Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 21/Jun/2016 às 17:35
8
Comentários

Cauã Reymond vira travesti em vídeo contra a intolerância

Cauã Reymond abandona a pele de galã para interpretar uma travesti que apanha e sofre transfobia. "Espero que consigamos passar uma mensagem dessa luta contra a intolerância", disse o ator, que também afirmou que irá lidar com tranquilidade diante de possíveis críticas

Cauã Reymond travesti transfobia vídeo
Cauã Reymond interpreta travesti que sofre transfobia (reprodução)

A luta contra a transfobia ganha mais evidência no mundo do entretenimento, como na quarta temporada de Orange is the new black (Netflix) ou na série Transparent (Amazon).

No meio musical, o assunto também tem referência. O ator Cauã Reymond interpreta uma transexual no clipe Your armies, da cantoa Barbara Ohana.

A personagem de Cauã é a travesti Clara, que pensa em se vingar de um homem que a maltratou no passado.

Filmado em preto e branco, o filme é dirigido por Allexia Galvão e Daniel Rezende, e foi financiado pelos próprios artistas envolvidos em sua realização — Cauã inclusive.

Para compor sua personagem, Cauã disse ter se inspirado no clipe We Exist, do Arcade Fire.

“Espero que a gente realmente consiga passar uma mensagem dessa luta contra a intolerância, porque infelizmente esse clipe está saindo num momento muito oportuno, o que só reforça a mensagem”, disse o ator.

Questionado sobre possíveis críticas por estar interpretando uma travesti, Cauã disse que se transformar e buscar trabalhos desafiadores é parte do trabalho do ator. “Se eu for criticado, eu vou entender (…) A bandeira que defendemos é a mesma. A beleza que a gente está propondo é a aceitação do que é diferente para cada um e o respeito.”

Na internet, alguns usuários criticaram Cauã por estar “roubando” o papel de uma atriz travesti, outros elogiaram o ator por estar saindo da zona de conforto e ajudando a trazer visibilidade à causa.

VÍDEO:

informações de Diario de Pernambuco e HuffPost Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Priscila Postado em 21/Jun/2016 às 18:31

    Claro, porque ser mulher é usar cabelo comprido, maquiagem e roupa de rendinha.

    • Marcos Silva Postado em 21/Jun/2016 às 23:26

      Quanta paranoia! A campanha é contra a discriminação de trans e homossexuais, e você vem com essa obsessão que muitas mulheres (misândricas) têm? Nunca vi um homem falar ou insinuar isso que você disse.

  2. Priscila Postado em 22/Jun/2016 às 00:36

    Por que será, né, Marcos?

  3. Priscila Postado em 22/Jun/2016 às 00:39

    "Nunca viu" homem achar que ser mulher é usar essa ou aquela roupa? HAHAHAHAHAHAHA. Nunca viu "mulher trans"?

    • Marcos Silva Postado em 22/Jun/2016 às 21:22

      Você é meio doidinha. Já percebi. Mas ainda não chegou ao nível doentio como eu vi uma mulher dizendo certa vez que todo homem é um estuprador. Algumas obsessões chegam a ser doentias. Cuidado!

  4. Lann Postado em 22/Jun/2016 às 18:10

    Esse povo que comenta nesse site é quase tao doido quanto o povo que comenta no G1. Não era sobre trans? Trans se veste femininamente msm, não?

  5. Priscila Postado em 23/Jun/2016 às 02:00

    Ô Marcos Silva, cê não tem VERGONHA de ficar explicando pra uma mulher o que é ser mulher? E depois a mulher é que é doida? Toma vergonha na cara, vai.

  6. Priscila Postado em 23/Jun/2016 às 02:06

    Lann, vestir-se femininamente faz um homem virar mulher? Ser mulher é vestir-se femininamente?