feito a cuspida no plenário (apesar dela ter valido muito mais por todos os votos ao impeachment), isso também é quebra de decoro!

  7. João Paulo Postado em 28/Jun/2016 às 17:37

    A notícia do seu link se refere à construção de um hospital na cidade de Maricá. Até nisso um governo do PT está errado?

  8. Salomon Postado em 28/Jun/2016 às 18:51

    Não faz sentido alguém usar o nome de um sacripanta em suas postagens. A menos que também seja um sacripanta.

  9. João Paulo Postado em 28/Jun/2016 às 23:28

    Comparar capacho Ustra/ Bolsonaro com Guevara? É sério mesmo? Qual será a próxima comparação? Eduardo Cunha e Jesus Cristo?

  10. felipe Postado em 28/Jun/2016 às 18:33

    Hospital com o nome de um torturador, um cara que matou muitas pessoas.

  11. poliana Postado em 28/Jun/2016 às 19:16

    tb n entendi o q ele quis dizer com a hipocrisia do caso...acho q ele se enganou e postou o link errado.

  12. Eduardo Ribeiro Postado em 28/Jun/2016 às 22:10

    Hospital com o nome de um dos maiores homens nascidos neste planeta. Eu nem sabia dessa bela e merecida homenagem. Obrigado por compartilhar a informação, Narinho. Chega a escorrer uma lágrima do meu olho esquerdo.

  13. poliana Postado em 29/Jun/2016 às 14:23

    rpz, a matéria postada pelo naro trata da construção de um hospital público em maricá e traz tb essas informações: Aparelhado para atender a uma população aproximada de 127 mil habitantes, retirando do Conde Modesto Leal a condição de unidade principal, o novo hospital terá 10 leitos de UTI (totalizando 76 vagas), 19 enfermarias (com três leitos cada), seis salas de observação para adultos e mais três alas de observação para pediatria. - Com o novo hospital, a cidade amplia a capacidade e a qualidade no atendimento aos seus habitantes e também poderá receber pacientes de outros municípios próximos, avalia o secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Malta Carpi...................................................................... mas a revolta do felipe e do naro é o nome q a instituição vai levar??!!! é isso mesmo????

  14. felipe Postado em 29/Jun/2016 às 16:14

    Quem disse que é revolta? Só achei bem interessante a posição das pessoas com um torturador da ditadura com outro torturador, porém este adorado pela esquerda se fosse "hospital Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra" vc não se importaria simplesmente porque o hospital é bem equipado??? Duvido.

  15. Eduardo Ribeiro Postado em 29/Jun/2016 às 17:19

    É isso mesmo. Duro de acreditar. Hospital novinho, bacana, ajeitando a vida do povo que precisa de mais um hospital na cidade, mas com esse nome não dá...e é matéria velha: em 2012 foi anunciada a construção. Se bobear, o hospital já deve estar na ativa, cuidando do povo, salvando vidas. "ah, mas esse nome é revoltante..."

  16. Eduardo Ribeiro Postado em 29/Jun/2016 às 08:01

    Claro que vai. Quem faz o bem não pode ser punido, ora. E 30 anos de esquerda...........que esgoto, mamãe....30 anos é o tempo que passou desde que sua morte cerebral foi declarada. Aliás, voce copiou o comentário de onde? Ou esqueceu que o personagem FELIPE é o analfabeto daqui? Tinha que ter assinado com o nome de um dos seus personagens fakes semi-alfabetizados.

  17. Eduardo Ribeiro Postado em 29/Jun/2016 às 14:31

    Mas que coxinha agressiva. Tá nervoso, menino-fake? Só porque a casa tá caindo pro lado do seu ídolo-deus? Fica assim não. Sobre a cusparada: depende do "alguém". Depende de quem é o dono da face que levou a escarrada. Se o "alguém" for um bandido fascista desprezível que só faz mal pra nação, sim, cuspir nisso é fazer o bem. Ou pelo menos é um bom começo.