Redação Pragmatismo
Compartilhar
Michel Temer 23/May/2016 às 12:33
15
Comentários

Michel Temer recria Ministério da Cultura após críticas e protestos

Após série de críticas e pressão de personalidades e grupos ligados à produção cultural, presidente interino Michel Temer decide recriar o Ministério da Cultura

michel temer ministério cultura

Após uma série de críticas de setores da sociedade e da classe artística, o Ministério da Cultura será recriado. A decisão do presidente interino Michel Temer foi confirmada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho.

O ministro da pasta será Marcelo Calero, que já havia sido escolhido para chefiar a área de cultura quando ainda se pensava nela como uma secretaria vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

A medida provisória que trata da recriação da pasta será publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (23). A posse de Calero está prevista para terça-feira (24).

A decisão foi tomada após uma conversa de Temer com Mendonça Filho. O presidente expôs sua vontade de recriar a pasta recém-extinta e pediu a opinião do ministro. Mendonça Filho, então, concordou.

“É um gesto no sentido de serenar os ânimos e focar no objetivo maior: a cultura brasileira”, disse o ministro, em nota divulgada neste sábado (21) pelo MEC no Facebook.

Na mesma nota, Mendonça Filho confirmou o nome de Calero como ministro. “Com Marcelo Calero, vamos trabalhar em parceria para potencializar os projetos e ações entre a educação e a cultura”.

Calero chefiava, desde o ano passado, a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. Ele tem 33 anos e ingressou na carreira diplomática no Itamaraty em 2007.

Pressão da classe artística

Desde que assumiu interinamente a Presidência da República, em 12 de maio, e anunciou a extinção do Ministério da Cultura, Temer recebeu críticas de personalidades e grupos ligados à produção cultural. No dia de sua posse como ministro, Mendonça Filho chegou a garantir uma política cultural forte, mesmo com a fusão da Cultura e do MEC.

“Você pode ter dois ministérios com pouca força e também pode ter duas áreas fundamentais como cultura e educação andando mais fortalecidas”, disse na ocasião.

Mesmo após as declarações, as críticas continuaram, e a pressão pela volta do Ministério da Cultura não diminuiu. Durante encontro com servidores da Cultura, no dia 13 de maio, Mendonça Filho foi vaiado.

“Me explica, por favor, como acaba um ministério sem falar com servidor”, gritavam em coro. Durante o seu discurso, o ministro foi interrompido várias vezes pelos protestos.

Na Bahia, também houve atos contrários à extinção do ministério. Manifestantes ocuparam o escritório do Ministério da Cultura em Salvador. Cineastas brasileiros também criticaram a extinção do ministério no tradicional Festival de Cannes.

“A extinção do Ministério da Cultura deixou todo mundo em alerta, a gente não faz ideia do que pode vir por aí, e os sinais que têm chegado a nós não têm sido bons”, preocupou-se o cineasta pernambucano Fellipe Fernandes, que exibiu seu curta, O Delírio É a Redenção dos Aflitos, no festival francês.

Agência Brasil

Recomendados para você

Comentários

  1. poliana Postado em 23/May/2016 às 14:31

    esse senhor é uma piada! não aguenta 5 minutos de pressão q cede em tudo q faz. é um pobre fantoche...não tem a menor condição de exercer a presidência da república!!!digno de pena!!! achou q seria fácil, né?! agora aguente!!!!

    • Eduardo Postado em 24/May/2016 às 10:33

      piada é voce Poliana. "Ai, quero que todos os sulitas morram, pq eles riram do meu sotaque"

      • poliana Postado em 24/May/2016 às 14:05

        nossa, vc n sabe como estou preocupada pq sua gentinha sulista ri do meu sotaque. nunca falei do sotaque aki. vc é louco. está curtindo muito a ressaca moral por ter apoiado esse golpe, servindo de fantoche dos barões da mídia e da elite empresarial do país?? não tendo o q argumentar, trouxe algo q n tem nada a ver com a situação hein!! continue aí curtindo sua ressaca moral. eu sei q é uma merda. mas vai passar...

  2. Wylie Postado em 23/May/2016 às 14:38

    Recriar o ministério da cultura é uma coisa, agora ter dinheiro para repassar é outra.

    • poliana Postado em 24/May/2016 às 14:07

      até pq o dinheiro q Minc recebe é tão pouco q nem faz falta. nem se compara às pastas maiores neh? desde qdo o brasil se preocupa com sua cultura? vê se tem político se estapeando com outro pra ficar à frente do Minc. não tem..só querem o ministério da saúde, da previdência, do trabalho...não tinha necessidade nenhuma de fechar o Minc. foi pura vingancinha por raiva da classe artística q n apoiou o golpe em sua maioria.

  3. sandro Postado em 23/May/2016 às 15:19

    Se assoprar ele cai.

  4. DANIEL Postado em 23/May/2016 às 15:54

    digno de pena não, digno de cadeia!

  5. Pereira Postado em 23/May/2016 às 18:02

    Só para lembrar !!!! o nome do presidente escolhido pelos petistas é Michel temer !

    • poliana Postado em 23/May/2016 às 18:45

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!! ALGO A DIZER SOBRE O ÁUDIO DO JUCÁ, pereira????

      • Pereira Postado em 24/May/2016 às 12:29

        Sim claro ! jucá tem o poder de comandar um golpe ! haahhahah essa mídia esquerdista me mata ! hahahahahaha

      • poliana Postado em 24/May/2016 às 19:40

        mas ninguém disse q ele comandou, apenas ficou claro q foi tudo um circo midiático pra derrubar dilma e barrar o avanço da lava jato..ou vc n percebeu isso??!!

    • poliana Postado em 23/May/2016 às 18:46

      o nome da presidente escolhido por 54 milhões de brasileiros é DILMA ROUSSEF! michel temer foi escolhido pra preenchera chapa como VICE-PRESIDENTE! "só pra lembrar"!!!

    • Eduardo Ribeiro Postado em 23/May/2016 às 20:55

      Seguimos com o "Discurso do Golpista Envergonhado". Assumam o que fizeram uma vez na história, criem carater e vergonha na cara...

  6. Eduardo Ribeiro Postado em 23/May/2016 às 20:50

    É um pobre diabo, um fraco, medroso, uma barata tonta. Botou pressão ele confessa. Culhão zero desse golpista. Hoje mesmo, Romero Jucá passou o dia no banho-maria. Bastou a Globo mandar um editorial pedindo urgente a cabeça de Jucá para salvar o impeachment, e o cara não durou 10 minutos. Presidente Zero Votos, pau mandado que não tem moral pra nada.

  7. Temer: ‘avanços __ | falandonalata1 Postado em 23/Aug/2016 às 13:30

    […] como já demonstrado aqui no blog (e AQUI), a da Cultura. Foi tão criticado que voltou atrás e recriou o MinC dias depois. Como seu governo só tinha homens — pela primeira vez, desde a era do ditador Geisel (1974-79) […]