Redação Pragmatismo
Compartilhar
Michel Temer 24/May/2016 às 17:58
12
Comentários

Michel Temer não mexe com ricos e promove arrocho no andar de baixo

Pacote para a economia anunciado hoje por Michel Temer e Henrique Meirelles preocupa. Medidas preveem engessamento de despesas fundamentais na Saúde e Educação, precarizando ainda mais a qualidade do serviço público. Para a parcela mais rica da população, entretanto, não houve incômodo

Michel Temer henrique meirelles economia
Michel Temer e Henrique Meirelles

O pacote de medidas para a economia anunciado nesta terça-feira, 24, pelo presidente interino Michel Temer e pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tem como característica principal o arrocho na área de maior impacto na população, a social.

Michel Temer pretende aprovar no Congresso um limite para o crescimento da despesa federal, uma emenda à Constituição que proíba a despesa de um certo ano crescer mais que a inflação do ano anterior. Neste teto entram despesas como Saúde e Educação. Para valer, dependerá de aprovação, pelo Congresso, de uma emenda constitucional (o que exige 3/5 dos votos).

O jornalista Leonardo Sakamoto lembrou que nas últimas décadas, o aumento desses gastos têm sido acima da inflação, em parte para responder às demandas sociais presentes na Constituição de 1988 e tentar reduzir o imenso abismo social do país. E, mesmo assim, a qualidade do serviço público segue insuficiente para a garantia da dignidade da população. Portanto, cada aumento que deixa de ser repassado, é uma situação precária que se cristaliza.

“Isso não é criminalizar quem é rico, como muito tem se falado toda vez que se toca nesse assunto. Mas rediscutir um sistema que, em todos os momentos, de crise ou de bonança, faz com que os muito ricos sejam poupados, enquanto os mais pobres vão virando geleia. Padrão adotado, a bem da verdade, em maior ou menor grau, por todos os governos desde Tomé de Sousa”, diz Sakamoto.

Para aumentar o caixa, o governo ainda pretende pegar o dinheiro do Fundo Soberano do Brasil, com reserva de R$ 2 bilhões para ajudar no abate à dívida pública, e pedir de volta R$ 100 bilhões repassados ao Tesouro pelo BNDES. Esse dinheiro serviria para abater a dívida pública. Mas não se sabe se o plano é juridicamente viável nem como seria possível abater de fato a dívida.

Em nenhum momento se falou de medidas que afetem a parcela mais rica da população. Por exemplo, a taxação de lucros e dividendos de empresas, a regulamentação de um imposto sobre grandes fortunas, um aumento na taxação de grandes heranças ou alteração na tabela do Imposto de Renda, cobrando bem mais de quem ganha mais e isentando a maior parte da classe média.

Fim da poupança do pré-sal

O presidente interino sugeriu ainda uma emenda à Constituição para limitar os gastos públicos e acabar com o Fundo Soberano, espécie de poupança criada em 2008 para usar em períodos de crise.

Segundo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, “a decisão é imediata”. Como acabar com o fundo envolve vender ações do Banco do Brasil, ele disse que “o processo será cuidadosamente avaliado para não haver variação muito grande nos preços” das ações. Logo após o anúncio, as ações do banco chegaram a cair até 4,5%.

com agências

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. sandro Postado em 24/May/2016 às 20:05

    O objetivos do vice vigarista e cia são:estancar a sangria,paralisando a lava jato;deixar o ricos mais ricos,cortando benefícios dos trabalhadores;e entregar o pré sal.Essa é a pinguela para o passado.

  2. Salomon Postado em 24/May/2016 às 20:49

    Vá! Um rico de camisa da CBF, num domingo na Av paulista, berrando contra um governo trabalhista, faz algum sentido. Agora, um empregado fodido, de uma empresa terceirizada qualquer, rogando pelo impeachment, é coisa que não há quem entenda e só a globo explica.

  3. Thiago Teixeira Postado em 24/May/2016 às 22:01

    Eu quero que esses golpistas se danem. Pronunciamento feito apenas aos trouxinhas.

    • Deisi Postado em 25/May/2016 às 08:09

      Verdade Thiago, deu no que os trouxinhas lutaram tanto para acontecer, um governo de direita bonzinho e honesto.

