Redação Pragmatismo
Compartilhar
Economia 02/Jun/2016 às 18:22
11
Comentários

Aprovação de pauta-bomba de R$ 58 bi é comemorada por Michel Temer

Pauta-bomba aprovada pelos deputados com o aval de Michel Temer aumenta salário dos ministros do STF de R$ 33 para R$ 39 mil e provoca efeito cascata em todo o funcionalismo. Custo aos cofres públicos chegará a R$ 58 bilhões

Michel Temer pauta bomba 58 bi
O presidente interino Michel Temer

Pouco menos de oito horas depois de a Câmara dos Deputados aprovar uma “pauta-bomba” que prevê o reajuste de servidores públicos ao custo de R$ 58 bilhões até 2019, o presidente interino, Michel Temer (PMDB), pediu “aplausos” ao Congresso Nacional nesta quinta-feira (2).

“Temos apenas 20 dias de exercício governamental e temos tantos outros projetos e vamos precisar sempre da Câmara dos Deputados, portanto, se me permitem a informalidade, eu peço aplauso ao nosso Congresso Nacional”, disse Temer.

Entre os reajustes aprovados pela Câmara na madrugada desta quinta-feira estão o que eleva o teto do funcionalismo público de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

As declarações de Temer foram feitas durante a posse do jurista Torquato Jardim como novo ministro da Transparência, Fiscalização e Controle. Ele assume o lugar de Fabiano Silveira, que pediu demissão após a divulgação de gravações em que ele aparecia dando conselhos ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre como se defender da Operação Lava Jato.

Temer também parabenizou o Parlamento por ter aprovado a DRU (Desvinculação das Receitas da União), medida que aumenta a margem de recursos do Orçamento que o governo pode gastar livremente. Até 2015, esse percentual era de 20% e o governo propôs aumenta-lo para 30%. “O que foi especialmente importante para o governo foi a aprovação da DRU em prazo recorde”, afirmou Temer.

Além do Judiciário, também serão beneficiados com o reajuste servidores do Ministério Público da União e o procurador-geral da República, além de funcionários do Poder Executivo, da Câmara, do Senado, do Tribunal de Contas da União (TCU), defensores públicos da União, servidores da área de Educação, de agências reguladoras, das Forças Armadas e de ex-territórios.

Conforme o projeto aprovado, os ministros do STF terão seus salários aumentados dos atuais R$ 33.763 para R$ 39.293. O montante é considerado o teto do funcionalismo público.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. pedro Postado em 02/Jun/2016 às 20:07

    E, aí, cade os IDIOTAS que se queimaram no SOL fazendo passeata para tirar a Dilma, cade a Grande Midia, cade a Veja, o Estadão, a Globo, cade aquele Idiota da Jovem Pan, Marco Antonio Villa, ficaram mudos, perderam a lingua. AH fala serio EU to morrendo de rir, esses Idiotas não sabem que o BRASIL é Grande Demais para ser governado por esses politicos tão pequenos.

    • Pedro Accioli Postado em 10/Jun/2016 às 08:02

      Naro, você realmente é um coxinha super idiota! Ficou sem argumentos! Vai defender o Mordomo agora que ele sancionou a pauta bomba seu burro!

  2. Leonardo Postado em 02/Jun/2016 às 20:27

    Será que os patrões (os herdeiros de Roberto Marinho) de toda essa turma darão o seu endosso? Ou será que já tinham dado?

  3. sandro Postado em 02/Jun/2016 às 22:39

    Tirando dos pobres e dando aos ricos.

  4. Eduardo Postado em 02/Jun/2016 às 23:26

    isto nada mais é que a corda da pipa dada para depois puxar de uma vez só.... ou alguém aqui acredita que ele tá de boa intenção com o povo brasileiro..... é golpe, pergunte ao Jucá ao Machado, ao Sarney, ao Calheitos.....

  5. Deisi Postado em 03/Jun/2016 às 07:15

    Só trouxinhas massa de manobra para acreditarem que o Temeroso traidor iria transformar o Brasil num país livre de corrupção. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Mas são idiotas!

    • Pedro Accioli Postado em 10/Jun/2016 às 08:02

      Sem duvidas! Coxinha é o ser mais idiota que existe na face da terra!

  6. Eduardo Ribeiro Postado em 03/Jun/2016 às 11:47

    Pouxa....quase 6.000,00 de reajuste para os Supremos Sumos Senhores do Brasil, em meio a "crise". Quase 40K + auxilios + beneficios, e mensalmente. E a peãozada do judiciário, a base da pirâmide, os operários, técnicos, o trabalhador, o "chão de fábrica" do judiciário, tão ganhando essa fábula também? Por um momento eu acho que fui maldoso e imaginei que mais esse aumento seria talvez uma medida política pra dar aquela segurada no judiciário e evitar mais problemas com os vários investigados que fazem parte do governo (porque cortar na própria carne desgasta demais), e com isso o povo tomaria no cutuvelo de novo. Mas eu refleti melhor, e acho que a nobre casta estava é com problemas pra equalizar seus ganhos defasados com a cotação do euro e por isso estava passando por severas dificuldades pra comprar seus ternos ingleses e italianos. Então é justo sim esse aumento. E não reclamem. Trabalhem.