  4. custodio Postado em 24/May/2016 às 22:29

    A primeira reforma que qualquer pessoa seria que estiver como presidente seria acabar com 70% das cadeiras de deputados, senadores, vereadores, acabar com todas as suas mamatas assim como as mamatas dos juízes. Ai sim teríamos uma economia real nesse país.

  5. Tania Santos Postado em 24/May/2016 às 22:45

    Nome disso é Privatização do Banco do Brasil somente para pagar juros aos outros donos de Bancos.Ao invés de criar o Imposto que Taxa as Grandes Fortunas que geraria R$100 Bilhões anuais. Golpistas são contra o povo e só pensam em servir aos grupos financeiros interno e internacionais. No governo FHC privatizaram as empresas e não tivemos nenhuma melhoria com as vendas. Não pagamos a divida externa e vivíamos nas mãos do famigerado FMI que levava o pais sempre a falência. Mais de R$600 bilhões arrecadados com as privatizações e não tivemos investimentos nas áreas de saúde, educação, habitação ou sequer em geração de empregos. Só vimos a compra de apartamento em Paris, compra de fazendas e agora o loteamento do Brasil em corrupção nos três poderes (Legislativo,Judiciário e Executivo) em troca do enriquecimento ilícito. São incapazes de ver que estamos saturados de saco cheio de ver acumulação de riqueza as custa da miséria do povo, da população jogada na obscuridade sem educação, sem formação profissional, sem desenvolvimento econômico e o PRINCIPAL divisão do PIB de maneira mais justa dentro da sociedade. Diminuindo as diferenças de classes sociais e REGIONAIS. Essa gentalha só pensa em adquirir que carros, joias, imoveis, viagens ao exterior, ilha particular em Angra dos Reis em detrimento dos nossos direitos adquiridos como aposentadoria, venda do patrimônio nacional, programas sociais. Não se importam com corrupção. Se tivessem dignidade, o que não tem, convocariam eleições diretas AGORA.

  6. sidney Postado em 25/May/2016 às 02:50

    Massa, a classe média vai ser atingida? Então ta bom. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. Deisi Postado em 25/May/2016 às 08:03

    Depois o (ex coxinhas) hoje trouxinhas querem colocar nas costas dos eleitores da Dilma a eleição do temeroso.Essa turma é muito mal intencionada, votamos na Dilma pelo programa do PT, não o programa do PMDB e psdb, que são exatamente iguais. Não me surpreende as medidas do ministro do interino, que é tirar tudo dos pobres, para beneficiar os ricos.

    • flavio santos Postado em 13/Oct/2016 às 11:13

      Isso ae Deise!! voltamos a epoca em que se tira dos pobres para dar aos ricos.

  8. Nise Postado em 25/May/2016 às 09:24

    Simples: é a efetivação do projeto das elites, de mais de 500 anos. Alienar o pobre, para que ele não entenda nada de política. Dessa forma, servirá como marionete.

  9. Eduardo Ribeiro Postado em 25/May/2016 às 11:19

    Não tem nem um carinho, um beijinho, uma preliminar antes. Já chega descendo a sarrafada no trabalhador pra preservar os interesses dos mais endinheirados. Essa relação tem que ficar clara: ele fode com o trabalhador, tirando direitos e avacalhando pontualmente, escolhidos a dedo, saúde e educação, PARA ESPECIFICAMENTE poupar os ricos. Pega por exemplo isoladamente UM mecanismo que afeta a parcela endinheirada: a tributação sobre lucros e dividendos recebidos pelos proprietários e acionistas, sozinha e nos moldes em que existia até 1995 (foi extinta, no primeiro ano de mandato, adivinhem por quem...), daria em torno de 45 BI por ano, cerca de 1/4 do tal do rombo que Temer alega. Diante dessa opção ele prefere arrocho na Previdência, avacalhar com os já combalidos saúde e educação, pegar 2BI do Fundo Soberano (mixaria, convenhamos) e não estabelecer uma porra de uma meta fiscal. E isso é apresentado pro povo da seguinte forma: """pai Temer não está te prejudicando, na verdade está cuidando de você...ou é isso ou continua do jeito que estava com a Dilmalandra, o que você prefere?""". E passaram, me corrijam se errado, míseros 12 dias de governo.

  10. Leonardo Postado em 25/May/2016 às 19:18

    Foram os ricos que o puseram lá. Sendo assim, vocês esperavam o quê?