  7. João Paulo Postado em 03/Jun/2016 às 19:46

    Não vou adentrar no mérito de quanto ganham os servidores do Judiciário Federal em comparação com o restante da população. E espero que meu texto não esteja muito confuso. O Temer poupou BILHÕES com essa aprovação de reajustes. Foi uma grande jogada. Ele jogou para a galera e sairá bem na fita.Trouxe para si os trouxinhas do serviço público federal, ampla maioria que odeia a Dilma, exatamente em virtude de ela enrolar por anos a concessão de reajustes (daí, vale lembrar aqueles de até 78%). O reajuste do Judiciário e MP já estavam acertados com a presidenta Dilma (cerca de 41% parcelado em 04 anos). A base governista se comprometeu com este reajuste. O Temer só implementou o que a Dilma já o faria. Esse projeto só não foi aprovado antes, porque os servidores do Judiciário insistiram na derrubada do veto que concedia reajuste de 78% (na verdade, uns 55%) e lançaram várias emendas ao projeto agora aprovado. Ou seja, retardadaram o máximo possível o próprio reajuste, no sonho de obterem ganhos similares ao do projeto vetado. Paralelamente: os servidores da Justiça do Trabalho ganharam uma ação intitulada de "13%". Transitou em julgado. Haveria pagamento de passivos de 2003 até hoje. Ia ter muita gente recebendo bolada. Estima-se efeito cascata, só com os 13%, superior a 40 bilhões de reais. Com a vitória dos servidores da Justiça do Trabalho, os servidores da Justiça Federal, eleitoral e militar passaram a se auto-conceder também os tais 13%, a despeito de terem seus pleitos rechaçados na própria Justiça Federal. Pois bem. O projeto recém aprovado incorporaria os 13% e resolveria parcialmente o problema. Todos teriam igual reajuste, porém havia o problema do passivo. Os "amigos do Judiciário", encabeçados por nomes do DEM, PSDB e cia, que quase derrubaram o veto dos 78%, agora se viraram e não queriam conceder nem 41%. Mesmo após o trânsito em julgado da ação dos 13%, a União ingressou com reclamação perante o STF e Gilmarzão suspendeu o pagamento de tal parcela. Feito isso, Gilmarzão encontrou esta semana com Temer. Possivelmente, negociaram o seguinte: concedam o aumento negociado com o governo Dilma e eu imediatamente acabo com o passivo dos 13%, violando a segurança jurídica e a coisa julgada. E assim foi feito. O STF acolheu uma aberração jurídica (ressalto, não entrarei no aspecto de ser justo ou não) e capou os malfadados 13%. No dia seguinte, Temer articulou a aprovação do projeto de lei do reajuste. Quem não conhece bem esta história está condenando o Temer. Mas, na verdade, ele conseguiu economizar e MUITO. Ah, e no meio do projeto enfiaram um "jabuti". O reajuste dos magistrados de 16%, em uma parcela (ah, eles têm reajustes de ano em ano ou de dois em dois anos). Não se enganem que esses reajustes são formas de comprar complacência no STF. Isso é só para Ministros desfilarem suas influências entre seus pares. A grana pesada não é de reajuste de 16%. É o que vem "de fora". No mais, os servidores públicos exercem forte pressão em parlamentares. Se o Temer não aprova, milhares voltariam ao Congresso e fariam campana por lá em algumas semanas. Já a população em geral, reclama no globo.com sobre o reajuste, mas não sai de casa para protestar contra isso. O Temer fez o que a Dilma faria, colheu os louros e ainda poupou bastante dinheiro. Os trouxinhas embarcam, porque achavam que o Governo não honraria com esse reajuste.

    • Ricardo Postado em 10/Jun/2016 às 14:02

      Parabéns, João! Muito bem explicado!

  8. Ricardo Postado em 09/Jun/2016 às 20:05

    Só não podemos cair em simplificações. Acho imoral o aumento dado à cúpula do Judiciário, mas deve-se saber que muitas carreiras do serviço público não têm aumento há anos, em especial do Executivo (embora também os servidores do Judiciário Federal também estão com salários congelados - não são da mesma carreira dos Juízes!). O aumento da cúpula do Judiciário (juízes) é imoral e não tem sentido, e o aumento dos servidores (assim como os gastos sociais) NÃO É A CAUSA DO ROMBO DAS CONTAS PÚBLICAS!!!! Quase metade de toda a arrecadação vai para o serviço da dívida, para a FARRA dos rentistas, INCLUSIVE ESTRANGEIROS (e vc aí bravo por trabalhar para os servidores...). Para quem se interessar: https://www.youtube.com/watch?v=YPBOWUyD-Q0 (A Corrupção e o Sistema da Dívida - por Maria Lúcia Fattorelli). Só uma dica: o sistema se relaciona desde o financiamento de campanhas políticas até as privatizações...